Terça-feira, 30 de Setembro de 2014

 

 

O visitante do Mação, Ziva Domingos, nomeado pela ditadura cleptocrática angolana, para chefe local do Património Cultural diz nesta entrevista:

 

 

'' (..)Cabo-Verde, por exemplo, conserva até à data todos os monumentos herdados do regime colonial. Dentro da definição da Convenção pode o monumento a Diogo Cão, por exemplo, regressar ao largo frente ao Porto de Luanda?''

 

(...) A grande questão que devemos nos colocar aqui é de saber se a descoberta do Continente Africano (de Angola, em particular) feita pelo Diego Cão representa algo simbólico e histórico para o povo Angolano?
Se for, sim, não se coloca qualquer obstáculo para que no futuro o monumento desta personagem seja reinstalado ao largo frente ao Porto de Luanda. Mas se esta personagem é encarada como um colono, talvez no estado atual das coisas, será um pouco difícil que se dê um tratamento especial a este assunto.(...)

 

entrevista ao Jornal angolano ''Cultura''

 

Portanto o Ziva não sabe que o seu país foi descoberto para o Mundo Civilizado por este senhor

 

 E deixa a estátua do homem que fez Angola entrar na via da Civilização, num depósito de veneráveis velharias

 

 

Novo Jornal

 

Que querem que digamos ao Ziva que não sabe se o Diogo Cão foi um colono????

 

Que compre uma História de Portugal ?????

 

Ou uma História Universal?????

 

Ou que vá visitar Cabo Verde para aprender o que é um país lusófono, que pode viver livremente, sem ter complexos com o passado colonial????

 

Por certo Cabo Verde é uma democracia e Angola uma ditadura.

 

E o Ziva é um funcionário político dessa ditadura. Assim já está tudo explicado.....

 

MA    



publicado por porabrantes às 22:02 | link do post | comentar

Hoje os beneméritos ficarão contentes. Revelamos que o primeiro benemérito abrantino .......era um bastardo.

 

 

Ao contrário do normal este bastardo benemérito, tinha pai conhecido e mãe incógnita.

 

 

O bastardo chamava-se Pedro Afonso e  sabemos que fez uma doação duma quinta que tinha no termo de Tomar, não aos Templários, mas para complicar e criar desavenças entre Gualdim Pais e o beneficiário da sua liberalidade, ao Abade de Alcobaça.

 

 

 

 

 

Já adivinharam que se trata de Pedro Afonso, filho de Afonso Henriques e de barregã desconhecida, esperemos que a amásia não fosse uma cativa moura, coisa que explicaria a ausência do seu nome nas crónicas coevas e nos documentos.

 

 

 

Pedro Afonso terá sido, segundo Frei António Brandão, frade dado à mentira, alcaide-mor de Abrantes em 1179. Também foi chefe das hostes reais e sobreviveu a seu irmão, o rei D.Sancho, sendo seu testamenteiro.

 

Apesar de Frei António gostar de forjar documentos, coisa habitual nos scriptorium monacais, José Mattoso confirma que o Pedro Afonso era bastardo do Conquistador e alcaide-mor de Abrantes.

 

Face à autoridade do medievalista insigne, aceita-se a história fradesca que vem na Monarquia Lusitana.

 

Tudo isto está no livro bastante recomendável de Isabel Lencastre, Bastardos Reais, de que pode ler aqui um excerto.     

 

mn

 

 



publicado por porabrantes às 21:06 | link do post | comentar

 

 

 

No momento em que um dos responsáveis pela golpada comunista em 25 de Novembro de 1975 é chamado a altas funções no Parlamento, é mister honrar a memória de um marinheiro de Portugal que se cobriu de glória e que nunca soube conjugar o verbo trair

 

ALPOIM CALVÃO PRESENTE!!!!!!

 

 Faleceu hoje o Comandante Guilherme Alpoim Calvão - Fuzileiro Especial.À família, amigos e camaradas enviamos as nossas condolências."Quando chegar a hora decisiva, Procurem-me nas dunas, dividido Entre o mar e a terra."  Miguel Torga

a redacção

 

foto: Marinha Porruguesa

 

 http://www.cmjornal.xl.pt/domingo/detalhe/o-eterno-guerreiro.html



publicado por porabrantes às 15:53 | link do post | comentar

 

 

 

Em Angola a língua oficial é o português.

 

O francês europeu era a língua falada pelos bakongos, que estavam no Zaire, cuja representação política era a FNLA e o chefe tribal e político Holden Roberto.

 

Que um representante oficial de Angola fale em francês, quem sabe na variedade dialectal zairense, já está a criar problemas a quem organiza isto, o

 

Luiz Oeesterbeck

 

Reproduzo 1 mensagens de protesto, protesto a que nos associamos:

 

O anuncio enviado e' mais um exemplo do que realmente se está a passar com o uso do Português, em âmbito cientifico, no nosso pais.
 E' com profundo desalento que vejo um colega Angolano vir a Portugal, numa instituição pública portuguesa, muito provavelmente para um público português. fazer palestras /  conferencias em Francês. 
Como docente de um dos referidos mestrados, venho publicamente clarificar que discordo completamente com esse tipo de coisas e em protesto não participarei nas referidas actividades. 
Com a minha costela angolana - 5 gerações nascidas por terras do Lubango - sento ainda uma profunda tristeza. 
Já chega de provincianismo! 
Mila Simões de Abreu 
Docente curso de Mestrado Arqueologia Pré-histórica e Arte Rupestre, UTAD

 

Mila Simões de Abreu
Professora Auxiliar
Escola de Ciências da Vida e do Ambiente
Departamento de Geologia - Unidade de Arqueologia
Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Apartado 1013
5001-801 Vila Real (Portugal)

Há mais mensagens de protesto????

 

Há.

 

mn



publicado por porabrantes às 14:24 | link do post | comentar

 

Foreign Police

 

 

Sopra um vento no Oriente

 

 

 

Liberdade para Hong-Kong!!!!

 

 

Liberdade para Macau!!!!!

 

 

a redacção 



publicado por porabrantes às 10:28 | link do post | comentar

Segunda-feira, 29 de Setembro de 2014

Oliveira Martins disse no século XIX que ''Portugal era um banco e uma granja'', especuladores financeiros  e campónios para os sustentarem, nada de fábricas.

 

Os Burnays eram os DTT da época.

 

Quando os campónios não podiam sobreviver, Brasil com eles, e as remessas vinham para sustentar o deficit, a parasitagem política e os funcionários.

 

 

Para a costa de África iam os os condenados ao degredo, foi essa gente, delinquentes políticos e comuns que começaram a povoar Angola e pouco a pouco iam lutando pela hegemonia política e social com a oligarquia mulata de Luanda, que vivia de negócios negreiros.

 

 

 Hoje já morreu a indústria lusa, a integração europeia sacrificou as pescas e a lavoura e vivemos de esmolas europeias, gastas em coisas absurdas, como os cursos da Tecnoforma, e de novo das remessas duma nova geração que o país, ou seja Sócrates & Passos expulsaram.

 

A finança está nas mãos dos ladrões angolanos.

 

Aqui vai um daqueles bancos brasileiros, que exportavam remessas de desgraçados, alguns deles quase escravizados nos campos de café de São Paulo, para manter a parasitagem lisboeta, primeiro monárquica, depois republicana

 

  

mn



publicado por porabrantes às 21:23 | link do post | comentar

 

 

 

 

Este documento inserido nas contas da CMA de 2013 demonstra aparentemente várias coisas (digo aparentemente porque não está suficientemente explícito).

 

Uma série de terrenos e edifícios usados pela CMA não lhe pertencem juridicamente.

 

Uma série de equipamentos municipais foram construídos ilegalmente pela autarquia em terrenos que juridicamente não lhe pertencem, pertencendo a terceiros.

 

Isto é ao longo de dezenas de anos a autarquia ilegalmente construiu instalações vitais, como o cemitério de Santa Catarina ou o Pavilhão Desportivo por trás da Solano de Abreu, em terrenos alheios.

 

Esta actuação viola a Lei e cria enormes problemas com a legalização desses terrenos e edifícios.

 

 

 

 

 

De modo que  o Cemitério de Santa Catarina não é da CMA, é da tropa (Ministério da Defesa).

 

Qual é a pena prevista no Código Penal para quem constrói em terreno alheio?

 

Qual é a pena prevista no Código Penal para quem constrói em terreno do Estado, que é de todos nós, em zona de servidão militar?

 

Qual é a pena para os técnicos municipais, que informaram (se assim foi) que essa construção podia ser feita?

 

E se o autarca ( deste caso e do caso do Pavilhão Desportivo) se esteve nas tintas para o parecer dos técnicos ( se foi negativo) que tipo de abuso de poder cometeu?????

 

De que vale em Tribunal a declaração dos múltiplos membros da prestigiada da família Moura Neves de que o Pavilhão pertence à CMA, se parece que juridicamente o terreno está em nome da  Agrupol????

 

 

Volto à celerada ''fúria crematória'' .

 

 

Não podem aumentar Santa Catarina, porque o terreno é da tropa e ela não deixa????

 

É isso????

 

Ou é simples desleixo?????

 

Já está na hora de explicar porque construíram um Cemitério em terrenos militares!!!!!

 

 

ma

 

fonte Contas CMA 2013

 

 

    



publicado por porabrantes às 17:33 | link do post | comentar

 

a redacção



publicado por porabrantes às 10:54 | link do post | comentar

 

''A' renegociação dos contratos de concessão de águas da FCC Aqualia no Fundão e em Campo Maior, que estavam na mira do Tribunal de Contas, deve estar concluída no início de 2015, segundo um responsável da empresa

 

 

Por Paula Brito

 

Em Fevereiro, o Tribunal de Contas (TC) divulgou uma auditoria às concessões de água na qual recomendava um corte de 10% na remuneração acionista de vários operadores e a eliminação de cláusulas que transferiam os riscos exclusivamente para os concedentes públicos (autarquias).   

Apontava, em particular, o caso do Fundão, em que o risco de negócio da concessionária era extremamente reduzido ou quase nulo e mantinha uma cláusula jurídica “que permite a transferência de risco financeiro para o concedente caso haja uma alteração superior a 5% do valor médio anual do indexante Euribor”. 

Em declarações à Lusa, o director de Produção e Desenvolvimento do grupo espanhol em Portugal, Artur Vidal, assinalou que “a renegociação do Fundão está em curso e as outras também”, admitindo que possa estar concluída no primeiro trimestre do próximo ano. 

“Não depende só de nós, depende também da câmara e do parecer do Tribunal de Contas e da ERSAR (Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos), temos de esperar por todo este processo”, acrescentou. 

A FCC Aquália é responsável em Portugal pela gestão da água nos concelhos de Abrantes (Abrantaqua), Elvas (Aquaelvas), Campo Maior (Aquamaior), Fundão (Aquafundalia) e Cartaxo (Cartagua). 

Artur Vidal salientou o que o relatório do TC incidiu muito sobre a legislação que estava em vigor à data e alterações que tinham de ser feitas “e depois fazia referência a alguns contratos, referências essas que estamos a analisar e que vamos corrigir, se houver alguma coisa para corrigir”.

O contrato do Fundão terá de ser revistado e adaptado para “retirar aquilo que a lei pede para ser alterado”. 

Em causa estão algumas cláusulas de reequilíbrio económico-financeiro que implicam passar riscos para a concessionária. 

“Era uma das coisas que era recomendada pelo TC, assumimos isso”, declarou o responsável da FCC Aqualia, acrescentando que essas cláusulas vão ser alteradas, “de forma a que sejam mais corretas e adaptadas àquilo que é pretendido pelo TC e pela ERSAR”, mas também pela empresa. 

“Também temos de manter o nosso reequilíbrio económico-financeiro, senão não vamos conseguir ter os serviços de qualidade” que a empresa pretende, adiantou ainda Artur Vidal.''

 

 

na Rádio Cova da Beira com a devida vénia

 

há uma imprecisão no artigo, a concessão abrantina é do saneamento básico

mas o contrato favorece a Abrantaqua, é um contrato leonino,a favor dessa empresa como salientou na sua renovação Santana-Maia Leonardo  e devia ser urgentemente revisto......

 

 

mn



publicado por porabrantes às 10:05 | link do post | comentar

Domingo, 28 de Setembro de 2014
Jornal de Notícias
89% de votos cá na terra
Una foto de A Porca Da Política.
a redacção
ps- Acho que há uma menina a dizer que o falecido António Granja que quis dinamitar Salazar era um ''terrorista''; há outro Granja o Jaime que quis fazer ir pelos ares este chalet onde o  dr. Afonso Costa veraneava na Praia das Maçãs, a menina pode protestar para aqui, explicando que o Jaime também era terrorista.

 

 

Antt foto para o Século de Joshua Benoliel



publicado por porabrantes às 21:23 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Abrantes, capital da polu...

Quando o Dr.Bento Pedro q...

Mais peixes morto no Tejo

Trabalhadores protestam f...

''Só temos o que merecemo...

Piedade Pinto no top

O Siresp falhou no Sardoa...

Cobras & lagartos

O abre e fecha no CRIA

Aventuras de Bergoglio

arquivos

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

arqueologia

assembleia municipal

baptista pereira

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diogo oleiro

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

museu iberico

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

petição

pico

pina da costa

política

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

vale das rãs

todas as tags

links
Junho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9


23
24

25
26
27
28
29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds