Segunda-feira, 12 de Abril de 2010

O Camarada José Magalhães,secretário de Estado da Justiça e da Modernização Judiciária, é um brilhante político do PS, oriundo do PCP, onde se distinguiu como parlamentar incisivo, cáustico e de resposta pronta.

O Camarada José Magalhães é licenciado em Direito e segundo supomos natural de Angola ou pelo menos aí viveu até vir frequentar os estudos universitários em Portugal.

 

O Camarada José Magalhães era amigo de outro dirigente comunista de origem angolana, o malogrado Luis Sá.

O Camarada José Magalhães conhecia Zita Valles que morreu baixo tortura, graças aos cuidados de Agostinho Neto.  
.

 

Outro dia morreu num acidente, o capitão Costa Martins, homem de Abril, derrotado em Novembro, que também padeceu a tortura, graças aos cuidados de Agostinho Neto.  

O Capitão Costa Martins ainda teve de aturar Maria Eugénia Neto, viúva do ditador angolano, gabar em Portugal as excelências do marido.

 

O normal seria pô-la na fronteira e proibir-lhe a entrada em Portugal, por justificar as torturas a um oficial português.

 

No assassinato de Sita Valles houve sádicos motivos racistas, devido às tensões raciais entre os vários grupos do MPLA.

 

Pois bem, José Magalhães que conheceu tudo isto e até o escondeu enquanto deputado do PCP, mais as políticas racistas dos colonos portugueses em Angola, devia fazer o possível por não haver racismo em Portugal.

 

Mas acaba de ser humilhado com isto:

 

O comissário dos Direitos Humanos do Conselho da Europa, Thomas Hammarberg, alertou o Governo português para as condições de alojamento «deploráveis» dos ciganos, reclamando medidas e realçando com «preocupação» a discriminação de que são alvos, informa a Lusa.

O apelo surge em carta dirigida ao secretário de Estado da Justiça e da Modernização Judiciária, José Magalhães, sobre as políticas migratórias, a situação das minorias, os comportamentos da polícia e a luta contra as discriminações em Portugal.

O conteúdo da missiva foi revelado numa nota de imprensa publicada esta segunda-feira no portal do Conselho da Europa, quatro meses depois de o comissário ter efectuado uma visita de dois dias a Lisboa.

Apesar de a legislação e de a Constituição portuguesas «oferecerem uma ampla protecção contra a discriminação», Thomas Hammarberg sustenta que «as condições de alojamento dos ciganos» são «deploráveis» e que «a extensão de discriminações a seu respeito constitui uma fonte de preocupação». (Fonte TVI)

 

Há relatórios do Conselho da Europa que alertam sobre a atitude racista de membros das forças da ordem contra os ciganos:

Recomendações:122. A ECRI exorta as autoridades portuguesas a assegurar que as alegações de maus tratos praticados por membros das forças da ordem contra ciganos sejam objecto de investigações aprofundadas e os seus autores levados perante a justiça. As autoridades devem também envidar os máximos esforços para restabelecer a confiança dos membros das comunidades ciganas na justiça,para os encorajar a apresentar queixa em caso de maus tratos e/ou detratamento discriminatório por parte de membros das forças da ordem''

 

( Terceiro Relatório da Direcção Geral dos Direitos Humanos -sobre Portugal 2006) .

 

Não nos lembramos de ver membros das forças da ordem levados a tribunal por atitudes racistas.

 

E estamos fartos de ver declarações racistas de responsáveis de partidos políticos e até ex-autarcas sobre os ciganos. Em vários pontos de Portugal e em Abrantes !!!

 

De maneira que sugerimos ao Secretário de Estado: ou resolve o problema  ou

 

que  OBVIAMENTE SE DEMITA

 

Miguel Abrantes

 

NOTA: QUANTO À PANDILHA DE RACISTAS ABRANTINOS, DE VÁRIAS ETIQUETAS PARTIDÁRIAS, SUGERIMOS QUE FORMEM O NÚCLEO LOCAL DO PNR

 


 



publicado por porabrantes às 21:49 | link do post | comentar

1 comentário:
De Anónimo a 18 de Janeiro de 2011 às 15:37
QUEM OS DEFENDE QUE OS SUSTENTE, QUE OS LEVE PARA CASA, CARAMBA MAS QUE GENTE TAO IGNORANTE ESTA


Comentar post

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Presos políticos abrantin...

Presos Políticos Abrantin...

Presos Políticos Abrantin...

Uns acessos da treta à Lo...

Postal para saudosistas

Visitando o burlão

A bibliografia arqueológi...

A vergonhosa promiscuidad...

Nem os cisnes escaparam

Dia do Senhor: O retrato ...

arquivos

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pico

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

república

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10

18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds