Segunda-feira, 8 de Março de 2010

 

O nosso amigo e apoiante Sr. Eng. José Eduardo Marçal é uma personalidade conhecida na vida política partidária e administrativa do Distrito de Santarém.

 

E também na vida económica.

 

Foi durante muitos anos Presidente da Concelhia do PSD de Abrantes e depois líder da Distrital dos laranjas de Santarém. Desempenhou o cargo de Governador Civil de Santarém por escolha de Cavaco e Silva, onde a sua gestão foi reconhecida como a melhor depois do 25 de Abril (já sabemos que a pior foi a do Paulo Fonseca, excelente rapaz mas um político que raramente acerta.)

O  Sr. Eng. José Eduardo Marçal foi ainda o Fundador da Nersant e seu primeiro Presidente, tendo sido justamente homenageado por esta entidade representativa dos empresários do Distrito haverá algum tempo, tendo sido na Galeria de Honra dessa prestigiada instituição colocado um artístico  óleo representando o Fundador.

 

Como se recordam os nossos leitores o José Eduardo foi o verdadeiro cérebro político da eleição de Humberto Lopes e da derrota socialista em Abrantes.

 

Candidato a Presidente, devido a Humberto Lopes desejar reformar-se e dedicar-se à benemerência,  o Sr. Eng. José Eduardo Marçal foi candidato do PSD à CMA, tendo sido vencido por Nelson Carvalho.

 

Apenas a viragem cíclica do cavaquismo impediu José Eduardo de ganhar a Câmara de Abrantes. Perdeu o concelho, ganhou o Distrito.

 

Apelámos aqui outro dia a uma tomada de posição mais visível do Sr. Eng. José Eduardo Marçal na defesa do património abrantino, apesar da sua assinatura já constar da petição.

 

Sabíamos que o cidadão impoluto que desempenhara também graciosamente e com grande dinamismo cargos associativos na Liga dos Amigos de Abrantes, responderia ao nosso apelo.

 

 

Todos recordamos a forma ignóbil como terminou a Liga às mãos de Nelson de Carvalho e Isilda Jana com o apoio cúmplice dos restantes vereadores PS.

 

Ë uma história para outro dia, mas os amigos de Abrantes ainda hoje se sentem ultrajados

pela bárbara e ilegal forma como o ''Comendador'' Carvalho dirigiu este processo.

 

Esperamos que a D.Maria do Céu saiba reparar estes erros.

 

No Ribatejo, numa coluna de opinião, ao lado de Armando Fernandes, que se confessou fan de Carrilho da Graça, o José Eduardo Marçal foi  implacável.

 

Diz que não era este o Museu que Abrantes merecia, pergunta pela qualidade técnica dos senhores que estão a dirigir a ''parte científica'' do processo, reduz à sua verdadeira dimensão a arquitectura neo-estalinista que Carrilho quer implantar em Abrantes.

 

E manifesta-se solidário, como nós, dizendo que não pode haver processos por delito de opinião no Portugal de Abril.

 

Solidariza-se com o nosso amigo Arq. Doutor António de Ataíde Castel-Branco alvo duma queixa injusta por parte de Carrilho da Graça, um homem incapaz de aceitar uma discussão democrática.

 

E recordemos que o aparente porta-voz do lobby  MIIA João  Pico, tem insultado de forma soez , cobarde, vil e sobretudo com uma enorme falta de talento o  Arq. Doutor António de Ataíde Castel-Branco e os autores da petição, incluindo representantes do povo como Luísa Mesquita.

 

 E esta atitude do chefe político da extrema direita local tem conotações óbvias com as ligações conhecidas de Oeesterbeck a esta área política, através do Pacheco do Amorim.

 

Da mesma forma, Baptista Pereira, o homem que o actual responsável pelos Museus criticava sem piedade, teve o descaramento de insultar o António num português escrito à maneira de Palma Cavalão, sob a bênção de Alves Jana.

 

Agradecemos ao José Eduardo Marçal a solidariedade demonstrada. E ao director do Ribatejo, que aqui alguma vez criticámos, também o nosso obrigado.

 

Reproduziremos brevemente o artigo do eng.Marçal, mas aqui  pode lê-lo na edição on-line do semanário de Santarém .

 

Miguel Abrantes, Coordenador da Petição 



publicado por porabrantes às 22:19 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

O caso da benta Erar

Maria foge do Castelo (15...

Comunicado da Agimos

O exemplo da Honra e da I...

O polémico convite à emp...

Já chega de matarem velhi...

Dia do Senhor : O Padre ...

Lar do Carvalhal evacuado

Fundação, onde a CMA é fu...

Portugal foi salvo pela ...

arquivos

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

coronavirús

cria

crime

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Maio 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9



27
28
29
30

31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds