Segunda-feira, 20.11.17

''Durante mais de dois anos, uma bancária de Abrantes foi perseguida, ameaçada e humilhada publicamente por um ex-companheiro e dois cúmplices, que lhe exigiram 70 mil euros para a deixar em paz. O terror da mulher começou em outubro de 2013, quando terminou o relacionamento de cinco anos com um comerciante do Entroncamento, de 62 anos. ''

 

 

artigo do Pepino no Correio da Manhã



publicado por porabrantes às 09:20 | link do post | comentar

Domingo, 19.11.17

cigana cigana.png

 



publicado por porabrantes às 18:24 | link do post | comentar

14 de diciembre de 2012 a las 11:55 ·
Me gusta
·
11

Administrar

Augusto Rosa Martins
Augusto Rosa Martins Eu creio que estão há mais anos, porque um dos filhos da Maria Cigana e do Ambrósio que creio se chamava Helder, andou na escola primária com meu filho Filipe, portanto eles foram para lá por volta de 1978/9, por obra e graça de um senhor que se chama Valdemar Bicho, este Sr. mandava mais que o Eng Bioucas. ele conseguiu dividir a população de Arreciadas com as suas artimanhas.
 
22 de enero de 2013 a la 1:43 ·
 
Comentário do Sr. Martins na página da Tubucci
 
Assim a Vereadora Celeste fica elucidada
 
mn


publicado por porabrantes às 18:15 | link do post | comentar

img_228225572_1494510572_pbig

Os políticos que mandaram na Câmara de Abrantes e algum historiador local fizeram a sua formação filosófica (agora em festival) lendo esta obra-prima do Bispo de Portalegre.

A obra é sólida, o pensamento é robusto, a pena vigorosa, mas o teórico das missões nunca foi missionário, deixou-se ficar como hierarca, com o apoio e confiança do fascismo, a pastorear Portalegre e Castelo-Branco.

Construiu seminários e daí saíram os políticos que nos desgraçaram.

.

Era melhor ter  políticos que se tivessem formado a ler Voltaire e Eça que palermices.

E que tivessem lido mais e rezado menos.

 

Em vez de falar a sério, o melhor passar à lusitana chalaça

 

ramalhal.png

Ramalho Ortigão, ''As Farpas'' 

 

ma



publicado por porabrantes às 12:21 | link do post | comentar

Sábado, 18.11.17

La Vanguardia foi um jornal que revolucionou a imprensa ibérica.

la vanguardia

Em 5 de Março de 1890, destacava o papel pioneiro do lavrador Soares Mendes na introdução do eucalipto em Portugal

vanguardia 2.png

O artigo que recomenda a plantação de eucaliptos em Barcelona, entre outras razões por serem bons para a saúde, é de S. de Mobellán de Casa Fiel e ocupava quase toda a primeira página.

O Autor era Sebastián de Mobellán, Conde de Casa Fiel, um polígrafo muito viajado.

O Conde não foi o exacto, esqueceu-se do nome completo do abrantino, José Paim Barreto Soares Mendes, que a meias com o ilustre inglês William C.Tait introduziu o eucalipto na Bemposta, como já se disse aqui. 

Outro dia se falará mais disto, se houver pachorra para consultar outras fontes.

mn



publicado por porabrantes às 18:31 | link do post | comentar

aquisicao-da-escultura-figurativa-em-bronze-a-tard

ver a estátua aqui e a pergunta

 

num leilão quanto valia a estátua?

 

a estátua já estava na Praça há muito tempo, porque só fizeram a compra agora?

 

Entretanto a  decisão está a criar polémica na Vila...

 

mn 

 

devida vénia ao ''Notícias de Castelo de Vide''



publicado por porabrantes às 15:22 | link do post | comentar

Diz a Vereadora Celeste dos pobrezinhos, que há umas sentenças para sair, que implicarão que 2 ou 3 barracas ciganas  de São Macário, essa nódoa negra do urbanismo abrantino,que o PS deixou criar e alastrar, com a cumplicidade da Celeste, que irão ao chão.

Aleluia!

Diz a Celeste, com a sua beatitude habitual, que compraram casas para os desalojados.

Afirma a Celeste, que há uma longa lista de espera para habitação social nesta terra.

Tem o descaramento de dizer que não há, neste concelho, Regulamento para atribuição de habitação social.

 

E o PS governa desde Abril, fora aquele interlúdio alaranjado do Lopes.

Como não há regulamento a Celeste e os amigos ( e surpreendentemente os Vereadores da Oposição) vão dar casinhas aos desalojados por sentença  judicial, , passando por cima da lista de espera.

E porque  desalojam os das barracas?

Porque se construiram casas em terra alheia ,para  gente se instalar num território sem Lei nem Ordem: São Macário, principal centro do crime abrantino.

Digo eu (e não só, também dizia a cacique) que não se deve dar prioridade a cidadãos, só porque pertencem a certa etnia. .

 

19071449_0niFk

Dizia a cacique, era 2015, que não se podia dar prioridade a pessoas ''apenas porque se trata de etnia cigana''.

Agora vão dar 3 ou 4 casas a pessoas, saltando a lista de espera, ''apenas porque se trata da etnia cigana''.

Esta gente toureia a Lei e contraria as suas próprias declarações feitas em acta municipal.

Esta gente deixou criar um cancro em São Macário e nunca fez as demolições que prometeu:

REUNIÃO DA CÂMARA DE 18/3/13 (I)

 

S. MACÁRIO - LICENCIAMENTO DE OBRAS

Pedido de esclarecimento dos vereadores eleitos pelo PSD

Em 18 de Outubro de 2010, trouxemos à reunião de câmara um pedido de esclarecimento sobre o muro em alvenaria construído, no limite da faixa de rodagem, na estrada que liga Arrifana a Arreciadas,  e que constituía um manifesto perigo para a segurança, quer de veículos, quer de peões.

Segundo informação, na altura, da senhora presidente da câmara, o muro não tinha sido licenciado e já tinha ordem de demolição.

Acontece que, quatro anos passados sobre a sua construção, o muro não só lá se mantém no mesmo sítio como as construções, em redor do muro, continuam em franco crescimento como documenta a foto que nos foi enviada por um munícipe.

E segundo o munícipe, as obras são recentes, em madeira, chapa e alvenaria, foram feitas perante a passividade dos fiscais da câmara e não consta que tivessem sido licenciadas.

Já outros munícipes nos tinham manifestado anteriormente a sua insatisfação pelo facto de a câmara demonstrar uma dualidade de critérios no tratamento dos munícipes, permitindo a uns construir o que lhes apetece e nas próprias barbas dos fiscais da câmara e obrigando outros a demolir pequenas ampliações nas suas habitações e levantando-lhes autos de contra-ordenação.

Ora, num Estado de Direito não cabe à Câmara seleccionar os munícipes a quem se aplica ou não se aplica a lei, mas aplicá-la, porque o que caracteriza precisamente o Estado de Direito é o facto de a lei ser igual para todos: "ninguém está acima da lei e do Direito".

Acresce que esta situação ainda se torna mais grave porque, segundo os munícipes, a Câmara não age, neste caso, por medo, o que, para além de ser inadmissível, porque quem tem medo não pode exercer certas profissões, nem candidatar-se a cargos executivos, contribui para aumentar o clima de insegurança no concelho.

Como ensina Camões n' Os Lusíadas, «o fraco rei faz fraca a forte gente.»

Sendo certo que a integração social de qualquer pessoa, família ou comunidade passa necessariamente pela exigência do cumprimento da lei até porque fingir que não se vê ou assobiar para o lado apenas serve para amplificar o problema, sem o resolver.

Sem esquecer que, se estivermos perante uma situação de emergência social, a resposta da Câmara não pode passar, obviamente, por deixar cada um construir onde e como quer e lhe apetece.

Pelo exposto, gostaríamos de saber:

(a) qual o fundamento para que o muro não tenha ainda sido demolido, tendo em conta que põe em risco a segurança de peões e veículos;

(b) qual o fundamento para que se tenha consentido na edificação das construções em redor do muro ou, caso se trate de construções clandestinas, por que razão não se agiu para impedir a sua construção ou não foram as mesmas já mandadas demolir.''

 

mn

devida vénia ao Amar-Abrantes, agora Coluna Vertival, do dr.Santana-Maia Leonardo



publicado por porabrantes às 13:00 | link do post | comentar

No ''Expresso'' a Maria Filomena Mónica analisa a extraordinária carreira académica do José Sócrates Pinto de Sousa, o filósofo transmontano que iluminou a Covilhã.

Sendo certo que o Festival de Filosofia abrantino e dos arredores foi organizado por socialistas, parece-nos soberana injustiça que o Alves Jana não tenha convidado nem o Sócrates (acompanhado pelo Domingos Farinho, esse expoente das teses a metro) nem a Bárbara Guimarães.

No Festival do Imaginário, concebido pela mesma criatura, trouxe o ex- da Bárbara, o Ministro mais culto que o PS pariu, esse Manuel Maria du Sopapo à Bárbara .

O Carrilho também deu outras conferências, nesta terra, certamente convidado pela Hália Costa Santos, no caso da Esta.....

A sua conferência conseguiu provocar estas cultas reações no corpo discente, segundo o blogue de referência desta Escola:

 

''Geraldes: "Epah este moscatel fresquinho caiu mesmo bem. Então mas o tipo até tem uma camisa cor-de-rosa muita gira. Foi tudo pensado: escolheu propositadamente esta cor por ser a cor oficial do curso de Comunicação Social"

Ema: "Será possível que a cabeça do gajo me faça lembrar o gargalo de uma cerveja mini Sagres? Apetece-me levantar e mostrar-lhe as nalgas... Isto inda devem ser os efeitos da noite de ontem... Aqueles Cai-Bem deram cabo de mim"

Canetas: "Eu realizava-me se o gajo tivesse trazido a Bárbara"

João: "Esta noite foi tramada... Só me apetece uivar: AAUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU! Os tintins, esta noite outra!"

Xico: Nã devia estar na Conferência do Carrilho? K se lixe... Esta noite foi muito agitada... O melhor é ficar mesmo por casa a ressacar!"''

 

Irmandade da Boémia, com a vénia costumeira

 

mn



publicado por porabrantes às 11:51 | link do post | comentar

Sexta-feira, 17.11.17

nogueira.png

(...) Mário Nogueira

 

ler tudo aqui



publicado por porabrantes às 10:04 | link do post | comentar

Quarta-feira, 15.11.17

Uma sargento e um soldado tiveram, em serviço, um acidente de viação em Santa Margarida em veículo militar.

Houve um pedido de indemnização contra o Estado de 143.800,00€.

A coisa anda em Tribunal desde 2008 para se saber qual é o Tribunal competente.

Agora a Relação decidiu que são os Tribunais Administrativos.

Entretanto tinha havido outra decisão diversa do Tribunal de Abrantes.

E.....(...)  presente ação é a extensão do pedido de indemnização civil enxertado no processo-crime que correu os seus termos pela Instância Local de Abrantes do Tribunal da Comarca de Santarém com o n.º 13/09.7NJLSB e que o tribunal, por despacho de 17-12-2015, decidiu REMETER AS PARTES PARA OS TRIBUNAIS CIVIS, ao abrigo do disposto no artigo 82.º, n.º 3, do CPP, em virtude de o processo-crime estar à beira da prescrição e "não existir data para a conclusão da perícia médico-legal", (...)

 

Ler com mais vagar na página da Relação.

 

mn  



publicado por porabrantes às 16:30 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Extorsão passional à abra...

Damos voz à comunidade ci...

Quando começou São Macári...

Dia do Senhor: Salvando p...

La Vanguardia destaca euc...

Compra de estátua de Sant...

Apenas porque se trata da...

Sócrates ausente do Festi...

Os Professores e os socrá...

Nove anos depois

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

baptista pereira

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cma

cónego graça

constância

cria

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

petição

pico

pina da costa

política

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

vale das rãs

todas as tags

links
Novembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9


23
24
25

26
27
28
29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds