Sábado, 1 de Julho de 2017

A crise na Direita segue a evolução na continuidade 



publicado por porabrantes às 22:40 | link do post | comentar

morte manuel fernandes 1959 20-3-1959.png

 20 de Março de 1959

 

No texto há pelo menos um erro, o Carlos Fernandes era estudante de medicina.

Não fazemos ideia quem era o correspondente do DL em Abrantes nesta época.

ma 



publicado por porabrantes às 18:10 | link do post | comentar

agostinho baptista.png

A Teresa Aparício sustentou no programa citado que a cidade honrou pouco o Dr.Manuel Fernandes, apesar da estátua que lhe foi levantada. Desde a sua morte, o Jornal de Abrantes (que não era propriedade da sua família, mas da Minerva LDA, que juntava o mesmo grupo que esteve nas origens das Iniciativas) dirigido pelo  Armando Moura Neves (seu cunhado) e depois pelo seu  filho, dr. Jorge M.N. Fernandes (que tinha adquirido entretanto o controle do jornal), lembraram o político abrantino. Porque Manuel Fernandes foi essencialmente um político, além de médico e grande lavrador.

Em cada actividade das Iniciativas, festas do La Salle e do Colégio de Fátima, lá se lembrava ritualmente o Fundador.

O culto ao Fundador  nunca atingiu o grau, que no Tramagal alcançou o de Eduardo Duarte Ferreira, porque a nova direcção política da União Nacional  e da Câmara passaram a mãos hostis aos amigos de Manuel Fernandes.

Nos anos 60 quem mandava na União Nacional e na Câmara?

A nova geração henriquista.

O neo-henriquismo, que tinha no antigo provedor da Santa Casa, o médico de Vale da Cambra, Agostinho Baptista (protegido de Trigo de Negreiros), a sua tradução municipal.

E na Assembleia Nacional estava outro neo-henriquista, João Nuno Serras Pereira.

João Nuno ficou sempre fiel à velha guerra, foi sempre um defensor de Henrique Augusto e de França Machado.

 

serras pereira.png

 

Esperar que ele e o dr.Baptista fizessem uma grande homenagem ao Dr. Manuel Fernandes, era pedir-lhes o impossível.

Aliás o Jornal de Abrantes pusera várias vezes em causa a honorabilidade pessoal do dr.Baptista.

Já podem perceber agora porque não houve homenagens institucionais a Manuel Fernandes na década de 60 e nos inícios de 70.

ma

 



publicado por porabrantes às 17:38 | link do post | comentar

No programa da rádio oficiosa, o plumitivo Alves Jana falou com o Dr.Luís Fernandes, com a D.Teresa Pombo e ainda com a ''historiadora'' Teresa Aparício.

ral manuel fernandes.png

Não sei se vamos escalpelizar algumas das enormidades despachadas pelo plumitivo, mas esta não escapa.

No seu diálogo com a Teresa Aparício, diz Alves Jana que as diferenças políticas entre o médico e Henrique Augusto (a quem fizeram Provedor da Santa Casa, o Provedor era Henrique Martins de Carvalho) eram dentro da ANP.

Manuel Fernandes morreu em finais da década de 50.

A ANP foi fundada por Marcello Caetano em.....1970  e entre os fascistas que abrilhantaram a seita estava o camarada do plumitivo, Veiga Simão e no caso abrantino um tal Manuel Dias.

É a historiografia à Zahara, no seu melhor.

mn 



publicado por porabrantes às 13:31 | link do post | comentar

alfredo pimenta.jpg

Alfredo Pimenta foi um terrível polemista, e um salta-pocinhas em matéria política, anarquista,republicano histórico, depois da República, passou-se para a Direita Republicana e mais tarde seria monárquico radical. Como monárquico recusou aderir ao Integralismo e foi sempre ''manuelista'' ou seja fiel ao Rei liberal, D.Manuel II a quem censurava ser liberal e que defendia que devia ser absolutista.

O João Chagas satirizou com verve esta evolução. O filho, Alfredo Manuel Pimenta, esteve ligado familiarmente a Abrantes e foi o Advogado da Iniciativas de Abrantes contra a Santa Casa, em vários processos.

manuel fernandes 2.png

 Alfredo Pimenta foi um erudito historiador e um salazarista crítico e um fanático apoiante das potências do Eixo, durante o 2º conflito mundial.

Nas suas cartas a Salazar foi capaz sempre de sempre um crítico ( pela extrema-direita) mas nunca escondeu as suas opiniões.

Salazar devia-lhe um lugar de deputado. Pimenta desistira de ser candidato pelos monárquicos, para apoiar a candidatura de Salazar pelo Centro Católico. Salazar foi eleito.

nazis.jpg

Em 1943, o Cardeal Patriarca D.Manuel Cerejeira condena Pimenta como ''escritor perigoso'', devido à sua propaganda nazi, porque este escrevera um artigo em que declarava que não havia perseguição religiosa no ''Reich''.

A nota do Cardeal foi lida em todas as missas.

Por carta de 18-8-43, o Dr.Manuel Fernandes solidariza-se com Alfredo Pimenta, condena o Cardeal Cerejeira, mas declara-se aliadófilo.

CCerejeira_4-200x300.png

 

Era óbvio. Os inimigos de Manuel Fernandes eram  o lixo integralista abrantino. E estes eram germanófilos...

 

ma

       



publicado por porabrantes às 12:56 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Poesia popular alentejana...

A idade avançada não perd...

O Centro de Dia do Sardoa...

Protecção Civil de novo e...

Tudo em família

Na Barão da Batalha, às n...

O acidente de trabalho na...

Independentes em Rio de M...

Os Esgotos nas traseiras ...

Ecomarcha chega amanhã

arquivos

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

arqueologia

assembleia municipal

baptista pereira

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diogo oleiro

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

museu iberico

nelson carvalho

nova aliança

património

pcp

pego

pegop

petição

pico

pina da costa

política

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

vale das rãs

todas as tags

links
Julho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13


26
27
28
29

30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds