Quinta-feira, 08.06.17

Temos no nosso arquivo um papelinho em que o Sr.Dr.Luís Dias, Vereador da Cultura, hoje aqui citado, , diz  que o Doutor Oosterbeck não foi responsável por  escavações em S.Domingos

luis_dias_2.png

Acontece que este documento diz o contrário

escavações oosterbek.jpg

vejamos o que dizia o professor do IPT, e à época avençado da CMA, com pingue avença.....

miia ex.jpg

 

Era imprescindível calcular os impactos negativos porque haveria que remexer o subsolo onde há uma cisterna medieval.....era imprescindível estabelecer uma cartografia de risco.....

OOSTERBEEK-640x425 - copia.jpg

miia ex 3.jpg

Quem era a equipa????

miia ex 5.jpg

Pode explicar-nos o Sr.Vereador que trabalhos fez esta equipa?

Escusa de explicar-nos quanto dinheiro recebeu a Herity, de que o Doutor  Oosterbek é florão, para meter uma placa à porta do Convento, já sabemos.

Onde está o relatório disto???

Não nos diga que tudo se resumiu aos buracos feitos pela Drª Filomena, porque mesmo assim há buraco ou  mete-se V.Exa num buraco.....

miia ex 6.jpg

Onde é que está o plano de detecção remota????

Onde é que está a cartografia de risco?

É assim que se preserva um monumento?

É assim que se defende a memória desta terra?

ma



publicado por porabrantes às 12:32 | link do post | comentar

Quinta-feira, 25.05.17

Em 2012 foi feita esta comunicação académica  de Rita Ferreira Anastácio sobre a relação entre o IPT, os municípios e a CIMT na construção de sistemas de informação geográficos para a gestão do património (caso de estudo do Médio Tejo). A autora cita T.Brás para mostrar os estrangulamentos do projecto.

 Descobre-se que o IPT está no projecto, mas não há interacção com o Instituto

atrapalha.png

 ma

o quadro foi feito por T.Brás e reproduzido pela Autora 



publicado por porabrantes às 12:03 | link do post | comentar

Terça-feira, 04.04.17

casa capitao mor.jpg

Casa do Capitão-Mor, palacete setecentista na Barão da Batalha

 

casa capitao mor 2.jpg

Vândalos destruiram o palacete para construirem o caixote do Mango (finais da década de 50, salvo erro)

 

No meio destes escombros, penetrou o Sr. Dr, João Castro e Solla Soares Mendes, culto abrantino, e comprou ao desbarato os preciosos azulejos setecentistas e um tecto de maceira que salvou da destruição dos selvagens.

Tive o prazer dele mos mostrar em sua casa.

 

casa capitao mor 3.jpg

Outra vista da Casa

 

Assim se destruiu Abrantes, parece que os vândalos eram beneméritos.

 

Roubei as fotos a um amigo de Abrantes, cujo nome não escrevo, porque continua a reger nesta terra a lei bananeira do caciquismo.

mn  



publicado por porabrantes às 18:52 | link do post | comentar

O Presidente da Junta da União de Freguesias de S.Miguel e do Rossio está prestes a poder apresentar um balanço de 4 anos de poder.

luís alves.png

Seguem as fotos duma terra a cair !

casa jaime guedes.jpg

No Largo Padre Catarino, a antiga Casa Jaime Guedes, posta à venda pela Parvalorem (cala-te sobre o atribulado negócio que andou por aqui) está em ruínas e ameaça desabar em cima dos transeuntes. O imóvel tinha valor patrimonial e está irrecuperável.

Que fez o Presidente?

correios rocio.jpg

Outro imóvel a cair, ao lado dos correios.

Que fez o Presidente?

O Cidadão Abt já contou o que o autarca fez nos Correios, mas parece que nunca reparou na ruína ao lado, era mister ocupar-se dela, antes que desabe na via pública.

luis alves.jpg

devida vénia ao mais caústico blogue abrantino, O Cidadão Abt

 

Devemos juntar mais fotos duma terra ao abandono?

 

casa do valente.png

ler aqui

 

Podemos em primeira mão divulgar o que vai fazer o homem, vai ser pintado um muro com a cara dos benfeitores da União de Freguesias, entres eles um Catroga, ainda não apurei se é o Ministro dos Pintelhos ou o Catedrático. Será uma pintura só com benfeitores, como as mulheres são esquecidas, parece que não haverá retrato nem de D.Joana Godinho Soares Mendes, nem da D.Beatriz Caldeira.

 

E as pinturas serão em Abrantes.

 

ma

fotos catrapiscadas a D. Emilia Marques Rosa e ao Cidadão e ainda ao Médio Tejo ( o autarca) 



publicado por porabrantes às 10:35 | link do post | comentar

Terça-feira, 28.03.17

duarte 2 (2).png

A CMA resolveu classificar a casa de Duarte Castel-Branco, hoje propriedade dos seus herdeiros, como imóvel de interesse concelhio

omnia 1936.jpg

omnia classificação.png

Acontece que o Vice-Caseiro Gomes faz isto dizendo que Maria do Céu estava impedida, com data de 9-2-2017, e assumindo uma competência que não é da Presidente mas da Câmara e que teria de ser aprovada em sessão camarária.

 

Curiosamente vão classificar a Omnia quando D.António se apresenta às urnas fustigando esta situação que arruína o concelho. 

acb preto.jpg

 

 É óbvio que o imóvel já devia estar classificado há muito tempo, e só por desleixo municipal se tenta classificar só agora.

Miguel Pais de Amaral teve de ser ele a pedir a classificação do Castelo de Alferrarede, porque a edilidade não fazia nada sobre isso. 

E a edilidade não classificou a Casa de Solano de Abreu e ao não fazer isso, permitiu que o Cónego Graça arruinasse o jardim

Graça oficial.png

Entretanto a edilidade não fez nada para preservar no Rossio o Paço Caldeira e casa Jaime Guedes

capela caldeira.jpeg

 que também mereciam classificação.

 

A classificação dum imóvel desta categoria só é possível com acordo dos proprietários

 

e tem este procedimento:

'' que o organismo competente inicie o processo de análise de uma qualquer classificação, basta que qualquer pessoa ou organismo, público ou privado, português ou estrangeiro subscreva a respectiva proposta[4](Formulário). O processo desenvolve-se depois de acordo com um conjunto de etapas entre as quais:[5].

  • Pré-análise - em que a proposta é analisada e ajuizada a sua pertinência;
  • Abertura e audição - contacto com o município, o proprietário do imóvel em análise e o proponente da classificação;
  • Fundamentação técnica da classificação - investigação e análise, caracterização, valorização;
  • Homologação - parecer do conselho consultivo do IPPAR (ou do organismo competente) e homologação/ratificação por parte do Ministério da Cultura;
  • Divulgação - publicitação da classificação a atribuir ao imóvel e da possibilidade de reclamações (que serão obrigatoriamente analisadas);
  • Publicação da classificação em Diário da República e comunicação à conservatória do Registo Predial.

O detentor do imóvel classificado tem direito a ser informado de todos os actos tendentes à valorização e protecção do património, e bem assim a ser indemnizado sempre que haja uma proibição ou restrição grave ao uso normalmente dado ao respectivo bem. O proprietário de imóvel classificado tem a obrigação de, mediante certas condições, assegurar o regime legal sobre acesso e visita pública, e bem assim executar as obras necessárias para assegurar a salvaguarda do bem após parecer prévio do organismo regulador. Em caso de transmissão de propriedade, o Estado e a autarquia têm direito de preferência sob certas condições.[2](Artigo 20º,21º,37º).'' (fonte wikipedia)

mn

 



publicado por porabrantes às 18:28 | link do post | comentar

Sábado, 25.02.17

 

Graça actualmente.JPG

 

Por escritura pública, no cartório da notária dr. Sónia Onofre, este clérigo e mais uns voluntários declararam que a Paróquia era dona da Igreja de S.João (Monumento Nacional).

Se assim é, porque é que o mesmo clérigo pediu ao Estado para fazer as obras num edifício privado?

obras s.j..png

E porque é  que o Estado pagou as obras num imóvel privado???

obras s.j II.png

 

  Agradecemos a um membro da Comissão Fabriqueira o envio dos documentos.

ma

 



publicado por porabrantes às 16:45 | link do post | comentar

Sexta-feira, 06.01.17

azulejo.png

 Leia aqui o estudo de J.M.Mimoso e Maria de Lurdes Esteves (donde se reproduziu a imagem com a devida vénia) sobre as  doenças do azulejo

 

 

Uma sistematizacao do destacamento

do vidrado em azulejos

Joao Manuel Mimoso1,*

''

E pergunte porque é o caciquismo deixou os painéis de azulejo da Raimundo Soares chegar a isto, enquanto delapidava o deinheiro em palermices como a torre do MIAA

 

mn

 



publicado por porabrantes às 22:49 | link do post | comentar

Quarta-feira, 04.01.17

 

O Mirante anunciou o início das obras em S.Domingos. O Convento é Imóvel de Interesse Público, tem uma larga História na vida da cidade, passou por várias utilizações, que estão na memória de todos, e foi recentemente vandalizado pela tropa do Creativ Camp,vandalização essa que deu larga polémica e a que o Vereador Luís Dias veio surpreendentemente retirar importância, apesar da posição do Ministério da Cultura a condenar o acto.  

Em 2008, o Doutor Oeesterbeck apresentou um pedido de autorização à tutela, para realizar escavações preventivas sublinhando a sua necessidade para preservar o valor patrimonial do monumento.

escavações s.domingos I.png

 Inicialmente, com um descaramento inaudito, a Vereadora Isilda Jana negou identificar os responsáveis pela escavação, mas acabou por dar o braço a torcer. (doc nº 1).

O pedido era subscrito por Luiz Miguel Oeesterbeck 

 

escavaçoes pedido oeesterbeck.jpg

 No pedido de autorização dizia-se isto:

escavações s. domingos 2.jpg

 

 Ou seja, reconhecia-se que era necessário fazer escavações em toda a área a intervencionar, para se poder conhecer toda a história do edifício e preservar todo o seu valor patrimonial

Dizia ainda que se iria constituir uma equipa pluri-disciplinar para realizar o trabalho e que haveria uma colaboração entre o Departamento de Arqueologia do IPT e a CMA. A equipa era esta:

escavações s.domingos 3.jpg

 O que é que restou destas pias intenções? Apenas uma pequena sondagem no primeiro patamar do parque de estacionamento do Convento, que decorreu entre o mês de Maio de 2009 e prosseguiu  até 10 de Julho desse ano, tendo depois sido abandonada alegadamente ''por falta de material e pessoal, agora ocupados noutras obras do Município, com carácter de urgência''. (diz a técnica que assinou o relatório, Filomena Gaspar). Também diz que as escavações deviam prosseguir em 2010, mas não prosseguiram.

A área intervencionada foi esta:   

 

 

escavaçoes s.domingos 4.jpg

 A equipa multidisciplinar esfumou-se. Apenas participou a Filomena (o Álvaro Baptista estava de baixa) e alguns funcionários da CMA, sem preparação técnica para estes trabalhos.

As conclusões da arqueóloga foram estas

conclusões.jpg

 As recomendações feitas em Outubro de 2009 caíram em saco roto. O compromisso assumido por Luiz Oeesterbeck de haver uma equipa multidisciplinar para analisar os resultados não foi respeitado.

OOSTERBEEK-640x425 - copia.jpg

 Dois arqueólogos, contratados para fazerem o inventário da colecção que entrará no MIAA, e que têm um contrato só com esse objectivo, mais a Filomena foram esburacar o Castelo.

 Nada foi feito em S.Domingos em termos de novas escavações. Mas começam agora as obras.....sem que os responsáveis políticos tenham ouvido as recomendações técnicas e iniciando um processo que é uma machadada mais no património abrantino.

Entretanto desde 2009 a 2016 gastaram-se centenas de milhares de euros no famigerado caso MIAA  e não se fez o básico.

ma 

 



publicado por porabrantes às 12:42 | link do post | comentar

Quinta-feira, 08.12.16

O Sr Dr.Pires da Silva ex-Presidente do IPT, vem aproveitando uma merecida reforma para uma valiosa intervenção cívica

 

Primeiro deu conselhos ao caciquismo abrantino, nas pessoas de Maria do Céu e do Vereador da Cultura, Luís Dias, explicando que não se deve vandalizar o património

 

pires da silva.png

Hoje critica nas páginas do Jornal de Tomar a cacique Anabela Freitas que mantém um acordo estratégico com o Bruno Tomás, ainda não denunciado, mas já fracassado, por não valorizar o IPT

pires da silva 2.png

Leia mais no Jornal de Tomar

ma  



publicado por porabrantes às 12:34 | link do post | comentar

Quarta-feira, 16.11.16

A CMA decidiu comprar à Caixa de Crédito Agrícola um terreno rústico ao pé do Outeiro de S.Pedro. Nas actas não figura o destino do terreno. Supõe-se que as compras de imobiliário da autarquia se destinam a algum fim e que esse fim deve estar explicitado nas actazinhas. Talvez se volte a este assunto para analisar outros condicionantes do negócio, mas ao não estar clarificado o objectivo pode pressupor-se que se destinou apenas a comprar património que é confinante com terrenos municipais (o Jardim do Castelo).

Se assim é, sugere-se a compra desta casa, que a publicidade diz estar perto do edifício da CMA.

casa.png

casa 2.png

 

Para esta compra podem já encontrar uma justificação : reabilitar o edifício e dedicá-lo à habitação social.

Por outro lado a degradação deste imóvel, semelhante à de tantos no centro histórico, é um atestado do desleixo camarário em impor aos proprietátios obras coercivas quando as casas chegam à situação de ruína.

Quantas obras destas foram impostas desde que a Céu Albuquerque rege o concelho?

Quase nenhuma.

Resultado: Abrantes está podre e a cair.

ma



publicado por porabrantes às 09:28 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

As malditas escavações d...

IPT sem interacção

Arrasando Abrantes

Uma terra a cair

CMA quer classificar casa...

Porque é que o Estado tem...

Um azulejo na Raimundo So...

Um atentado ao Património...

Ex-Presidente do IPT crit...

Abrantes está podre e a c...

arquivos

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

arqueologia

assembleia municipal

baptista pereira

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diogo oleiro

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

museu iberico

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

petição

pico

pina da costa

política

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

vale das rãs

todas as tags

links
Junho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9


23
24

25
26
27
28
29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds