Sábado, 21.01.17

Hoje andámos a ler os colegas. Transcrevemos o que diz o Notícias do Ribatejo:

 

''Comunicado dos Deputados do PSD sobre a situação no Agrupamento de Escolas Dr. Manuel Fernandes, em Abrantes

Situação precária do Agrupamento Dr. Manuel Fernandes em Abrantes é o espelho da irresponsabilidade do Ministro da Educação e das 35 horas

 

"Em Abrantes o ensino não é gratuito pois são os pais que pagam os funcionários da escolar pública" 

O Grupo Parlamentar do PSD esteve ontem representado numa reunião com encarregados de educação do Agrupamento de Escolas Dr. Manuel Fernandes em Abrantes, num dia em que a escola esteve encerrada na sequência de um protesto dos alunos pela notória falta de condições. O PSD já tomou pelo menos 5 iniciativas junto do actual governo para resolver esta situação, entre Perguntas Escritas, intervenções na Comissão de Educação e no debate do OE2017.

Duarte Marques, Deputado do PSD na Comissão da Educação da Assembleia da República, esteve presente nesta reunião e discutiu com os representantes dos alunos, professores, assistentes operacionais  e encarregados de educação a situação de grande dificuldade em que se encontra a comunidade escolar.

Duarte Marques recorda que "este processo não é novidade para o Ministério da Educação, os Deputados do PSD já por diversas vezes alertaram o Ministro Tiago Brandão Rodrigues para esta situação. Visitámos esta escola três vezes ao longo do último ano e na sequência disso questionámos formalmente o governo que ou não respondeu ou desvalorizou a situação."

 

devida vénia ao Notícias

 

"A reposição das 35 horas semanais dinamitou a situação deste agrupamento. Desde logo o director do agrupamento avisou, chamou a atenção, protestou mas parece que só os Deputados lhe deram atenção. É inédito uma escola correr o risco de continuar abertas graças ao recurso a funcionários das associações de pais ou a uma bolsa de encarregados de educação desempregados que desempenham as funções de assistentes operacionais."

 

Para o Deputado do PSD "é inaceitável que perante a insistência da escola, dos Deputados do PSD e ao que soubemos da própria autarquia, o Ministério da Educação apenas se digne a ouvir o problema após uma greve dos alunos"

 

Os Deputados do PSD exigem uma resposta urgente e imediata para este agrupamento que funciona actualmente abaixo das condições de segurança exigidas. A responsabilidade do problema e a sua solução é única e exclusivamente do Ministro da Educação e do governo que decidiu aprovar 35 horas semanais sem garantir a necessário compensação e reforço do número de assistentes operacionais.

 

É tempo da comunidade escolar  se unir e fazer ouvir a sua voz junto do Ministério da Educação.

 

Segundo o Deputado Duarte Marques "em Abrantes, a garantia da gratuitidade da escola pública está colocada em causa quando são os próprios pais que pagam os assistentes operacionais".

 

A situação de precariedade deste Agrupamento é "o exemplo perfeito das consequências políticas do actual governo e da falsa propaganda que fazem. Cortam o orçamento desta escola, não dão resposta às necessidades das novas instalações, revertem o horário da função pública e fazem de conta que está tudo bem. Urge que a comunidade escolar, a autarquia e os Deputados se unam para exigir um reforço imediato do quadro de assistentes operacionais do Agrupamento."



publicado por porabrantes às 22:05 | link do post | comentar

Na Coluna Vertical, o dr. Santana-Maia aconselha a que não se deve lutar com um cevado.
No facebook, Elza Vitório apoia a opinião do Advogado. O post tem sido muito compartilhado pelos observadores da vida política abrantina.

Resolvemos publicar a imagem mais antiga que representa um suíno na  história de Abrantes.

javali romano.png

Esta peça foi encontrada pelo maior arqueólogo abrantino, o Álvaro Baptista, nas escavações da Terra Fria-Cidade da Escória (Montalvo) e datada e estudada pela drª Graça Cravinho.

(ver página 83 da Carta arqueológica do Concelho de Constância da autoria do amigo Álvaro, onde está o estudo da peça.)

A imagem foi roubada ao excelente blogue A Lusitânia da prestigiada investigadora Filomena Barata.   



publicado por porabrantes às 16:46 | link do post | comentar

O colega Transporte Sentimental analisa o pedido de desculpas do benfiquista lírico José Falcão Tavares acerca do miserável acto de vandalismo contra uma instituição sportinguista em Alferrarede.

José Carmo Francisco elogia o João Semana que trovou ao Chalana, mas acusa o Benfica de ser um clube de mentirosos, escalpelizando com acerto múltiplas mentiras benfiquistas ao longo da História.

 

'' (...) Veja-se a Revista «Notícias Ilustrado» de 10-12-1933 com um friso de atletas do SLB na capa em saudação fascista. Veja-se como dois jornalistas (António Valdemar e Jacinto Baptista) alteram uma fonte com data de 2-12-1907 e colocam um nome que não está (nem podia estar lá) dentro de um parêntesis recto: onde está bem (...)

 

ma

 

 

 



publicado por porabrantes às 12:18 | link do post | comentar

A deputada Gabriela Canavilhas, que deixou triste memória pelo seu apadrinhamento à torre abjecta do Carrilho da Graça, acaba de ser censurada pela ERC por ter proposto o despedimento da jornalista Clara Viana, do ''Público'', porque deu uma notícia sobre uma manif a favor dos colégios privados, que a política não gostou.

Clara Viana foi a jornalista que fez há dias a reportagem sobre a situação na Escola Manuel Fernandes, onde a política do Tiago e as obras da Parque Escolar criaram uma situação vergonhosa.

Não sabemos se o Tiago também vai telefonar para o ''Público'' a pedir o despedimento da Clara.

A Canavilhas é correligionária da cacique e tem interesses no concelho, designadamente no Tramagal onde é dona de algum imóvel.

Leia a notícia no Público

ma



publicado por porabrantes às 11:01 | link do post | comentar

Sexta-feira, 20.01.17

 

O investigador Jorge Miguel Bravo fez na Gulbenkian em Outubro de 2016 esta comunicação:

bravo.png

Face à evolução demográfica em muitos municípios, temos perante nós um cenário terrível de insustentabilidade em muitos territórios, incuindo e em especial Abrantes.

Remeto para o artigo do autor referido, mas não resisto a esta citação:

''

bravo 2.png''

Se isto se verifica e a tendência é para verificar-se, Abrantes corre o risco de ser insustentável.

 

Ainda vamos a tempo de inverter a tendência?

 

Parece bem que não, porque tudo indica que continuarão a governar os que construiram este modelo insustentável.

 

O modelo a que Santana-Maia chamava com razão ''a cidade imagínária''.

 

ma



publicado por porabrantes às 20:16 | link do post | comentar

16176094_10207670639064066_455230388_n.jpg

Duma propriedade do Dr.Paulo Falcão Tavares foi roubada esta escultura. Agradece-se a quem souber do seu paradeiro que contacte com o interessado ou com as forças da ordem.

mn



publicado por porabrantes às 18:11 | link do post | comentar

Lendo as obras editadas pelo tipos do centenário, fico com dúvidas.

 

Podia comer decentemente um visitante da vila em 1865, ou tinha de trazer farnel?

 

A estas coisas básicas respondem os guias de viagem que já havia em 1865.

 

Pois fiquem a saber que o visitante devia comer no restaurante da Estação do Rocio de Abrantes, porque no cabeço nickles.  Havia só uma taberna mal amanhada.

 

restaurante.png

É o que dizia o Sr. Abreu neste livro

cabeço.png

 

  ma



publicado por porabrantes às 17:52 | link do post | comentar

 

Há gente para tudo, dizia o Marquês de Iria Flavia. Era o Marquês um gajo do caraças e por mérito da forma como escreveu o castelhano, Prémio Nobel. Era Don Camilo José Cela Trulok, que dizia que não escrevia na língua dos rurais da terra onde nasceu (Galiza), porque preferia escrever na língua de Cervantes.

Retomava a tradição de Don Miguel de Unamuno que não escrevia em basco (apesar de  ter nascido lá) porque dizia que o dialecto vascongado só servia para falar com vacas.

Don Camilo só aceitava mercês sérias, e assim foi Marquês porque Juan Carlos o quis nobilitar. E assim foi Nobel porque escrevendo coisas como a ''Colmena'' ,  uma Instituição de prestígio lhe deu o prémio.

Salto do galego para a deputada deste Distrito, Idália Serrão, socialista da borda d' água.

A parlamentar ( graças ao saneamento da Sónia Sanfona) diz aqui que é Grã-Cruz da Ordem Internacional da Fraternidade Brasil Portugal.

Em 21-1-2016 arremeteu contra o anterior governo acerca da Pousada de Juventude abrantina. E repetiu os disparates que a cacique espalha sobre isto.

pousada.png

O prazo legal de resposta da Geringonça era de 10 dias. A dita, apesar da galante deputada ser Grã-Cruz e grã-fina (segundo me disse a mana de D.António, enquanto o marido ia buscar as bicas), demorou 6 meses a responder à ex-vereadora da Lezíria.

A resposta é de 7-6-2016 e não responde a nada, mas insulta os deputados porque mostra que os da Geringonça ou são uns vadios, ou não têm respeito o Parlamento

Porque não respondem aos representantes do povo atempadamente.

Voltou a deputada da Grã-Cruz hoje a   interrogar este governo acerca duma justa greve estudantil.

Se o Tiago, dos colaboradores com licenciaturas falsas, for tão madraço como os da Movijovem, terá a deputada da Grã-Cruz resposta pronta dentro de 6 meses.

Como somos gentis, falamos da deputada e não do chefe dela, condenado pela Relação por ter ficado alegadamente com o dinheiro dum cliente.

Porque o homem também assina o requerimento.

Mas ficaria bem à deputada da Grã-Cruz requerer, a quem de direito, quando é que o cliente do colega recebe a ma$$a.

Volto ao requerimento de hoje, que a gentil assistente social enviou ao Tiago, ( aquele que tinha uns amigalhaços com licenciaturas aldrabadas).

Diz a deputada que na Manuel Fernandes há 800 alunos e 120 professores, ou seja há 6,6 alunos para cada professor.

Com uma média destas teria de haver sucesso escolar, mas acontece que as médias dos exames foram desastrosas, 5,93 a Matemática é do baril!

Também acontece que foi lá que uma professora quis ser directora, alegadamente aldrabando  papelada. Caso da Susana Pires.

Ficaria bem à finérrima deputada da Grã-Cruz requerer, a quem de direito, que se apurou sobre a Susana Pires.

E que tem a Inspecção do Ensino a dizer a isto.

Mas a deputada não pergunta nada sobre tal inquérito.

Assim sendo, também não vamos perguntar se pediu autorização ao Marcelo (ou ao Cavaco) para ostentar Grã-Cruzes brasucas.

A única pessoa que conhecemos que tinha condecorações destas era o Sr.Manuel Martinho, Director do Jornal de Alferrarede, que era Comendador duma treta de Pernambuco.

Devia a Deputada meditar no nobre exemplo do Marquês de Iria Flavia. Se há que receber honras, que sejam sérias.

Se há que fazer perguntas, vai-se ao fundo da questão.

Doa a quem doer.

ma

 

   

 



publicado por porabrantes às 15:29 | link do post | comentar

Transcreve-se com a devida vénia o post que o Sr.Presidente da Câmara do Sardoal acaba de publicar. Tem o autarca toda a razão.

 

vergonha 1.png

 Pobre país e pobres doentes!

ma



publicado por porabrantes às 08:57 | link do post | comentar

Quinta-feira, 19.01.17

banqueiro.jpg

 



publicado por porabrantes às 21:34 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Em Abrantes o ensino não ...

O porco mais antigo de Ab...

O Poeta Tavares e o vanda...

Ministra do MIAA censurad...

Será Abrantes insustentáv...

Peça roubada

Havia tascas em Abrantes ...

O requerimento da deputad...

A vergonha continua!

Insegurança

arquivos

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

arqueologia

assembleia municipal

baptista pereira

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cds-pp

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cma

colégio de fátima

cónego graça

constância

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

miaa

miia

mirante

mouriscas

museu iberico

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pedro marques

pego

pegop

petição

pico

pina da costa

política

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

vale das rãs

todas as tags

links
Janeiro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14


22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds