Terça-feira, 9 de Março de 2010

Não nos referimos à espinhosa missão dos bravos autarcas de Alferrarede de alargarem os limites da freguesia em 300 metros e anexarem o terreno que o Sr.Amândio vendeu à CMA.

 

 

Por unanimidade estamos certos que conseguem.!!!!!

 

Embora, lá do céu o Sr, João Manuel Esteves Pereira deva estar a rir-se à gargalhada com esta guerra de alecrim e manjerona!!!!

 

Protestou o Sr. Alfredo Santos por terem roubado o IPT à freguesia de São João e terem-no levado para Alferrarede?

 

Já reuniu a Assembleia de São Vicente e declarou a mobilização geral para defender os limites sagrados do seu território?

 

Ou haverá uma proposta como a de um conhecido Solicitador que uma vez fez aprovar na dita Assembleia uma moção para comprar um rebanho de ovelhas para comerem as ervas que cresciam pelas ruas da freguesia?

 

Agora podem mandar o rebanho de ovelhas invadir a Alameda dos Plátanos como represália e o rebanho comer tudo o que seja verde naquele espaço!!!

 

 

Alguma vez por unanimidade a Junta e a Assembleia de Alferrarede deliberam tomar alguma atitude para pedir à CMA que se tomassem medidas para proteger e explorar a Villa romana que está ao lado do Cemitério, ao abandono?

 

Num concelho super-arqueológico, o que é a CMA e a Junta fizeram para proteger e transformar numa nova Conímbriga a villa romana?

 

Dizem os de Alferrarede que há muitos espaços vagos lá no Centro para pôr a Escola!!!!

 

Esperemos que não seja em cima da Villa romana!!!!

 

Porque o PUA não protege os espaços arqueológicos!!!

 

Não vamos perguntar (ficava mal) de quem são os terrenos?

 

Nem vamos perguntar ao bravo Martinho da Gazeta porque é que ainda não intimou o Sr. Doutor Candeias para que a Câmara trate da villa romana.

 

A intimação faria o Doutor Candeias desconcentar-se e o País perdia uma nova obra-prima.

 

Não, o que nos preocupa é outra coisa.

 

A moralidade!!!!

 

Mas antes disso vimos propor aos Senhores que dizem que há muito espaço em Alferrarede, que o ofereçam para que o MIIA seja para lá transferido, mais o caixote da praxe encenado pelo Carrilho!!!

Estamos certos que o Sr.Alfredo Santos não protestaria. Um militante disciplinado obedece sempre ao que mande a Dona Isilda.

 

Estamos também atentos para saber se a Dona Isilda, enquanto líder carismática do PS, vai abrir processos disciplinares contra os rebeldes do PS de Alferrarede.

 

Se houve processo disciplinar contra o Arquitecto Albano Santos, todos devem comer pela medida grande!

 

Também propomos outro processo disciplinar ao VPC que contrariando a paz declarada pelo eminente Caudilho José Sócrates com a Ilha da Madeira, escreveu um artigo a insultar os madeirenses.!!!

 

E o dr. Jardim !!!!

 

Estamos certos que o VPC não se atrevia a fazer isto na cara do Dr.Jardim, devido ao conhecido mau génio do caudilho insular.  

 

Mas do artigo sensatamente criticado por um dos múltiplos extremo- direitistas que assinam Jota Pico, falaremos outro dia.

 

Porque um dos nossos peticionários, adepto do Nacional da Madeira, está fulo com o VPC.

 

E dar-lhe-emos a palavra!!!

 

Quanto ao blogue Jota Pico a quem normalmente criticamos e a que já hoje generosamente demos a devida correcção, fazemos agora um elogio.

 

E agora o escândalo sexual em Alferrarede!!! 


Uma tal Mécia deu uma facada no casamento e o marido pediu justiça. O galã que se chamava Álvaro e era danado para a brincadeira sofreu as passas do Algarve. O ofendido que se chamava também Álvaro ( a Mécia só dormia com Álvaros) não limpou a sua honra e pediu às autoridades justiça. Mas Afonso V era um tipo tolerante nestas coisas de cama.

Nada a ver com o seu bárbaro antepassado Pedro I.

Mandou o monarca:

 

''D. Afonso V perdoa a justiça régia a Álvaro Vasques, morador que foi no termo da vila de Abrantes, acusado de dormir com M[écia] Eanes, mulher de Álvaro Esteves, morador em Alferrarede, termo da dita vila, na sequência do perdão geral outorgado aos homiziados que serviram na armada e tomada da vila de Arzila, bem como mediante o perdão das partes.''

Chancelaria de D. Afonso V, liv. 21, fl. 6vURLPT/TT/CHR/I/21/6-3V Título)

 

Não apurámos em que freguesia vivia o o Vasques, mas talvez as autoridades o apurem na Torre do Tombo.

 

Miguel Abrantes, com colaboração do Departamento de História do Por Abrantes 

 

 



publicado por porabrantes às 12:46 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Avé Maria, que a Virgem d...

Vereador da Cultura recom...

O bunker amado por Sara M...

Declarações injustas e in...

Grassa o roubo de burros ...

O Presidente está a banho...

A hoste de Nuno

A manchete do Mirante

Uma despudorada arrogânci...

Bunker no Festival de Ava...

arquivos

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

coronavirús

cria

crime

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

jornal de abrantes

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Agosto 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds