Domingo, 18 de Junho de 2017

tramagal fogo sat.png

tramagal fogo sat 2.png

Foi certamente este um dos piores incêndios abrantinos. O recorte é do Diário de Lisboa de 22 de Abril de 1924. Muitos jornais internacionais fizeram eco da catástrofe, às vezes com pouco acerto, como esta notícia do dia citado do ''Correio Paulistano''

fogo tramagal 1924.png

mn

 



publicado por porabrantes às 19:55 | link do post | comentar

Enquanto há um fogo no centro urbano de Alferrarede e outro grave... quase no núcleo urbano da aldeia de S.Miguel.eis o que figura na página do facebook da CMA

página.png

Que raios de política de comunicação

 

A Junta de Abrantes está na mesma ,,,,,

 

ma


tags: ,

publicado por porabrantes às 17:41 | link do post | comentar

 

 

 

nicolau.png

 



publicado por porabrantes às 16:50 | link do post | comentar

fogo s,miguel.jpg

Foto do Sr.Vasco Catroga com a devida vénia

 

reacendeu-se o fogo perto da aldeia de S.Miguel do Rio Torto

 

mn



publicado por porabrantes às 16:18 | link do post | comentar

fogo alferrarede.jpg

Foto facebook sr. Paulo Pereira

 

fogo alferrarede 2.jpg

 Alferrarede junto à Bosh e Rações S:Marcos

 

mn



publicado por porabrantes às 16:13 | link do post | comentar

Number 2017140034515
Event Date/Time 2017.06.18 05:44
Closing Date/Time 2017.06.18 06:45
Nature Protecção e Assistência a Pessoas e Bens / Intervenção em conflitos legais / Agressão/Violação
Event Status Encerrada
District SANTARÉM
Municipality ABRANTES
Parish ABRANTES (SÃO VICENTE E SÃO JOÃO) E ALFERRAREDE
Locality ABRANTES
Latitude 39.4628
Longitude -8.1935
Terrestrial human resources 4
Terrestrial technical resources 2
Airborne human resources 0
Airborne technical resources 0

 

ver aqui

 

devida vénia à Protecção Civil

 

mn



publicado por porabrantes às 14:02 | link do post | comentar

Já estamos fartos de gente que atribui às tragédias causas naturais...para desresponsabilizar os responsáveis

 

O PCP de Leiria dá uma acertada leitura do que levou ao holocausto de Pedrogão:

 

NOTA DO GABINETE DE IMPRENSA DA DIREÇÃO DA ORGANIZAÇÃO REGIONAL DE LEIRIA DO PCP

Face à tragédia resultante do incêndio que afecta os concelhos de Pedrogão Grande, Alvaiázere e Figueiró dos Vinhos a Direcção da Organização Regional de Leiria do Partido Comunista Português:

1 - Expressa a sua profunda consternação pela perda de vidas nesta catástrofe – tão mais dolorosa quanto em tão elevado numero - e expressa os seus pêsames e sentimentos de solidariedade a todos os familiares e amigos das vítimas.

2 – Sublinha, valoriza e expressa o seu reconhecimento pelo abnegado e corajoso trabalho dos bombeiros e de outros profissionais da protecção civil, realizado em condições atmosféricas manifestamente difíceis e profundamente adversas à missão de combate a incêndios.

3 - Considera que as autoridades competentes, nomeadamente o Governo português, devem tomar todas as medidas adequadas à gravidade da situação e decidir celeremente de todos os apoios do Estado possíveis para apoiar os que perderam os seus entes queridos, as suas habitações, explorações agrícolas, florestais ou outros bens materiais.

4 - Informa que envidará esforços imediatos para, por via do Grupo Parlamentar do PCP na Assembleia da República e dos Deputados do PCP no Parlamento Europeu, avaliar e canalizar todos os apoios que possam fazer frente aos prejuízos e danos resultantes da tragédia que se abateu sobre estes concelhos do norte do Distrito de Leiria.

Para tal uma delegação da Direcção da Organização Regional de Leiria deslocar-se-á hoje durante o dia às áreas afectadas para avaliar das consequências desta tragédia e das medidas a serem tomadas. De igual forma o deputado Bruno Dias integrará uma delegação parlamentar com o objectivo de avaliar a situação no terreno.

5 - A DORLEI do PCP sublinha que a tragédia hoje vivida, mais do que servir para dirimir argumentos sobre responsabilidades, deve obrigar à reflexão imediata e à decisão sobre medidas em três aspectos essenciais:

a) Os meios que a Protecção Civil tem ao seu dispor para o combate aos incêndios, tendo em conta o quadro climatérico que será, previsivelmente, bastante adverso, nomeadamente quanto a investimentos em meios terrestres e aéreos e outros equipamentos colectivos.

b) - As condições de intervenção dos operacionais que estarão no terreno durante as fases mais agudas da época de incêndios - nomeadamente quanto à formação ministrada; aos equipamentos individuais; às condições materiais para o desenvolvimento das suas tarefas (designadamente quanto à valorização do pagamento às Equipas de Combate a Incêndios Florestais); e quanto à disponibilidade de meios humanos nas corporações de bombeiros tendo em conta os graves problemas sociais que persistem e o elevado nível de emigração com especial incidência nas regiões rurais

c) - O trabalho de prevenção de incêndios e defesa da floresta. Neste aspecto o PCP relembra a sua posição – atempadamente expressa - de que a “Reforma Florestal” do Governo PS não responde aos principais problemas da floresta portuguesa, significando uma continuação, no essencial, da política de anteriores governos, que por isso contribuirá agravar esses mesmo problemas.

6 – O PCP considera que uma das questões centrais para evitar tragédias como a de hoje é a inversão da tendência da desresponsabilização do Estado na gestão da floresta, na prevenção e combate a incêndios e no ordenamento do território e combate à desertificação.

É necessário inverter o esvaziamento humano de estruturas da Administração Central e a rarefacção de meios financeiros para a floresta e para o apoio à actividade agrícola. Nesse sentido a DORLEI do PCP reitera a sua condenação do encerramento de vários serviços da Direcção Regional de Agricultura no Distrito de Leiria.

É necessário valorizar a importância e o papel dos pequenos produtores e compartes dos Baldios, dar mais meios e poder de decisão às suas associações, dar resposta ao problema central do baixo preço do material lenhoso e assegurar o ordenamento da floresta, designadamente através da elaboração do Cadastro Florestal com os meios financeiros adequados.

7 - Os problemas da floresta portuguesa e as catástrofes como a de hoje não resultam apenas das condições climatéricas extremamente adversas que se verificaram no dia de ontem.

Decorrem também da destruição da pequena e média agricultura, do desaparecimento de muitos milhares de explorações familiares e da desertificação do mundo rural e do interior do País. Catástrofes como esta são ainda indissociáveis da aplicação da PAC e das suas desastrosas reformas, bem como do resultado de políticas agro-florestais, orçamentais e de serviços públicos contrarias aos interesses dos agricultores e do mundo rural.

18 de Junho de 2017
O Gabinete de Imprensa da
Direcção da Organização Regional de Leiria do PCP

 


publicado por porabrantes às 13:51 | link do post | comentar

Quando ardeu a Grenfell Tower morreram  59 pessoas por exclusiva culpa da autarquia lá do sítio, que tinha sido avisada em Novembro de 2016, dos perigos dum imóvel municipal, trespassado a uma empresa privada para gerir.

O povo resolveu protestar e partiu parte do equipamento municipal.

Foi na sexta e o Guardian, o melhor jornal da livre Inglaterra, conta a história.

E se se fizesse o mesmo na protecção civil de Leiria ou no MAI?

 

londres.png

 Ou seja agir com frieza inglesa, com pragmatismo britânico e raiva anglo-saxónica,  em vez de choramingar com lusa pieguice....

ma



publicado por porabrantes às 13:01 | link do post | comentar

No ano passado, depois do enorme fogo no Sardoal e Abrantes, a Constança Urbano de Sousa declarou que tudo correu bem...

Miguel Borges, Presidente da autarquia sardoalense, põe os pontos nos iis

siresp.png

E se o Siresp falhou, que responsabilidades exigiu a Constança?

 

mn

 

 

ler a entrevista de Miguel Borges à Hertz

 



publicado por porabrantes às 12:37 | link do post | comentar

Segundo o sr.Lourenço, tradutor da Bíblia (curiosa profissão) JC deixou de ser ''Filho do Homem'' e passou a ser ''Filho da Humanidade'' .

Se o sr. Lourenço, admirável especialista em Letras Clássicas, traduzisse para o grego clássico, a obra-prima de José Vilhena, o ''O Filho da Mãe volta a atacar'',  

filho da mae.jpg

o herói seria filho de quem?

Também da Humanidade?

mn



publicado por porabrantes às 12:13 | link do post | comentar

avioes.png

 



publicado por porabrantes às 12:03 | link do post | comentar

por João Taborda da Gama....no DN. Genial !


tags:

publicado por porabrantes às 11:58 | link do post | comentar

170528-PRMRS-MFL-0720-7345.jpg

Esta senhora, depois da tragédia em Pedrogão, já devia estar no olho da rua. Depois da queda da ponte em Entre-Rios, o Coelho apresentou a demissão. A Constança, já no ano passado, esteve no epicentro duma polémica acerca de fogos.

Entretanto o Marcelo em vez de pedir responsabilidades ou um inquérito, diz que não se podia fazer mais nada.

Se tivessem gasto metade do dinheiro delapidado na viagem do argentino a Fátima, a limpar a floresta na zona de Leiria, as proporções da tragédia teriam sido outras.

 

 

 

E por cá, a sapientíssima vereação pimba, apesar de haver um calor de ananases, bombardeou o concelho com pirotécnica, a partir do ponto mais alto da região.

fogo artefício.png

Talvez fosse conveniente ler isto

Entretanto diminuíram drasticamente os efectivos da GNR, que têm como missão fiscalizar os campos, para ver se as prolixas regras anti-fogos se cumprem.

Ao mesmo tempo a cacique transforma o concelho numa zona de monocultivo de eucaliptos, pasto ideal das chamas.

Tudo isto tem a ver com um país cada vez mais litoralizado, com um interior deserto e abandonado, onde só há velhos e burocratas a trabalhar nas comissões municipais de festas, principal actividade de grande parte das autarquias.

Tudo isto tem a ver com um modelo de desenvolvimento que mata Portugal.    

mn

fotos Presidência República, Mirante



publicado por porabrantes às 08:15 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Centroliva parcialmente e...

Os guerreiros ibéricos

A obscenidade aérea choca...

A generosa doação à Assoc...

Mistérios das Mouriscas :...

Extorsão passional à abra...

D. Augusto César e o padr...

O carvão do Pego na Impre...

Damos voz à comunidade ci...

Quando começou São Macári...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

baptista pereira

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cma

cónego graça

constância

cria

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

petição

pico

pina da costa

política

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

vale das rãs

todas as tags

links
Novembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9


23
24
25

26
27
28
29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds