Sexta-feira, 11 de Novembro de 2011

Acaba e bem a CM do Sardoal de homenagear o farmacêutico local, Sr.Dr. Passarinho falecido recentemente com mais de 90 anos pelos bons serviços ao concelho.

 

Quem conheceu o homem de bem e o cidadão divertido que foi o benemérito Dr.Passarinho sabe que a homenagem é merecida.

 

Alem da sua profissão, foi Provedor da Santa Casa, Presidente da Câmara e depois do 25 de Abril militante do CDS.

 

Já não me lembro se chegou a candidatar-se ou a ter algum cargo político depois do 25 de Abril.

 

Para saberem essas coisas remeto o leitor para os sítios especializados como o magnífico blogue ''Sardoal com Memória'' ou para o interessante boletim municipal da CM Sardoal, onde podem pesquisar.

 

Apesar do dr.Passarinho estar ligado pela família materna a ilustres militares, algum dos quais desempenhava funções governamentais no último governo de Marcello Caetano e  ter sido presidente deste a primavera caetanista até ao 25 de Abril, tinha sido salvo erro membro nos anos 40 do MUD-Movimento de Unidade Democrática, estrutura frentista da Oposição anti-fascista, a que pertenceram também no caso abrantino: dr. Correia Semedo,  arq. Duarte Castel-Branco (que também terminou no CDS), Afonso Campante (que terminou em Caxias, depois do 25 de Novembro e era próximo do PCP),  médico dr. João de Matos (, dr. Costa e Simas (fundador do PPD de Abrantes), dr. José Vasco e mulher (próximos do MDP), dr. Vergílio Godinho, advogado e escritor, dr. Orlando Pereira e a mulher drª.Fernanda Pereira (próximos do PCP. O dr. Orlando foi derrotado em 25 de Abril de 1974 quando era candidato do MDP pelo PS do dr.Eurico Consciência, que fez eleger deputado Manuel Dias),   Roberto Palma, Moisés Feijão (que acho que foram conhecidos comerciantes da praça abrantina) e surpresa das surpresas o causídico dr. Aníbal Ribeiro Martinho, a quem já conheci como o mais tonitruante anti-abrilista da praça (Raimundo Soares, porque vivia lá ao lado) abrantina e também filiado no CDS.

 

Prova da costela anti -fascista do dr. Passarinho é a saborosa crónica que se publica, retirada do Mirante, com a devida vénia:

 

II Congresso da Casa do Ribatejo, realizado no sábado, foi pródigo em gaffes e ideias peregrinas 
fotoSalazar aclamado no Sardoal 

Oliveira Salazar foi aclamado e houve quem quisesse pôr os militares a apanhar azeitona. Situações vividas na sessão do Congresso do Ribatejo realizada no Sardoal.
O tema era sério – o desenvolvimento económico do interior ribatejano – mas os participantes do III congresso promovido pela Casa do Ribatejo no sábado, no Sardoal, saíram da sala às gargalhadas.
Depois das intervenções mais sérias, a chacota começou quando, durante o debate, um ex-presidente da câmara, ilustre farmacêutico da vila, avançou com a ideia peregrina de se requisitar os militares para a apanha da azeitona.
Um sugestão que levantou um coro de risadas entre a assistência mas que Álvaro Passarinho mantém de pé. “Todos os anos a azeitona fica no chão porque não há gente para trabalhar na sua apanha, preferem estar em casa a receber o subsídio de desemprego”, acusa o farmacêutico, adiantando que ninguém parece ver que isso traz um “enorme prejuízo para a Nação”.
“No meu tempo de presidente da câmara (1968/74) pedi ao Governo para mandar aqui para o Sardoal militares para auxiliarem nos incêndios. Responderam-me que não, que tinham de defender os quartéis”, refere o farmacêutico a O MIRANTE, com a autoridade concedida pelos seus 85 anos.
Hoje, diz, se as câmaras se empenhassem, “podiam expor esta ideia lá em baixo, junto dos membros do Governo”, acreditando que qualquer militar não enjeitava a ideia de ganhar o salário de um trabalhador rural em cima do ordenado estatal. “Um homem à jorna já ganha dez contos (cinquenta euros)”.
Apesar da garra com que a defendeu, a ideia não foi lá muito bem acolhida entre a assistência. “No século XXI isso é perfeitamente descabido”, considerou ao nosso jornal o presidente da Casa do Ribatejo, Mora de Campos.
O mesmo que levantou a maior gargalhada do dia ao terminar a sua intervenção com uma saudação salazarista – “Viva o Ribatejo, viva o Sardoal, viva Salazar”. 
“Foi um lapso”, disse a O MIRANTE Mora de Campos, adiantando que a “coisa” deu-se no calor do momento. “Quando estamos empolgados fazemos coisas destas. Foi motivo de risota, mas não mais que isso”, considera o presidente da Casa do Ribatejo.
Que diz não ter qualquer ideologia salazarista. “Por amor de Deus, eu até fui candidato à Câmara do Sardoal pelo Partido Socialista”, informa.
Quem não achou muita piada aos vivas a Oliveira Salazar foi Álvaro Passarinho. “Nunca fui salazarista, combati-o, e fui vigiado pela Pide, tenho documentos a comprová-lo”, diz, não acreditando que Mora de Campos quisesse mesmo dizer aquilo. “Saiu-lhe...”.


o Mirante 6-7-2005

 

 

Marcello de Noronha

 

Créditos: Para a lista dos filiados do MUD servi-me parcialmente do publicado pelo Eduardo Campos na Cronologia de Abrantes no Século XX. E ainda Mário Semedo, artigo no Ribatejo sobre a Oposição em Abrantes na época de Delgado, já aqui reproduzido. 

 

Um dia destes espero conseguir a lista completa, graças à memória do ar. Duarte Castel-Branco e a papelada dispersa que tenho de organizar. E se escrevesse ao dr. Mário Soares para me ajudar????

 

     



publicado por porabrantes às 16:01 | link do post

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Tudo sob controle

Paisagem típica da Abrant...

Jota Camelo

Pintasilgo e as cheias de...

Na mouche

Bispo com salários em atr...

Imprensa regional não dá ...

O Bispo abrantino e a exp...

Os negreiros ciganos

Manuel Ferreira, abrantin...

arquivos

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carlos marques

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

crime

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Fevereiro 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9

19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds