Quinta-feira, 31 de Março de 2011
Casa do Povo de São Facundo (IP: 2.82.157.210) disse sobre Casa do Povo de São Facundo é anti-carrilhista na Quinta-feira, 31 de Março de 2011 às 21:56:

 

     

A colectividade da Casa do Povo de São Facundo requer a imediata eliminação desta publicação, primeiro porque se alguém se tornou amigo no Facebook foi um terceiro que poderá ter entrado na página própria da colectividade, e em segundo lugar a colectividade não quer entrar em guerras alheias ao bom funcionamento da mesma. 

Sendo assim somos completamente alheios a devaneios de terceiros.

 

 

Recebemos este comentário que publicamos na íntegra.

 

E comentamos:

 

a) Não sabemos quem é o remetente. O mínimo é se o comentário é dos orgãos sociais da Casa do Povo que se identificassem com nomes e apelidos e enviassem um ofício.

 

b) Portanto o único facto estabelecido é este, esperamos uma confirmação oficial da coisa se é verdadeira.

 

c) Na página da Casa do Povo foi escrito isto:

 

Discordo frontalmente da opção de quem gere este espaço que representa ou usa a C. P.de S. Facundo. Ao terem aderido à página anti-MIAA, estão a arrastar a colectividade para uma discussão que envolve diversas Instituições Públicas e privados, que podem trazer causar danos à C: P: S. Facundo Ainda recentemente, houve uma A. Geral e tal assunto não foi abordado e era o minimo que se exigia. Espero uma resposta.

 

porabrantes.blogs.sapo.pt
Uma das mais bonitas e simpáticas e hospitaleiras freguesias de Abrantes acaba de aderir ao movimento cívico para defender
Hace 6 horas ·  ·  · Compartir
 
Um esclarecimento ao Sr.Silveira: esta página não é anti-MIAA mas contra o projecto absurdo de Carrilho da Graça
 
d) O Sr. Armindo Silveira é também amigo do movimento cívico Salvem O Real Mosteiro e ainda há dias participou com este comentário:
 
Armindo Silveira Parece impossivel! Ainda ontem estive nas minhas pesquisas estive e ler sobre a dita oliveira e agora deparo com mais este atentado.http://motg.blogs.sapo.pt/arquivo/1062756.html
28 de marzo a las 15:06 ·  ·  1 persona

 

e) Portanto parece ter havido alguém que dentro da Casa do Povo, que está encarregada de gerir a sua página facebook é da mesma opinião que o Sr. Armindo Silveira (que tem excelentes fotos sobre arqueologia de São Facundo na sua página do facebook), mas que não estaria mandatada pelos orgãos sociais para tomar estas decisões.

 

f) Até agora ninguém respondeu ao Sr.Armindo, mas já nos estão com exigências. Respondam primeiro aos sócios, esclareçam as coisas e depois falem.

 

g) Descobrimos entretanto que parece que já não são nossos amigos.

 

h) Não vemos problema em que uma instituição cívica tome posição num problema destes. É para isso que elas existem. Não tomar posição é fazer como Pilatos.

 

i) Neste blogue mandamos nós, e o texto fica como está porque não se infringiu nenhuma norma legal.

 

j) E como somos dados ao politicamente incorrecto só nos apetece comentar a coisa assim: 

 

 

(retirado do Insurgente)

 

O anti-carrilhismo da Casa do Povo São Facundo parece ter durado tão pouco como os bons e leais serviços da licenciada Paula Coelho Ferreira a José Sócrates.

 

Miguel Abrantes, chefe desta treta 



publicado por porabrantes às 23:45 | link do post | comentar

oconnor_11_2007.jpg

 

Os rupestres falavam  inglês excepto o Oeesterbeck que era holandês.....

 

(in Los Angeles Times)

 

A.Abrantes


tags:

publicado por porabrantes às 22:33 | link do post | comentar

O problema da violência doméstica é no caso do Fernandes dramático. Era ele que batia na Edite ou a gaja que o sovava?

 

Segundo nos diz em portunhol Edite Estrela (a gaja que pôs em tribunal uma jornalista abrantina por D.Gonçalo da Câmara Pereira lhe ter afirmado numa entrevista que a Câmara de Sintra era a mais corrupta do país, ao tempo da especialista em ortografia andar armada em autarca) o Zapatero criou um observatório da violência doméstica.

 

Quando a Edite bater no Fernandes, o homem já sabe onde se queixar.

 

Quem é amigo?

 

Não se traduz a língua alarve da Estrela, porque é parecido com o galego que os rurais de Vinhais usam para fazer compras em Orense.

 

 

 

Suzy de Noronha, snob, natural de Cascais



publicado por porabrantes às 22:16 | link do post | comentar

Tem esta secção andado descuidada quando devia ser o centro do debate contra a carrilhada.

 

Mas o nossos juristas estão ocupados a estudar a viabilidade de usar a papelada para chatear os prevericadores no sítio exacto.

 

De maneira que hoje publicamos uma wikie arqueológica.

 

A prosa é péssima, digna dum tal Fernandes ou do seu alter-ego feminino a Edite, criatura que um tal Joaquim Duarte promoveu com desvelo e carinho.

 

Como não somos caluniadores, como diz António Barreto que é Sócrates,

 

“Estamos a pedir em más condições, depois de um golpe de Sócrates que provocou eleições para tentar continuar no deslize e no agravamento em que estávamos”, afirmou Barreto foto público 

 

não diremos que a Edite foi amante de Jota Pico......

 

 

mas diremos que o Fernandes de Vinhais, ou seja a Maria de Lurdes Pouco Modesta de Rio de Moinhos, antes de insultar os senhores peticionários, se insurgiu na Assembleia Municipal contra o MIAA

 

Agradecemos a quem o remeteu o texto e ele só prova o que é o pai político do Pico: um vulgar oportunista, capaz de tudo para subir ao poder.

 

Marcello de Noronha 

 

 

 

antes disso, quem foi o animal cultural  que disse a uma Juíza abrantina : que em política o que parece, é, atribuindo a frase ao Professor Marcello Caetano?

 



publicado por porabrantes às 21:27 | link do post | comentar

O clube de fans de BP a que preside a tia Mary Lucy mandou-nos esta foto

 

 

 

Conferência em Setúbal<br>Luciano dos Santos no contexto das gerações da Arte Moderna

 

Trata-se duma conferência onde o BP diz que havia em Setúbal um pintor chamado Luciano Santos que era do baril.

 

 Torre de Cube, México

Estranha-se que o BP não tenha terminado a palestra apelando a construir uma torre de 50 metros no meio do Convento de Jesus para alojar as medíocres produções do tal Luciano.

 

Marcello de Noronha, Presidente da Liga Anti-BP 



publicado por porabrantes às 21:16 | link do post | comentar

E QUE TAL UMA PROVIDÊNCIA CAUTELAR PARA INDMENIZAR A "FUGA" DO TAL ARQUITECTO c/2.500 Assinaturas?

E QUE TAL UMA PROVIDÊNCIA CAUTELAR PARA INDMENIZAR A "FUGA" DO TAL ARQUITECTO C/2.500 ASSINATURAS?

 OU ESTA PROVIDÊNCIA SERÁ UM PERDÃO COMPENSATÓRIO PELA FUGA DO DITO...?!

 

ortografia do rural Jota Pico

 

 

é tonto o gajo????

 

ou pretende apenas insultar o sr. dr. José Amaral por ter assinado a petição e ter dito, cito de memória, que a carrilhada era:

 

UM ABORTO?????

 

miguel abrantes

 


tags:

publicado por porabrantes às 19:05 | link do post | comentar

Convento de Jesus, Marca do Património Europeu 17/01/2011

 

 

 

 

por Carlos Anjos

 

A inclusão do Convento de Jesus, em Setúbal, na lista inicial das Marcas do Património Europeu, corresponde ao reconhecimento internacional do mais importante monumento nacional de Setúbal e de um dos mais relevantes exemplares da arquitectura manuelina a sul do Tejo. O objectivo destas Marcas, promovidas no âmbito do Conselho da Europa e da União Europeia, é “dar visibilidade aos sítios que celebram e simbolizam a integração, os ideais e a história da Europa”.

 

Recorde-se que Setúbal foi testemunha da ratificação do Tratado de Tordesilhas, por D. João II (em cujo reinado foi fundado o convento), em 5 de Setembro de 1494. Facto, aliás, evocado em 1994, aquando das comemorações do quinto centenário do tratado e que aqui trouxeram o monarca espanhol. A bela obra manuelina acolhe também o (actualmente encerrado) Museu de Setúbal, depositário de importantes colecções de pintura, sobretudo a do século XVI, escultura sacra, ourivesaria, azulejaria e outras artes decorativas, bem como ainda arte contemporânea. Convento e Museu que têm sido motivo de orgulho e preocupação para setubalenses e todos os amantes do património. É que tem sido infindável o anda-e-pára da sua recuperação.

 

 

 

Apesar dos avanços registados nos últimos tempos, o processo arrasta-se há mais de vinte anos e, quer o monumento, quer o museu (este só o pode ser com aquele), tardam em reabrir as suas portas ao público. O facto de o Convento de Jesus ser agora uma Marca do Património Europeu vem colocar maior pressão na resolução do problema. Desde há muito que Setúbal debate e procura soluções para valorizar o Convento de Jesus e os espaços envolventes. Até princípios do século XX, o conjunto conventual estava praticamente fora da cidade. O acelerado crescimento urbano da cidade rapidamente o envolveu, deixando-o no meio de um conjunto de problemas de enquadramento urbano. Foram-se também acentuando os problemas decorrentes das inclemências climatéricas sobre tão centenária edificação. Apesar das muitas dificuldades, alguns passos foram dados, sempre lentamente. O conjunto monumental do Convento de Jesus requer a existência de um Museu para compreensão de todos quantos o visitam. É esse o moderno tratamento dedicado a obras de notável valor – e temos bons exemplos em Portugal, caso da recente (mas também prolongada) obra de recuperação do convento de Santa Clara-a-Velha (Coimbra). Recuperação, um longo processo Em princípios dos anos oitenta do século passado começaram a desenhar-se as primeiras soluções para o Convento de Jesus e espaços envolventes.

 

O espaço fronteiro sul, o Largo de Jesus, foi uma das primeiras preocupações. Até porque precisava de ser requalificado. No princípio desses anos oitenta aquele largo era ainda um indescritível parque de estacionamento transformado em lamaçal no inverno e cuja elevada cota face ao edifício, resultado de séculos de sedimentação, esteve na origem das inúmeras inundações que degradaram a igreja, os claustros e outros espaços. Numa primeira fase chegou a ser realizado um concurso para se lhe encontrar uma solução – não teve sequência. Subjacente estava também a necessidade de rebaixar o piso desse largo à cota original da época da construção do Convento (sec. XV). A solução encontrada para o Largo de Jesus, concretizada em finais dessa década por acordo entre a Câmara Municipal e o Instituto de Património, procedeu ao rebaixamento do pavimento, sendo aquela que hoje conhecemos: um quase-deserto de pedra que tem nos jovens praticantes de skatte os seus principais admiradores… Por solucionar ficou então a recuperação do próprio edificado (e do respectivo museu, assumido como um importante equipamento cultural do Município), bem como a restante zona de protecção do Convento, que se prolonga para norte até à Cerca. Conquistada a atenção da Administração Central, o processo avançou mas estacou pouco depois; nos primeiros anos devido a desacordo quanto ao respectivo programa de recuperação entre o Conservador do Museu, Fernando António Baptista Pereira (e a Câmara Municipal) e o autor do projecto, Pedro Vieira de Almeida. Assim se consumiram alguns anos.

Entretanto e na perspectiva de uma rápida realização de obras, o Museu de Setúbal/Convento de Jesus havia fechado as suas portas (de que apenas se mantém acessível ao publico a Galeria de Pintura Quinhentista). Estávamos em 1992. Um protocolo assinado entre a CMS e o IPPAR em 1997, era Manuel Maria Carrilho ministro da Cultura, parecia ir resolver os problemas, com recurso a novo autor e a novo projecto. O caderno de encargos do concurso para a recuperação do Convento de Jesus previa a realização de obras de restauro de todo o edifício e a adaptação para um espaço museológico, que deveria acolher o Museu de Setúbal, bem como a construção de um auditório, uma biblioteca, um novo edifício para serviços administrativos, educativos, de restauro e de arquivo, numa intervenção orçada em cerca de 2,2 milhões de contos. Mas, mais uma vez, os avanços foram escassos. Em causa, os inexistentes financiamentos. E tudo voltou a cair no impasse. Foram os movimentos de opinião dinamizados por várias associações setubalenses, como a LASA e outras, apoiadas pelo Município, bem como as chamadas do tema à Assembleia da República, que viriam a chamar a atenção para a escandalosa degradação do conjunto conventual e a pressionar uma solução. Em 2007 os trabalhos (obras de beneficiação da Sala do Capítulo incluindo cobertura, fachadas, carpintarias e cantarias, execução da rede de drenagem de águas pluviais nas zonas Norte e Nascente do monumento, portal da fachada principal) foram finalmente lançados pelo IGESPAR (ex-IPPAR) com o objectivo de travar a degradação física do edifício. Grande desafio para o Município setubalense será a valorização e integração – prevista em projecto – do Museu de Setúbal no Convento de Jesus. Uma obra da responsabilidade da autarquia, mas que se prevê que possa ser comparticipada pela Administração Central. Em 2007 o valor previsto para essa empreitada era de 500.000.

 

Embora não de forma regular é já possível aceder aos belos claustros, nomeadamente para assistir a espectáculos. Mas falta-nos ainda percorrer uma parte considerável do caminho. Breve nota histórica A fundação do Convento de Jesus data de 1490 e a decorre de um voto de Justa Rodrigues Pereira, ama de D. Manuel I. O rei D. João II entrega a condução das obras a Diogo Boitaca, o primeiro arquitecto dos Jerónimos. As obras terão ficado concluídas por volta de 1500 embora em 1496 freiras clarissas ocupassem já o convento. A capela-mor é revestida de azulejos de caixilho e nela foi instalado, em 1520-1530, um retábulo de pintura – considerado como um dos mais notáveis conjuntos da Arte do Renascimento em Portugal – que se encontra exposto na Galeria de Pintura Renascentista (visitável) , anexa à Igreja. Em frente à igreja, encontra-se um cruzeiro em mármore vermelho da Arrábida, que foi mandado construir por D. Jorge de Lencastre Após a extinção das ordens religiosas e registada a morte da última freira, partes do Convento de Jesus viriam a albergar até 1959 um hospital. Com a construção do Hospital de São Bernardo, o Convento viria a conhecer, a partir de 1961, uma nova vocação, a de Museu da Cidade, função que se encontra encerrada desde 1992 (visitável colecção de pintura quinhentista).

 

in Blogue A Praça de Bocage

 

 

a) Este blog é próximo ao PCP que governa a autarquia setubalense, recém-conquistada ao PS. O rosto visível da oposição PS é o deputado Luís Maldonado Gonelha.

 

 

 

b) O Professor Associado Baptista Pereira é um Conservador dum Museu fechado haverá uns 20 anos. Glorioso trabalho de conservação!!!!

 

 

Isso dá-lhe tempo para se dedicar à docência, dirigir teses de Mestrado como a da Menina Alves Jana, organizar Museus em regime de profissão liberal (MIAA), lamber as mãos manchadas de sangue do pide Putin, aturar Madame Moita e que mais???

 

 

c) O galante BP também teve as suas passas de Alpiarça. Dizem-nos que o PCP já o escorraçou da Casa dos Patudos. Agradecemos ao partido da classe operária esta homenagem à memória do latifundiário

 

 

José Relvas (óleo de Asterio de Mananoz)

 

      

 

 

 

 

 

     

 

Deixar uma casa de Raul Lino nas mãos do Baptista Pereira era um insulto à memória do filho do mais macho dos ribatejanos, o cavaleiro tauromáquico, fabricante de bastardos e grande fotógrafo Carlos Relvas

 

Cavaleiros do Passado in blog http://toirosefaenas.blogspot.com/

 

(excelente para quem gosta de touros-passa a fazer parte dos nossos links)

 

d) O saneamento do grande arquitecto Pedro Vieira de Almeida e a sua substituição pelo licenciado alentejano têm assinatura. Partidária e pesoal.

 

Adivinhem de quem....

 

Marcello de Noronha

 

sublinhados nossos



publicado por porabrantes às 16:30 | link do post | comentar

pelo buraco (onde está Jota Pico acontecem as coisas mais delirantes)......

 

 

fugiu também o cunhado de Américo Tomás.......

 

Sr. Almirante Tenreiro

 

 

Prestamos-lhe a nossa calorosa homenagem não só por ter garantido o abastecimento de bacalhau a Portugal mas também por não se ter deixado prender nem por Jota Pico nem por Salgueiro Maia.

 

O Almirante meteu-se no Quartel do Carmo e deu certamente valorosos conselhos a Marcello Caetano.

 

Este quando viu um monóculo rendeu-se.

 

O Almirante deixou-se ficar tranquilamente no Carmo e no dia 26 de Abril saíu à paisana.

 

Desmente-se (contou-me o Vigário) que  o Almirante tenha enviado um

 

 

 

a qualquer rural do Pinhal no Natal de 1974.

 

O Vigário disse-me mandava-me sempre um a mim e naturalmente dado o meu santo apetite só deixava as espinhas para o Pico.

 

O Sr. Almirante era um benfeitor da mesma estirpe que o Sr.João Pimenta.

 

Dias Cardoso, correspondente no Souto, a elaborar ''As memórias do Vigário''. 



publicado por porabrantes às 14:09 | link do post | comentar

Como se sabe o rural Jota Pico diz que participou no 25 de Abril de G-3 na mão sob comando de Salgueiro Maia.

 

ESTAMOS A COMEÇAR BEM NOS CORTES DE DESPESA: ESTE ANO NÃO HÁ FESTA DO 25-ABRIL

 

Foto de Jota Pico

 

Conhecendo as profundas qualidades militares do cabo de guerra do Souto, temos de admitir que era ele que mandava em Salgueiro Maia e não o contrário.

 

É como o eng. Marçal quando era Chefe Político distrital do PSD, quem mandava nele era a Edite.

 

Por isso temos de considerar responsável a Jota Pico pela fuga do Terreiro do Paço do Sr.General sardoalense, Andrade e Silva ao tempo Ministro do Exército.

 

A petição presta a sua homenagem ao General que não se deixou prender nem por Salgueiro Maia, nem pela cabeça brilhante que o comandava.

 

 

 

 

Mais tarde em conversa com o General contou-me: era o que me faltava deixar-me prender por um gajo do Souto.

 

Quando a tropa desembarcou nos edifícios do Ministério encontraram um buraco feito na parede por Andrade e Silva e outros altos cargos tinham escapado.

 

Consta que furioso Salgueiro Maia disse :

 

Já que tens experiência, arranja tijolos e cimento e tapa essa merda.....

Certo  gajo ficou lá a tapar....

 

E Salgueiro marchou sobre o Carmo, conseguindo agora livre dos conselhos rurais, dar cabo do regime.

 

A foto do Sr.General foi obtida no excelente blogue Sardoal com Memória .

 

Miguel Abrantes



publicado por porabrantes às 13:34 | link do post | comentar

depois de 25 de Abril 74 houve um momento em que escreveram nas paredes

 

 

A POESIA ESTÁ NA RUA!!!

 

tenho as minhas dúvidas

 

vi um grafitti à porta da faculdade de farmácia de lisboa que rezava

 

Cunhal nu na aula de educação sexual

teve falta de material.....

 

a rapaziada da UEC, grandes tipos, tinha espalhado que este homem

 

in

 

era ''maricas''

 

a resposta da JS com um anarca meu amigo foi aquela

 

Cunhal tinha sido castrado em Caxias e o Inspector Rosa Casaco conservava ''os tomates'' do glorioso líder proletário

num frasquinho de alcóol, em cima da chaminé, da mesma forma carinhosa que eu conservo o meu ''apêndice'' retirado

pela mão exímia do cirugião Costa e Simas em cima da secretária 

 

 

Cunhal antes da ''castração'' in fiatenavirgem.blogspot.com

 

 

A rapaziada da UEC comandada por um tal Domingos Lopes (hoje um ''renegado'')

 

 

(ver textos ''teóricos'' do rapaz aqui, donde se tirou a foto e acerca dos quais se o cumprimenta com um velho título de Marx ''miséria de filosofia'')

 

 

não achou piada à verve da parede libertária

 

 

Mas aprenderam que à difamação se responde com outra difamação.....

 

com mais sentido de humor

 

Hoje, a poesia não está na rua.....

 

O que está:

 

É A CÓLERA POPULAR !!!!

 

4.JPG

 

de novo com sentido de humor.....

 

 

Miguel Abrantes



publicado por porabrantes às 08:06 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

A cacique e a incubação

Ataques Pessoais (2)

MP acusa Barroca Rodrigue...

Uma bofetada na cara da c...

Eleições

Ana Chambel Dias fustiga ...

Os ataques pessoais

Capitão de Abril denuncia...

Mouriscas contesta Orçame...

Como os caciques despreza...

arquivos

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

baptista pereira

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

pcp

pego

pegop

petição

pico

pina da costa

política

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

vale das rãs

todas as tags

links
Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds