Segunda-feira, 19.06.17

hotel rachado.jpg

hotel rachado 2.jpg

 É o que dá as obras feitas à pressa para o Costa inaugurar....

 

piedade pinto.jpg

Solicitamos à enfermeira Piedade Pinto que peça uma comissão de inquérito na Assembleia Municipal do dia 23

am 23.png

a propósito a AM está convocada na página da CDU....mas não estava na página da CMA...nem da AM ....

 

Faça como nós .....informe-se junto do Partido da Classe Operária...

 

ma 

 



publicado por porabrantes às 15:52 | link do post | comentar

Quinta-feira, 02.03.17

mor 2.png

Em comunicado divulgado ao povo, o aristocrata e nosso querido amigo D. António de Ataíde Castel-Branco (Abrançalha), candidato da Direita laranja, diz que a Assembleia Municipal terminou às três da matina e isso não são horas para um fidalgo ir dormir.

Pede o nobre candidato que se respeitem os costumes regrados do seu tio-bisavô Visconde da Abrançalha, cacique abrantino na segunda metade do dezanove, que nunca terminou uma sessão camarária a horas intempestivas.

É certo que o nobre Visconde ficou conhecido por monumentais farras nos cabarets de Paris, onde tinha casa, em alegres madrugadas, deslumbrando coristas e cocottes.

800px-Henri_de_Toulouse-Lautrec_044.jpg

Mas uma coisa é andar nos cabarets de madrugada, outra aturar discursos chatos como os do cacique da Bemposta.

Pede-se pois que o Presidente da Assembleia Municipal encerre a sessão a horas prudentes, para que D.António possa dormir.

acb mandatário.jpg

ma

 

créditos :

Toulouse-Lautrec_in_his_workshop_with_a_nude_model

ao nobre marquês de Toulouse-Lautrec, que pintou as cocottes como um sátiro ocitano e só foi ultrapassado a fazer isso por um comunista malaguenho, Don Pablo Ruiz Picasso 



publicado por porabrantes às 14:11 | link do post | comentar

Sábado, 25.02.17

mor 2.JPG

mor múmias.png

Deve referir-se o pegacho às famosas múmias de Santa Catarina

santa catarina 2.png

Realmente os falecidos mumificados serão fáceis de tratar pelo caciquismo boçal que nos desgoverna e que fez esta coisa ignóbil que foi construir um cemitério revolucionário que mumifica os cadáveres.....

santa catarina artur lalanda.jpg

O difícil de lidar será com os vivos, descendentes das pessoas mumificadas pelo desleixo caciquista, que foram protestar pela forma como foram tratados os restos dos seus seres queridos.

Era isto que queria referir o pegacho quando debitava filosofia barata.

ma

foto do Sr.Artur Lalanda, CMA citação do Médio Tejo



publicado por porabrantes às 10:25 | link do post | comentar

Quarta-feira, 30.11.16

am novembro 2.jpg

am novembro 3.jpg

 



publicado por porabrantes às 09:02 | link do post | comentar

Quarta-feira, 06.07.16

 

 

''Existência de água lixiviada

oriunda do aterro sanitário 

Intermunicipal de Abrantes''

 
 
 

Na sequência de uma informação de que haveria água lixiviada oriunda do aterro sanitário Intermunicipal de Abrantes, gerido pela Valnor, a conspurcar uma linha de água, o deputado Municipal do Bloco de Esquerda deslocou-se ao local no dia 12 de abril e confirmou a veracidade das informações recebidas.

Seguindo a linha de água para jusante, detetou-se uma barragem, a cerca de 1,5km, com uma quantidade indeterminada de lamas e milhares de litros de água negra depositado no seu fundo. Suspeita-se que, em grande parte, essa água negra oriunda do aterro sanitário siga pela linha de água e seja lançada no rio Tejo.

No passado dia 14 de abril, em visita ao interior do aterro acompanhado por um elemento da Quercus, pelo Vereador do Ambiente da Câmara Municipal de Abrantes e por dois responsáveis da Valnor, confirmou-se que a água lixiviada era oriunda de uma célula de Resíduos Industriais Banais (RIB) que na sua superfície não está impermeabilizada com tela, razão pela qual transbordou.

Segundo os responsáveis da Valnor, embora tenham vindo a reparar os taludes, esta célula, ainda que esteja no interior do aterro não será de sua responsabilidade, nem tão pouco sabem de quem seja. A escorrência, provisoriamente, parece estar resolvida.

A Sr.ª Presidente da Câmara Municipal de Abrantes, questionada sobre a célula, informou que uma empresa do grupo Lena Ambiente ficou incumbida em 2006 da sua manutenção.

Quanto à barragem, confirmaram que têm conhecimento da sua existência; que fazem análises periódicas e que os valores estão dentro dos parâmetros legais

Atendendo ao exposto, e ao abrigo das disposições constitucionais e regimentais aplicáveis, o Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda vem por este meio dirigir ao Governo, através do Ministério do Ambiente, as seguintes perguntas:

1. Que entidade é responsável pela célula RIB identificada?

2. Que entidade a construiu e em que ano?

3. Em que ano deixou de ser monitorizada e “abandonada” a sua manutenção?

4. Quais as garantias de que a água lixiviada da linha de água e principalmente da barragem, não se infiltram no solo, sabendo-se que naquela área se situa um dos maiores reservatórios de água da Europa?

5. Quem assumirá a responsabilidade da selagem da célula RIB?

6. Caso se confirme a existência de lixiviados e lamas na barragem, quem assume a sua despoluição?'''' in página do Bloco, com a devida vénia

 

Nota: O assunto já tinha sido levantado na Assembleia Municipal pelo deputado do BE, Armindo Silveira e ocasionou uma resposta despropositada da cacique. O aterro é da Valnor e preside à Assembleia-Geral desta empresa intermunicipal a cacique.

O capital da empresa é assim distribuido: Os Accionistas da VALNOR S.A. são os municípios de Abrantes, Alter do Chão, Arronches, Avis, Campo Maior, Castelo Branco, Castelo de Vide, Crato, Elvas, Fronteira, Gavião, Idanha-a-Nova, Mação, Marvão, Monforte, Nisa, Oleiros, Ponte de Sôr, Portalegre, Proença-a-Nova, Sardoal, Sertã, Sousel, Vila de Rei e Vila Velha de Ródão.

Os municípios referidos detêm 46,67% do capital, sendo os restantes 53,33% detidos pela Empresa Geral de Fomento S.A. (detida em 100% pela AdP-Águas de Portugal, SGPS, S.A.)..

 

 

 
Há tempos por não estar em regra a licença ambiental destas instalações
 
 a Assembleia Municipal declarou-as de interesse municipal.
 

valnor.png

 a documentação referente ao pedido está aqui

 

mn

 

 

 


publicado por porabrantes às 08:33 | link do post | comentar

Sexta-feira, 17.06.16

 

am 1.png

am 2.png

 Edital da Assembleia Municipal de hoje, onde estará em discussão a venda das piscinas do hotel por cerca de 6.000 euros ao José Procópio dos Santos ou melhor à sociedade controlada por ele.

O licenciado Gomes Mor não se deu ao trabalho de divulgar o Edital na página do facebook da AM

am 3.png

Estava a contar medalhas.....

O Procópio dos Santos recusou-se a entregar à CMA o terreno do Barro Vermelho e só o entregou depois de perder este processo judicial

procópio.png

Agora, como prémio leva as piscinas velhas, a preço da chuva, face à indignação popular

fartar vilanagem 3.png

procópio 3.png

Isto é, a Star Hotéis teve o supremo descaramento de vir dizer em Tribunal que não sabiam o que tinham assinado, nem sabiam das condições que pendiam sobre outra venda dum terreno municipal a preço simbólico.

E  é à Star Hotéis que o caciquismo quer ceder ou dar as piscinas!

A propósito, numa entrevista recente ao Mirante, disse Maria do Céu:

piscinas 4.png

Isto não é verdade!!!!!

 

A Câmara não podia fazer a reversão do terreno, porque o benemérito Procópio dos Santos se opunha, como se viu atrás, e porque o Dr. José Pedro ou os funcionários municipais dele dependentes, não conseguiram, pelas razões que a Conservadora de Registo Predial saberá, registar a favor da CMA, as condições estipuladas na escriturazinha de venda do terreno 

registo.png

 E tudo indica que a intervenção da Presidente a favor da Star Hotéis, no concurso da Fundo de Turismo, onde tanbém era concorrente o Dr.Ribeiro, tem algo a ver com esta história.

 

Só para acabar, tudo parece indicar que o Procópio dos Santos vai fazer um grande negócio e o Município de Abrantes vai sair largamente prejudicado  ...

 

E que a Presidente não é clara, as usual, nas entrevistas que dá.

 

mn   



publicado por porabrantes às 13:19 | link do post | comentar

Terça-feira, 03.05.16

 

Os pobres membros das Tunas que vieram alegrar a Cidade tiveram sorte, não dormiram ao relento.

Foram acumulados ao monte no velho e decrépito Pavilhão dos Dragões, em Alferrarede.

 

A deputada municipal laranja Ana Dias denunciou o acampamento e a dramática falta de oferta hoteleira no Centro urbano, criada pela falência do Hotel Turismo, devido à inepta gestão e quiçá outra coisa mais grave, do empresário de confiança da Ceuzinha, o Carlos Marques.

 

Devido às concessões feitas ao Marques, ficámos a saber que a Dona  Céu não é marxista, mas marquista.

 

Disse a Ana Dias:

 

'' (...) Nada para acrescentar a esta questão, se não quando, surge em conversa que os 90 tunos participantes, vindos de Lisboa, Faro e Viseu, ficaram instalados no Pavilhão Desportivo dos Dragões, em Alferrarede. O facto que gerou estranheza a todos os presentes foi explicado por não ter havido, este ano, disponibilidade por parte do Quartel Militar para receber estes jovens. Ora, este tipo de situações não são tão estranhas como habitualmente podem parecer. Em iniciativas deste género, com orçamentos reduzidos e grande espírito de camaradagem, é habitual este tipo de opções de pernoita. Todavia, a questão central que se levanta automaticamente aos mais atentos é: E haveriam outras opções na cidade? Tem a cidade de Abrantes (em particular a União de Freguesias de São Vicente, São João e Alferrarede) capacidade hoteleira para acolher um número de visitantes superior ao habitual, nomeadamente que cá pernoitem derivado a eventos culturais, criativos, desportivos, académicos? Onde ficam, por exemplo, os participantes do 180º Creative Camp? As federações desportivas aquando de jogos das respetivas seleções? Entre outras iniciativas. E, claro está, as opções existentes são acessíveis economicamente a diferentes tipos de público? Basta um breve folhear dos materiais de divulgação da mais recente campanha de divulgação turística de Abrantes – “Abrantes Tudo Incluído”, para se perceber que essa capacidade de resposta hoteleira, numa zona estratégica como o centro histórico, é extremamente reduzida. E sendo mais concreta, reduzida apenas a um Hotel**, com 26 quartos, cujo preço mínimo de pernoite são 30€, uma Residencial com 20 camas, cujo preço mínimo começa exatamente nos 30€, um apartamento de alojamento local, uma quinta de turismo rural que foge da malha urbana da cidade e a nossa tão querida e mal fadada Pousada da Juventude, com cerca 70 camas, com preços a iniciar nos 11€, mas que, como mesmo a Senhora Presidente referiu numa entrevista “(…)não tem as condições necessárias neste momento para acolher quem escolhe lá ficar.” (…) e ainda mais à frente refere “(…) é necessário fazer uma intervenção física séria, nomeadamente ao nível da cobertura, das canalizações, para recuperar aquele património”. Tendo conhecimento que a entidade gestora da Pousada da Juventude é a Movijovem e que portanto, as responsabilidades de gestão fogem claramente da alçada da Câmara Municipal, mas tendo em conta o cariz singular e importância estratégica que a mesma ocupa na cidade, e volto a citá-la: “ esta Pousada é única na nossa região, é única no Distrito de Santarém e na nossa região mais alargada, tem um potencial muito grande e que nos faz falta.”, esta bancada vem assim questionar quais as diligências que estão a ser tomadas pelo executivo, junto do atual Governo (já que com o anterior não foi possível chegar a um acordo), para se voltar a ter a Pousada da Juventude, como uma resposta capaz e de qualidade para bem receber em Abrantes. Como é natural, não é possível sair deste ponto relativo à capacidade hoteleira da cidade, sem fazer referência ao Hotel Turismo, que continua, mês após mês a ser uma incógnita a vários níveis, uns relacionados com a transparência de todo o processo, outros com a execução do projeto e possível reabertura desta unidade hoteleira. Assim, considerando que a Senhora Presidente sempre referiu que a reabertura do Hotel Turismo iria acontecer no decorrer deste ano; considerando ainda que no dia 28 do passado mês de Março, surge na impressa a informação da Diretora Comercial do grupo Luna Hotels& Resorts, de que “devido a atrasos processuais e a trabalhos de recuperação da unidade (…) (o hotel) apenas abre portas no último trimestre do corrente ano” - isto porque estava prevista a abertura já no próximo mês de Junho; e considerando ainda e por último, que as obras de recuperação do hotel, a saber, ainda não tiveram início, resta-nos mais uma vez perguntar: Para quando? O que está a faltar, o que está a falhar, e para quando podemos contar, em verdade, com a reabertura do Hotel Turismo? (...)

blogue laranja com a devida vénia

 

A Presidente ficou atacada dos nervos e pôs-se a dizer incongruências, num arrebato de autoritarismo boçal e barateiro, que consta no ''relato'' do Mário Rui, no Médio Tejo.

 

Elogia-se a intervenção pertinente da Ana Dias.

 

E recorda-se, antigamente quando vinham os estudantes do Orfeão de Coimbra cantar a Abrantes, eram distribuídos pelas casas dos abrantinos, que os acolhiam fazendo jus a uma hospitalidade que tornara famosa esta Cidade.

 

Porque é que cada membro da Comissão Política do PS não levou um estudante para casa, para os alojar decentemente?

 

Começando pela Presidente????

 

Deviam ser eles a darem o exemplo. Quando Agostinho Baptista era Presidente recebeu três em sua casa e ainda fez uma farra com eles, bebendo uma garrafa de carrascão, e terminaram cantando ''Coimbra tem mais encanto'', com o Dr.Agostinho com uma lágrima no canto do olho, com saudades do tempo em que estudara nas doces margens do Mondego.

agostinho baptista.png

 

Acampar estudantes em condições duvidosas, insulta a legendária hospitalidade abrantina. Francamente...

ma



publicado por porabrantes às 08:33 | link do post | comentar

Sexta-feira, 29.04.16

 

O Mário Rui faz-nos o subido favor de fazer o relato em directo da Assembleia Municipal: ''

 

armindo.png

Face a estas dúvidas da ilustre Presidente,há três saídas, o Gomes Mor elucidar a autarca que o Armindo é deputado e que tem tanta legitimidade popular como a Senhora, e  que ela não tem o direito de questionar o voto popular.

Se a Senhora acha que o Armindo é jornalista, mas está duvidosa, o Mor pode suspender a sessão, para telefonarem para a Comissão da Carteira Profissional e esclarecer a dúvida. E de lá respondem segunda-feira e a sessão fica suspensa até à próxima sexta.

A terceira é que  o Armindo pode ser ambientalista e isso parece perigoso. Mas não passaria pela cabeça do António Costa responder a uma deputada dos Verdes, por exemplo à Heloísa Apolónio, a ''senhora se calhar não é deputada, é ambientalista e isso pode ser suspeito''.

O António Costa é um homem inteligente e sabe que uma deputada dos Verdes tem de ser ambientalista.

A Senhora também pode sujeitar-se a ouvir das boas.

Em que qualidade é que está aqui, Presidente, sujeita a ter de responder aos deputados, ou na de moralista?

Se quer pregar moral, vá para a catequese!

A pior resposta dum chefe do executivo a um deputado foi do Cavaco, disse:

SAFA!

Mas nenhum deputado lhe respondeu:V. Exa está aqui na qualidade de Primeiro-Ministro ou na de taberneiro. ?

Continuo, o deputado do PSD Diogo Valentim disse que o projecto para o Museu Charters era de 92.000 €. A Presidente desmentiu esse valor. Tem razão, com IVA fica mais caro.

projecto charters.png

São  92.004 €!!!!

ma

 

  .

 



publicado por porabrantes às 22:54 | link do post | comentar

Segunda-feira, 22.02.16

 

conv.jpg

conv 2.jpg

 A assembleia municipal é no mesmo dia e à mesma hora que o concerto de Mafalda Veiga, coisa que chateou a cacique, porque não poderá assistir à Mafaldinha . Isso também pode provocar falta de quórum.

 

O licenciado (Univesidade Internacional) Gomes Mor podia consultar o calendário antes de marcar as datas, porque isto prejudica a participação popular.

 

Também podia mandar a secretária elaborar actas pois estão atrasadas.Quase não há actas desde 2014.

 

No Pego deviam saber que as assembleias municipais precisam de actas. Ou querer actas é ser anti-pegacho?

 

Na ordem de trabalhos dois pontos bicudos.

 

Injecção de mais de meio milhão de euros pró Tagus-Valley.

 

Mais um projecto a caminho da falência desta maioria, cujo projecto político já faliu há muito.

 

E ainda o projecto de concessão à cimt da utilização privativa do “Cable Park” , cuja legalidade acaba de provocar uma reunião intempestiva da CM de Tomar.

cmt.png

ver aqui, devida vénia à Médio.tejo. net. Ou seja uma enorme bronca jurídica.

ma



publicado por porabrantes às 13:53 | link do post | comentar

Quinta-feira, 10.12.15

Assembleia Municipal de ABRANTES

Sessão de 20 de Novembro de 2015

PAOD 2-Instalação de instituições no Edificio Millenium/Projecto Bairro ConVida

Passado cerca de um ano da votação e, posterior, implementação do Projecto Bairro Convida, na zona de Vale de Rãs, é com a surpresa que constatamos que a empresa privada Alma Lusa e a Escola Profissional de Desenvolvimento Rural de Abrantes (EPEDRA) não se instalaram nas lojas do edifício Millenium alugadas pelo Município de Abrantes para esse efeito.

Em relação à Alma Lusa, fomos informados que esta empresa comunicou que já não se iria instalar mas que a EPEDRA brevemente o iria fazer.

Perante esta situação, perguntamos:

1. O contracto assinado com estas entidades prévia algum tempo para se instalarem?

2. Houve quebra de contracto de alguma instituição? Quais as responsabilidades que têm que assumir?

3. Durante este período quem pagou o aluguer das lojas, a respectiva factura da electricidade,
água, gás e condomínio?

4. A EPEDRA já se instalou?

Informação e transparência para com aos cidadãos

Sra Presidente existem enormes atrasos na divulgação online de alguma informação que julgamos essencial. Refiro-me particularmente às actas de alguns Conselhos e da Assembleia Municipal. Informamos que as últimas actas publicadas no site do Município de Abrantes são: Conselho Municipal de Educação, 9 de Julho de 2014; Conselho Municipal de Juventude, 18 de Outubro de 2014 e Assembleia Municipal, 20 de Fevereiro de 2015.
Não acreditamos que seja por falta de recursos humanos que isto acontece pelo que pedimos à Sra Presidente que averigúe o que se passa.

Abrantes 20 de Novembro de 2015
(O Deputado Municipal do Bloco de Esquerda)
Armindo Silveira

 

 a redacção



publicado por porabrantes às 11:32 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Luna Hotel Turismo de Abr...

Haja decoro! O horário da...

António Mor e as múmias d...

Assembleia Municipal

Problemas de ambiente no ...

A negociata das piscinas ...

A hospitalidade abrantina

O relato

Mais meio milhão de euros...

O Bloco de Esquerda na As...

arquivos

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

arqueologia

assembleia municipal

baptista pereira

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diogo oleiro

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

museu iberico

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

petição

pico

pina da costa

política

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

vale das rãs

todas as tags

links
Junho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9



28
29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds