Quinta-feira, 18.10.18

A Escola Lucília Moita foi inaugurada em 1 de Junho de 2012

547941_444478552230038_1492888603_n

Dois anos depois estava assim

 

el m

data do documento 14 de Novembro de 2014

 

Como é que é possível uma escola nova ter estes problemas de concepção, conservação e estrutura?????

 

ma



publicado por porabrantes às 23:04 | link do post | comentar

A Relação de Lisboa acaba de condenar o governo por violar os direitos dos professores ao não respeitar o direito à greve.

 

Só lhe resta pôr-se na alheta. Mas é pedir demais....

 

mn

 



publicado por porabrantes às 22:30 | link do post | comentar

Tempo de antena de Bolsonaro

 

Tempo de antena do Haddad


tags:

publicado por porabrantes às 21:53 | link do post | comentar

44043463_2047877802191786_4497846952469200896_n

 


tags:

publicado por porabrantes às 21:44 | link do post | comentar

João Paulo Catarino,aqui a elogiar o 44, foi nomeado Secretário de Estado da Valorização do Interior .

A empresa Aeroflora detida pela mulher, Maria   da Conceição Pires Mendes Catarino, pelo papai Acácio Catarino e pela mana a Célia, foi a que vendeu as famosas oliveiras centenárias a peso de ouro que vegetam na Escola Moita.

Não sabemos se a valorização do interior passará pela instalação de oliveiras centenárias Catarino em cada rotunda de todas as parvónias.

Mas pode ser que sim.

Lamentamos que o Acácio não tenha sido nomeado Director Geral das Florestas.

acima e abaixo correio da manhã

 

mn

 



publicado por porabrantes às 15:58 | link do post | comentar

rect

 ver aqui  e aqui

 

mn



publicado por porabrantes às 15:44 | link do post | comentar

anti comunista

Só da cabeça dum anti-comunista primário provinciano era capaz de sair uma destas.

O Nobel que é universal, não é um valor portuense.

Valor tripeiro genuíno é certamente aquele tipo Ramiro Moreira que punha bombas e estava na distrital laranja e que se calhar andou no afamado colégio das Caldinhas, onde estudou outro genuíno e afiançado florão da terra, o Pinto da Costa.

Se a Agustina Bessa Luís ganhasse o Nobel, certamente merecido, as terras do Sul deviam recusar meter o nome da grande escritora na toponímia, porque era do Porto e para arranjar uma desculpa política, porque teve alguma vaga simpatia pelo Estado Novo.

É isto que decorre dum raciocínio tipicamente tripeiro.

Dum provinciano reaccionário e mesquinho chamado Rui Rio.

mn   


tags:

publicado por porabrantes às 09:17 | link do post | comentar

La imagen puede contener: exterior y naturaleza
CDU MAÇÃO
15 de octubre a las 20:29 ·

Mação foi fustigado no ano de 2017 por violentos incêndios, que puseram em causa os bens e a vida da sua população. O Sr. Presidente da Câmara Municipal de Maçã...o, Vasco Estrela declarou então à imprensa que cerca de 80 a 90% do concelho teria ardido.

No passado mês de Setembro a Assembleia Municipal de Mação aprovou uma moção que repudia uma alegada “discriminação” nos apoios ao município afectado pelos incêndios de 2017, e incentivando o presidente da Câmara a recorrer ao tribunal. Moção esta, com que a CDU Mação concorda e apoia.

Contudo, a CDU Mação esperava, por parte da maioria PSD, uma estratégia de ordenamento florestal que contribuísse decisivamente para que Mação não voltasse a passar pela aflição vivida no ano passado e em anos anteriores.

Constata a CDU que tal não só não acontece, como assiste a uma aprovação desenfreada por parte da maioria PSD de dezenas de processos de plantações de eucaliptos no concelho.

A CDU, à semelhança do que defende em outros concelhos, não é contra a plantação de eucaliptos desde que esta seja feita de forma ponderada e inserida num processo de ordenamento florestal.

Plantar eucaliptos de forma indiscriminada, leva-nos a temer que a curto/médio prazo Mação voltará a enfrentar o drama dos incêndios com eventuais consequências dramáticas.

A CDU Mação entende que o concelho tem direito a exigir ao governo central apoio idêntico ao dado a outros concelhos que sofreram perdas com os incêndios mas tem igualmente a obrigação de evitar a exposição do concelho a semelhantes perigos.

Face ao exposto a CDU Mação exige desta maioria PSD ponderação e medidas concretas de ordenamento florestal para que, ainda que não seja possível evitar os incêndios, seja possível evitar que este flagelo volte a tomar proporções gigantescas como as de 2017 e evitar por em perigo os Maçaenses e os seus bens.

A Coordenadora da CDU Mação

Foto: Semanário Expresso


tags: ,

publicado por porabrantes às 09:15 | link do post | comentar

Quarta-feira, 17.10.18

 


tags:

publicado por porabrantes às 21:47 | link do post | comentar

Publicámos hoje, induzidos por esta notícia do jornal ''O Mirante'', este post.  Temos de rectificar, não foram 2016 hectares, foram 216.

 

Mesmo assim é demais.

 

Não foi na última reunião da CMA, foi a 2 de Outubro.

Foram autorizados 216 hectares e o Bloco votou contra apresentando esta declaração de voto:


''SMPC nº 01 a 04- Emissão de pareceres para  rearborização com a espécie de eucaliptos

Declaração de voto-Contra




A Altri Florestal, SA. De uma “penada” vê ser dado parecer tecnico positivo pelo executivo PS da Câmara de Abrantes a cerca de 2016 hectares de eucaliptos em plena ZIF da Aldeia do Mato.

Depois do grande incêndio de 2017 não aprendemos mais do reforçar o dispositivo de combate a incêndios o qual não tenho dúvidas que daria uma resposta com mais rapidez.

É lamentável como viramos as costas à biodiversidade embora a divulguemos em fotos ou conferências.

Definitivamente a sustentabilidade, a biodiversidade e muito do que garante o nosso futuro coletivo e relegado para o mundo virtual, a desgraça, a miséria a destruição de espécies fazem parte do nosso mundo natural. Vivemos grandes paradoxos."



Os projectos em  questão foram estes:

171, 22ha em Azinhal, Freguesia de Rio de Moinhos

45,35ha em Vale de Zebro 2

 

Ambos os projectos estão integrados na ZIF da Aldeia do Mato.

 


Origem do engano do Mirante, uma gralha do nosso amigo Armindo Silveira, que em vez de escrever 216, escreveu 2016.

 

Acontece aos melhores.

 

Continuamos a sustentar que a CMA deveria analisar melhor a questão dos eucaliptos e que a florestação devia ser feita com outras espécies.

 

A lição de Mestre Gonçalo Ribeiro Telles continua sempre actual. Aprendam com ele.

 

Aprendam com o Senhor Presidente.

 

As nossas desculpas por este lapso involuntário.

 

mn

 

 



publicado por porabrantes às 20:58 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Uma escola nova, dois ano...

Tiago da Educação leva um...

Brasil a votos (2)

Cultura em Santarém

Oliveiras Centenárias Cat...

O Mirante rectifica a gra...

Um raciocínio provinciana...

Comunicado da CDU Mação: ...

O Brexit no Parlamento

Uma gralha eucalipteiral

arquivos

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

baptista pereira

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

petição

pico

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

links
Outubro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9

19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds