Domingo, 21.01.18

As contas de


 


Nelson Carvalho




O MIRANTE tem acompanhado como pode os casos na gestão do CRIA de Abrantes. Nelson Carvalho, o presidente da direcção da instituição, só fala com O MIRANTE do que lhe interessa e quando quer. O Cavaleiro Andante soube que das últimas vezes que foi contactado para prestar esclarecimentos Nelson Carvalho ficou-se nas covas e, pelos vistos, só anda a partilhar as suas angústias de gestor com a família mais próxima que, pelos vistos, tem ajudado muito pouco. O Cavaleiro Andante deseja-lhe um feliz Ano Novo e dias mais felizes à frente da direcção do CRIA- Centro de Recuperação e Integração de Abrantes.




 

devida vénia ao Mirante


publicado por porabrantes às 08:47 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Quarta-feira, 03.01.18

humberto_lopes

Saiu no Diário da República um contrato-programa de desenvolvimento desportivo entre essa raríssima instituição ''de referência'', o CRIA e o Instituto Português de Desporto e Juventude

 

O contrato tem a data de 28 de Dezembro de 2017

 

contrato cria.png

 Como é sabido o dr.Lopes já não é Presidente do CRIA há muito tempo e portanto não pôde assinar o contrato.

 

O Presidente do CRIA é o ex-cacique Carvalho.

 

Portanto o contrato é nulo.

 

É lamentável a odisseia do CRIA desde que o Carvalho assumiu a gerência.

 

Esta nova barraca mostra o nível de competência da actual direcção e também dos tipos do Instituto do Desporto.

 

ma

foto: A Barca



publicado por porabrantes às 13:51 | link do post | comentar

Quinta-feira, 28.12.17

Um distinto Advogado abrantino, atento leitor deste blogue, manda-nos este velho recorte, do boletim da Ordem dos Advogados, onde a secção humorística destaca Nelson Carvalho e o burro Jerico.

nelson humor

O jurista mandou ainda o link

 

O nosso penhorado agradecimento ao homem de Leis e ao Sr.Carvalho por fazer rir os Advogados lusos.

ma



publicado por porabrantes às 17:55 | link do post | comentar

Sexta-feira, 22.12.17

Foto-Conselho-Fiscal-300x140

Diz o Mirante que o CF do CRIA, essa raríssima instituição de ''referência'', se demitiu porque a direcção ou seja

Foto-Direção-300x137.jpg

não lhes facultou o acesso a todos os documentos.

Esta raríssima situação é manchete no Mirante

cria 22-12-17.png

e esquecida pela Imprensa local.....

pois pois ...

Como é que é isso, dado que o art 21, nº 1 dos Estatutos dizem que o CF pode consultar todos os documentos?

 

Já agora dizia a Piedade Pinto que a regra das IPPS é os corpos gerentes não serem remunerados, mas nos Estatutos do CRIA está prevista  a sua remuneração.....

remuneração.png

 

Também adianta o Mirante  que o sr.Carvalho se recusou a esclarecer as questões em aberto, como o empréstimo, o pedido ao Estado de 400.000 €, etc

E terá sido eleito um novo CF, mas a sua identidade ainda não foi divulgada na página institucional da IPSS. 

ma.

imagens retiradas da página do CRIA

  



publicado por porabrantes às 10:49 | link do post | comentar

Domingo, 17.12.17

O CRIA, dirigido por esses insignes vultos da política abrantina, o Carvalho, o Bruno Tomás etc está em crise com o CF demissionário e sem massa para pagar o subsídio de Natal.

Racionam-se as notícias e já agora damos uma:

Em 30-3-2017 a Relação de Évora revogou parcialmente uma sentença do Tribunal de Trabalho de Tomar e deu razão à recorrente, funcionária do CRIA, que a nova direcção tinha ''despromovido''.

 

(...) V. Decisão Face ao exposto, acordam os juízes da Secção Social do Tribunal da Relação de Évora em conceder provimento ao recurso interposto por BB, e, em consequência, condena-se o Réu/recorrido CC a reconhecer em definitivo àquela a categoria profissional de Directora Técnica e Directora Executiva Adjunta, devendo, face à reestruturação orgânica que implementou, colocá-la na categoria-função actualmente correspondente. Mais se condena o Réu/recorrido a reconhecer que o valor da retribuição devida àquela pelo exercício de tais funções é de € 2.783,06, condenando-se o mesmo no respectivo pagamento, com efeitos rectroactivos à data em que deixou de o pagar à recorrente. Quanto ao mais, mantém-se a sentença recorrida.Custas em ambas as instâncias pelo Réu/recorrido.

*

Évora, 30 de Março de 2017 João Luís Nunes (relator) Alexandre Ferreira Baptista Coelho Moisés Pereira da Silva(...)

 

Mais entre os factos provados consta isto:

 

28 - Na reunião de Direção do CC realizada em 29 de junho de 2015, foi deliberada a abertura de um processo de inquérito prévio por um instrutor externo à instituição.

29 - Em meados de julho de 2015 a autora foi inquirida no âmbito do referido processo, momento em que tomou conhecimento de que havia comportamentos que lhe estavam a ser imputados no âmbito do mesmo, os quais segundo o Réu poderiam consubstanciar infrações laborais.

30 – O Réu sem ter concluído as investigações publicitou através de diversos meios o levantamento de um inquérito prévio.

31 – Na Assembleia Geral de Sócios realizada em 7 de outubro de 2015, o Réu decidiu expor a todos os presentes as supostas irregularidades, que levaram à instauração de um inquérito prévio, tendo exibido diapositivos dos quais constavam todas as componentes da retribuição auferida pela diretora executiva adjunta.

32 – Fê-lo na presença da Autora.

33 – Antes de ter instaurado qualquer processo disciplinar à Autora, o Réu não hesitou naquela Assembleia Geral, perante a maior audiência possível, dar a entender que a autora teria uma retribuição elevada, que representava um custo elevado para a instituição.

34 – Nessa Assembleia estiveram presentes mais de 80 sócios, perante os quais a imagem da Autora ficou afectada.

35- A autora ficou sem vontade de sair de casa, nomeadamente para ir ao café ou ao supermercado, por saber que todas as pessoas tinham conhecimento das acusações que o Réu lhe dirigia.

36 - A Autora perdeu a vontade de conviver com pessoas, mesmo da sua família, mantendo-se isolada das mesmas, chorando periodicamente e sem ânimo para fazer nada.  (...)

 

Em 29-11-2016 o jornal oficioso dizia que o caso dos saneamentos do CRIA estava encerrado

caso encerrado

ver aqui.

 

Mas as declarações da douta direcção foram desmentidas pelo fulminante acórdão da Relação de 30-3-2017 .

 

E já tinham sido desmentidas por nós, só agora nos tendo chegado o texto do acórdão, notável peça jurídica, cujo relator foi o Ilustre Desembargador Dr.João Nunes

 

Terei de dizer que a forma como esta gente trata os trabalhadores é ''raríssima'' e imprópria de socialistas.

 

E talvez própria de um tal Vieira da Silva.

 

E termino : os donativos de Natal entreguem-nos aos vossos netos e filhos, as IPPS que vão bugiar.

ma 



publicado por porabrantes às 20:53 | link do post | comentar

Quarta-feira, 06.12.17

Estava a procurar uma coisa, sai outra -a  alegada gestão danosa do Sr.Carvalho

 

danosa

Isto é uma intervenção da eng Manuela Ruivo na A.Municipal de 6-9-2013

 

Outro dia o sr.Carvalho resolveu pedir satisfações ao Armindo Silveira por ele ter dito que o ex-cacique fora contratado pela RPP. Quanto às acusações da deputada laranja, o homem ficou mudo....

 

Depois acusa-se a cacique e a Fernanda Mendes de confundirem serviço público com...

mendes.png

Fui ver à acta da assembleia municipal de 6-9-2013, se este texto lá está

O que consta é uma versão soft

acta ruivo.png

 

Só temos a dizer que face a acusações destas a única saída que tem um homem ou mulher honrada para limpar a sua face é o tribunal ou um esclarecimento frontal

Ao que sabemos nenhum dos visados foi a Tribunal, nem deu esclarecimento cabal

Haveria mais....(na acta referida há muito mais coisas graves, mas por agora chega).

ma



publicado por porabrantes às 16:46 | link do post | comentar

Terça-feira, 28.11.17

Em 1-10-2007 o cacique Carvalho prestava preito de vassalagem a Duarte Castel-Branco

dcb carvalho e

Na cerimónia estava o Manuel Martinho, director do Jornal de Alferrarede,  a Tia Mary Lucy e o marido, o publicista Silva, a vereadora Albuquerque, o eng. Luís Bairrão, a Isilda com um curioso look, etc

dcb gp.png

Como é sabido Duarte Castel-Branco apresentou queixa na Comissão de Deontologia da Ordem dos Arquitectos contra Carrilho da Graça por uma questão de direitos de autor, sobre o celerado projecto carrilhista do MIAA.

Coisa que uma tropa gostaria de que não se falasse, mas de que se continuará a falar.

Á Ordem perguntou ao Arquitecto se ele era o Autor da Biblioteca António Botto.

Acontece que nesta cerimónia falou sobre Duarte de Ataíde Castel-Branco, a então Presidente da Secção Sul da Ordem, arq. Leonor Cintra, ou seja a Ordem escusava de perguntar o que já sabia....

 

leonor cintra.png

Biblioteca António Botto.....na mesa o Serrano, que depois seria episodicamente VP da CMA e que o Professor destratou da forma como sabemos....

  

 Vejam o vídeo, sendo de destacar as intervenções do arq. Duarte Nuno Simões e de Ana Tostões......sobre a obra do Arquitecto abrantino.

mth.png

 ma

PS- Depois do que disse o ex-cacique Carvalho .........estamos para saber como fez um ajuste directo ilegal de mais de 800.000 € ao Carrilho da Graça para o Convento de S.Domingos

 

 

 



publicado por porabrantes às 15:37 | link do post | comentar

Terça-feira, 14.11.17

Não é a falta de assunto que tem feito este blogue viver dos rendimentos (ou seja de posts passados), graças à fidelidade dos leitores. É a falta de paciência. Mas vá lá vamos dar um bitaite.

 

Em 2005 a CMA editou este livro sobre orientação do Candeias Silva.

 

O livro tem a colaboração de vários autores, uns especialistas e outros '''curiosos''.

 

A obra colectiva tem uma introdução  do Presidente da Câmara, que era o Nelson Carvalho.

 

Na página 8, Jaccques Theodor diz assim

theodor

e depois continua a dissertar sobre as façanhas do Almeida.....

 

Na página 7 vem um texto atribuído ao cacique Carvalho (a introdução)

carvalhoalmeida.png

que continua

carvalhoalmeida 2.png

 Os textos são iguais, alguém copiou alguém.

 

Há um ano ou dois a CMA editou uma obra em que uma tipa se apropriou duma obra de Eduardo Campos.

 

A honestidade intelectual é um valor em desuso nesta terra.

 

Passem bem.

 

ma 

 

 



publicado por porabrantes às 12:56 | link do post | comentar

Sexta-feira, 22.09.17

Há 2 dias o ex-cacique Carvalho resolveu pedir satisfações ao candidato do Bloco, Armindo Silveira e ficou KO ao primeiro round, depois de ser levado contra as cordas. O Sr.Carvalho (como ironizou Armindo Silveira, parafraseando Manuel Alegre) é Presidente do CRIA ao lado dum tipo que de profissão é presidente de Junta de Freguesia, como bem disse  Miguel Moreira.

 

Transcreve-se e anota-se o diálogo: 

 

 

 

Nelson Carvalho "Frise-se que Nelson de Carvalho saiu da Câmara Municipal para director formação da RPP Solar." Espero que tenham prova de que de facto foi nomeado, contratado, e exerceu.

 

Armindo Silveira Frise-se que eu nunca referi que Nelson de Carvalho foi nomeado, contratado e ou exerceu. De qualquer forma fica aqui a noticia do jornal Mirante e pergunto se nunca esteve em alguma acção incluindo entrevistas na condição de director de formação. Obrigado. http://omirante.pt/.../2011-01-19-nelson-carvalho-foi...

 

Nelson Carvalho foi apresentado como director da RPP Solar mas diz que nunca iniciou funções

O ex-autarca de Abrantes, o socialista Nelson Carvalho, chegou a ser apresentado como…

 

correio

 

 

 

Paulo Delfino Cruz Pois o negócio arruinou para os pobres dos cidadãos do concelho. Dinheiro empregue sem retorno, enorme oferta de trabalho que ficou na gaveta, edificação ao abandono, mais uma de entre muitas neste concelho, enquanto estão estradas por alcatroar, saneamento por fazer, populações ao abandono, acessos aos portadores de deficiência por fazer, serviços essenciais localizados por preencher, mais e mais e mais do mesmo.

 

Nelson Carvalho Apoiei o que pude este projeto de investimento em Abrantes, que foi aprovada por unanimidade na Câmara e Assembleia Municipais, e considerado pelo ICEP um PIN (projeto de interesse nacional). Ao contrario de muitos que só queriam que falhasse. Fiz muitas diligências, voluntárias, sim. Ao contrário de muitos que só sonhavam que fracassasse. Não fui contratado, não trabalhei e não fui remunerado.Ainda bem que o Armindo diz que nunca referiu que fui contratado ou exerci. Talvez para a próxima deva ter mais cuidado com aquilo que diz. Só para evitar este diz que disse mas não disse etc ... Ponto.

 

Armindo Silveira Sr. Nelson de Carvalho não me respondeu se alguma vez esteve em alguma acção na condição de director de formação ainda que sem ter uma vinculação à dita empresa?

 

Nelson Carvalho Armindo; o Senhor já disse que não disse o que disse: "nunca referi que Nelson de Carvalho foi nomeado, contratado e ou exerceu.". Retratou.se. Isso basta--me. Boa sorte.

 

Armindo Silveira Eu referi que Nelson de Carvalho saiu da Câmara Municipal de Abrantes para a RPP Solar. E isto não é o jogo do disse que disse. Eu não sou obrigado a saber os contornos dessa relação. Não sei em que condição recebeu os deputados do PS e os jornalistas pois o jornal Mirantes refere que "verdade é que tendo ou não assumido funções formalmente, foi Nelson Carvalho quem deu algumas explicações aos deputados do PS e aos jornalistas que em Setembro de 2010 visitaram o empreendimento, tendo na altura referido que faltava ainda tratar da instalação da água, luz e rede de esgotos, empreitadas que já estariam todas adjudicadas." Portanto, a pergunta se alguma vez esteve em alguma acção como director de formação da RPP Solar mantém-se sob pena de ficaram dúvidas no ar. Obrigado

 

Bia Marcelino As verdades dói temos pena

 

 

Sobre este curioso diálogo em que o candidato bloquista meteu o ex-cacique contra as cordas, remetemos para este artigo do Correio da Manhã, onde o ex-presidente diz:

 

(...) quarta-feira (dia 16), Nelson Carvalho confirmou ao CM ter aceitado o convite que lhe foi feito para exercer funções na RPP Solar. 'Eu tenho 55 anos. Era professor. Vou ficar sem fazer nada?', começou por questionar o ex-autarca, considerando que 'não há nenhuma incompatibilidade' entre as funções que irá exercer e o exercício anterior do cargo político.'' (...)

 

mn



publicado por porabrantes às 11:24 | link do post | comentar

Terça-feira, 19.09.17

correio.png

''(Na quarta-feira (dia 16), Nelson Carvalho confirmou ao CM ter aceitado o convite que lhe foi feito para exercer funções na RPP Solar. 'Eu tenho 55 anos. Era professor. Vou ficar sem fazer nada?', começou por questionar o ex-autarca, considerando que 'não há nenhuma incompatibilidade' entre as funções que irá exercer e o exercício anterior do cargo político.''

 

ler aqui



publicado por porabrantes às 17:08 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

As contas do CRIA

O contrato nulo do CRIA

Secção Humorística da Ord...

A raríssima crise do CRIA

CRIA arrasado na Relação

Gestão danosa

Preito de vassalagem a Du...

Quem plagiou quem?

KO ao primeiro round

O prémio

arquivos

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

baptista pereira

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cma

cónego graça

constância

cria

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

petição

pico

pina da costa

política

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

vale das rãs

todas as tags

links
Janeiro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10


22
24
25
26
27

28
29
30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds