Quinta-feira, 09.11.17

A Oposição mete contra as cordas o caciquismo no Tramagal


tags:

publicado por porabrantes às 10:07 | link do post | comentar

Quarta-feira, 08.11.17

Publicamos as propostas do MIFT-Movimento Independente do Tramagal apresentadas na  A. de Freguesia de 6 de Novembro

 

 

Conjunto de propostas apresentadas pelo MIFT na Assembleia de Freguesia de 6 de novembro de 2017:
1/2017 – Considerando que o Centro de Saúde de Tramagal é um equipamento estruturante do desenvolvimento da freguesia e da região, propomos que:
a) a Assembleia de Freguesia dirija ofício à Administração de Saúde e à Câmara Municipal de Abrantes a requerer informação esclarecedora do programa de desenvolvimento da rede de cuidados de saúde na região para os próximos anos.
b) a Junta de Freguesia realize campanha de promoção do Centro de Saúde para incentivar à inscrição da população no médico de família, programe ações de rastreio médico e de educação para a saúde e trabalhe no sentido de desenvolver valências como a de fisioterapia e psicologia.
2/2017 – Considerando a urgência em preparar o futuro da escola ODF assente num novo projeto educativo a implementar já no próximo ano letivo, considerando recentes declarações do senhor diretor do Agrupamento de Escolas n.º 2 de Abrantes e da senhora presidente da Câmara Municipal de Abrantes, bem como o processo de Revisão da Carta Educativa do Concelho, propomos que a Assembleia de Freguesia constitua uma comissão com o objetivo de até ao final do presente ano civil apresentar um diagnóstico pormenorizado dos problemas existentes na escola e identificar as oportunidades de desenvolvimento da atividade do estabelecimento, em ordem a garantir a qualificação dos seus serviços.
3/2017 – Proposta para que o regimento da Assembleia de Freguesia seja alterado no sentido de passar a permitir dois momentos para a intervenção do público: o primeiro, no início das sessões, para apresentação de questões não consideradas nas respetivas ordens de trabalhos e o segundo, no final das sessões, para intervenções relacionadas com a ordem de trabalhos.
4/2017 – Proposta para aquisição de equipamento para gravação das sessões da Assembleia de Freguesia.
5/2017 – Proposta para que as informações prestadas pela Junta de Freguesia à Assembleia de Freguesia passem a ser realizadas por escrito e comunicadas aos membros da Assembleia com antecedência relativamente à realização das suas reuniões.
6/2017 – Proposta para que a Junta de Freguesia fique incumbida de apresentar à Assembleia, na próxima reunião, um relatório sobre a atividade da Comissão Social da Freguesia e os problemas sociais que afetam a freguesia.
7/2017 – Proposta para que no próximo ano, depois de elaborado e discutido na Assembleia de Freguesia, seja implementado o projeto de requalificação do Largo dos Combatentes da Grande Guerra.
8/2017 – Proposta para que seja realizada e apresentada pela Junta de Freguesia, na próxima assembleia, cartografia sobre as faixas de gestão de combustível legalmente exigíveis na Freguesia.
9/2017 – Proposta para que seja solicitado à Câmara Municipal de Abrantes que no mais curto espaço de tempo possível as áreas urbanas da freguesia sejam delimitadas como Áreas de Reabilitação Urbana e aprovadas as respetivas operações de reabilitação.
10/2017 – Proposta para que a Junta de Freguesia reúna ou recolha informação junto dos diversos agentes dinamizadores de eventos na freguesia para elaborar uma programação anual conjunta.
11/2017 – Proposta para que uma comissão da Assembleia de Freguesia proceda ao inventário do património público existente no território da freguesia e elabore propostas para a sua utilização.
12/2017 – Proposta para que a Assembleia elabore pedido de informação ao Ministério do Ambiente sobre o estado do Rio Tejo na Freguesia e sobre a programação de ações necessárias para que a massa de água cumpra os objetivos previstos na Diretiva Quadro da Água e demais legislação nacional.
13/2017 – Proposta para que a Junta da Freguesia diligencie junto dos SMA e Abrantáqua a obtenção de cadastro das redes e equipamentos de águas, a identificação de problemas existentes ao nível do saneamento básico na Freguesia e informação sobre plano de investimentos a realizar.
14/2017 – Proposta para que a Junta de Freguesia de Tramagal solicite à Câmara Municipal que no âmbito das comemorações associadas ao feriado municipal ocorram atividades e espetáculos em Tramagal.
15/2017 – Proposta para que a Junta de Freguesia solicite aos Serviços Municipalizados informação justificativa da opção de abastecimento de água à Freguesia a partir do Castelo do Bode.


tags: ,

publicado por porabrantes às 13:52 | link do post | comentar

Quarta-feira, 20.09.17

Entendemos divulgar as  críticas do MIFT-Movimento Independente da Freguesia do Tramagal à obra apresentada pelo caciquismo naquela Vila:

Com a devida vénia :

 

La imagen puede contener: texto
Movimento Tramagal
· 18 de septiembre a las 20:59 ·

Nas próximas eleições escolhem-se novos projetos e faz-se a avaliação da gestão passada. Em boa verdade, o que foi feito nos dois últimos mandatos pela atual gestão da Junta de Freguesia de Tramagal não satisfaz: a decadência da Freguesia continua e a atribuição de recursos públicos à Freguesia não tem sido justa.
A partir de dia 1 de outubro temos que mudar este estado de coisas. Votar na mudança é votar no Movimento Independente Freguesia Tramagal - MIFT.
Analisando o documento "Fizemos" apresentado pela actual gestão, podemos verificar que muita coisa necessária à Freguesia não se fez e que se fizeram algumas coisas sem a qualidade que a Freguesia merece. Ponto por ponto:

1 "Requalificámos a estrada entre a piscina e a zona industrial"
Aquando da urbanização da piscina coberta, há mais de 10 anos, ficou incompreensivelmente por prolongar a rua António Oliveira Mendes até à Estrada Industrial. Passados alguns anos a Câmara Municipal viria a completar o arruamento, mas para a obra ser dada por acabada já há uns anos que falta a sinalização vertical e horizontal. Nos últimos oito anos o que melhorou no urbanismo da zona ao fundo da pista e do loteamento industrial está à vista de todos: nada, e encontra-se por lá muito lixo.

2 "Acompanhámos e apoiámos a requalificação do Miradouro da Penha e do Monumento Duarte Ferreira"
Mais de 150 mil euros investidos numa coisa inútil, que prejudicou os monumentos pré existentes e a própria paisagem. A Junta de Freguesia acompanhou mal esta intervenção. A má qualidade da obra está à vista de todos.

3 "Acompanhámos e apoiámos a requalificação do Porto da Barca"
Perdeu-se uma oportunidade de fazer da Barca um dos principais ex-libris da Freguesia. Projeto desenvolvido sem prévia discussão pública e o apoio da população, como é hábito da actual gestão autárquica, devia, pelo menos, ter contemplado o abastecimento de água ao local. Desde a última intervenção tem havido evidentes falhas na limpeza e manutenção do espaço.

4 "Requalificámos a estrada entre Tramagal e São Miguel do Rio Torto"
150 mil euros bem gastos pela Câmara na melhoria desta estrada entre São Miguel do Rio Torto e Tramagal. Insuficiente para evitar a diminuição da atratividade da Vila.

5 "Procedemos ao reasfaltamento da Zona da Penha e Quinta dos Bicos e instalação de nova rede de abastecimento de água"
Esta empreitada da Câmara/Serviços Municipalizados demorou algum tempo a ser executada e causou transtornos evitáveis. Nestas obras temos que compreender o seguinte: não é a Junta de Freguesia que as paga, são todas as pessoas na fatura da água, não é por isso nenhum favor que nos fazem. Temos conhecimento que terão ficado por resolver problemas.

6 "Requalificámos o pórtico Eduardo Duarte Ferreira"
Não sabemos porque é que a obra arquitetónica de Keil do Amaral na Vila de Tramagal é tão mal amada. O "portão do futebol" é só um exemplo. O arruamento do portão para a escola, muito transitado por veículos e peões é de uma pobreza urbana confrangedora. Nas valetas acumula-se lixo há anos.

7 "Requalificámos o edifício do Mercado Diário"
Sim, boa obra. Uma das últimas obras apoiadas por fundos comunitarios na freguesia (para o actual quadro comunitário a JFT/CMA ainda não preparam nenhuma candidatura). Um orçamento total de 120 mil euros que não chegou para construir a rampa que permitia a acessibilidade para todos, nem remover o amianto da cobertura como devia ser. Não querendo comparar a nossa "praça" à de Abrantes (1,5 milhões de euros), nota-se que na sua promoção a autarquia abrantina não investe um milésimo do que faz no mercado municipal.

8 "Requalificámos o jardim do Muro de Barulho e procedemos à valorização de espaços verdes"
Haja alguém que diga que este espaço nobre da Vila tem sido tratado convenientemente ao longo dos anos. É isto que vemos fazer nas vilas em redor da nossa? Esta qualidade de intervenção urbana, paisagistica, viária? E a musealização do espólio da Metalúrgica é o adequado?

9 "Procedemos a operações de conservação e manutenção de espaços verdes/ estradas/ caminhos, corte e limpeza de vegetação das bermas e valetas"
Sim, de vez em quando passa uma niveladora pelos caminhos e é colocado algum "tout venant". Mas o trabalho dos funcionários da Junta, sem ajuda municipal, é manifestamente insuficiente para a limpeza a que temos direito. Falar de espaços verdes na Freguesia? Onde? Quase não os há e os que há estão todos mal tratados, a começar pelos que estão junto à sede da Junta de Feguesia, em redor do Marco ou em frente ao desmanzelado pavilhão desportivo e a acabar no Mirante. Nos últimos anos, na Freguesia, os "espaços verdes" foram sistematicamente substituídos por "espaços de calhaus" e cimento...


10 "Promovemos a instalação de uma nova rede de esgotos no campo de jogos "Comendador Eduardo Duarte Ferreira""
Quem promoveu esta obra foi o Tramagal Sport União com apoio da Câmara/Serviços Municipalizados/Abrantáqua. Um benefício importante, que era urgente na principal infraestrutura desportiva da Freguesia.

11 "Acompanhámos e apoiámos o TSU na requalificação e colocação de relva sintética no Campo de Jogos "Comendador Duarte Ferreira""
Bem. Parabéns ao TSU e ao desporto da Freguesia.

12 "Requalificámos o Largo Eduardo Duarte Ferreira"
O "largo das tabernas" podia ter ficado melhor e apresenta sinais de mau funcionamneto. Quando comparamos o custo de obras deste tipo, por m2, entre Tramagal e Abrantes deparamo-nos com uma injusta diferença. Basta olhar os materias usados, a iluminação, os ajardinamentos, ou a falta deles, para perceber que há no concelho obras de primeira e obras de segunda. Não é só azar termos nós mais destas, e poucas...

13 "Requalificámos o estacionamento da rua do Moinho de Vento"
Uma obra de há sete anos, como a anterior já vinham do mandato do Sr. Fernando Pires. Na Vila não se fez mais nenhuma deste tipo desde então. O estacionamento do cemitério está há quantos anos à espera? E o de entre as velhas escola primária e correios?

14 "Adquirimos a casa e logradouro para beneficiação da rua Luís Ferreira Bairrão"
Será na rua Dr. António Ferreira Bairrão que foi comprada uma casa. Para demolir? A propósito desta aquisição de imóvel ocorre perguntar se alguém alguma vez lembrou à Câmara de Abrantes o interesse em adquirir a casa de Eduardo Duarte Ferreira, a pessoa mais importante do concelho de Abrantes no século XX? À pessoa que se lembrou de investir 2,2 milhões de euros no Edifício Carneiro, em Abrantes, para fazer um museu para Charters de Almeida, o arquiteto do "Museu da Forja" e dos "pilares" de Abrantes que custaram 600 mil euros, nunca passou pela cabeça comprar essa casa e a área da Fundição Velha? Estou certo que na Freguesia encontrariamos bom projeto para lá executar, por exemplo, criar habitação a custos controlados.

15 "Apoiámos a construção do Parque AMFT"
Bem. Mas é normal na Vila de Tramagal não haver um único parque de recreio e lazer público? Porque deixámos de ter este equipamento no Largo dos Combatentes da Grande Guerra? Um dia, a propósito de se comparar Tramagal com outros lugares, ouvimos: "não comparem!"... Mas como não comparar o que as autarquias gastam em equipamentos destes numa freguesia com 3500 habitantes, com o que se gastou no Rossio ao Sul do Tejo (2000hab, mais de 2 milhões de euros), ou com o que se está a gastar no Bairro de Vale de Rãs (mais de 300 mil euros), ou com o que vemos na freguesia de Santa Margarida, ou se vê em qualquer Vila de Portugal. É injusto. Como pode uma Freguesia ser atrativa se não se investe o suficiente nela?

16 "Procedemos à distribuição gratuita de cal"
Uma iniciativa municipal de louvar.

17 "Valorizámos a Iluminação Pública"
Não sabemos bem que realização foi esta. A colocação do candeeiro partido do jardim? A mudança de sítio dos postes de cimento e linha elétrica aérea na rua da casa mortuária? Concerteza que não será a "valorização luminotécnica" que ocorre pelo Natal ou por altura das Festas, que essa não há... Não será também no escuro Largo dos Combatentes da Grande Guerra que se vê essa valorização.

18 "Instalámos o Museu Metalúrgica Duarte Ferreira"
Pelo que consta na página web do Município e é facilmente verificável na realidade a exposição sobre a Metalúrgica Duarte Ferreira ainda não é um museu. Apesar do investimento realizado, está ainda longe de corresponder ao que merece a história industrial da Freguesia.

19 "Requalificámos a estrada de acesso e o Largo Principal do Crucifixo"
Ao final de muitos anos lá se melhorou o pavimento destes arruamentos e foi devolvida a dignidade ao Largo da Fonte. Uma intervenção feita por mínimos 70 mil euros que a Câmara de Abrantes doou quase que por favor e que não chegaram para acabar a obra, nem para modernizar a iluminação dessas artérias. A obra não foi acabada.

20 "Construimos o Parque Infantil do Crucifixo"
Durante quanto tempo as crianças do Crucifixo não tiveram parque infantil? Porque é que equipamentos que se disse estarem comprados há três anos só foram montados em vésperas de eleições? O parque infantil está bonito.

21 "Construímos o telheiro da Casa Mortuária do Crucifixo e Tramagal"
Pequenas obras, mas importantes, que não havia necessidade de serem demoradas para se fazerem perto das eleições.

22 "Procedemos à abertura e limpeza dos caminhos da Ribeira de Alcolobre"
Um bom trabalho, feito em cooperação com a equipa de Sapadores Florestais de Abrantes, que precisa de manutenção e beneficiações.
Um passo certo, que já permitia ter havido uma promoção maior do uso público sustentável deste recurso natural.

23 "Requalificação do Largo Eça de Queiroz"
É um péssimo exemplo de intervenção urbana. Nem um banquito, nem sombra, contentor de lixo na curva, canteiros de pedras, incumprimento da legislação sobre acessibilidade e mobilidade para todos.

24 "Procedemos ao melhoramento e colocação de sinalização, espelhos e marcas rodoviárias"
Razoável trabalho, mas com algumas falhas, não resolvendo alguns problemas de tráfego, esquecendo questões de mobilidade e acessibilidade para pessoas com deficiência e muitas vezes com sinais desajustados ao bom desenho urbano.

25 "Requalificação do Largo do Cemitério do Tramagal - em curso"
Ainda não se vê nada em curso, a Câmara deu recentemente à Junta cerca de 60 mil euros para realizar esta obra, arranjar a rua da casa mortuária e acabar a do Crucifixo. É uma verba insuficiente para realizar todos estes trabalhos de forma digna. Mantendo-se o ritmo dos últimos anos só daqui por mais quatro se verá alguma coisa.

26 "Pavimentação Rua Maria Glória Torres Pereira (junto à casa mortuária) - em curso"
Também desta obra não se vê nada em curso e, como é hábito nos projetos autárquicos na Freguesia, aos fregueses ainda não foi apresentado o projeto para discussão pública


tags: ,

publicado por porabrantes às 20:34 | link do post | comentar

Depois da bronca do facebook do cacique tramagalense, vai ser despachado provisoriamente um médico pró Tramagal, a partir de Abrantes.

Tudo...porque há eleições e a gaffe monumental do facebook autogestionário.

ma


tags:

publicado por porabrantes às 11:05 | link do post | comentar

Segunda-feira, 18.09.17

pombinho 2

 Queremos agradecer ao Sr.Abílio Pombinho, grande bairrista tramagalense, a divulgação deste post. O nosso obrigado.

 

a redacção



publicado por porabrantes às 20:33 | link do post | comentar

Depois do perfil alegadamente falso do Tony que fez estragos nos laranjas, depois do Marco Fernandes que desancou a CDU e andou por outros lados, eis que o facebook do candidato socialista ao Tramagal e   cacique local entrou em autogestão.

cardoso trmagal

Isto é no meio da discussão sobre o gravíssimo problema de falta de médicos no Tramagal e da pressão inconfessada do caciquismo para no futuro obrigar os Tramagalenses a terem de vir às consultas à USF em construção (às mijinhas) no Rossio, saíram do facebook do candidato e presidente do Tramagal afirmações graves que foram à vida.

O candidato veio afirmar,como se reproduz, que no facebook dele se dizem coisas que não são da sua autoria.

O socialismo antigamente era autogestionário. Será que o facebook do candidato também é?

Ou é um caso de polícia....

ma 

isto estava cheio de gralhas, é da autogestão. as nossas desculpas!!!! 



publicado por porabrantes às 11:31 | link do post | comentar

Sexta-feira, 15.09.17

A Tesla anuncia em Setembro um novo camion eléctrico com muito maior autonomia  que o Fuso


tags:

publicado por porabrantes às 10:50 | link do post | comentar

Sexta-feira, 08.09.17

 

piscinas tramagal.png

 acta de 8 de Agosto

 

 

A CMA excluiu a proposta do dr. António José Damas de Carvalho ( outros cidadãos)do Orçamento Participativo.

 

Os protestos do proponente são justos e as desculpas do executivo parecem-nos ter pouco cabimento.

 

A proposta tinha evidente interesse, era a de umas piscinas descobertas no Tramagal.

 

E pode haver uma leitura política disto, como se sabe o proponente é cabeça da lista independente para a Junta do Tramagal.

mn 



publicado por porabrantes às 11:57 | link do post | comentar

Quarta-feira, 23.08.17

marcelo mit.jpg

foto Daimler

 

Terá o Senhor Presidente sido obrigado a fazer chichi,  numa retrete ilegal da Mitsubischi, na vila do Tramagal?

Dizemos isto porque a empresa germano-nipónica tinha telheiros e instalações sanitárias ilegais para os quais veio pedir a legalização a 25-7-2017

mit retretes.png

E continuam à margem da Lei, porque lhe pediram mais papelada. O processo entrou em Janeiro e aparentemente só teve despacho em 14-7-2017.

Ou seja a empresa mais inovadora do concelho caracteriza-se por fazer construções ilegais e a CMA continua na câmara lenta, como dizia Eurico Consciência.

mn  



publicado por porabrantes às 09:56 | link do post | comentar

Sexta-feira, 11.08.17

Morreu o eng.Rui Duarte Ferreira, que foi gestor da MDF. Aquilo que se deve dizer sobre o antigo dono do Casal da Coelheira: é descanse em Paz.

Mas não resisto a contar uma cena com outro abrantino já falecido e aqui evocado, o Tó Zé Tarzan.

Era uma dessas homenagens rituais aos Duarte Ferreira no Tramagal. O Tó Zé que estava em todas, foi lá.

Levantou-se da mesa da Presidência, o eng.Rui e avançou para ele.

-Você foi daqueles!

-Dos quais?

-Dos comunas que deram cabo disto, o que é está aqui a fazer? Ponha-se no olho da rua.

O Tózé ficou muito ofendido e retirou-se.

Que os dois descansem em Paz.

ma. 

contado ipsis verbis pelo Tó Zé Tarzan



publicado por porabrantes às 11:12 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Habemus Oposição (2)

Propostas do MIFT

MIFT critica gestão socia...

Eleições apertam

Deveres de cortesia

A autogestão no facebook

Tesla quer bater Fuso do ...

CMA veta piscinas no Tram...

Terá o Presidente sido o...

Ponha-se no olho da rua!

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

baptista pereira

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cma

cónego graça

constância

cria

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

petição

pico

pina da costa

política

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

vale das rãs

todas as tags

links
Novembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9


23
24
25

26
27
28
29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds