Quarta-feira, 19.07.17

glaudius.png

Não tínhamos dado pela referência. O nosso obrigado.

Ler mais aqui

 

ma



publicado por porabrantes às 08:52 | link do post | comentar

Domingo, 18.06.17

Já estamos fartos de gente que atribui às tragédias causas naturais...para desresponsabilizar os responsáveis

 

O PCP de Leiria dá uma acertada leitura do que levou ao holocausto de Pedrogão:

 

NOTA DO GABINETE DE IMPRENSA DA DIREÇÃO DA ORGANIZAÇÃO REGIONAL DE LEIRIA DO PCP

Face à tragédia resultante do incêndio que afecta os concelhos de Pedrogão Grande, Alvaiázere e Figueiró dos Vinhos a Direcção da Organização Regional de Leiria do Partido Comunista Português:

1 - Expressa a sua profunda consternação pela perda de vidas nesta catástrofe – tão mais dolorosa quanto em tão elevado numero - e expressa os seus pêsames e sentimentos de solidariedade a todos os familiares e amigos das vítimas.

2 – Sublinha, valoriza e expressa o seu reconhecimento pelo abnegado e corajoso trabalho dos bombeiros e de outros profissionais da protecção civil, realizado em condições atmosféricas manifestamente difíceis e profundamente adversas à missão de combate a incêndios.

3 - Considera que as autoridades competentes, nomeadamente o Governo português, devem tomar todas as medidas adequadas à gravidade da situação e decidir celeremente de todos os apoios do Estado possíveis para apoiar os que perderam os seus entes queridos, as suas habitações, explorações agrícolas, florestais ou outros bens materiais.

4 - Informa que envidará esforços imediatos para, por via do Grupo Parlamentar do PCP na Assembleia da República e dos Deputados do PCP no Parlamento Europeu, avaliar e canalizar todos os apoios que possam fazer frente aos prejuízos e danos resultantes da tragédia que se abateu sobre estes concelhos do norte do Distrito de Leiria.

Para tal uma delegação da Direcção da Organização Regional de Leiria deslocar-se-á hoje durante o dia às áreas afectadas para avaliar das consequências desta tragédia e das medidas a serem tomadas. De igual forma o deputado Bruno Dias integrará uma delegação parlamentar com o objectivo de avaliar a situação no terreno.

5 - A DORLEI do PCP sublinha que a tragédia hoje vivida, mais do que servir para dirimir argumentos sobre responsabilidades, deve obrigar à reflexão imediata e à decisão sobre medidas em três aspectos essenciais:

a) Os meios que a Protecção Civil tem ao seu dispor para o combate aos incêndios, tendo em conta o quadro climatérico que será, previsivelmente, bastante adverso, nomeadamente quanto a investimentos em meios terrestres e aéreos e outros equipamentos colectivos.

b) - As condições de intervenção dos operacionais que estarão no terreno durante as fases mais agudas da época de incêndios - nomeadamente quanto à formação ministrada; aos equipamentos individuais; às condições materiais para o desenvolvimento das suas tarefas (designadamente quanto à valorização do pagamento às Equipas de Combate a Incêndios Florestais); e quanto à disponibilidade de meios humanos nas corporações de bombeiros tendo em conta os graves problemas sociais que persistem e o elevado nível de emigração com especial incidência nas regiões rurais

c) - O trabalho de prevenção de incêndios e defesa da floresta. Neste aspecto o PCP relembra a sua posição – atempadamente expressa - de que a “Reforma Florestal” do Governo PS não responde aos principais problemas da floresta portuguesa, significando uma continuação, no essencial, da política de anteriores governos, que por isso contribuirá agravar esses mesmo problemas.

6 – O PCP considera que uma das questões centrais para evitar tragédias como a de hoje é a inversão da tendência da desresponsabilização do Estado na gestão da floresta, na prevenção e combate a incêndios e no ordenamento do território e combate à desertificação.

É necessário inverter o esvaziamento humano de estruturas da Administração Central e a rarefacção de meios financeiros para a floresta e para o apoio à actividade agrícola. Nesse sentido a DORLEI do PCP reitera a sua condenação do encerramento de vários serviços da Direcção Regional de Agricultura no Distrito de Leiria.

É necessário valorizar a importância e o papel dos pequenos produtores e compartes dos Baldios, dar mais meios e poder de decisão às suas associações, dar resposta ao problema central do baixo preço do material lenhoso e assegurar o ordenamento da floresta, designadamente através da elaboração do Cadastro Florestal com os meios financeiros adequados.

7 - Os problemas da floresta portuguesa e as catástrofes como a de hoje não resultam apenas das condições climatéricas extremamente adversas que se verificaram no dia de ontem.

Decorrem também da destruição da pequena e média agricultura, do desaparecimento de muitos milhares de explorações familiares e da desertificação do mundo rural e do interior do País. Catástrofes como esta são ainda indissociáveis da aplicação da PAC e das suas desastrosas reformas, bem como do resultado de políticas agro-florestais, orçamentais e de serviços públicos contrarias aos interesses dos agricultores e do mundo rural.

18 de Junho de 2017
O Gabinete de Imprensa da
Direcção da Organização Regional de Leiria do PCP

 


publicado por porabrantes às 13:51 | link do post | comentar

Quinta-feira, 08.06.17

cdu cristo.png

O Snr.Deputado do PCP, Doutor António Filipe, que teve um papel importante na defesa de S.Domingos de Abrantes, insurge-se e muito bem contra a vergonha no Convento de Cristo.

andreia.png

mn

 

devida vénia à CDU Abrantes e à Tomar TV  



publicado por porabrantes às 21:46 | link do post | comentar

Domingo, 28.05.17

galvão com miguel urbano.png

Miguel Urbano Tavares Rodrigues, com o Capitão Henrique Galvão, dirigente do DRIL -Directório Revolucionário Ibérico de Libertação, composto por anti-fascistas portugueses e espanhóis,  boa parte destes, anarquistas. Foram estes homens que sequestram o ''Santa Maria''.

Acho que também havia alguns  latino-americanos.

 

Na carta seguinte, dirigida ao irmão, o escritor  Urbano Tavares Rodrigues, o Miguel critica o PCP por se recusar à luta armada  e elogia Galvão como o ''único revolucionário digno desse nome''' . Como é sabido, Galvão cortara com Salazar e era um dos homens mais temidos por ele.

Diz Miguel Urbano : (..) ''os comunistas e os imbecis que os ouvem querem derrubar Salazar através de eleições e condenam o recurso à força'' (...)

Escreve-se isto, porque já vi alguns jornalistas da nossa praça (nacional), que trabalharam com o Miguel Urbano garantir ou insinuar que a sua ligação ao PCP era muito antiga. Mas o próprio PCP diz que foi em 1964, que o jornalista se filiou no partido.

miguel urbano critica pcp.jpg

miguel urbano critica pcp 2.jpg

Miguel Urbano reivindica para o DRIL, um dos primeiros grandes atentados bombistas no centro da capital espanhola, depois da vitória franquista em 1939.

Outro dia as autoridades e as polícias atribuiam-no à ETA, seria o início do terrorismo nacionalista basco.

Não,  foi das últimas grandes acções dos homens que vinham da CNT/FAI  ( Federação Anarquista Ibérica), a meias com os portugueses.

Também é pouco conhecida a ligação de militantes libertários e exilados republicanos espanhóis na organização das milícias do Comandante Fidel Castro, que derrotou o ditador Fulgêngio Baptista.

Mais tarde, Miguel Urbano cortaria com Galvão, mas isso é outra história.

mn

as ''peças'' reproduzidas são do Arquivo da Torre do Tombo  

 



publicado por porabrantes às 18:02 | link do post | comentar

Sábado, 29.04.17

Disse-se ontem de que já não havia comunistas à antiga. Era engano, neste artigo, Jorge Messias no ''Avante'' disseca as negociatas da Igreja Católica ...e Fátima..

messias.png

aqui

 

 

(....) Num país que não cessa de exibir as chagas da sua miséria, 2007 ficará na história do Santuário mariano como um ano-padrão. Estão quase prontas as obras de construção de uma gigantesca catedral cuja grandiosidade deixará varados de espanto os descendentes dos pastorinhos. Evidentemente que o novo templo nada tem a ver com a «capelinha das aparições». Nem sequer, a verdade seja dita, é uma simples catedral. O local sagrado ficará rodeado por uma complexa teia de outras construções aptas para constituírem, no futuro, um fortíssimo eixo director da Nova Evangelização da Europa. É já considerada a mais importante central de acção missionária da península ibérica e provavelmente a mais completa do mundo. Custará à volta de 60 milhões de euros (12 milhões de contos na moeda antiga). Tem a inauguração prevista para o próximo mês de Outubro, na data em que se celebra a segunda aparição da Virgem. Foi anunciado que o pagamento da empreitada será realizado a pronto, pelos cofres do próprio Santuário. É um bom investimento. Mais uma vez se prova que a religião dá lucro.(....)

 

O artigo é de 2007

 

Mas o Messias peca por defeito na estimativa dos gastos. Segundo o Padre Luciano Guerra só a nova Basílica custou 80 milhões.

 

Entretanto, no D.Notícias, o César das Neves acusa o Padre Anselmo Borges e o Bispo D.Carlos Azevedo de ''incréus''.

 

Felizmente o Santo Ofício foi abolido, senão.... 

na

 

 


tags: ,

publicado por porabrantes às 08:51 | link do post | comentar

Sábado, 04.02.17

Na sequência do requerimento do deputado do PCP, António Filipe, sobre o mau funcionamento dos correios, em vários pontos do país, incluindo Abrantes, o Governo informou que foi levantado pela Anacom um processo aos CTT

ctt.png

mn 


tags: , ,

publicado por porabrantes às 11:51 | link do post | comentar

Quinta-feira, 05.01.17

O grupo parlamentar comunista, num requerimento de 8 de Dezembro, assinado por António Filipe, Ana Mesquita, etc denunciou as condições vergonhosas em que os CTT estão a operar em Abrantes e em muitas outras zonas do País.

pcp cct.png

Faz ainda mais acusações sobre o mau funcionamento do serviço em Abrantes e bastantes outras localidades......e prossegue:

pcp cct 2.png

 Leia o requerimento todo

 

 

António Filipe foi o deputado que meteu em ridículo a cacique, acerca do vandalismo em S.Domingos. A cacique que se devia preocupar com isto anda por aí a caçar gambozinos ou coisa que o valha.

 

ma


tags: , ,

publicado por porabrantes às 21:16 | link do post | comentar

Sexta-feira, 16.12.16

Declaração de Votode Condenação N.º 176/XIII/2ª

Desmascarar as provocações e as falsidades - o voto do BE sobre a Síria

Declaração de Voto do PCP ao Voto nº 176/XIII/2ª apresentado pelo BE, de Repúdio pelos bombardeamentos e os crimes contra as populações na cidade de Alepo, na Síria

Coerentemente e da mesma forma que o fez relativamente às guerras de agressão contra o Iraque e a Líbia e os seus povos, o PCP, desde o primeiro momento, denunciou e condenou a guerra de agressão que se abateu sobre a República Àrabe Síria e o povo sírio, com o seu cortejo de hediondos crimes, brutais violações dos direitos humanos, morte, sofrimento e destruição.

Uma cruel guerra de agressão protagonizada por grupos armados, criados, pagos e apoiados pelos Estados Unidos, as grande potências da União Europeia – como o Reino Unido e a França – e os seus aliados na região, como a Turquia, Israel, a Árabia Saudita ou o Catar.

Uma guerra de agressão que, na senda da destruição do Iraque e da Líbia, e desrespeitando os mais fundamentais direitos do povo sírio e o Direito Internacional, visa destruir o Estado sírio, com o seu posicionamento soberano, independente, multicultural e pan-árabe.

É porque é solidário com a resistência da Síria e do seu povo em defesa da sua soberania e integridade territorial da sua pátria face a uma criminosa agressão, que o PCP não esconde, e por isso não é conivente, nem é cúmplice, com os agressores e as suas monstruosas criações.

Equiparar a acção agressiva dos Estados Unidos, da NATO, das grandes potências da União Europeia e seus aliados, à postura de outros países que se posicionam, agem e articulam no plano internacional no respeito da Carta das Nações Unidas e apoiam povos e Estados vítimas do bloqueio, desestabilização e agressão, seria fazer o jogo dos verdadeiros agressores, branqueando os seus crimes e responsabilidades.

Para o PCP, os grupos armados que espalham o terror e são responsáveis pelos mais hediondos crimes no Iraque, não passam a ser designados por «rebeldes» só porque o fazem na Síria – designem-se eles por «Estado Islâmico», «Frente Al-Nusra» ou «Jabhat Fateh al-Sham», ou por uma qualquer outra designação de conveniência que esses grupos venham a adoptar.

O que está acontecer em Alepo é a libertação da cidade e dos seus habitantes dos grupos terroristas que há anos, apoiados e suportados pelos EUA e seus aliados, os utilizam para alcançar os seus objectivos, ou seja, destruir aquele país.

A corajosa resistência da Síria e do seu povo, exige não a vergonhosa associação ou a conivência com as campanhas que visam branquear a agressão levada a cabo pelos Estados Unidos e seus aliados, mas a solidariedade de todos os que defendem os direitos do povo sírio e a paz.

Rejeitando a mentira e não cedendo a manobras de pressão, impõe-se a continuação da solidariedade com a resistência da Síria e do seu povo, esse é o caminho da Paz– é do seu lado que o PCP está.''devida vénia ao PCP

 

 


tags: ,

publicado por porabrantes às 18:10 | link do post | comentar

Terça-feira, 06.12.16

 

 

(...) Saudamos em particular a luta dos trabalhadores da Rodoviária do Tejo e da Barraqueiro, a luta dos trabalhadores da Postejo e da Modelo Continente, a luta dos trabalhadores da CBI e das trabalhadoras do Centro Social João Paulo II, a luta na base logística do Minipreço, nos CTT, nas Câmaras Municipais, nas escolas ou nos hospitais(...)

20161204_xx_congresso_diogo_davila.jpg

 

Intervenção de Diogo d’ÁVila, Membro do Executivo e do Secretariado da Direcção da Organização Regional de Santarém do PCP, XX Congresso do PCP

Organização Regional de Santarém

 

A CBI é em Abrantes

 

CBI abrantes.png

 

joão paulo.png

 devida vénia ao PCP

 

E quanto à reacção apostólico romana a ver se aprende a pagar salários dignos, é preciso justiça social e não apenas palavreado barato à moda do demagogo Bergoglio.

ma

 


tags: ,

publicado por porabrantes às 17:35 | link do post | comentar

Sábado, 19.11.16
''Passos firmes
e seguros em Abrantes
 

No concelho de Abrantes, a venda do Avante! tem vindo a aumentar nos últimos seis meses, fruto do esforço, criatividade e dedicação da organização local do PCP. Para além da distribuição regular, orgânica, da imprensa partidária pelas organizações de freguesia do Partido, os comunistas de Abrantes realizam uma vez por mês, em diversos pontos do concelho, vendas especiais de rua com resultados «bastante positivos», como sublinha Rui Cruz, responsável pela Organização Concelhia de Abrantes do PCP. Particularmente bem-sucedidas são as que têm lugar junto ao Mercado das Mouriscas, confessa.

Esta experiência começou há cerca de seis meses, quando os comunistas de Abrantes traçaram colectivamente as suas metas para o reforço da organização e intervenção partidárias: no caso da Organização Concelhia de Abrantes, o aumento da difusão do Avante! e uma mais regular e combativa afirmação pública do Partido e das suas propostas foram duas das medidas decididas; a realização de bancas de rua cumpre estes dois propósitos.

De então para cá, realça o responsável, todos os meses grupos de militantes do PCP dão corpo a bancas de rua, nas quais são vendidos jornais, distribuídos folhetos, esclarecidas dúvidas e trocadas opiniões sobre um sem-número de assuntos, da actualidade local, nacional ou internacional. Se nos primeiros tempos estas bancas não traziam vantagens visíveis, lembra Rui Cruz, isso foi só até se tornarem um hábito, garante. Hoje são já muitos os abrantinos que se acostumaram a ver os comunistas na rua, em locais e dias específicos, e que os procuram não só para adquirir o Avante! – e são dezenas os exemplares que são vendidos desta forma – como também para ficar a conhecer a perspectiva dos comunistas acerca do que se passa no País e no mundo.

Esta iniciativa teve como ganhos imediatos precisamente o estabelecimento de contactos próximos e frequentes com muita gente que não é do Partido e que até há alguns meses pouco ou nenhum contacto tinha com os comunistas, valoriza Rui Cruz.

Coesão, unidade e afirmação

Sendo esta experiência de venda de rua a que mais caracteriza a difusão do Avante! no concelho de Abrantes, há uma outra componente, pelo menos tão importante quanto esta, à qual os comunistas dedicam toda a sua atenção: a distribuição dos jornais pela organização do Partido, nas freguesias e localidades. Todas as quintas-feiras, conta o responsável, cinco quadros do Partido que compõem o Grupo de Trabalho da Imprensa vão ao Centro de Trabalho buscar os exemplares do Avante! destinados a cada uma das freguesias, distribuindo-os aos leitores, na maioria membros do Partido que usam o jornal para melhorar a sua militância comunista onde quer que ela se concretize.

Se a distribuição orgânica do Avante! tem o condão de reforçar a ligação do Partido aos seus militantes e de contribuir para a coesão e unidade internas e também para o próprio reforço orgânico do Partido, a venda de rua afirma o Partido e o seu projecto entre as massas. Ambas são essenciais para levar mais longe o órgão central do PCP e, com ele, divulgar as propostas e reflexões dos comunistas.

Evidentemente agradados com a considerável ampliação da difusão do Avante! concretizada no concelho de Abrantes, Rui Cruz e os seus camaradas da Organização Concelhia não se dão por satisfeitos e querem levar mais longe a distribuição do jornal, até porque – a realidade mostra-o! – as potencialidades são mais do que muitas. Um primeiro objectivo a alcançar, adianta o responsável, é conseguir que aqueles que compram o Avante! uma vez por mês, «quando vamos ter com eles», o passem a fazer semanalmente, por sua própria iniciativa. Só isto bastaria para que todas as metas traçadas para a difusão do Avante! fossem ultrapassadas em muito.

Mas para os comunistas de Abrantes, este será só mais um passo, importante, de um objectivo ainda maior.''

 

no Avante de 10 Novembro de 2016

 

com a devida vénia

 

 



publicado por porabrantes às 13:04 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Os ciganos e o autarca do...

Holocausto em Pedrogão: A...

PCP de Santarém defende C...

Miguel Urbano Rodrigues c...

Tempos de Fátima na Igrej...

Anacom levanta processo a...

PCP denuncia o funcioname...

A agressão imperialista à...

PCP destaca luta de class...

Olha o Avante

arquivos

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

arqueologia

assembleia municipal

baptista pereira

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diogo oleiro

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

museu iberico

nelson carvalho

nova aliança

património

pcp

pego

pegop

petição

pico

pina da costa

política

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

vale das rãs

todas as tags

links
Julho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13


25
26
27
28
29

30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds