Domingo, 29 de Dezembro de 2013
TRANSFERÊNCIA DA FARMÁCIA DA BEMPOSTA PARA ALFERRAREDE

O Executivo da Câmara Municipal de Abrantes foi convidado pelo INFARMED (Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde) a pronunciar-se, de acordo com a legislação em vigor, sobre um pedido de transferência da Farmácia Torres da Bemposta para Aferrarede. O Assunto foi hoje, dia 27 de Dezembro, a Sessão de Câmara e foi aprovado com os votos da maioria PS, contando com o voto contra do vereador da CDU. Tal voto contra baseou-se no facto de esta transferência ser contra os interesses da população da Bemposta a qual é maioritariamente idosa e com dificuldade em deslocar-se ao centro de Abrantes. Consideramos ainda, que o encerramento destes serviços nas freguesias rurais são importantes contributos para o seu despovoamento e abandono.
postado pela CDU no facebook

Tem a CDU toda a razão. Mas devia acrescentar que há desde que esta maioria PS governa uma deliberada política de abandono das freguesias rurais, excepto do Pego para onde se levaram  investimentos devido a razões de pura índole caciquista, embora alguns desses investimentos sejam um flop monumental como a RPP.

 

Sugere-se que o Sr.Vereador da CDU comece a perguntar em cada sessão: quem escreveu a minuta da RPP?

 

MA 


tags:

publicado por porabrantes às 13:06 | link do post | comentar

2 comentários:
De Duarte Monteiro a 29 de Dezembro de 2013 às 18:24
Custa-me a perceber o voto contra da CDU sobre o encerramento da farmácia da Bemposta. Se bem percebo, trata-se de uma entidade privada cuja viabilidade económica na Bemposta estará em causa ou cuja margem de lucro não justifica a sua continuação na localidade. "Obrigar" a farmácia a permanecer ali, será adiar o seu encerramento, mais tarde ou mais cedo.


De porabrantes a 30 de Dezembro de 2013 às 23:27
Olá Duarte: Primeiro o essencial: bom 2014. Segundo: é óbvio que sendo as farmácias entidades privadas e lucrativas deviam funcionar segundo as leis do mercado. Mas continua condicionada a sua abertura e funcionamento a leis restritivas, por exemplo a parecer municipal para a sua transferência. As autoridades deviam equacionar em primeiro lugar o interesse público. E parece-me que ele exige uma farmácia na Bemposta. Pode funcionar lucrativamente lá uma? Não sei, não fiz as contas. Por mim liberalizava completamente o funcionamento da farmácias. E se calhar a venda de muitos medicamentos em qualquer unidade comercial. Porque não se pode vender aspirinas numa unidade de venda de produtos alimentares?
Outra questão grave é o fim anunciado das nossas pequenas aldeias. Quando morrerem, começará a morte das pequenas cidades.
Abraço
MN


Comentar post

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Uma florida insurreição c...

O triângulo

Governo vai abrir Pensão ...

Armindo Silveira defende ...

Em defesa do Património

Coisas de Patapólis

Que aconteceu ao cavalo?

Escolas sem notas

Directora do MIAA, procur...

A casa incendiada

arquivos

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pico

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

república

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10


27
28
29

30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds