Quinta-feira, 8 de Junho de 2017

cdu cristo.png

O Snr.Deputado do PCP, Doutor António Filipe, que teve um papel importante na defesa de S.Domingos de Abrantes, insurge-se e muito bem contra a vergonha no Convento de Cristo.

andreia.png

mn

 

devida vénia à CDU Abrantes e à Tomar TV  



publicado por porabrantes às 21:46 | link do post | comentar

alegre.png

ouvir aqui

 

Alegre ganhou com inteira justiça o mais importante Prémio Luso. Uma vez ganhou um prémio de literatura infantil em Abrantes e houve um bimbo que arranjou uma desculpa para não lhe entregar pessoalmente o galardão...

ma

 



publicado por porabrantes às 21:31 | link do post | comentar

É candidato do CDS-PP à Presidência da Câmara de Abrantes, o Sr.Dr.Vasco Lacerda Matafome, veterinário e importante Lavrador no nosso concelho e membro duma ilustre família abrantina.

 

vasco.jpg

 

Vasco Matafome assinou a petição contra a torre de Carrilho da Graça que profanava a paisagem de Abrantes.

Segundo a Imprensa a sua candidatura será apresentada sábado, com a presença de Assunção Cristas, líder do CDS.

mn  

foto CDS Almeirim



publicado por porabrantes às 21:11 | link do post | comentar

O falido Banco Popular era o banco do OPUS DEI.

SAN-JOSEMARIA-ESCRIVA.jpg

 

Num dia a Unión Europea de Inversiones, que reúne as famílias ligadas  à Prelatura, da organização sectária fundada por  São José Maria, perdeu 180 milhões de euros.

As perdas acumuladas, por esta pia gente, nos últimos anos eram de cerca de 1.000 milhões.

A Fundação Fonde Atenciones Socialies, que tinha 18% do Banco,e cujo Presidente era Carlos Figuero,  também gerente do Santuário de Torre Ciudad, praça-forte da seita integrista, perdeu como todos os accionistas o que lá tinha.

Entre outros accionistas de referência....várias organizações dependentes do OPUS.

Os analistas atribuem a falência a uma luta pelo poder, desencadeada a partir de Pamplona, cidade santa da organização, para controlar o Banco.

A Conferência Espiscopal Espanhola .....também accionista ficou sem as massas....

Apresentamos as nossas condolências à Pia Fidalga, mas estamos certos que os Monsenhores envolvidos na escandaleira, não terminarão na Remax.

mn

nota:Don José Maria Ruiz-Mateos está vingadoimage_content_3586376_20150907105646.jpg

 ninguém mandou uma fidalga analfabeta insultá-lo no Jornal de Abrantes

    



publicado por porabrantes às 19:03 | link do post | comentar

Há um texto fundamental para conhecer as ilegalidades e tropelias da gestão PS em Abrantes.....

aparício.png

aparício 2.png

o livro foi editado pela Editorial Avante em 1981

 

A Dona Irene era a Presidente da Junta da Bemposta.

 

ma



publicado por porabrantes às 15:38 | link do post | comentar

graça fonseca.png

Mirante

A Senhora Graça Fonseça, Secretária de Estado, que está próximo à cacique foi Vereadora da CM de Lisboa   e....já esteve envolvida na história que segue, artigo do José António Cerejo, certamente um dos grandes jornalistas lusos:'' «Um jovem de 26 anos, sem currículo profissional nem formação de nível superior, foi contratado, em Dezembro, como assessor técnico e político do gabinete da vereadora Graça Fonseca na Câmara de Lisboa (CML). Remuneração mensal: 3950 euros ilíquidos a recibo verde. Desde então, o assessor - que estava desempregado, fora funcionário do PS e candidato derrotado à Junta de Freguesia de Belém - acumulou esse vencimento com cerca de 41.100 euros de subsídios relacionados com a criação do seu próprio posto de trabalho

 
Filho de um funcionário do PS que residiu até 2008 numa casa da CML com uma renda de 48 euros/mês, Pedro Silva Gomes frequentou o ensino secundário e entrou muito novo para os quadros do partido. Em 2006 foi colocado na Federação Distrital de Setúbal, onde se manteve até meados de 2008, ano em que foi reeleito coordenador do secretariado da secção de Santa Maria de Belém, em Lisboa. Entre os membros deste órgão conta-se a vereadora da Modernização Administrativa da CML, Graça Fonseca.
 
Já em 2009, Gomes rescindiu por mútuo acordo o contrato com o PS - passando a receber o subsídio de desemprego - e em Outubro foi o candidato socialista à Junta de Belém. No mês seguinte, perdidas as eleições, criou a empresa de construção civil Construway, com sede na sua residência, no Montijo, e viu aprovado o pagamento antecipado dos meses de subsídios de desemprego a que ainda tinha direito, no valor total de 1875 euros, com vista à criação do seu próprio posto de trabalho.
 
Logo em Dezembro, o Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) aprovou-lhe também um subsídio, não reembolsável, de 57.439 euros, para apoio ao investimento na Construway e para a criação de quatro postos de trabalho, incluindo o seu. Deste valor Pedro Gomes recebeu 26.724 euros ainda em Dezembro, sendo 4086 para investimento e 22.637 para os postos de trabalho. No dia 1 desse mesmo mês, porém, o jovem empresário celebrou dois contratos de prestação de serviços com a CML, para desempenhar funções de "assessoria técnica e política" no gabinete de Graça Fonseca. O primeiro tem o valor de 3950 euros e o prazo de 31 dias. O segundo tem o valor de 47.400 euros e o prazo de 365 dias. O segundo destes contratos refere que os serviços serão prestados no gabinete de Graça Fonseca e no Gabinete de Apoio ao Agrupamento Político dos Vereadores do PS. (...)
 
Graça Fonseca disse que Gomes "foi contratado por estar à altura das funções às quais foi adstrito e por ser um lugar de confiança política". A autarca garantiu que desconhece o facto de o seu assessor ter recebido os subsídios do IEFP. Já a direcção deste instituto adiantou que Gomes já recebeu este ano mais 12.593 euros para apoio ao investimento, tendo ainda a receber cerca de 10.500 euros.»
 

devida vénia ao Má Despesa Pública

mn

para qualquer coisinha estamos a tomar a bica no Chave de D'ouro,,,,



publicado por porabrantes às 13:44 | link do post | comentar

 

O absurdo discurso da cacique na homenagem a Mestre Diogo Oleiro

 

O peso dos ciganos na habitação social abrantina

 

 

 



publicado por porabrantes às 13:12 | link do post | comentar

Temos no nosso arquivo um papelinho em que o Sr.Dr.Luís Dias, Vereador da Cultura, hoje aqui citado, , diz  que o Doutor Oosterbeck não foi responsável por  escavações em S.Domingos

luis_dias_2.png

Acontece que este documento diz o contrário

escavações oosterbek.jpg

vejamos o que dizia o professor do IPT, e à época avençado da CMA, com pingue avença.....

miia ex.jpg

 

Era imprescindível calcular os impactos negativos porque haveria que remexer o subsolo onde há uma cisterna medieval.....era imprescindível estabelecer uma cartografia de risco.....

OOSTERBEEK-640x425 - copia.jpg

miia ex 3.jpg

Quem era a equipa????

miia ex 5.jpg

Pode explicar-nos o Sr.Vereador que trabalhos fez esta equipa?

Escusa de explicar-nos quanto dinheiro recebeu a Herity, de que o Doutor  Oosterbek é florão, para meter uma placa à porta do Convento, já sabemos.

Onde está o relatório disto???

Não nos diga que tudo se resumiu aos buracos feitos pela Drª Filomena, porque mesmo assim há buraco ou  mete-se V.Exa num buraco.....

miia ex 6.jpg

Onde é que está o plano de detecção remota????

Onde é que está a cartografia de risco?

É assim que se preserva um monumento?

É assim que se defende a memória desta terra?

ma



publicado por porabrantes às 12:32 | link do post | comentar

fraude fundos.png

 devida vénia ao Jornal Torrejano

 

ler aqui

 

há disto em Abrantes?

ma

 



publicado por porabrantes às 12:15 | link do post | comentar

 
 Município de Tomar.
· 6 de junio a las 20:29 ·
checkmarkcaution-solid
<input ... >
 
 
La imagen puede contener: exterior
La imagen puede contener: planta, árbol, exterior y naturaleza
No hay texto alternativo automático disponible.
Município de Tomar ha añadido 3 fotos nuevas.
· 6 de junio a las 18:22 ·

Vestígios das termas romanas vão ser recuperados para observação através de cobertura envidraçada

O Município de Tomar vai proceder à instalação de uma cobertu...ra envidraçada dotada de iluminação interior com vista à preservação, dignificação e apresentação pública permanente dos vestígios arqueológicos das termas romanas, descobertos em 2004 aquando das obras do Pavilhão Municipal.

Face ao elevado interesse arqueológico do local, entendeu então a autarquia musealizar aqueles vestígios, com especial destaque para os bens conservados muros de alvenaria em pedra. Nesse sentido, foi construído um muro de suporte em betão envolvendo as estruturas no pressuposto de cobrir esta área com uma estrutura que permitisse visualizar as ruínas (primeira imagem).

A fim de preservar as estruturas arqueológicas dos efeitos das intempéries, foram as mesmas cobertas com manta de geotêxtil e areia, que se foram danificando com o tempo, expondo os muros, enquanto o local se transformou numa área de crescimento de ervas e depósito de lixos (segunda imagem), motivo que levou a Direção Geral do Património Cultural (DGPC) a solicitar ao Município o reforço da proteção das estruturas através da colocação de uma maior camada de areia.

A edilidade, porém, perante a perspectiva de que essa decisão implicaria, com elevada probabilidade, o “sepultar” para sempre destes importantes vestígios da antiga cidade romana, optou por instalar a cobertura, através de uma solução estudada em colaboração com o arqueólogo Carlos Batata, que fora responsável pela sua escavação. Chegou-se assim a esta proposta de cobertura envidraçada, constituída por vidro duplo laminado de 5+5 mm assente sobre estrutura de perfis metálicos devidamente tratados e pintados, e que foi aprovado pela DGPC (terceira imagem).

Esta estrutura terá iluminação interior, cujo estudo foi elaborado por uma empresa da especialidade, de forma a dar ao local o devido realce e valorização, permitindo a visualização permanente das ruínas e contribuindo para enriquecer a divulgação do importante património histórico e arqueológico do concelho.

Posteriormente, será feito um procedimento com vista à consolidação e musealização das estruturas existentes por técnicos devidamente credenciados.

A obra de cobertura das estruturas foi adjudicada à empresa Construções Líder Americano, Lda., pelo valor de 33.051,54€ mais IVA.

 

CM de Tomar

 

Em Abrantes nenhum vestígio arqueológico foi protegido assim, excepto os silos da Santa Casa...por iniciativa de Fernando Velez

mn

 



publicado por porabrantes às 12:06 | link do post | comentar

centro republicano de abrantes - copia.jpg

cntro republicano e coreto.png

 mn



publicado por porabrantes às 10:28 | link do post | comentar

luis_dias_2.png

Em 19 de Maio de 2017, o Vereador da Cultura, dr.Luís Dias dizia ao Médio Tejo, que tinham sido encontrados importantes achados arqueológicos no Convento de S.Domingos, onde estão a decorrer obras, que já causaram uma infindável polémica.

Ainda há pouco, a CDU voltou a meter em causa a forma como a autarquia trata S.Domingos.

Face à descoberta de achados arqueológicos,  diz a própria legislação aprovada pela CMA, que se devem parar as obras.

Para investigar.

Diz o Plano de Urbanização de Abrantes:

''

Artigo 9.º

Sítios e achados arqueológicos

1 - É obrigatória a comunicação imediata à CMA e à tutela do património cultural a descoberta de vestígios e de indícios arqueológicos encontrados em domínio público ou privado.

2 - Nos casos descritos no n.º 1, eventuais trabalhos em curso são suspensos, ficando a sua prossecução dependente de aval da CMA e da tutela do património cultural que determinarão as medidas de salvaguarda a adotar.

3 - O tempo de duração efetivo da suspensão dá direito à prorrogação automática por igual prazo da execução da obra, para além de outras providências previstas na legislação em vigor, sendo que os trabalhos suspensos só podem ser retomados após parecer da entidade da tutela competente.''

No entanto, disse o Vereador ao Médio Tejo:  que os trabalhos '' nunca foram interrompidos'' ou seja não foram suspensos.

Ou seja a Câmara viola com descaramento as suas próprias normas, despreza o passado da Cidade e um monumento multissecular, tudo em prol do betão.

Já vimos um papelinho assinado pelo Vereador, que se vangloria de violar a Lei, seguindo a senda da cacique que deixou pintalgar S.Domingos, em que dizia que um tal Luís Oosterbeck, não fora responsável pelas desastrada escavação arqueológica inicial em S.Domingos.

Pois provaremos hoje que o Vereador no mínimo não estava informado do dossier.

Como provámos hoje que o Vereador (que esperamos  tenha a decência de não se recandidatar) é conivente com a violação do art 9º do PUA.....em prol do betão.

18881808_1502345399805257_6904045371666441007_n.pn

 mn

 



publicado por porabrantes às 09:51 | link do post | comentar

Damos mais pormenores sobre a proposta do Sr.António Louro e Aristides Lopes no âmbito do O.Participativo:

 

 PROPOSTA APRESENTADA POR ANTÓNIO LOURO E ARISTIDES LOPES NO ÂMBITO DO OPP.
O valor indicado já foi revisto em alta, tendo sido aprovada esta revisão por parte do OPP (Governo):

Criação de uma rota pedestre de cariz cultural e etnográfica em zonas de intensos vestígios de património antigo e outro mais recente, nomeadamente: pontes e calçadas romanas, grutas, castelos, antas, lagares, azenhas, levadas, etc. Além de uma forte ligação cultural esta rota abrangerá também o domínio turístico e terá ainda uma componente religiosa, prevendo-se que a mesma possa passar na zona das seguintes capelas: Nossa Senhora da Lapa (Sardoal), Nossa Senhora da Tocha e Nossa Senhora dos Matos (Mouriscas-Abrantes). Esta rota fará ligação com duas rotas existentes no concelho de Sardoal (a PR3 e a PR5) e ainda com uma grande rota existente na margem direita do Tejo (a GR12).Também já há uma ideia mais concreta dos pontos notáveis que esta GR possibilitará visitar ao longo do seu percurso, entre outros: Ribeira da Arcês: cerca de 15 lagares e azenhas, vários açudes, vários quilómetros de levadas, 4 grutas, 2 pontes romanas, 1 barragem, 1 praia fluvial, 1 calçada romana, vestígios de um antigo castelo, inscrições antigas, vários destes locais são descritos em lendas que se encontram publicadas em livros (Lenda da Grade de Ouro, Lenda da Lapa da Moura, etc).
Ribeira de Rio Frio: cerca de 10 lagares e azenhas (uma ainda em funcionamento!), vários açudes, vários quilómetros de levadas, uma anta, vestígios de extracção mineira, uma grande charca, outros vestígios antigos, etc.
Rio Tejo: O canal de Alfanzira do tempo dos Filipes, restos do que foi a Mata Real de Alfanzira, muitas oliveiras milenares incluindo a mais antiga de Portugal com 3.350 anos, muitas pesqueiras, etc. Este projeto tem a duração de 12 meses e um investimento de 80 mil Euros
Votar
(17-05-2017)

Âmbito: Regional

Área: Cultura

Zona(s) Geográfica(s): Centro

Proponentes:
Rota cultural e etnográfica das ribeiras da Arcês, Rio Frio e Rio Tejo - António Louro

 

Vote aqui

 

mn



publicado por porabrantes às 09:32 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Arrivistas, populistas e ...

Varrer a partidocracia

Treinadora de bancada rad...

A central nuclear abranti...

Capas católicas

Terá o Presidente sido o...

A Milu disparata

Árvores de grande porte e...

Islão, religião de paz

O golpe Machado Santos em...

arquivos

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

arqueologia

assembleia municipal

baptista pereira

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diogo oleiro

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

pcp

pego

pegop

petição

pico

pina da costa

política

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

vale das rãs

todas as tags

links
Agosto 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9


24
25
26

27
28
29
30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds