Sexta-feira, 14 de Junho de 2013

Foram homenageados os combatentes caídos nas guerras coloniais ou guerra  do Ultramar e muito bem. Há por aí listas de caídos e aqui vai uma onde não consta Magiolo de Gouveia que deve ter sido o último caído no Império em derrocada.

 

 

 

 

 

 in http://ultramar.terraweb.biz/03Mortos%20na%20Guerra%20do%20Ultramar/LetraA/MEC_001n.pdf

 

 

Pode ver aqui as fotos da cerimónia

 

 

 

Finalmente duas notas críticas: por muito estimável que seja tudo isto, o processo começou por iniciativa dum grupo de cidadãos que entregou um texto assinado pelo sr. Victor Falcão onde se lia '' (...)É um dado adquirido; as sociedades civilizadas de hoje tiveram por matriz a civilização lusíada que os nossos antepassados levaram a todas as terras onde se fixaram: América, África, Índia, China e Timor.honda civic(...).

 

 

Caros amigos não sejam exagerados. A matriz lusa onde está na China???? Numa pequena península cheia de casinos? Nos Estados Unidos num punhado de emigrantes açorianos à volta de Boston e da Califórnia? Onde está a matriz lusa em Moscovo? Nalguma lápide assinalando que Cunhal deu um dia um beijo na boca ao patrão Brejnev????

 

 

Estes desvanecimentos nacionalistas são tocantes mas um bocadinho exagerados. Quando os lusos pirateavam em Diu o Imperador das Índias achava que eram  uns mosquitos a incomodar a cauda dum grande Império

 

Mughal akbar.jpg

 

Akbar, Imperador das Índias, de pouco civilizado não tinha nada

 

E da mesmo forma em Pequim actuava o Filho do Céu, acerca duns piratas estacionados em Macau com meia dúzia de frades que estiveram sempre às ordens do mandarim local, como reverentemente o faziam os últimos governadores lusos  que sempre prestaram vassalagem a Stanley Ho e a Mao Tsé Tung, incluindo o das Mouriscas.

 

Um almoço com o General Silvino Silvério Marques ajudaria a saber como eram as coisas no Mar da China. O Jaime contou-lhe muitas coisas...

 

Não é a mesma coisa conquistar ''selvagens'' como dizia o Paladino Paiva Couceiro....

 

 

 

Paiva Couceiro implantando a civilização no Quanza (1908)-foto publicada pela família dele no Facebook 

 

 

que tratar com velhas civilizações como a Índia e a China, que foi civilizada, muito antes deste cabeço abrantino.....

 

 

Resta a derradeira nota : o General Pina Monteiro, numa entrevista em que falou de Abrantes, ao Sol, disse que a G-3 continua muito eficaz. Ora já em 1974, há 39 anos, quando perdemos a guerra, a G-3 era uma arma muito inferior à Kalach  que brandiam os homens de Nino Vieira

 

 

Mikhail Kalachnicov com sua invenção

 

http://www.dw.de/n%C3%A3o-s%C3%A3o-armas-que-matam-mas-sim-homens/a-2070149.

 

 

Francisco de Almeida quando impôs o terror no Índico gozava duma artilharia com superioridade tecnológica abissal sobre os inimigos. Como a superioridade tecnológica que tinham também Couceiro em Angola e Mouzinho em Moçambique.

 

Agora mandarem os portugas prá guerra com antiguidades é uma inconsciência. E aliás toda a política portuguesa nos últimos 30 anos é duma inconsciência total.

 

Finalmente como de homenagens se trata, cabe-me recolher-me perante o ''meu'' morto. O Dr. João Augusto Cabral de Andrade, que morreu em Angola num estranho acidente de viação. Era meu amigo. Se pedir os papéis sobre essa morte ao Sr. Comandante-Chefe das F.A. ainda serão secretos????

 

Como os de Paulina Pereira???

 

Parece que Lei diz que só 50 anos depois da morte se podem consultar ou com licença da família.

 

Morreu em 1965. Só faltam 2 anos.

 

É mais fácil consultar on-line como morreu o sarg. Paul Mulligan na Somália no tempo do Bush pai. Os ianques como são ''bárbaros' colocam tudo on-line.  

 

Marcello de Noronha 

 

Sobre o que passou no Mação por colocarem o nome de Maggiolo num monumento leia aqui.  Quem o torturou e matou devia ter pelo menos a entrada proibida em Portugal. Ocupe o cargo, que ocupe em Timor. E estou hoje pró moderado. ....

 

  



publicado por porabrantes às 19:09 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

O exemplo de Tomar

Carrilho descaracteriza S...

Bande d’incultes, d’ignor...

Somos ocidentais

Manter o edificado

Geoge Pell versus The Que...

Os caros atrasos do MIAA

A fiscalização política d...

Dia da Fotografia

Fátima, Poema do Mundo

arquivos

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Agosto 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10


23
24

25
26
27
28
29
30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds