Segunda-feira, 27.06.16

 

Temos criticado a política PS na CMA por ser caciquista, mas é óbvio que há pior, muito pior.

 

Em abono da CMA, deve dizer-se que não foi contratada nenhuma monografia propagandística cantando loas ao consulado do eng Bioucas, ou do dr. Nelson Carvalho.

 

Há certamente uma obra do dr.Pina da Costa sobre os SMAS, mas é obra útil, com muitos elementos para a História deste organismo, embora tenha defeitos como qualquer livro.

 

Em abono da moderação do caciquismo abrantino, deve dizer-se que o dr. Nelson Carvalho recusou que dessem o seu nome a um arruamento na terra, e que essa proposta foi dos Vereadores laranjas, dr. Pedro Marques e Moreno.

 

E para ser justo, também o Zé Bioucas recusou o nome num arruamento e se o Largo do Hospital se chama como se chama, foi contra a sua vontade, e não leva o nome real do falecido autarca.

 

O cúmulo do caciquismo costuma ser laranja (e foi-o na Madeira) e na zona centro também é laranja, atingindo o seu clímax em Vila de Rei. E a crítica certeira a este caciquismo, foi feita em 2013, pelo reputado blogue, Má Despesa Pública, donde se transcreve ''

 

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

 

A despedida da presidente Irene Barata

“PRESIDENTE IRENE BARATA HOMENAGEADA PELOS VILARREGENSES”. É desta forma que o site da Câmara de Vila de Rei descreve a sucessão de eventos, que decorreram a 5 de Outubro, de despedida de Irene Barata, que esteve durante 24 anos à frente da Câmara.

Vamos então ao programa das festas. Houve o lançamento do livro “Contrastes e Transformações em Vila de Rei 2005-2013” e a inauguração da exposição “Irene Barata – Retratos de um Percurso”. O livro, descreve a autarquia, “retrata toda a obra realizada no Concelho de Vila de Rei durante os últimos dois mandatos de Irene Barata como Presidente do Município de Vila de Rei”. Claro que a edilidade é omissa quanto ao que pagou pela impressão do livro, mas o Má Despesa lá pesquisou no Base: 14.073 euros. Como o concelho tem 3.452 habitantes, significa que só a impressão do livro custou a cada munícipe quatro euros. Encontramos ainda no Base outro ajuste directo de 11.890 euros para a actualização de conteúdos da publicação “Contrastes e Transformações 1974/2004” que, presumimos, tenha tido como destino o tal livro da presidente.  Um verdadeiro luxo quando se compara com o que a Câmara paga pela prestação de serviços de actividades de enriquecimento curricular para este ano lectivo... 9 mil euros.

Veja aqui as fotos da festa

Publicada por Má Despesa Pública às 08:30''

Só conseguimos uma foto, esta

homenagem_presidente.jpg

Lá ao fundo o dr. Armando Fernandes, ao lado do Bispo resignatário de Portalegre e Castelo Branco, D. Augusto César, conhecido pela sua colaboração com o colonial-fascismo em Tete

 

O homem aparece como único autor desta obra de amor à Dona Irene, mas é injusto houve co-autor

 

Contrastes e transformações em Vila de Rei : 2005- 2013 / Armando Fernandes ; colab. Helena Sajvador ; rev. Ana Rita Leitão
 
AUTOR(ES): 
Fernandes, Armando; Salvador, Helena, colab.; Leitão, Ana Rita, revisor
PUBLICAÇÃO: 
Vila de Rei : Câmara Municipal, D.L. 2013
DESCR. FÍSICA: 
191 p. : il. ; 31 cm
NOTAS: 
Bibliografia, p. 191
ISBN: 
978-972-99796-8-2
DEP. LEGAL: 
PT -- 364821/13

 

Ou seja é uma obra conjugal e achamos que a D.Helena Salvador também merecia estar na mesa, apesar de não ser gerente da empresa que apanhou o ajuste directo

 

A empresa familiar que se dedica a este tipo de actividade também se dedica à marcenaria

marcenaria.png

 

Espero que consiga um ajuste directo para fornecer cadeiras D.Maria II a outra edilidade...

 

Aguardamos uma  prosa mal-amanhada no ''Ribatejo'', a protestar contra a Má Despesa Pública

ma    



publicado por porabrantes às 18:01 | link do post | comentar

Sexta-feira, 11.03.16

A Sr Drº Elza Rufina Afonso de Jesus Vitório, Vereadora do PSD na edilidade abrantina foi exonerada pelo Governo minoritário do PS, cujo chefe é um tal Costa.

Segue o Diário da Partidocracia

elza vitório.png

elza.png

 A drª Elza tinha sido nomeada para um mandato até 2018. Apesar de todo o paleio rupestre do Diário da Partidocracia, a decisão do Governo costista, suportado por um partido de que é SN esta cacique

céu jana.jpg

 apenas tem uma lógica, os cargos partidocráticos devem ser desempenhados por membros da oligarquia partidária no poder.

Em qualquer país civilizado os funcionários públicos desempenham as suas tarefas por razões de serviço público e estão muitas vezes proibidos de exercerem militância partidária.

É assim em Inglaterra.

Pelo mesmo Diário da Partidocracia ficamos a saber que Pedro Santana Lopes goza da confiança política da partidocracia para ser Provedor da Santa Casa de Lisboa.

s lopes 2.png

O CV do Lopes omite o único cargo importante e prestigiante que o homem desempenhou, Presidente do Sporting Club de Portugal. E ainda omite fotos. É pena..

ma

moral da história: A srª drª Elza agora já tem tempo para ser da Oposição. Esperamos a todo o momento que o Pina da Costa seja nomeado Director d' alguma coisinha, não vá o gajo publicar outro livro 

pina da costa.jpg

 

 

 

 



publicado por porabrantes às 15:40 | link do post | comentar

Sábado, 02.01.16

Em Agosto de 2007 Pina da Costa dedicava-se à pedagogia e à luta anti-pornográfica

 

Pina da Costa.jpg

vários funcionários do município faziam chamadas para sites eróticos e passavam o tempo a ver imagens porno na internet

 

gaja.jpg

 

O Venerando Pina da Costa declarou ao Correio: '' “Reconhecemos que a suspensão é uma medida repressiva, mas pretendemos que seja acima de tudo pedagógica”,

 

Mais tarde faria um artigo na Barca onde protestava contra aqueles que contemplavam o doce decote das deputadas.

 

Ora porra, se eu apanhasse uns empregados meus a fazer isso iam pró olho da rua.

 

Mas o Pina da Costa é um fino pedagogo.

mn
Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/nacional/portugal/detalhe/funcionarios-da-camara-viam-sites-pornograficos.html''

 

 



publicado por porabrantes às 17:32 | link do post | comentar

Quarta-feira, 15.07.15

 

eneolica.png

''Em Maio de 2008 esperamos ter em operação o Parque Eólico de Marvila, no concelho da Batalha, cujas obras se iniciaram no mês de Maio», adiantou ao jornal ''Água&Ambiente Agostinho Ribeiro, administrador-delegado da Eneólica, que detém os restantes 20 por cento do capital da empresa.  (...)

 

 

Beja e Montijo, ambos com seis MW, e Rio Maior e Abrantes, cada um com três MW, são os municípios escolhidos, envolvendo um montante de 40 milhões de euros. Na energia solar, a empresa vai avançar com um projecto-piloto, de 1 MW, no qual aplicará quatro milhões de euros. Igual investimento será destinado para outro projecto-piloto na energia das ondas, em Peniche. Para o efeito, a Eneólica criou uma joint-venture com a empresa finlandesa AW Energy – a Seaner -, da qual vai deter 90 por cento.''

Portal Ambiente (2007)

 

cm.png

Correio da Manhã de hoje

 

 

(...)A Polícia Judiciária (PJ) deteve esta terça-feira dois responsáveis por empresas ligadas ao sector das energias renováveis. Em causa está uma fraude na obtenção de subsídios da União Europeia (UE) no valor de 15 milhões de euros, confirmou fonte da PJ. Um dos detidos é um empresário espanhol com actividade em Portugal e o outro é um ex-administrador do Grupo Lena.

De acordo com a mesma fonte, dez empresas são suspeitas de terem requerido subsídios através da apresentação de projectos, candidatos ao QREN - Quadro de Referência Estratégica Nacional, relacionados com a exploração de energias renováveis que na verdade nunca foram desenvolvidos.(....)

 

 

Uma das empresas em causa é a Resipower que era administrada pelo detido. A empresa fazia parte até há cerca de três anos do Grupo Lena através da empresa-mãe Eneólica, que ainda integra o conglomerado empresarial de Leiria. A Eneólica alienou entretanto a Resipower, garantiu o Grupo Lena.

Em investigação estão, porém, crimes que terão ocorrido entre 2012 e 2014 quando o detido era administrador do grupo. E certo é que a PJ fez ontem buscas na Eneólica na qual ainda encontrou indícios que comprometerão o grupo neste processo, adiantou fonte policial.

 

 

(Público-Fernando Sales Dias)

 

vpc.jpg

Um dos contratos assinado pelo SMAS com a empresa da Lena data de 2012, período abrangido pelas investigações da justiça à alegada fraude.

 

Há mais?

 

Há .

 

Já agora quais foram as rendas pagas pela Eneólica à CMA? Dei uma vista de olhos às contas de 2013 e não dei com elas. Deve ser dos meus óculos.

 

Estão a trabalhar as ditas centrais?

 

Reparem na data do comunicado da Lena acima publicado, data de 2007 e profetiza que serão assinados contratos com a CMA em 2012.

 

É preciso ter grandes proféticos.

 

2007 é a data em que Júlio Bento e o Muñoz assinaram o contrato de concessão da Abrantaqua.  

 

Como é que isto foi possível?

Sugerimos aos jornalistas que entrem em contacto com o ex-colega do detido, agente técnico Júlio Bento:

 

 Júlio de Jesus Bento  NIF/NIPC: 101824009  Residência/Sede: Rua S. Bento Menni, nº 2, 8º andar A  Lisboa 

 

O homem certamente terá a bondade de explicar......a não ser que prefira ficar calado.....como no Tribunal.....

ma

 

PS- A Eneólica representa 18 por cento do volume de negócios do grupo Lena, movimentando 90 milhões de euros. 

 

 

 

 

 

 

  

 



publicado por porabrantes às 09:34 | link do post | comentar

Terça-feira, 14.07.15

 

Tinha jurado que a cara do célebre teórico marxista VPC (ou seja Pina da Costa) não apareceria mais aqui,mas a prisão do gerente da Eneólica (Grupo Lena) fez mudar o paradigma.

O Pina da Costa é como o Costa Gomes, uma rolha que está sempre a vir à superfície

 

smas eneólica.jpg

smas

 

Os contratos com a CMA/SMAS são mais que os adiantados no post anterior

Passo a citar:

''

Nas Mouriscas, a utilização da água armazenada no reservatório será efetuada através de um bypass a instalar pelo consórcio na descarga de fundo, cabendo-lhe a responsabilidade da manutenção. Será utilizado o caudal excedentário para aproveitamento energético, não podendo, ao longo dos 20 anos de contrato, utilizar-se as reservas de água para fins de produção de eletricidade sempre que o nível da albufeira esteja a uma cota inferior a 5 metros abaixo do nível de pleno armazenamento (cota máxima da albufeira).

Houve duas preocupações essenciais neste projeto: não afetar a qualidade da água, nem a capacidade de abastecimento público.

Na Chainça, o conceito é totalmente distinto. As turbinas são colocadas à chegada do reservatório novo da Chainça, na conduta de grande diâmetro que o abastece. Aqui não há qualquer consumo de água no processo, apenas o aproveitamento da sua passagem, com elevada pressão, entre a ETA (Estação de Tratamento de Água) e o reservatório. Pretende-se aproveitar um potencial energético que, atualmente, se perde completamente num jato de água, sempre que o reservatório da Chainça enche.

Pelo arrendamento das duas infraestruturas, o consórcio pagará ao município uma renda anual, em percentagem da venda de energia.''

 

smas eneólica 2.jpg

 

Como bom cristão, o ex-seminarista marxista Pina da Costa decerto visitará o gerente detido, levando-lhe umas embalagens de palha de Abrantes (numa tuperwere que também é produto abrantino) e um garrafão, perdão uma caixa de rosé Casal da Coelheira.

 

O texto citado é dos SMAS mas não está assinado. Repete-se igual em vários medias e nas páginas oficiais. Se for da Fernanda Mendes digam....Quanto aos medias acho que não devem inserir publicidade encapotada. Isso já estava nos manuais... antes de ter nascido a notabilíssima ex-deputada dos Valhascos , Hália Costa Santos

 

ma

  



publicado por porabrantes às 21:11 | link do post | comentar

Terça-feira, 21.04.15

Pina da Costa.jpg

 Que sabia o dr. Pina da Costa quando em 22-11-2007, sendo vice-presidente da CMA, produziu uma série de declarações ao Mirante, pondo em causa a viabilidade do açude mata-peixes?

 

Segundo Pina da Costa a destruição do açude mata-peixe levaria a uma notável diminuição de despesas para a CMA, porque a sua manutenção era muito cara.

 

Trascrevo: '' (...) Nomeadamente em relação ao açude insuflável que tem elevados encargos de manutenção. Actualmente esses custos são suportados pela empresa que o construiu mas dentro de cinco anos o ónus passará para a câmara''(...)

 

O onús passou para a CMA a partir de 27 de Novembro de 2014, segundo o comunicado emitido pela CMA.

 

Teoricamente, se temos em conta, as palavras do então vice-presidente devia ter passado em 2012.

 

Que se passou para que  a recepção definitiva se atrasasse quase 3 anos?

 

Que anomalias tinha a obra?

 

Se na data referida a CMA aceitou a recepção definitiva da obra é certamente porque os seus técnicos verificaram que estava tudo em ordem.

 

Quem foram os técnicos?

 

Onde é que se pode consultar esse relatório?

 

Leram-no os senhores vereadores que por unanimidade aceitaram a recepção?

 

Tinham consciência das responsabilidades que faziam assumir ao município? 

 

a redacção



publicado por porabrantes às 13:28 | link do post | comentar

Sábado, 24.01.15

'' A intervenção incluirá a substituição do solo existente por um de natureza permeável, conforme normas de construção de cemitérios", explica uma nota de imprensa da Câmara de Abrantes, que acrescenta que o novo talão "será construído com recurso ao sistema tradicional de inumação direta ao solo, uma vez que os solos de natureza argilosa do local dificultam a decomposição aeróbia, solução adotada aquando da construção dos talhões 1 e 2, necessitando de mais tempo para a realização da decomposição do que o previsto legalmente".''

 

Rede regional citando nota camarária

 

Quem foi o engenhocas que projectou essa banhada cemiterial em Santa Catarina?

 

Quem foi o político que inaugurou essa banhada cemiterial em Santa Catarina?

 

Quem foi o Cónego que benzeu essa banhada cemiterial em Santa Catarina?

 

Quem foi o executivo camarário que assinou a recepção definitiva da obra?

 

Sobre o revolucionário sistema de inumação dizia o VPC à RTP : ''Com base em novas formas de inumação, os covais são feitos em betão com uma drenagem que permite a exumação ao fim de um período de três a cinco anos''

 

Pina da Costa.jpg

VPC simplesmente

mn 

 

já me esquecia com a censura imposta às lápides, no cemitério ''americano'' do VPC seria ilegal esta lápide ianque dum genial comediante

billy.jpg

 pedir à tropa que fez um cemitério que não funciona que tivesse sentido de humor era pedir demasiado.....



publicado por porabrantes às 22:45 | link do post | comentar

Segunda-feira, 10.11.14

Hoje no TAF de Leiria foram distribuídos 2 processos abrantinos, daqueles processos ou assuntos que se arrastam ad aeternum,

 

 

taf.png

 nenhum deles tem um carácter privado, os dois têm interesse público, mas vou cingir-me ao primeiro, porque já tinha este post escrito há um montão de tempo e há que desentulhar os arquivos:

desespera o  freguês....com uma justiça lenta.....

 

um justiça lenta é pior que uma câmara lenta (expressão made in dr. Consciência...)

 

vejam este post

 

o processo tinha tido início em 2007....

 

 

em 2008  relacionado com isto foram tomadas três  decisões municipais

 

 

 (...)

 

‘’ Nº 1 - Proposta de Deliberação do Vice-Presidente da Câmara, que era,

 

Pina da Costa.jpg

 

VPC-Vereador Pina da Costa

 

(...)remetendo, para ratificação do órgão executivo, o seu despacho datado de 5 de Março de 2008, a aprovar que o pagamento da guia de taxa de justiça inicial (preparos), no valor de €960,00 (novecentos e sessenta euros), seja suportado pelo Município, relativamente ao processo de indemnização cível, nº 1000/07.5 BELRA, em que é Autor Josué de Jesus e Outros e no qual foi arrolado como Réu o Arquitecto Ricardo Martins, dado o valor envolvido, e, porque a eventual indemnização a ocorrer será por causa do exercício de funções púbicas, enquanto não for provada actuação dolosa, e, atendendo à jurisprudência do Pleno do STA consignado no Acórdão 855/04 de 28 de Setembro de 2006.

Só haverá direito de regresso se tiver havido comportamento doloso (Lei 169/99, de 18 de Setembro, artigo 97º). O Presidente da Câmara não participou na discussão e votação, ao abrigo do nº 6 do Artigo 90º da Lei nº 169/99, de 18 de Setembro, com as alterações introduzidas pela Lei Nº 5-

A/2002, de 11 de Janeiro, em conjugação com o Artigo 44º do Código do Procedimento Administrativo.

Deliberação

 Por unanimidade, ratificar o referido despacho do Vice-Presidente da Câmara. (...)''

 

Porque é que o Presidente de então não participou na decisão?

Porque era também réu no dito processo (...)

 

nelson.jpg

 

 

 Nelson Carvalho era o réu-presidente

.....

 

''(...)

 

Nº 2 - Proposta de Deliberação do Vice-Presidente da Câmara

 

, na sequência da proposta anterior e da Informação do Director do Departamento de Administração e Finanças, sugerindo que o pagamento da guia de taxa de justiça inicial (preparos), no valor de €1.152.00 (mil cento e cinquenta e dois euros), respeitante à intervenção do Presidente da Câmara no Tribunal, no processo de indemnização cível, nº 1000/07.5 BELRA, em que é Autor Josué de Jesus e Outros, seja autorizada pela Câmara Municipal de Abrantes, dado que o valor envolvido, e, porque a eventual indemnização a ocorrer será por causa do exercício de funções púbicas, enquanto não for provada actuação dolosa, e, atendendo à jurisprudência do Pleno do STA consignado no Acórdão 855/04 de 28 de Setembro de 2006.

Só haverá direito de regresso se tiver havido comportamento doloso (Lei 169/99, de 18 de Setembro, artigo 97º).

O Presidente da Câmara não participou na discussão e votação, ao abrigo do nº 6 do Artigo 90º da Lei nº 169/99, de 18 de Setembro, com as alterações introduzidas pela Lei Nº 5-A/2002, de 11 de Janeiro, em conjugação com o Artigo 44º do Código do Procedimento Administrativo.

Deliberação 

 Por unanimidade, ratificar o referido despacho do Vice-Presidente da Câmara. (...)''

 

O Vice-Presidente autor deste despacho foi Pina da Costa.

 

Em 18 de Março de 2008, a CMA reconhece que meteu a patinha na água e que isso salpicou várias pessoas:

 

 

‘’(...)Nº 21 - Proposta de Deliberação do Vereador Pina da Costa

  (...)referente a uma Informação do Director do Departamento de Administração e Finanças, datada de 4 de Março de 2008, acerca do processo de obras nº 1160/96, em nome de Josué de Jesus – Processo nº 1000/07.5 BELRA TAF Leiria.

 

Deliberação:

 Por unanimidade, perante a situação de facto involuntariamente criada, a Câmara Municipal delibera não declarar a caducidade da licença oportunamente concedida com base no nº 4 do artigo 69º do Decreto-Lei 555/99, de 16 de Dezembro, na redacção da mencionada Lei 60/2007, de 04 de Setembro, considerando consolidada de direito a edificação levada a efeito ao abrigo da licença concedida. Dar conhecimento desta deliberação ao Tribunal por onde corre trâmites a acção judicial.

 

Aos respectivos serviços para procederem em conformidade.(...)

 

18 de Março de 2008

 

 

Em 2009, a coisa regressa às actazinhas:

 

 

‘’Nº 1 - Para conhecimento, o Presidente da Câmara,

 

apresenta a Informação do Director do Departamento de Administração e Finanças, datada de 19 de Fevereiro de 2009, acerca da exposição de Narciso Félix, funcionário da Câmara Municipal de Abrantes na situação de aposentado, no âmbito da sua intervenção no processo nº 1000/07.5 BELRA do Tribunal Administrativo e Fiscal de Leiria.

Tomado conhecimento e remeter cópia ao Consultor Jurídico, Dr. António Montalvo e ao Sr.Narciso Félix

Nº 1 - Para conhecimento, o Presidente da Câmara,(...)’’

 

 10-2-2009

 

 

 Em Abril de 2014.....na Assembleia Municipal há uma informação do dr.Bento Pedro, dando conta do estado do processo e dizia que estava dentro do prazo que tinha a CMA para prestar alegações:

 

 Em Novembro de 2014 o processo volta a ser distribuído no TAF de Leiria

 E arrasta-se este processo com acusações por responsabilidades cíveis contra um ex-autarca e um funcionário desde 2007!!!!

 

E a CMA reconhece que criou ''involuntáriamente'' determinada situação!!!!

 

 

Como é que uma edilidade cria uma situação ''involuntariamente''????

 

E acontece que se for condenada estão em jogo um pouco mais de uns meros 235.000.€.. mais os juros, que serão copiosos,

71174

Entrada:  16-10-2007 Distribuição:  23-09-2013

Réu: Arquitecto Ricardo Martins  Contra-interessado: José Manuel Damas Batista Damasceno  Autor: Josué de Jesus  Autor: Maria Adelina Lopes Caroço  Réu: Município de Abrantes  Contra-interessado: Narciso Ribeiro Félix  Réu: Presidente da Câmara Municipal de Abrantes

Unidade Orgânica 1

1000/07.5BELRA Valor: 235.990,00 €

Acção administrativa comum - forma ordinária

 

E isto vai passando, de sessão em sessão desde 2007, tanto na Assembleia Municipal como na CMA e ninguém da oposição pergunta nada????

 

Acontece que se perguntasse, o actual Presidente da AM não podia participar na discussão, porque era réu nesse processo....

 

É normal a situação?

Não seria, porque o dr.Bento Pedro distribui em cada sessão, a lista dos processos pendentes em que a CMA é parte...

 

Podiam perguntar ao dr.Carvalho, ouça lá você ainda é réu neste processo? Explique-nos esta história....

 

MA

 

 

  



publicado por porabrantes às 19:54 | link do post | comentar

Terça-feira, 15.07.14

Era 2010 e um tal VPC, também conhecido como Pina da Costa, bolsava com a alegre desfaçatez que o caracteriza : '' vice-presidente da autarquia, disse hoje à Lusa que "o preço é simbólico e ao mesmo tempo incentivador, porque 1,25 euros por metro quadrado é o mesmo que pedimos a quem se queira instalar no parque industrial".O autarca disse que este investimento "vem ao encontro das aspirações do município uma vez que temos crescido em oferta turística, nomeadamente desportiva e cultural, mas continuamos altamente deficitários em termos de resposta hoteleira".
Com uma estimativa de custo na ordem dos 10 milhões de euros, o novo empreendimento hoteleiro criará 60 postos de trabalho directos. O novo hotel de Abrantes terá 99 quartos, 12 suites, healthclube, spa, piscina interior coberta, restaurante e salas de conferência, para além de uma cave com dois pisos de estacionamento.
O empresário explicou à Lusa que as obras de construção deverão iniciar-se na próxima primavera e que que a inauguração do novo hotel decorrerá, "se tudo correr bem" no início de 2010.
Segundo disse, "vai ser um ano importante em Abrantes em termos de organizações culturais e desportivas de âmbito nacional e internacional e era
bom que a abertura do hotel ficasse ligada a um grande evento".João Pina da Costa confirmou hoje, em declarações à Lusa que "2010 será ano para organizar o Campeonato do Mundo de Pesca de Rio e para inaugurar o Museu Ibérico de Arqueologia e Arte". ''

 

 

 

Primeiro a cara do autarca:

 

 

 

Agora estamos em 15-7-2014 e acaba de entrar no tribunal da comarca uma acção municipal contra o Procópio dos Santos,

 

1015282 Entrada:                                 14-07-2014 Distribuição:                                 15-07-2014                             Autor:                                         Município de Abrantes                                     Réu:                                         Staroteis - Sociedade Hoteleira Unipessoal, Lda.                                     Réu:                                         José Procópio Lourenço dos Santos                                                                  1º Juízo 631/14.1TBABT                                
Valor: 16.546,37 €
                            
Ação de Processo Comum Entrega Electrónica - Refª 17380313

  

 

Hotel nem vê-lo. MIAA nem vê-lo.

 

O Arquitecto Junqueiro que fez o projecto anda pelos tribunais numa insolvência da sua unipessoal (nif 504784226) depois de ter beneficiado de vários ajustes directos da administração.

 

Falava o Pina da Costa também de pesca, teria sido mais barato para as finanças locais que o Pina (celebrizado por uma guerra por um sinal de trânsito com o dr. Eurico) se tivesse dedicado à pesca.

 

E agora não temos nenhum hotel na cidade, em parte graças aos amigos do Pina.

 

MA 



publicado por porabrantes às 18:35 | link do post | comentar

Terça-feira, 15.04.14

 

 a barca

 smas 20004.jpg

Felicita-se a Margarida Trincão por ter publicado este corajoso artigo do grande abrantino Sr.Artur Lalanda, que se reproduz com a devida vénia.

 

Parte do artigo é baseado em revelações jornalísticas feitas in illo tempore pelo saudoso Mário Semedo e por isso será mister recordá-lo, no local exacto que o Mário chamava a Ágora abrantina ou seja a Barão da Batalha.

 

 

 

foto divulgada pelo arq. Doutor António Castel-Branco (Abrançalha)

 

No artigo o Sr.Lalanda usa um subtil sarcasmo para crismar o VPC (sigla criada pelo Dr.Consciência) como sacristão e julga com severidade a sua actuação pública.

 

Estamos certos que o VPC usará a sua coluna marxista para responder e se não responder estará por um lado a trair Karl Marx, que nunca fugiu a uma boa polémica e que era um polemista com diabólico talento e por outro lado a consentir, porque quem cala consente.

 

 

Nada mais havendo a tratar (por enquanto....nunca se sabe)...

 

MA   



publicado por porabrantes às 16:28 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Armando Fernandes no Má D...

Governo Costa saneia Elza...

Centenário porno

Agostinho Ribeiro, da Le...

Os contratos da CMA com a...

O socialista que propôs a...

Quem foram os gajos?

O processo do snr.Josué d...

Pina da Costa devia ter-s...

grande artigo na Barca

arquivos

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

arqueologia

assembleia municipal

baptista pereira

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diogo oleiro

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

museu iberico

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

petição

pico

pina da costa

política

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

vale das rãs

todas as tags

links
Junho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9



28
29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds