Domingo, 31 de Agosto de 2014

 

 

e enterrada a comarca de Abrantes

 

 

Publica-se  com a devida vénia nota do MUSP para esclarecimento do pessoal.
Nota prática: para apresentar qualquer queixa melhor consultar horário da CP e da Rodoviária do Tejo acerca de comunicações prá capital do distrito.
MA


publicado por porabrantes às 17:33 | link do post | comentar

 

 

 

diz-nos um amigo vendedor na feira que a dita esteve às moscas

 

francamente as moscas nem sequer tiveram mirones onde pousar

 

 

 

 

em contrapartida numa rua local proliferavam cães vadios e os serviços competentes apesar de alertados não resolveram o assunto atempadamente

 

deve ser para que as moscas tivessem pouso garantido, dada a falta de clientes na feira

 

suzy



publicado por porabrantes às 12:51 | link do post | comentar

Sábado, 30 de Agosto de 2014

Enquanto prossegue a campanha de anavalhamento socialista entre os partidários do Costa e do Tó Zé Seguro, há quem consiga estar com os dois ao mesmo tempo.

 

É o caso do Catarino que se candidata à Federação Distrital do PS de Castelo Branco.

 

 

O Jornal de Vila de Rei sublinha pela pena arguta de  Paulino Fernandes, que o Catarino está em simultâneo com o Costa e com o Seguro. É obra :   

''

(...) É um documento importante, abrangente, muito bem estruturado, de análise e consequentes ideias e propostas para o desenvolvimento, projeção dinamização do distrito e onde se consegue ler frases chave comuns quer ao vocabulário e argumentos, de qualquer um dos dois candidatos, António José Seguro e António Costa, às primárias do PS marcadas para 28 de setembro.

Relembre-se que João Paulo Catarino, apesar de ser amigo e apoiante de António Costa reúne também o apoio dos apoiantes de António José Seguro no distrito. O Jornal de Oleiros apurou, entretanto, junto de fontes próximas do Secretário-geral do PS, que Seguro verá com bom grado uma vitória de Catarino, nas eleições de 6 de setembro para a distrital de Castelo Branco do PS.''

 

 

Não sabemos se este programa unanimista e pacifista terá como símbolo um ramo de oliveira centenário.

 

O Papa que é um forreta, quando planta oliveiras pacifistas, não usa oliveiras centenárias de 2.000 €, usa oliveiras novinhas, quem sabe se oferecidas pelo Presidente Abbas e vindas da Terra Santa.

 

 

foto obsservatore romano

 

 

Como na Terra Santa aquilo continua a ferro e fogo, está visto que as oliveiras novinhas não funcionam, não se deve ser forreta como o Francisco Bergoglio, o Vaticano que desate a importar as oliveiras do Acácio Catarino, já. 

 

MA

   



publicado por porabrantes às 19:03 | link do post | comentar

Quarta-feira, 20 de Agosto de 2014

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



publicado por porabrantes às 11:04 | link do post | comentar

Terça-feira, 19 de Agosto de 2014

 

http://imagensdemarca.sapo.pt/atualidade/junte-se-ao-lado-forte-da-poupanca/

 

O melhor é ouvir um especialista, para saber como anda o Montepio Geral:

 

 

 

 

 

''

(....)

OS PROBLEMAS DA CAIXA ECONÓMICA NÃO RESULTAM APENAS DO FINIBANCO

No entanto, não pensamos que os problemas atuais da Caixa Económica resultem apenas da aquisição do Finibanco. A crise atual está a ter também um impacto grande na Caixa Económica, como sucede com todas as instituições financeiras, o que agrava os problemas

resultantes de uma gestão pouco adequada, e mesmo, a nosso ver, com erros graves. A prova-lo está, por ex., o disparar do crédito concedido sem garantias, cuja taxa de incumprimento é muto elevada e, depois, de muito difícil recuperação (reembolso). Como

mostram os dados do quadro, entre 2010 e 2013, aumentou bastante tendo registado em 2012 uma quebra (entre 2011 e 2012, passou de 1625 milhões € para 1.445 milhões €), para novamente aumentar de uma forma muito rápida. Entre 2010 e 2013, o crédito sem

garantias aumentou de 976 milhões € para 1.995 milhões € (atualmente dever ultrapassar largamente os 2.000 milhões €). E o risco deste crédito de não ser pago é muito mais elevado do que o restante crédito. Basta ter presente que, de acordo com o Relatório e

Contas de 2012, dos 902,7 milhões € de imparidades (provisões) 253,3 milhões € (28%), diziam respeito a imparidades para “crédito sem garantias”, quando este crédito representava apenas 8,5% do crédito total (...)

 

 

(...)

Foi precisamente pelo facto de ter de criar provisões/ imparidades para prováveis perdas elevadas de crédito concedido que os prejuízos da Caixa Económica dispararam tendo, fundamentalmente devido a isso, os prejuízos operacionais de 2012 e 2013 somado 540 milhões de euros (168 milhões € em 20’12 mais 372 milhões € em 2013). E só nesses dois anos as provisões/imparidades por prováveis perdas de crédito concedido (inclui também

as resultantes de operações financeiras) somaram 629 milhões €, determinando os elevados prejuízos operacionais que a Caixa Económica – Montepio Geral teve nesses dois anos. E mesmo em 2014, só no 1º semestre, a Caixa Económica já teve de criar 293 milhões € de provisões/imparidades por perdas prováveis de crédito concedido, nomeadamente a empresas do grupo Espírito Santo que afectam os resultados do Montepio, anulando praticamente os elevados ganhos (mais-valias) que a Caixa Económica obteve no 1º semestre de 2014 (275 milhões € com operações financeiras-ver contas), nomeadamente resultantes da venda de dívida publica portuguesa.(...)

 

As minhas poupanças estão seguras na Associação Mutualista? –ler aqui

 

retirado do relatório de Eugénio Rosa -membro da conselho geral da AM-MG, e da AG da Caixa Económica -MG Pág. 3

 

que denuncia a cultura de autoritarismo dos corpos sociais  do Montepio:

 

 

(..) Para que os associados possam ter uma ideia da cultura de autoritarismo do presidente que existe no Montepio basta relatar o seguinte episódio.

Aquando da emissão dos 200 milhões € de unidades de participação, eu fiz uma informação aos associados que os esclarecia de aquele produto não garantia nem um rendimento certo  (dependia dos lucros da Caixa Económica que têm sido reduzidos) nem estava garantido o reembolso da totalidade do capital investido terá de vender as unidades de participação no mercado secundário e recebe o que for oferecido – em 17.8.2014 os 200 milhões € valiam 188 milhões € -ver Euronext -https://europeanequities.nyx.com/pt-pt/products/equities/PTCMHUIM0015-XLIS/quotes#- o valor varia quase todos os dias). Por ter informado os associados, e após um ataque pessoal a mim pelo presidente todos aprovaram uma moção em que me ameaçavam com um processo no tribunal. Foi só quando disse que se avançassem com tal processo iria defender-me não só em tribunal mas também junto dos associados é que o bom senso acabou por imperar pois o risco reputacional era grande. Este episódio mostra bem as dificuldades que enfrento. (...)

 

Com uma liderança destas e uma trajectória do banco como a descrita no documento (importante ler tudo) o melhor é desandar do Montepio Geral.

 

a redacção

 

quadro e texto entre aspas retirados com a devida vénia do relatório do senhor Eugénio Rosa  



publicado por porabrantes às 22:09 | link do post | comentar

(-...)Interesses esquecidos
por vantagens financeiras”
Paulo Guinote, professor e autor do blogue A Educação do Meu Umbigo, usa um exemplo ridículo, como o adjetiva, para responder a argumentações que, na sua opinião, também são ridículas. “Não colocaríamos o clube de aeromodelismo de uma freguesia a gerir uma companhia de aviação internacional, dividida em pequenos compartimentos”. Guinote não concorda com a municipalização da educação, diz que os exemplos internacionais de sucesso são poucos, ao contrário do que se dá a entender, e desmonta as motivações que rodeiam este novo modelo.

Aliviar o orçamento do MEC, colocar nas mãos das autarquias questões relativas à área educacional. São estas as “motivações básicas”, como as apelida. Por outras palavras, ganhos de eficiência, gestão de proximidade, argumentos recorrentemente utilizados. “Isto são falácias e não passam de tiradas profundamente demagógicas quando se percebe que este modelo de municipalização não tem quaisquer tradições de sucesso entre nós, não é apresentado com um suporte empírico que justifique as suas vantagens, mistura de forma pouco séria a capacidade das autarquias para gerirem redes de saneamento básico com gestão de recursos humanos das escolas e apenas parece ser defendido por quem quer substituir um centralismo distante e indiferenciado por centralismos locais muito mais permeáveis aos jogos de influências, ao nepotismo e ao caciquismo”.

 

 

(...)

 

in

Câmaras com mais competências

nas escolas:

 

será bom ou será mau?

Ministério da Educação e Ciência abre a porta à transferência de mais competências para as autarquias. Pede-se um debate alargado sobre o assunto e alerta-se para o que acontecerá aos contratos de autonomia já celebrados por muitos agrupamentos. Municipalização das escolas volta à ordem do dia. 
Sara R. Oliveira

 

em http://www.educare.pt/noticias/noticia/ver/?id=29062

 

 

um post importante



publicado por porabrantes às 19:51 | link do post | comentar

''O Presidente da Câmara apresentou uma carta do Pároco das Paróquias de S. João e S. Vicente (Cónego José da Graça), referindo que Maria da Conceição Camarinha, aceita vender à Câmara Municipal de Abrantes, um terreno situado em Barro Vermelho, com a área de 374
m2, pelo valor total de 5.610.000$00 (cinco milhões seiscentos e dez mil escudos). Deliberação: Por unanimidade, autorizada a aquisição do terreno, delegando-se poderes no Presidente da Câmara para efeitos de assinatura de escritura.
Aos respectivos serviços para desenvolvimento do processo. ''

 

Acta de 27-8-2001

 

 

 

 

 

Nos termos do Código de Direito Canónico este acto praticado pelo R.Cónego Graça implicava a necessidade de ter licença do Bispo (D.Augusto César), porque para um presbítero se envolver em actividades pelas quais tenha de prestar contas a terceiros, implica licença do Ordinário Diocesano.

 

Pediu-lhe o  Dr. Bento Pedro a licençazinha?

 

Ou não leu o Código?

 

Nos termos do Direito português, implicava que o Reverendo devia ter uma procuração passada pela vendedora.

Pediu-lhe o  Dr. Bento Pedro que exibisse a procuração e anexou-a ao processo?

 

Desempenhava o Reverendo actividade benemérita ou lucrativa?

 

No caso de ser lucrativa, estava inscrito como intermediário de negócios de terrenos nas Finanças?

 

Tudo isto são questões legais a considerar, resta a prudência e o bom gosto, que aconselhava o Cónego a não se meter em coisas destas, porque além de descurar  a salvação de almas, escusava de ouvir aqui, que se deixasse de actividades incompatíveis com o múnus paroquial.

 

Ninguém verá Francisco, o Papa, andar a vender lotes de terreno de terceiros ao Município de Roma.

 

M.Noronha

 

quem foi o clérigo que apareceu como testemunha de uma senhora da sua paróquia num processo de divórcio litigioso, contra o marido, que se confessava a ele? obviamente não foi aquele a que nos referimos,espero eu????

 

A ver se o Senhor Bispo mete sensatez na cabeça desta gente  



publicado por porabrantes às 17:24 | link do post | comentar

 

Correio da Manhã

 

É o António Tomás Correia , Presidente dessa sólida coisa coisa que se chama Montepio Geral, em que o franciscano Melícias andou a brincar aos banqueiros.

 

No Montepio há 2 espécies de ''accionistas'' de relevo, o Paulo Guilheme e o angolano Eurico Dias e há exposição particular a negócios angolanos. 

 

O Correia, sobre cujo perfil e conflitos com o IMI, há bastante para ver na net, diz agora que o Montepio está sólido, mas quem ler isto, pode retirar as devidas consequências. 

O Correia queria comprar o BPN, coisa sólida, porque não compra agora o Bad Bank? 

 

 

a redacção



publicado por porabrantes às 17:15 | link do post | comentar

O herdeiro daqueles Papas que apelaram às Cruzadas para expulsar os sarracenos da Terra Santa, apela pela primeira vez a uma intervenção do mundo civilizado para esmagar o genocídio cristão no Iraque.

 

 

São palavras naturalmente passadas pelo crivo da experiente diplomacia vaticana e quanto a nós excessivamente prudentes, mas são um apelo inequívoco a uma acção internacional contra o califado islâmico.

 

 

Vamos ver agora qual é o peso da palavra de Francisco.

 

Porque o peso da palavra de outro Papa que condenou a agressão ianque ( e daqueles inúteis que nos Açores apoiaram Bush) ao Iraque foi nulo.

Não vou recordar as palavras do Ministro das Colónias britânico, Winston Churchill, sobre a melhor forma de conter uma revolta beduína no Iraque.

 

Nem perguntar a Francisco como quer intervir sem fazer a guerra, mas só dizer que David Cameron já disse que é preciso fazer a guerra.

 

Mas Cameron é protestante e por isso está fora da jurisdição romana.

 

Staline perguntou a Molotov: quantas divisões tem o papa?

 

Respondo eu: Nenhuma, só tem pilhas de cabeças de católicos árabes cortadas pelo Califa.

E os católicos decepados falavam a língua em que Cristo chamou Mãe a Maria, o aramaico.   

     

 

 

ver mais fotos chocantes aqui, donde se retirou esta

 http://www.globalresearch.ca/graphic-mass-execution-of-iraqi-soldiers-civilians-by-us-sponsored-isis-terrorists/5387170

MA



publicado por porabrantes às 13:23 | link do post | comentar

 

 

O filho do benemérito da Cabeça Gorda, José Guilherme, alter ego do Cónego José da Graça em caçadas e  negócios pios, o distinto Paulo Veríssimo Guilherme anima a capa do Público:

 

Filho do construtor que pagou comissões a Salgado está no capital do Montepio



publicado por porabrantes às 10:04 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Evolução na continuidade

Comunista denuncia golpad...

Autarca das Mouriscas den...

Arquivos da Tubucci: Ex-a...

O voluntário

A candidatura do grande l...

Ordenamento florestal

Solano de Abreu inaugura ...

Barcelona

Constança Rural de Sousa

arquivos

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

arqueologia

assembleia municipal

baptista pereira

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diogo oleiro

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

pcp

pego

pegop

petição

pico

pina da costa

política

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

vale das rãs

todas as tags

links
Agosto 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9


20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds