Terça-feira, 13 de Abril de 2010

''Já nos corredores, disseram-nos: a Isilda não pode ir para casa, porque tinha de aturar o marido todo o tempo e não está para isso. Só abandonará a liderança quando a convidarem para o cargo a que tem direito.....''

 

Miguel Abrantes a 31 de Março de 2010 (ler mais aqui)

 

 

 

A seguir, em rigoroso exclusivo, transcrevemos parte do requerimento dos Vereadores do PSD na sessão de 12 de Abril:

 

ANULAÇÃO E ABERTURA DE CONCURSOS

Requerimento dos vereadores do PSD

Para permitir que dois funcionários, em fim de contrato e sem habilitações minimamente adequadas para as necessidades e competências dos serviços da Divisão de Educação e Acção Social (DEAS), prolongassem o seu vínculo contratual, a senhora presidente não se coibiu de alterar o mapa de pessoal para que a DEAS acolhesse no seu seio as duas licenciaturas dos referidos funcionários, apesar de, como se referiu, as mesmas não serem minimamente adequadas para as necessidades e competências dos serviços.

E tendo os vereadores e deputados municipais votado contra a referida alteração, por considerarem que os recursos humanos devem ser, exclusivamente, recrutados em função das necessidades e competências dos serviços, também não se eximiu senhora presidente de publicamente os criticar e acusar de estarem dessa forma a impedir que os referidos dois funcionários pudessem prolongar o seu vínculo à Câmara Municipal

Não pôde, por isso, deixar de nos causar perplexidade a anulação do concurso de História e por maioria de razão.

Com efeito, não só existe um funcionário licenciado em História nas mesmas circunstâncias dos outros dois da DEAS, ou seja, em fim de contrato e com vários contratos renovados, como ainda dispõe da licenciatura adequada às funções que desempenha e ao lugar do mapa de pessoal a que concorre, ao contrário do que acontece com os dois funcionários da DEAS.

E a justificação apresentada pela senhora presidente para a anulação do concurso é surpreendente: o concurso de história foi anulado por uma questão de prioridades entre arquitectura e história, quando é certo que a carreira de historiador se mantém no mapa de pessoal recentemente alterado, o que significa que a necessidade se mantém.

No entanto, a justificação ainda é mais surpreendente quando se constata que, após a anulação do concurso de História por não ser prioritário contratar um historiador, passou a trabalhar na Câmara, provavelmente ao abrigo da lei da mobilidade, uma historiadora: nem mais nem menos do que a ex-vereadora e actual presidente do secretariado de Abrantes do PS Dr.ª Isilda Jana.

Ora, se o Partido Socialista considerava que a ex-vereadora Dr.ª Isilda Jana fazia assim tanta falta na Câmara, tinha a obrigação de a recandidatar ao cargo, integrando-a na lista da Câmara, porque não é sério fazer crer ao eleitorado que vai haver uma renovação e, depois da vitória, meter a antiga vereadora na Câmara pela “porta do cavalo”, como sói dizer-se, roubando o lugar ao funcionário para quem o executivo a que pertencia a Dr.ª Isilda Jana abriu concurso que agora se anulou em benefício desta.

Para já não falar da prioridade das prioridades que era a contratação de uma arquitecta. E quem é afinal essa arquitecta contratada com que se justifica a destruição da vida e da carreira do funcionário historiador? Nada mais, nada menos do que a filha da histórica deputada municipal socialista Dr.ª Fátima Chambel.

Em política, o que parece é. E o que parece é que o recrutamento de pessoal nesta Câmara é feito no interesse exclusivo da clientela socialista.

Mas a senhora presidente não conte com os vereadores do PSD para serem cúmplices de uma situação que, para além de revelar uma grande falta de pudor, revela uma crueldade e uma violência inauditas.

Porque a anulação do concurso de História nestas circunstâncias e depois das legítimas expectativas criadas a um funcionário que tinha, inclusive, obtido o primeiro lugar na prova escrita, não pode deixar de ter consequências graves para a sua saúde física e mental.

A Câmara não pode brincar desta maneira com a vida das pessoas, abrindo e fechando concursos ao sabor dos caprichos e conveniências do aparelho local do PS.

 

Pelo exposto e para que possamos denunciar publicamente e nas instâncias próprias uma situação que consideramos absolutamente escandalosa, vimos requerer que nos sejam facultadas as seguintes certidões: acta da tomada de posse do anterior executivo; deliberação da abertura e anulação do concurso de História; contrato de avença da nova arquitecta e contrato da Dr.ª Isilda Jana; acta de tomada de posse dos membros da Assembleia Municipal, do actual executivo e da presente acta.

 

Requerimento 12-4-10

Santana-Maia Leonardo e António Belém Coelho

(os sublinhados a vermelho são nossos).


 

O Por Abrantes felicita o Dr. Miguel Abrantes pela profecia e pergunta se agora que a reputada Isilda já tem um cargo, fará o que prometeu?

 

Isto é vai desamparar a loja socialista?

 

Ou isto é só um part-time e o cargo ambicionado tem de ter maior dimensão para a enorme categoria da avençada?

 

Foto PS

 

Toda esta treta terá naturalmente mais comentários do Por Abrantes e esperamos dos interessados.

 

E só uma pergunta cínica, tinham os candidatos aos concursos de fazer uma prova de análise psicológica, cujos resultados divulgámos aqui.

 

A Drª Maria do Céu antes de ''avençar'' a licenciada  pegacha também a mandou à prova de análise psicológica?

 

Marcello de Ataíde

 

PS-Naturalmente depois disto o POR ABRANTES assume que não há renovação nenhuma na CMA!!!!!



publicado por porabrantes às 14:33 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Lacão, em bicos dos pés, ...

Restaurar a democracia na...

Milagre do Pai Bento: Len...

PS encosta gestora da Tej...

O irmão do Pinto de Sousa

A Universidade deles

Para o Estudo da Idade Mé...

Tramagal, 1936

Dia do Senhor: Ciganas sa...

Os desastres do cacique d...

arquivos

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

baptista pereira

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

pcp

pego

pegop

petição

pico

pina da costa

política

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

links
Dezembro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
13
14
15

20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds