Quarta-feira, 29 de Fevereiro de 2012

 

RR - Mas que embirração!

 

Nuno Serras Pereira

24. 02. 2012

 

1. A rádio renascença (rr) no seu verosímil perseverante propósito de confundir, deformar, e escandalizar os católicos tem vindo a referir-se às pessoas do mesmo sexo que desconchavadamente se emparelharam como casais homossexuais. Não faço ideia se a rr se justificará com o facto de existir uma “lei” promulgada que concede a possibilidade de que, após a realização de um ritual civil, duas pessoas do mesmo sexo sejam declaradas casadas. Seja como for convirá recordar a esta emissora delambida algumas verdades elementares:

a) O casamento entre pessoas do mesmo sexo é uma impossibilidade antropológica cujos fundamentos são ontológicos.

b) Nem o estado nem a rr têm o poder de mudar a substância das coisas. O pensamento de que uma coisa pode passar a ser outra ao sabor da nomeação que lhe dêmos não passa de uma superstição mágica sem qualquer fundamento na realidade. O facto das mentes relativistas e niilistas actuais regredirem a essa crença primitiva não lhe concede validade alguma. As coisas são o que são independentemente da nossa opinião ou decisão. E há que dizer-se das coisas aquilo que elas são.

Só Deus pode criar a partir do nada. Somente Ele, pela Sua Palavra Omnipotente, pode transformar a substância do que existe, como acontece, por exemplo, na transubstanciação eucarística do pão no Seu próprio Corpo, Sangue, Alma e Divindade.

Se num futuro que se afigura cada vez mais provável os deputados legislarem e o presidente promulgar uma lei consagrando o pseudocasamento intergeracional (de pedófilos), ou o pseudocasamento” interespécies (entre pessoas e animais) a rr estará disposta a noticiá-los com o nome de casamento? Infelizmente, a partir dos dados que temos, tudo parece indicar que sim.

Os proprietários da rr, o Episcopado português, não conhecem o mandato da Escritura: “Não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos, renovando vossa maneira de pensar e julgar … ” (Rom 12, 2)?

c) Toda e qualquer “lei” iníqua, assim o ensinam a Tradição viva da Igreja e a Lei Moral Natural, pelo facto de ser injusta, pura e simplesmente, não é lei: “A lei humana tem valor de lei enquanto está de acordo com a recta razão: derivando, portanto, da lei eterna. Se, porém, contradiz a razão, chama-se lei iníqua e, como tal, não tem valor, mas é um acto de violência” (S. Tomás d’ Aquino, cit. in João Paulo II,O Evangelho da vida, nº 72). A autoridade que a estabelece “ … perde a sua razão de ser como também as suas disposições estão privadas de qualquer valor jurídico.”(João Paulo II, O Evangelho da vida, nº 71); “A autoridade (de facto) é exigência da ordem moral e promana de Deus. Por isso, se os governantes legislarem ou prescreverem algo contra essa ordem e, portanto, contra a vontade de Deus, essas leis e essas prescrições não podem obrigar a consciência dos cidadãos. ... Neste caso, a própria autoridade deixa de existir, degenerando em abuso do poder.” (João XXIII, cit. in Idem). “Leis deste tipo não só não criam obrigação alguma para a consciência, como, ao contrário, geram uma grave e precisa obrigação de opor-se a elas através da objecção de consciência … no caso de uma lei intrinsecamente injusta … nunca é lícito conformar-se com ela … .” (João Paulo II, O Evangelho da vida, nº 73).

2. Mas que embirração será esta que a rr, “emissora católica portuguesa”, tem sistematicamente com a Lei Moral Natural e com a Doutrina da Igreja?

 

 

Frei Nuno Serras Pereira, abrantino, peticionário, franciscano

 

título da redacção


tags:

publicado por porabrantes às 22:24 | link do post | comentar

Disse Proudhon

 

 

''A propriedade é um roubo''

 

 

 

 

 

 

Respondeu Marx que o que dizia o anarquista era a ''miséria da filosofia'' e, todo contente deu origem a uma feliz dinastia de capitalistas de estado, muitos apegados à propriedade,que tem em Abrantes o seu expoente no

 

que são felizes proprietários do imóvel sito na 

R. D. Miguel de Almeida, n.º 42, S. 
Vicente, Abrantes,

inscrito na matriz predial 5618-B nº 42 24 701 

 

 

 

 

ora como me dizia, um proprietário urbano  os prédios só dão problemas...

 

 

assim saiu no Diário Capitalista da República Falida de Portugal

 

a 13 de Maio de 2011

certamente por milagre da Virgem de Fátima que prometeu a conversão da Rússia

  voz de fátima

 

 

 

as desventuras da sede abrantina do pcp.....

 

 

(...) necessidade de efectuar em 2007 correcções
 relativas a pagamentos efectuados  em exercícios anteriores 
 (nomeadamente a correcção ao custo de aquisição de um imóvel 
 adquirido em anos anteriores — secção de Abrantes —, que, 
em 2006 estava registado  pelo montante de € 24.960,00,
 sendo o valor da escritura de € 57.362,00(...)
 
então, camaradas, compra-se um andar por 
 
 

57.000 € !!!!

 

e só se declara menos de metade nas contas?????

 

 

 

Não era Lenine que dizia que 

 

 

 

Só a verdade é revolucionária?????

Miguel Abrantes, admirador do Príncipe 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


tags:

publicado por porabrantes às 19:42 | link do post | comentar

 

 

 

 

 

        

 

 

Era uma vez uma autarca que gostava de Torres (esta lenda não foi bebida no livro de D.Isilda Jana, Histórias à Lareira, mas consta da moderna cultura urbana que já está a formar a nossa cultura tradicional do futuro), portanto era uma vez uma autarca que gostava  de torres até que.....

 

 

 

 

 

 a autarca bradou:

 

 

 

CÉUS !!!!!!

 

e fez um edital proibindo as casas com mais de rés do chão e 1º andar na  terra que liderava....

 

 

 

Suzy de Noronha



publicado por porabrantes às 18:15 | link do post | comentar

O arguido Jorge Carapau acusado de andar a apalpar umas moças (não sabemos a idade das senhoras ''importunadas'', por isso, como a acusação achou que o Carapau é imputável, será de considerar que eram jovens e não senhoras da 3ª idade) não será metido na cadeia porque o MP '' pediu um ano de cadeia, com pena suspensa'' para o Carapau de corrida.

 

Consideramos que só é preso um carapau que apalpe o rabo a uma

 

 

Senhora Autarca 

 

ou como sustentaria a Madre Teresa de Calcutá, a Tia Celeste Simão a um

 

 

Senhor Autarca.....

 

para que uma tal Igualdade de Género ficasse contente, porque essa Igualdade é a grande frente de batalha ......da 

 

 

Tia Celeste....

 

 

 

http://aristocratas.wordpress.com/tag/joao-veiga/

 

portanto se esta bunda não pertencer a nenhuma senhora autarca ( sou contra a igualdade das bundas e não publico fotos de traseiros masculinos a não ser ) .....

 

considerando que está mesmo a pedi-lo......

 

 

considerando que não se deve andar de biquini em frente duma catedral......

 

 

mas considerando que seria pior andar de biquini em frente da Igreja de

 

 

  segredos da aldeia

 

(grande panorâmica do Solar Ataíde que é a Casa Amarela onde reside o Sr. Arquitecto Doutor D. António da Fonseca Ataíde Castel-Branco, nosso amigo)

 

 

 

considerando que a menina do biquini lembrava uma italiana que deixou o Sr.Veiga muito excitado   

 

 

(ろう)せざれば利(り)は得(え)られず......

 

(considerando que sem esforço não há benefício)

 

considerando que Barcelona está fora da alçada do Sr.Procurador da Golegã ....

 

 

uma amável mão lusitana que confraternize com a bunda........

 

 

poderá levar uma chapada

 

 

 

 

na cara do atrevido, mas não é caso de tribunal.......

 

 

Finalmente o Dr. Juiz da Golegã perguntou ao Carapau se estava disposto a ir a um psiquiatra. Pergunta errada, devia-lhe ter perguntado se estava disposto a ir aos cursos de igualdade de género,

 

 

 

GIRO-FLÉ-GIRO FLÁ  

 

 

da Tia Celeste.....

 

 

Ao fim de 3 aulas apanharia tal depressão que pediria voluntário o ingresso na cadeia......

 

 

 

GIRO-FLÉ-GIRO FLÁ  

 

 

Miguel Abrantes

 

( se o Carapau apalpar o rabo da Suzy leva um tiro-aviso deste blogue...)

 

 



publicado por porabrantes às 13:35 | link do post | comentar

JOÃO PICO

 

 

por exemplo o padre Rosa

 

 

 

que se alguém quiser denunciar ao MP ( eu tenho mais que fazer, prefiro caça grossa a bicho miúdo) tem estes dados para ser notificado para se sentar no banco dos réus

 

 

Data de Nascimento:05 Outubro 1916

Data Ordenação:29 Junho 1940

Morada:Lar Unidade D. António Francisco Rua Miguel Bombarda, n.º 35

Código Postal:2000-228 Santarém

Títulos e cargos:Jubilado

Tipo:Diocesano a Residir Fora

 

 

ou o Venâncio e que estando proibidos por Lei, se candidatarem a cargos públicos, dos quais o último foi eleito.

 

 

Como testemunha da infracção pode-se citar este senhor Bispo

 

 

diocese de portalegre

 

Naturalmente para haver crime é preciso dolo e era preciso que o eventual arguido Rosa  fosse imputável, coisa que devido à sua idade pode não acontecer......

 

 

pode ter as capacidades diminuídas......

 

 

Coisa de que foi avisado João Pico, o tal que anda pela blogosfera a prometer a prisão a torto e a direito, como é dever de um Xerife do Pinhal,

 

 

 

 

 

tara dum candidato a Regedor que a sensatez de D.Bernardo Mesquitela evitou, mas que a falta de perspicácia do Armandinho de Lagarelhos fez Vereador para envergonhar Abrantes, que tem a triste sina de ser enxovalhada sempre que há um Vereador do Souto , avisado por estas palavras no seu blogue

 

 

Voz do Regedor   

 


:)Jul 4, 2009 02:41 PM

Boa Noite

Conheço muito bem o Sr. Padre Rosa, e não acredito que ele tenha aceite ser o 10º nome a constar na lista para a Câmara Municipal.
Creio que se estão a aproveitar de uma excelente pessoa, que não tem maldade e que sempre se deu muito bem com todos, para a vossa propaganda política.
Infelizmente, o Sr. Padre, devido à sua avançada idade (tem mais de 90 anos) já não se consegue deslocar sem ajuda de terceiros e depois reside em Santarém, mas mesmo assim vão colocá-lo em 10º lugar??!!
Será que o Sr. Padre sabe??!!
E mais não digo...
Contudo aproveito, para enviar um Bem Haja, ao Sr. Padre Rosa, esse GRANDE HOMEM, que muito fez pelas terras do Norte do Concelho.

 

 

 

 

Portanto se alguém apresentar queixa contra o P. Rosa é provável que o levem a um psiquiatra para ver como está da cabeça....

 

 

E o culpado de tudo isto é o Pico,que é um Santo

 

 

 

a que o Cónego e o Armandinho deviam rezar uma novena diária. Mas parece que, respectivamente, preferem São Anacleto e São Marçal

 

 

 

  

capelinha de São Marçal, Setúbal

 

 

Miguel Abrantes


tags: ,

publicado por porabrantes às 11:32 | link do post | comentar

        

 

 

agradecemos à honorável e deciciosa Suzy de Noronha a maquilhagem desta foto do honorável cacique oriental.

 

 

posta or a.a.

 

 

 

 


tags:

publicado por porabrantes às 08:35 | link do post | comentar

Terça-feira, 28 de Fevereiro de 2012

 

 

 

    

 

 

Publicamos mais 2 fotos do aparatoso acidente dos bombeiros no Vale das Rãs

 

 

Agradecemos ao leitor que as enviou.

 

 

Assim se prova que cada vez mais este blogue, com o apoio da comunidade, é o local onde se debate e noticia o que as autoridades querem que se esconda.

 

 

 

 

 

Porque é a direcção dos bombeiros não deu já esclarecimentos sobre o que se passou????

 

 

Serão autistas????

 

 

Querem esconder algo?????

 

 

 

O acidente foi no passado dia 16, pelas 11h50.

 

 

Sobre o acidente no blogue dos bombeiros o nosso amigo Cidadão Abt pôs os pontos nos is, sobre isto, ouviu comentários infelizes, onde se fazia a apologia da ilegalidade e respondeu à letra.

 

 

O Cidadão abt disse...

Meus caros...

Decreto-lei 44/2005 de 25 de Fevereiro:

SECÇÃO IX
Serviço de urgência e transportes especiais

Artigo 64.º

Trânsito de veículos em serviço de urgência

1 - Os condutores de veículos que transitem em missão de polícia, de prestação de socorro ou de serviço urgente de interesse público assinalando adequadamente a sua marcha podem, quando a sua missão o exigir, deixar de observar as regras e os sinais de trânsito, mas devem respeitar as ordens dos agentes reguladores do trânsito. 

2 - Os referidos condutores não podem, porém, em circunstância alguma, pôr em perigo os demais utentes da via, sendo, designadamente, obrigados a suspender a sua marcha: 
a) Perante o sinal luminoso vermelho de regulação do trânsito, embora possam prosseguir, depois de tomadas as devidas precauções, sem esperar que a sinalização mude; 
b) Perante o sinal de paragem obrigatória em cruzamento ou entroncamento.

3 - A marcha urgente deve ser assinalada através da utilização dos avisadores sonoros e luminosos especiais referidos, respectivamente, nos artigos 22.º e 23.º 

4 - Caso os veículos não estejam equipados com os dispositivos referidos no número anterior, a marcha urgente pode ser assinalada: 
a)Utilizando alternadamente os máximos com os médios; ou
b) Durante o dia, utilizando repetidamente os sinais sonoro

5 - É proibida a utilização dos sinais que identificam a marcha dos veículos referidos no n.º 1 quando não transitem em missão urgente. 

6 - Quem infringir o disposto nos números anteriores é sancionado com coima de (euro) 120 a (euro) 600. 

****************************

Portanto meus caros, para um veículo em missão urgente se fazer anunciar, não chegam só os pirilampos azuis ou só a sirene. 

Têm que funcionar os dois sistemas de sinalização em simultâneo afim de, em termos da percepção, correspondente a uma primeira fase do processo decisional em termos da análise psicológica da tarefa da condução, apelar à audição dos outros utentes mesmo antes destes estabelecerem contacto visual, e a utilização dos pirilampos azuis para uma posterior localização material do veiculo que se desloca em missão urgente e assim interagirem de acordo com os normativos do código da estrada.
Se esse veículo circulava com a sirene avariada, incorreu em infracção por mau estado de conservação, passível de reprovação com grau 3 em inspecção periódica automóvel.

Na situação concreta, a explicação de não afligir o doente não cola, porquanto ainda ia no seu encalço e em termos de regras de trânsito não existe qualquer excreção que justifique a não utilização de um dos sinais mas antes obriga à utilização dos dois correndo-se o risco de em vez de socorrer apenas um paciente, ter que se socorrer mais dois ou três que se arranjam pelo caminho!

Os factos falam por si e assim o confirmam.

Além do mais não se afigura sensato que os veículos em missão urgente descrevam rotundas e mudanças de direcção em duas rodas... essa prática e os balanços na viagem não será mais nefasta para o socorrido do que própriamente o ruído da sirene?

23 de Fevereiro de 2012 22:15

Anónimo disse...

CIDADÃO abt

ESCREVES bem.ESTÁS informado. GOSTI como no NILTON. COMO conduzes? VIVES onde pá?

Se tudo o que é lei se cumprisse, os putos da casa pia não se queixavam, NÃO!!! TAMBÉM FOI ACIDENTE

abt É ABATIDO??

24 de Fevereiro de 2012 17:00

O Cidadão abt disse...

Se o amigo anónimo das 17h00 que por sinal nada de novo contribuiu para estas reflexões, tentar averiguar o significado da sigla “abt” tirará duas conclusões:

Primeiro que consiste na sigla internacional da expressão “abrangente” cujo significado este praça se poupa em explicar na medida em que o grau cultural do anónimo já em si o alcançará, porém, o outro sentido confina-se à abreviatura municipal do termo “Abrantes.”

São de facto questões pertinentes de alguém que ainda insiste em buscar os porquês...

Denota-se no conteúdo do seu comentário é bastante no sentido do abate de cidadãos o que não é de todo consonante com o chavão dos bombeiros, “vida por vida.”

Como cá o Cidadão abt conduz? Sentado!

Onde vive cá o Cidadão? 
Está por todo o lado... É um nómada... portanto.

Calcorreia as estradas portuguesas e de facto é na região de Abrantes onde se tem cruzado com maior quantidade de condutores casapianos ao volante de viaturas prioritárias... 

São condutores que se prestam em futricar carros de bombeiros, violando sistematicamente as mais elementares regras de trânsito, mas meu caro ainda ´há um punhado deles que se safam...

Geralmente aqueles cujos apêndices capilares apresentam alguma alvura.

Pelo contextualizado e tendo em conta que de acordo com a actual legislação do sector, para se aceder a uma carta do grupo 2 a fim de exercer a condução de ambulâncias como requisito será primordial um relatório médico e psicológico, o amigo comentador das 17h00 revela-nos um comportamento algo evasivo além de alguma irregularidade em termos de raciocínio distribuído e selectivo, graduado a penta 0, acentuada descoordenação psicomotora ao digitar o seu comentário, elevada instabilidade emocional que é comum a qualquer casapiano abusado, e pelas questões colocadas, regista-se um parecer bastante positivo no grau de entusiasmo, no entanto as questões por si colocadas denotam um profundo défice no domínio do cognitivo.

Diria que em termos de circulação rodoviária e para diminuir o grau de sinistralidade rodoviária é fundamental que os condutores e demais utentes não surpreendam nem se deixem surpreender, factor este que decididamente contribuiu para o “crash” da ambulância em apreço... tal como para o teor do seu comentário.

Ah! Nas entrelinhas das suas palavras tenta o amigo passar a mensagem encriptada que, para além do código da estrada, existe o código implícito... no entanto infelizmente para si, a lei regula-se pelo primeiro.

Supondo ter sido útil e acrescentado algo de novo à sua sapiência.

24 de Fevereiro de 2012 21:41

 

Rogamos aos Vereadores da Oposição Democrática (da qual se exclui o delegado de Albano Santos, criatura que continua a conduzir na clandestinidade os destinos do ICA, glorioso descaramento) que apurem o que sucedeu.

 

 

A redacção que envia um abraço solidário ao Cidadão.

 

Nota: apagaram-se as identidades de várias pessoas que constavam das fotos

 

A ORTOGRAFIA DOS COMENTÁRIOS É DOS SNRS COMENTARISTAS

 


tags:

publicado por porabrantes às 22:06 | link do post | comentar

Entrada: 
14-02-2012
Distribuição: 
23-02-2012

Autor: António Cristina Rodrigues, Unipessoal, Lda - Em Liquidação 
Autor: António Cristina Rodrigues, Unipessoal, Lda - Em Liquidação 
Réu: Representante da Fazenda Pública - Santarém 
Réu: Representante da Fazenda Pública - Santarém 
Réu: Serviço de Finanças de Abrantes 
Réu: Serviço de Finanças de Abrantes

Unidade Orgânica 4

192/12.6BELRA 

Valor: 
30,00 €

 

 

 Recurso de  contra-ordenação

 

 

 

O Sr.António Cristina Rodrigues é cá dos dos nossos. Não gosta de multas. Mas é mais diligente e bélico que a petição que ainda não fez sentar ninguém no banco dos réus.

 

O Sr.António Rodrigues fez sentar no banco dos réus no Tribunal Administrativo de Leiria as Finanças de Abrantes por causa duma multa de 30€.

 

 

Bravo para o S.Rodrigues!!!!

 

 

A malta aplaude quem defende os seus direitos no Tribunais.

 

 

Para cobrar 30 € o Estado e as Finanças gastarão mais de 500 €....

 

Apelamos ao povo para fazer como o Sr. Rodrigues.

 

 

M.Abrantes 


tags:

publicado por porabrantes às 20:00 | link do post | comentar

  

 

O comboio visto do miradoiro da Penha (Tramagal) e a poluição no Tejo.

 

 

A foto é do jornalista Mário Rui Fonseca. Foi publicada no facebook no Grupo Tramagal.   

 

 

Entretanto a representante do PSD na Assembleia Municipal fez esta interessante intervenção na última AM.

 

 

http://www.box.com/s/ef6u5hqybkt500xm3jhc

 

 

 

Para além das divergências, que são notórias, que temos com a decorativa Manuel Ruivo, é de salientar que tem razão e portanto merece o nosso aplauso por esta (e por outra, a que espero voltar) intervenção.

M.Abrantes

 

 

 



publicado por porabrantes às 18:52 | link do post | comentar

Tínhamos anunciado este título e acabou por ficar adiado.

 

 

Sai agora.

foto o mirante

A Dona Arminda a popular ''Bruxa do Pego'' já foi alvo de reportagens dos media, de muitas consultas de clientes mas não sabíamos que havia estudos universitários sobre a vidente.

 

É o caso deste.

 

Antes de destacar o que me interessa, devo recordar 2 grandes entrevistas uma do António Colaço (não me lembro se para um jornal ou rádio) e outra da nossa querida Margarida Trincão para o Mirante que está aqui

 

 

No estudo  “CURANDEIRA”, A RELIGIÃO E A MEDICINA NA CULTURA POPULAR'' de António Maria Romeiro Carvalho a  bruxa comenta o seguinte:

 

 

(...) 

Lançar mau olhado, principalmente quando as consequências
 não são mais que materiais, transmite igualmente um sentimento
 geral de terror o que só faz aumentar o poder a fama da 

“curandeira”. O padre Zé de Oliveira não quis dar Nosso Senhor 
a Maria Arminda. “Deixe estar senhor padre. Há-de ter alguma coisa
 que lhe vai dar. E foi! Espetou-se com o carro naquele paud’arame 
ali ao pé da fábrica (...) Quando me vê, em Abrantes ou no Rossio,
 olha para mim...” (...)
 
Funcionou a praga da bruxa contra o meu amigo:
 
 
 
Padre Zé Oliveira que paroquiou o Pego e não dava comunhão a bruxas 
(ao contrário do Padre Rosa, amigo do Pico, suficientemente cretino 
para ter medo do mau-olhado.) ????
 
O Padre Zé chegou a Abrantes a 1939, vindo duma paróquia alentejana,

  apesar de ser beirão e terminou paroquiando São Miguel

  do Rio Torto,  onde esteve quase 50 anos.

 

 Deixou vasta obra social, não andou atrás de velhas para criar um empório, 

 imobiliário, construiu um Centro Social, a Igreja das Arreciadas (cravando 

 entre outros o Comendador Nabeiro), a das Bicas, foi professor em várias 

 escolas para arredondar os magros rendimentos das côngruas, conheceu 4 

 Bispos, D.Domingos Frutuoso, D.António Ferreira Gomes, o fofo D.Agostinho e 

o retornado D. Augusto César que o quis jubilar aos 90 e tal anos, quando o

Padre Zé já estava quase cego mas com a sua sorna habitual o Padre Zé

fez-lhe um manguito igual ao que fez à bruxa.

 

 

Resta-me no CV do Padre os méritos de ser um grande copo, um homem valente,de ter um apetite devorador, um humor cáustico e ter fundado um jornal católico que se chamava ''A minha Terra Natal''.

 

 

Diz a bruxa que foi a praga dela que fez com que se estampasse o Padre Zé.

 

Tendo em conta que um dia o Padre estava num casamento enfrentando-se a 

a uma valente pratada de cabrito e olhou o relógio e disse:

 

 

''Porra, tá na hora da missa, ò Marcello guarda-me aqui o cabrito,

que dentro de um quarto de hora já cá estou outra vez.''.

 

Assim fiz e com uma pontualidade britânica o Zé de Oliveira voltou da missa,

encheu novo copo de tinto e voltou ao ataque........

 

Com tal curriculum, atrevo-mo a duvidar da eficácia do mau-olhado da Dona

Arminda.....

 

Nós somos como o Padre Zé de Oliveira, não há Bruxa do Pego que nos vergue.....

 

 

Marcello de Noronha, companheiro de tintos do Rev. P. José de Oliveira

(que Deus tenha na sua Santa Guarda longe de bruxas pegachas....) 

 

  

 


publicado por porabrantes às 13:59 | link do post | comentar | ver comentários (1)

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

O acidente de trabalho na...

Independentes em Rio de M...

Os Esgotos nas traseiras ...

Ecomarcha chega amanhã

Proposta da CDU para inte...

A Cigana era da Bemposta ...

Arrogância caciquista

Empresa do Creativ Camp c...

Prof. Manuel Rodrigues

Cheira a pecado

arquivos

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

arqueologia

assembleia municipal

baptista pereira

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diogo oleiro

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

museu iberico

nelson carvalho

nova aliança

património

pcp

pego

pegop

petição

pico

pina da costa

política

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

vale das rãs

todas as tags

links
Julho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13


25
26
27
28
29

30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds