Terça-feira, 30 de Abril de 2013

 

 

A Associação Nacional de Bombeiros Profissionais enviou-nos número 

especial do jornal Alto Risco dedicado à intolerável extinção dos Bombeiros Municipais de Abrantes que passamos

a divulgar em vários posts no sentido de informar a população sobre aquilo que está em jogo e sobre aquilo que nos escondem 

 

 

 

 

p 2.jpg

 

 

 

 

MN

 


tags: ,

publicado por porabrantes às 16:39 | link do post | comentar

A morte súbita da Senhora Dona Margarida Tamagnini Castel-Branco, mulher do nosso amigo Prof. Duarte de Ataíde Castel-Branco e Mãe do António Castel-Branco deixou-nos a todos não só enlutados mas estupefactos.

 

 

Foi a Senhora Dona Margarida Castel-Branco não só peticionária de primeira-hora, com  esta mensagem

 

 

Considero o museu/cubo uma agressão ao convento e à paisagem onde pretendem implantá-lo

 

mas também professora do ensino secundário não só em Abrantes, onde integrou o primeiro grupo de docentes da EICA mas também e sobretudo Professora do Ensino Artístico na Escola António Arroio em Lisboa e uma artista e intelectual destacada, sendo autora de numerosos livros e outras publicações sobretudo destinadas ao público infantil e juvenil.

 

 

Histórias Esbrenhuxas - A Bruxa Esbrenhuxa   

 

 

De origem macaense, aliás como Duarte Castel-Branco que nasceu em Macau, graças às malhas que o Império tecia, com um percurso premiado nas artes plásticas teve em Abrantes uma intervenção destacada na organização da Exposição dos Mestres de Abrantes e do Sardoal 

 

 

 

que assinalou no Convento de São Domingos o 50º aniversário da elevação de Abrantes a Cidade.

 

Mas é sobretudo como nossa amiga e sempre hospitaleira  anfitriã na da Quinta da Omnia que a queremos recordar.

 

Os nossos pêsames ao marido o nosso amigo Duarte Castel-Branco, ao António, sem o qual este blogue não teria surgido e ainda às suas irmãs quase todas peticionárias.

 

a redacção



publicado por porabrantes às 12:20 | link do post | comentar

Domingo, 28 de Abril de 2013

Pode uma associação estritamente ligada ao poder político local (no caso o comunista de Constância) sanear um sócio tratando-o apenas como sócio nº 1 como se a associação fosse subsidiária do livro de Orwell 1984?

 

A Veneranda Relação diz-nos que não pode, certamente para desgosto do Camarada Máximo.

 

E também ficamos a saber que o sócio a excluir era o Vereador PS Rui Silva Pires 

 

E também ficámos a saber que : ''O autor apresentou participação junto da IGAL – Inspeção Geral das Autarquias Locais, no sentido de existir uma ligação da Câmara Municipal de Constância à ré através de uma empresa de inserção.
''19. Na senda dessa participação a IGAL emitiu o parecer final n.º 54/2010 de fls. 64 a 66.''



Se formos ao blogue do Sr.Vereador Rui Silva Pires ficamos a saber isto ( que a comunicação social oficiosa não divulgou) : ''faltam elementos essenciais para avaliar a actuação e ligação da Câmara Municipal à Empresa de Inserção de Os Quatro Cantos do Cisne e à nova Associação Centro de Ciência Viva. No âmbito dessas intervenções, nos últimos anos surgiram dúvidas e recomendações, as quais seria muito importante agora considerar e abalizar. Relembre-se que a IGAL, Inspecção-Geral da Administração Local, fez recomendações sobre a ligação da Câmara à Empresa de Inserção e quanto à classificação das verbas transferidas. Por outro lado, já decorreu um ano desde que a Ciência Viva em Constância assumiu a forma de Associação. Como a pessoa do Presidente da Câmara é quem preside à Direcção e coordena cientificamente a associação, é de todo o interesse que se faça uma avaliação do seu funcionamento, o que, pelo que se sabe, ainda não aconteceu.


Tudo isto serve para dizer que a Comunicação Social não deve ser a Voz do Dono.


Que os Tribunais (que não populares como gostariam alguns saudosos do delírio bolchevique de  1975 ) são independentes.


Que o Sr.Máximo Ferreira acumulava a Presidência da CMC com  a Associação Centro de Ciência Viva..


Que alguma questão judicial pendente está relacionada com isto.


Que o poder político local tem a má tendência de transformar as associações em dependências municipais. E que isso é mau para a democracia.


Não fico a saber se o Sr.Máximo quando sair da Câmara, pelas razões conhecidas, pensa continuar a chefiar essa Associação.


Não sei ao certo (mas tenho alguma dica..)  que outras ''associações''  dependem da CMC.


Vale a pena dizer mais alguma coisa?


Vale!


Era de toda a conveniência que houvesse uma alternância democrática em Constância.


O poder gasta e vicia.


Por isso deve mudar de vez em quando.


Finalmente adiciono aos nossos links, o blogue Consta da velha Punhete.


Marcello de Noronha


PS-É chato falar nestas coisas? O grave é não falar.....



Não falar , serve para matar pouco a pouco a democracia

 



publicado por porabrantes às 21:37 | link do post | comentar

Na nossa meritória tarefa de explicar algumas coisas da política abrantina remetemos o leitor curioso para este post da Lei do Funil e ainda para estes documentos

 

 

Nós pensávamos que o Relvas tinha sido cavaquista desde pequeno, afinal é um cavaquista com pouco pedigree......

 

 

Agradecemos a um militante do PSD local a informação.

 

 

MA

 

 



publicado por porabrantes às 16:31 | link do post | comentar

O último escândalo financeiro que assombra as finanças públicas responde pelo nome de swap.Um grupo de irresponsáveis acaba de ser forçado a sair deste governo devido a ter swapado o Metro do Porto e outras coisas e ter criado mais um buraco gigantesco nas contas do Estado.

 

 

Esta mentalidade de especuladores baratos, que nos saem caros, não poupou a Igreja. Como se escreve com ironia sarcástica no link do Diário Económico '' 

''Nem o poder divino escapou à maior falência nos EUA.....'

 

E não poupou a Igreja abrantina como já se comentou aqui, porque a notícia é velha. Comentou-se aqui, mas não foi noticiada nem pela ''Nova Aliança'', nem pela Imprensa local embora tenha amplamente sido noticiada pela Imprensa  nacional.

 

A local gaba-nos muito as performances caritativas do milagroso Cónego mas poupa-nos as suas desastradas aventuras especulativas (dele e da cúpula do Centro Interparoquial abrantino), certamente porque as nossas redacções são compostas por gente muito piedosa. E algum comentarista escreve para o jornal das Mães de Bragança, que também são igualmente piedosas.  

 

 

Segundo esta notícia o C.Interparoquial abrantino terá perdido entre 4 e 9 mil euros.

 

 

É uma verba diminuta para o orçamento deste organismo que agora em concorrência quase desleal com a Santa Casa se vai dedicar à indústria hoteleira para idosas ricas um segmento de mercado muito apetecível para se conseguirem criarem efeitos tipo Amélia Baeta.

 

Mas se não devemos questionar a  mentalidade do Rev. Graça que acredita no capitalismo tipo bingo, especulativo e de alto risco  

 

 

 

 

porque o cónego é livre de acreditar naquilo que quiser, incluindo nas aparições de Fátima, como o Santuário também é livre de jogar no bingo capitalista, como jogou, e de mais coisas estranhas segundo sustenta o distinto Advogado da autarquia de Vila Nova de Ourém, naturalmente agindo a mando do Paulo Fonseca, a quem, cabe nos termos da Lei, a representação legal daquela autarquia  .

 

 

Por isso parece-me absurda a acção de difamação contra o Advogado, porque se houve difamação, quem a cometeu foi o Paulo Fonseca, porque o Advogado agiu a mando e em representação da Autarquia. O que escreveu na minutazinha, coloca-o a Lei na boca do Sr.Fonseca, porque o Advogado age em representação do seu município.

Embora me pareça pelo texto divulgado, pelo Mirante, que não existe difamação nenhuma. E o MP, ao agir como agiu, parece desconhecer que a Igreja está separada do Estado desde 1911, graças ao dr.Afonso Costa. 

Mas há quem pareça não saber isso, como a CMA, que resolveu dar um subsídio de 5.825 € ao Centro Interparoquial certamente para o compensar  dos danos que sofreu ao jogar  no bingo do Lehman Brothers.....


E para que recuperassem dos juros vencidos também lhes ofereceu um terreno....


Se isto continua a CMA vai substituir-se ao Projecto Homem para pagar a alegada dívida existente com a Administração Central devido à denúncia de que falou o Sol.


Ora bolas, porque têm os nossos impostos de servir para para pagar os delírios de grandeza do Graça e a sua má gestão????


Querem financiar organismos de assistência social? Acho bem.


Façam favor de passar os cheques à ordem da Santa Casa da Misericórdia de Abrantes.



Seria dinheiro melhor usado.


Miguel Abrantes


PS-Naturalmente a Santa Casa também é uma instituição canónica. Algum dia se lembrarão de financiar as Testemunhas de Jeová que também fazem caridade e que seguem um preceito evangélico: a caridade não precisa de ser publicitada...



publicado por porabrantes às 12:22 | link do post | comentar

Sábado, 27 de Abril de 2013

do homo sapiens.....

 

 

É um violentíssimo panfleto de Humberto Delgado, como se sabe  na época um excitado tenente de Maio (de 1926)...

 

Um panfleto contra a facção dominante na 1ª República-os afonsistas que hegemonizaram a vida política nessa época a nível nacional e em Abrantes.

 

Além dum ajuste de contas com várias personagens (no caso abrantino a mais evidente é o médico e ex-deputado dr. João Damas, da facção

democrática do PRP)

 

 

            

 

 

 

 

 

 

 

O Dr. João Damas é este

 

 

cuja foto fui roubar ao São Miguel do nosso amigo Dr.Rui Lopes,  agora brioso cidadão da Lusa Antenas. No link citado podem encontrar uma biografia deste médico que foi um João Semana à boa maneira dos romances do Júlio Dinis.

Isto era para ser um pequeno apontamento mas noutro blogue do Sr. Luís Gonçalves,  o Sardoal com Memória, encontra-se uma notícia do periódico republicano Jornal de Abrantes sobre as eleições para a Constituinte de 1911  com os resultados.

E temos para mim a novidade que o PRP abrantino se achava em conflito com os caciques lisboetas e apresentou três candidatos autónomos : os Dr. Ramiro Guedes, Dr. João Damas e o capitão António Maria Baptista, oficial então  colocado no Quartel de São Domingos. Os 2 primeiros foram eleitos.

 

E o quarto classificado, que concorria sem o aval partidário abrantino (seria independente ou teria aval lisboeta?) é o célebre revolucionário que atacou São Domingos e lá procurou a República, enquanto o Sr.Capitão Baptista estava a dormir, como já se viu neste blogue. Ou seja João Augusto da Silva Martins, filho do influente regenerador (o velho partido do General Avelar Machado) conhecido na política como Martins Júnior. 

 

 

 

Também há uma cena divertida, em alguma página escrita por Delgado, tendo como participante Martins Júnior. Este era um dos líderes dum grupo de civis e sargentos, do Partido Radical ,que para fazer um golpe de estado e atacaram a Escola Prática de Aeronáutica (2--2-1926), em Vendas Novas. Delgado foi ferido a tiro.

 

Já conhecia Martins Júnior de Abrantes onde crescera e aliás se alistara em Artilharia ( como cadete-sargento) e estivera no Quartel então situado no Castelo de 8 de Agosto a Outubro de 1922.

 

A única coisa que preocupou Delgado (que aliás estava próximo ideologicamente dos assaltantes, o golpe é um dos que antecedem o 28 de Maio onde Delgado participa)  foi que tinha sido atingido a tiro por um sargento. Resolveria mais tarde a questão à bordoada, deslocando-se a Viseu onde estava o sargento, para o espancar pessoalmente. Um alferes não podia ser alvejado por um sargento! Faltaria mais !!!!

 

 

Só para terminar se estiverem interessados neste período e nestas personalidades comprem o livro. Um reparo, o panfletário Delgado era um homem que escrevia muito mal...em 1933. Há livros posteriores mais legíveis, terá melhorado a prosa do General ou haveria por aqui mãozinha marota? Dum negro certamente....

 

M.N



publicado por porabrantes às 12:58 | link do post | comentar

Sexta-feira, 26 de Abril de 2013

 

 

o patrício era bruto, está tudo explicado

 

Décio alegadamente fundou Tubucci. Alegadamente é uma grande palavra---- 

 

(imagem Portugal Romano)

 

MA 


tags:

publicado por porabrantes às 18:55 | link do post | comentar

Quinta-feira, 25 de Abril de 2013

Gostaria que tivesse sido (obrigado Bertolucci) o último tango da Presidenta enquanto responsável pelo município de Abrantes

 

 

Mas é provável que não seja.

 

O tango está aqui

 

Foi lançado ao povo sob a égide de Solano de Abreu, último Presidente da Monarquia, eleito em eleições livres e saneado depois duma revolução.

 

Mas não houve a delicadeza de o citar e em compensação fez-se o elogio do Senhor Dr. Jorge Lacão Costa com um notabilíssimo desconhecimento do percurso do político.

Certamente a edil era pequenina quando floresceram os cravos e quando o Lacão, ainda não licenciado, fazia  os fretes ao Dr.Consciência, agindo como moço de recados para chatear a Dr. Fernanda Pereira que controlava o MDP/PCP.

Também era pequenina quando o Dr. Lacão, seguindo obediente o MFA, desatou a escrever artigos sobre a unicidade sindical, assinados por Jorge Costa.

 

Foi a altura em que um arrogante Manuel Alegre quase prometeu um par de chapadas a Vasco Lourenço, porque ameaçara com sobrolho carregado aquele PS de Gama, Zenha e Soares, que defendeu a Liberdade nas ruas e nos sindicatos. E depois na Assembleia Constituinte.

 

Se bem me lembro o Lacão abandonou o PS, tendo o dr.António Bandos recebido uma carta de demissão, carta que já não existe.

 

Mas há um testemunho publicado do Dr.Consciência sobre isso.

 

 

De forma que os 40 anos de serviço à democracia e ao poder local do Dr.Lacão são uma falácia.

 

Quem foi o Presidente da Assembleia Municipal durante os mandatos do Zé Bioucas foi o sr. dr. António Bandos, que inclusive bateu o candidato PSD quando o candidato retornado das Mouriscas venceu o eng. Bioucas por escassos votos.

 

Como é sabido o dr.Lacão voltou ao PS pela mão do António Reis e foi um elemento útil no combate levado a cabo por Mário Soares contra o secretariado (o Sampaio, o Zenha, o Guterres, etc) e pela reconquista do partido.

 

E depois começou a subir na política.

 

Está visto que a Senhora Presidenta carece de memória histórica.

 

E para cantar um tango, o tango também se canta, cantava-os Gardel, é necessário que a música seja a adequada.

 

Sobre o resto do discurso, que foi um sacudir da água do capote a todo o vapor, não vale a pena comentar.

 

As palavras caiem pela  própria evidência.

 

Prometeram-nos o MIAA para 2010, ora estamos em 2013.

 

 

E assim sucessivamente, incluindo as coisas montadas e  preparadas pela sua própria equipa.

 

Minha senhora o melhor é meter-se neste bunker

 

 

Miguel Abrantes



publicado por porabrantes às 21:43 | link do post | comentar

Obra de António Colaço

 

obra do artista plástico António Colaço

 

 

 

O António é por justo título um dos abrantinos que mais se mexeu para defender São Domingos.

 

Contra uma edilidade dominada pelo seu Partido, o PS.

 

O 25 de Abril também se fez para o património, embora os incultos, gananciosos, os bentos arrivistas do ajuste directo desconheçam isso.

 

 

MA

 

Créditos: Centro de Documentação 25 de Abril/U.Coimbra 

 

http://www1.ci.uc.pt/cd25a/wikka.php?wakka=antcol



publicado por porabrantes às 17:10 | link do post | comentar

 

 

 

Jornald de Abrantes 3-8-74

 

 

Francisco Correia Semedo era um homem avisado. Mandou afixar o  edital em período de férias e só durante 15 dias. Até hoje desconhece-se o resultado das queixas apresentadas. Se calhar não houve queixas. Ou se houve, não estavam fundamentadas. A conclusão é que desde 28-5-1926 não houve nenhuma irregularidade na CMA e até 1-Agosto de 1974 também não. A estrutura administrativa ''fascista'' ficou intacta, juntamente com os funcionários municipais que eram da ANP, da Legião e algum que fazia biscates dando informações a quem se sabe...

 

É a tradição abrantina. O inquérito administrativo, se bem me lembro dos anos 40,  que levou à destituição de Henrique Augusto da Silva Martins ainda não foi publicado e estamos em 2013.....!!!

 

MA

 

Bem, irregularidades houve e até demissões compulsivas de funcionário(s) e algum com pena de prisão efectiva. Não por razões políticas mas por meter a mão na massa. Mas isso é outra história, Os ''fascistas'' eram evidentemente menos tolerantes e mais más pessoas... 



publicado por porabrantes às 13:53 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

A catastrófica exposição ...

Pedrógão no New York Time...

Quando a cacique queria p...

Câmara despreza antigo co...

Fogos reais para animar t...

Pego perde investimento d...

Tropa eucaliptiza Bempost...

Julgar os homicidas de Pe...

Folha de S.Paulo destaca ...

A dama e o varino.

arquivos

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

arqueologia

assembleia municipal

baptista pereira

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diogo oleiro

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

museu iberico

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

petição

pico

pina da costa

política

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

vale das rãs

todas as tags

links
Junho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9



29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds