Terça-feira, 14.11.17

Não é a falta de assunto que tem feito este blogue viver dos rendimentos (ou seja de posts passados), graças à fidelidade dos leitores. É a falta de paciência. Mas vá lá vamos dar um bitaite.

 

Em 2005 a CMA editou este livro sobre orientação do Candeias Silva.

 

O livro tem a colaboração de vários autores, uns especialistas e outros '''curiosos''.

 

A obra colectiva tem uma introdução  do Presidente da Câmara, que era o Nelson Carvalho.

 

Na página 8, Jaccques Theodor diz assim

theodor

e depois continua a dissertar sobre as façanhas do Almeida.....

 

Na página 7 vem um texto atribuído ao cacique Carvalho (a introdução)

carvalhoalmeida.png

que continua

carvalhoalmeida 2.png

 Os textos são iguais, alguém copiou alguém.

 

Há um ano ou dois a CMA editou uma obra em que uma tipa se apropriou duma obra de Eduardo Campos.

 

A honestidade intelectual é um valor em desuso nesta terra.

 

Passem bem.

 

ma 

 

 



publicado por porabrantes às 12:56 | link do post | comentar

Sexta-feira, 22.09.17

Há 2 dias o ex-cacique Carvalho resolveu pedir satisfações ao candidato do Bloco, Armindo Silveira e ficou KO ao primeiro round, depois de ser levado contra as cordas. O Sr.Carvalho (como ironizou Armindo Silveira, parafraseando Manuel Alegre) é Presidente do CRIA ao lado dum tipo que de profissão é presidente de Junta de Freguesia, como bem disse  Miguel Moreira.

 

Transcreve-se e anota-se o diálogo: 

 

 

 

Nelson Carvalho "Frise-se que Nelson de Carvalho saiu da Câmara Municipal para director formação da RPP Solar." Espero que tenham prova de que de facto foi nomeado, contratado, e exerceu.

 

Armindo Silveira Frise-se que eu nunca referi que Nelson de Carvalho foi nomeado, contratado e ou exerceu. De qualquer forma fica aqui a noticia do jornal Mirante e pergunto se nunca esteve em alguma acção incluindo entrevistas na condição de director de formação. Obrigado. http://omirante.pt/.../2011-01-19-nelson-carvalho-foi...

 

Nelson Carvalho foi apresentado como director da RPP Solar mas diz que nunca iniciou funções

O ex-autarca de Abrantes, o socialista Nelson Carvalho, chegou a ser apresentado como…

 

correio

 

 

 

Paulo Delfino Cruz Pois o negócio arruinou para os pobres dos cidadãos do concelho. Dinheiro empregue sem retorno, enorme oferta de trabalho que ficou na gaveta, edificação ao abandono, mais uma de entre muitas neste concelho, enquanto estão estradas por alcatroar, saneamento por fazer, populações ao abandono, acessos aos portadores de deficiência por fazer, serviços essenciais localizados por preencher, mais e mais e mais do mesmo.

 

Nelson Carvalho Apoiei o que pude este projeto de investimento em Abrantes, que foi aprovada por unanimidade na Câmara e Assembleia Municipais, e considerado pelo ICEP um PIN (projeto de interesse nacional). Ao contrario de muitos que só queriam que falhasse. Fiz muitas diligências, voluntárias, sim. Ao contrário de muitos que só sonhavam que fracassasse. Não fui contratado, não trabalhei e não fui remunerado.Ainda bem que o Armindo diz que nunca referiu que fui contratado ou exerci. Talvez para a próxima deva ter mais cuidado com aquilo que diz. Só para evitar este diz que disse mas não disse etc ... Ponto.

 

Armindo Silveira Sr. Nelson de Carvalho não me respondeu se alguma vez esteve em alguma acção na condição de director de formação ainda que sem ter uma vinculação à dita empresa?

 

Nelson Carvalho Armindo; o Senhor já disse que não disse o que disse: "nunca referi que Nelson de Carvalho foi nomeado, contratado e ou exerceu.". Retratou.se. Isso basta--me. Boa sorte.

 

Armindo Silveira Eu referi que Nelson de Carvalho saiu da Câmara Municipal de Abrantes para a RPP Solar. E isto não é o jogo do disse que disse. Eu não sou obrigado a saber os contornos dessa relação. Não sei em que condição recebeu os deputados do PS e os jornalistas pois o jornal Mirantes refere que "verdade é que tendo ou não assumido funções formalmente, foi Nelson Carvalho quem deu algumas explicações aos deputados do PS e aos jornalistas que em Setembro de 2010 visitaram o empreendimento, tendo na altura referido que faltava ainda tratar da instalação da água, luz e rede de esgotos, empreitadas que já estariam todas adjudicadas." Portanto, a pergunta se alguma vez esteve em alguma acção como director de formação da RPP Solar mantém-se sob pena de ficaram dúvidas no ar. Obrigado

 

Bia Marcelino As verdades dói temos pena

 

 

Sobre este curioso diálogo em que o candidato bloquista meteu o ex-cacique contra as cordas, remetemos para este artigo do Correio da Manhã, onde o ex-presidente diz:

 

(...) quarta-feira (dia 16), Nelson Carvalho confirmou ao CM ter aceitado o convite que lhe foi feito para exercer funções na RPP Solar. 'Eu tenho 55 anos. Era professor. Vou ficar sem fazer nada?', começou por questionar o ex-autarca, considerando que 'não há nenhuma incompatibilidade' entre as funções que irá exercer e o exercício anterior do cargo político.'' (...)

 

mn



publicado por porabrantes às 11:24 | link do post | comentar

Terça-feira, 19.09.17

correio.png

''(Na quarta-feira (dia 16), Nelson Carvalho confirmou ao CM ter aceitado o convite que lhe foi feito para exercer funções na RPP Solar. 'Eu tenho 55 anos. Era professor. Vou ficar sem fazer nada?', começou por questionar o ex-autarca, considerando que 'não há nenhuma incompatibilidade' entre as funções que irá exercer e o exercício anterior do cargo político.''

 

ler aqui



publicado por porabrantes às 17:08 | link do post | comentar

Quarta-feira, 23.08.17

dr. siborro.jpg

 Vergílio André da CDU, ex-presidente da assembleia municipal de Constância,  encabeça comissão almoço homenagem ao dr Siborro, antigo candidato socialista a CMC e por quem a CDU nunca morreu de amores por causa das divergências em torno do posto médico de Montalvo. Agora fazem-lhe um almoço.

O dr. Siborro é o mandatário da candidatura PS à Vila de Constância.

Em 2009, o cacique Nelson Carvalho pediu a demissão do clínico do posto que exercia na ACES. Além de mais de 30 anos de bem-fazer na sua área profissional, o médico  foi Presidente da Direcção da Rádio Tágide, que nunca recebeu qualquer apoio da CMA, ao contrário da Rádio da Lena.

ma

* com ajuda dos leitores



publicado por porabrantes às 21:37 | link do post | comentar

Sexta-feira, 07.07.17

acb nelson.png

Continua a onde de demissões na candidatura laranja. Agora foi uma senhora brasileira, não se prevê que para substituir a representante da quota dos emigrantes nas listas, que o PSD vá convidar uma bolseira cabo-verdiana da ESTA.

Observadores recordam que também Nelson Carvalho, que foi eleito Presidente da A.M. para 2013-2017, se demitiu alegadamente por coisas mal explicadas....nelson a logos - copia.png

Nunca explicou esta situação:  como deputado municipal devia fiscalizar as actividades do Executivo e empresas municipais ou controladas pela CMA......e segundo o Linked in......era gestor na A-Logos.

 

As razões das demissões no laranjal são estruturais e sistémicas, só resta esperar para ver qual é o último que bate com a porta.

 

Mas a moral da História é esta: quando uma pessoa se apresenta ao eleitorado para ser eleito, contrai obrigações e deve cumpri-las. Quando não as cumpre, faz a figura dos dois amigos que ornamentam a primeira foto.

ma     



publicado por porabrantes às 09:48 | link do post | comentar

Segunda-feira, 26.06.17

Em 2007 a publicidade do Nelson Carvalho informava dum dos seus elefantes brancos habituais (RPP, Ofélia)

 

afeinsa.png

O PS de Lagos dizia que a iniciativa era positiva e a imprensa embandeirava em arco no grande investimento

 

Dez  anos depois o investimento gorou-se

 

afeinsa 2.png

A oposição muito ordeira não fez comentários ao flop

 

Era Vereadora encarregada de caçar investidores Maria do Céu Albuquerque

cacique.jpg

Mais uma prova da incompetência desta gente.....

 

ma 



publicado por porabrantes às 12:08 | link do post | comentar

Quarta-feira, 21.06.17

Numa notícia não assinada a Antena oficiosa abordou ontem o caso CRIA

 

20-6-2017 cria.png

Acontece que a 29-11-2016, o mesmo media, em artigo não assinado, noticiava que o Carvalho e a direcção do CRIA tinham  encerrado o caso

cria caso encerrado.png

Nas declarações ao Médio Tejo diziam que tinham contratado uma empresa para fazer uma auditoria,  em Novembro afirmavam que era um Advogado do Porto que fizera o inquérito.

Em Novembro diziam que o montante das discrepâncias andava entre 3 e 9 mil euros.

Agora falam em 27.887, 65 euros.

Como é que de '' caso encerrado'' se passou a ''caso aberto''?

Explicam-nos?

Como é que de menos de 10.000 € se passou a 27 mil?

Há incongruências demais nesta história....

As penas disciplinares anunciadas em Novembro resumiam-se a ''A um colaborador foi-lhe retirado um dia de férias, outro foi suspenso por 5 dias, e dois por 15 dias. A sanção mais gravosa disse respeito a um despedimento por justa causa aplicado à anterior diretora executiva, Vanda Grácio.''

 

Coisas irrisórias ....

 

Tiveram de indemnizar a anterior directora executiva e há um processo no STJ que não esclarecem.

 

Vai-lhes custar bastante fechar este caso, é como o da RPP que ainda anda pelos tribunais....

 

E vão ter de pagar mais indemnizações, diz-nos um observador judicial.

 

mn

 

ps -continuamos a aguardar que nos digam quem foram os membros do CF que não faziam actas.....

 

 

 



publicado por porabrantes às 09:09 | link do post | comentar

Terça-feira, 20.06.17

Segundo o dr. Carvalho: ''“Muito embora a instituição tenha normalizado a situação do atual mandato, verificou-se que não existiam atas com o registo das reuniões do Conselho Fiscal dos anteriores mandatos, violando a lei”, ''

 

Quem eram os membros do CF nos anteriores mandatos? Não temos todos os dados, mas temos alguns.....

 

 

Conselho Fiscal
Ano
 
Presidente
1ºVogal
2º Vogal
1979
António Rodrigues da Silva
Ernesto Salgueiro Lopes
Perpétua Luísa Catarino
1982
Luis da Silva Reis
António Gomes Mor
António Rodrigues
1985
António Rodrigues
Luis Ferreira Alves
Venilde Raposo
1988
António Rodrigues
Ernesto S. Lopes
Virgílio Reis
1991
António Rodrigues
Ernesto S. Lopes
Perpétua Catarino
1994
António Rodrigues
Ernesto S. Lopes
Perpétua Catarino
1997
António Gomes Mor
Maria Helena Cardoso
Olga Gomez
2000
António Gomes Mor
Maria Helena Cardoso
Olga Gomez
2003
António Gomes Mor
Maria Helena Cardoso
Orlando Venâncio
2006
António Gomes Mor
Maria Helena Bandos
Bento Henriques

 

 

Agradecemos que o Dr.Carvalho especifique se  o Gomes Mor e a Helena Bandos fizeram actas do CF.....

 

mor 2.JPG

 

helena bandos  fina da armada.jpg

 

 Curiosamente da página do CRIA desapareceram os registos dos anteriores corpos sociais e as contas dos exercícios anteriores a 2015.

 

O dr.Carvalho tem a ''frontalidade'' de fazer afirmações sem dizer o nome dos visados. Porquê?

 

É para eles não poderem exercer o direito de resposta para o Médio Tejo?

 

O visado principal das acusações do Carvalho é o Humberto Lopes.

 

HUMBERTO LOPES BARCA.jpg

O dr.Carvalho também diz : '' (...) apontadas fragilidades da formalização de atas de outros órgãos sociais desses mandatos anteriores(...)

 

Quem é que tinha de fazer actas nos mandatos anteriores?

 

Assembleia Geral
Ano
 
Presidente
1º Secretário
2º Secretário
1979
António Marques Moreno
Angelino Lopes Rei
Luís da Silva Reis
1982
Fernando Tavares Simão
Angelino Lopes Rei
Carlos Barata Gil
1985
Fernando Tavares Simão
António do Rosário Bandos
Carlos Barata Gil
1988
Fernando Tavares Simão
António do Rosário Bandos
Carlos Barata Gil
1991
Fernando Tavares Simão
António do Rosário Bandos
Carlos Barata Gil
1994
Fernando Tavares Simão
António do Rosário Bandos
Carlos Barata Gil
1997
Fernando Tavares Simão
António do Rosário Bandos
Carlos Barata Gil
2000
Fernando Tavares Simão
Maria Helena Bandos
Fernando Grosso
2003
Fernando Tavares Simão
Maria Helena Bandos
Fernando Grosso
2006
José dos Santos de Jesus
Maria do Céu Albuquerque
Jorge Manuel Beirão

 

As actas entre 2000 e   2006, da AG competiam a pessoas como  a Helena Bandos, cacique e o Jorge Beirão

cacique (2).jpg

Dizem ainda '' A empresa concluiu que não existiram desvios de dinheiro''

 

Ou seja a honorabilidade dos antigos corpos gerentes e dos funcionários não é posta em causa.

 

O que parece que encontraram foi 27 mil euros de pagamentos irregulares por falta de formalidades burocráticas.

 

Ou seja a montanha do Carvalho pariu um rato.

 

Recordemos que o Carvalho foi Presidente duma Assembleia Municipal, que devia  fiscalizar assuntos como o da RPP (em que era parte interessada dada a sua contratação pelo Alves), e nem sequer pediu uma Comissão de Inquérito  ao assunto.E aqui o caso era de 1 milhão de euros.

 

 

Diz ainda o Carvalho que comunicou ao MP o enriquecimento sem causa de alguns funcionários.

Ao MP comunicam-se ''crimes''.

O enriquecimento sem causa pode ser discutido em sede cível, mas não penal.

Se houvesse ''crime''.....era a própria Inspecção da SS a comunicá-lo ao MP.

A história dos 27.000 euros.....é conclusão da ''empresa'' contratada pelo Carvalho....e não da inspecção.

Diz-se isto baseado nas declarações feitas pelo Carvalho.

Mandava a transparência publicar o ''relatório'' nas páginas do CRIA, porque se nos estão diariamente a pedir dinheiro para a instituição, temos o direito de saber o que se passa lá.

Finalmente......para recuperar 27.000 € ...o Carvalho......gastou pelo menos já 22.500.

mn

 

 

   



publicado por porabrantes às 11:07 | link do post | comentar

Sexta-feira, 16.06.17

jorge dias.jpg

O grande abrantino Jorge Dias foi condenado, no processo-crime que lhe metera Maria do Céu Albuquerque, a uma pena única de um ano e dois meses de prisão, suspensa pelo período de 2 anos.

A sentença cujo último passo processual data do dia 13 ainda não transitou em julgado. E naturalmente há recurso para a Veneranda Relação.

O processo era este

 

402/15.8T9ABT
Juízo Local Criminal de Abrantes
Processo Comum (Tribunal Singular)
Autor Ministério Público
Demandante Maria do Céu de Oliveira Antunes Albuquerque
Arguido Jorge Manuel da Costa Ferreira Dias
Interveniente Acidental Direcção Geral de Reinserção e Serviços Prisionais
Julgamento ou Audiência final Realizado

  

Continuam em litígio em várias instâncias diferendos entre Jorge Dias (e as suas empresas) e o município. Tudo começou com o caso Ofélia.

 

E com o Carvalho a vender terrenos a preço da chuva a empresários duvidosos

ofélia carvalho.png

ler aqui

Esta funesta mania de ceder terrenos a preços da chuva, cuja grande barraca foi o caso RPP, foi continuada por Maria do Céu e acaba de culminar no terreno da Basílica.....da Barata....que o Município terá de recuperar porque ...o Sr.Bispo não deixa construir o barracão.

mn



publicado por porabrantes às 15:41 | link do post | comentar

Quinta-feira, 01.06.17

TC Carvalho.png

 

tomás europeias.png

Já agora podia ter mandado um tweet a explicar a atribulada desistência do Carvalho às europeias e o que os Juízes disseram.... 

 

créditos ao Tribunal Constitucional

 

mn



publicado por porabrantes às 18:31 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Quem plagiou quem?

KO ao primeiro round

O prémio

Homenagem ao Dr.Siborro

Moral da História

Pego perde investimento d...

O abre e fecha no CRIA

A barraca do Cria

Caso Ofélia continua a re...

A atribulada desistência...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

baptista pereira

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cma

cónego graça

constância

cria

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

petição

pico

pina da costa

política

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

vale das rãs

todas as tags

links
Novembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9


20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds