Sexta-feira, 26 de Março de 2010

A tradição abrantina aponta que a Igreja de São João em Abrantes teria sido fundada pela Senhora da Vila, Isabel de Aragão, mulher de D.Dinis, popularmente conhecida pela Rainha Santa. Na foto que mostramos vê-se no altar-mor uma estátua da Rainha, peça não muito antiga, sem grande valor artístico, aliás como o São João que está do outro lado.

 

 

 

Fotos da D.G. Monumentos Nacionais

A origem da lenda foi corroborada por Manuel Mourato no ''Archivo dos Municípios Portugueses, história analítica, descritiva e crítica de todos os municípios do Reino''  publicação dada à luz por uma ''Sociedade de Jurisconsultos e Homens de Letras'', editado em Lisboa em 1885. Esta obra ficou pela letra A e apenas fala de Abrantes, sendo no essencial a 1ª edição da monografia abrantina do Capitão Mourato.

Eduardo Campos deu-se ao trabalho titânico de copiar o manuscrito (que já estava editado !!! ....e de que havia pelo menos dois exemplares em Abrantes em bibliotecas particulares) e de  o preparar e anotar para uma edição moderna.

Depois apresentaram a coisa como se fosse uma grande novidade, esquecendo que quem privara com Diogo Oleiro ou com o Dr. Apolinário Oleiro sabia que a obra de Mourato já saíra nos prelos quase cem anos antes, embora sem indicação do(s) autore(s).

E se era possível argumentar que à data em que Campos compôs a ''nova'' obra, o historiador Oleiro e o bibliófilo mais notável de Abrantes, o Dr. Apolinário Oleiro, já tinham desaparecido, tinha bastado falar com Henrique Martins de Carvalho, autor duma monografia abrantina nos anos 30 e coleccionador entusiasta de livros sobre Abrantes.

Provavelmente como Henrique Martins de Carvalho estava na lista negra como ''ex-Ministro de Salazar'' e Campos era o distintíssimo ex-líder da LUAR abrantina, não achou necessidade de falar com  Martins de Carvalho, quem sabe se  com medo que o vírus fascista se pegasse.

A velha tradição abrantina  sobre a origem do templo  é tão forte que a ficha da Direcção Geral dos Monumentos Nacionais sobre a Igreja também atribui a fundação à Rainha Santa.

 

 

 

Vem esta conversa a propósito do excelente blogue sobre História de Abrantes, obra da militante carolice do Sr. José Manuel de Oliveira Vieira, que aqui  reúne os artigos de História que costuma escrever sobre Abrantes, originalmente publicados no ‘’Jornal de Alferrarede

Dizem-nos que o Sr. Oliveira Vieira tem contado com o apoio do Doutor Candeias Silva nestes estudos históricos, que aliás surge numa curiosa foto do blogue em plena pesquisa histórica.

 

 

No último post  publicado exactamente sobre São João volta a repetir-se a história tradicional da Rainha Santa.

Porém o Eduardo Campos, militante coca-bichinhos da História abrantina, escreveu nas notas que juntou à 3ª edição do Mourato (4ª na realidade) indicação de que a Igreja já existia em 1176, como Igreja paroquial, porque há uma escritura dessa data onde uma ''senhora chamada Queixa Perra, doou ao mosteiro de Lorvão, umas casas que possuía em Abrantes, in collatione Sabcti Iohanis '' (página 59 da obra citada).

Campos refere ainda a existência de outros documentos medievais que falam da Igreja de  São João, anteriores à Rainha Santa Isabel.

 

Quem se debruça sobre História acaba sempre por meter o pé na argola. Até as maiores sumidades como Veríssimo Serrão, de que outro dia se transcreverá  uma senhora argolada sobre Abrantes. Naturalmente só quem não investiga e escreve, é que não erra alguma vez.

 

Resta agradecer ao Sr. Oliveira Viana elucidar-nos sobre o nosso passado e convidar os amigos de Abrantes a visitar o seu blogue.

 

Departamento de Estudos Históricos do Por Abrantes com Miguel Abrantes



publicado por porabrantes às 22:35 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Lacão, em bicos dos pés, ...

Restaurar a democracia na...

Milagre do Pai Bento: Len...

PS encosta gestora da Tej...

O irmão do Pinto de Sousa

A Universidade deles

Para o Estudo da Idade Mé...

Tramagal, 1936

Dia do Senhor: Ciganas sa...

Os desastres do cacique d...

arquivos

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

baptista pereira

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

pcp

pego

pegop

petição

pico

pina da costa

política

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

links
Dezembro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
13
14
15

20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds