Sábado, 4 de Janeiro de 2014


Caixas de Crédito Agrícola do Ribatejo Norte e do Tramagal fundem-se "para ganhar escala"

 

As Caixas de Crédito Agrícola do Ribatejo Norte e do Tramagal são uma só entidade desde segunda-feira, 30 de Dezembro, dia em que foi assinada a escritura pública de fusão das duas Caixas, passando a denominar-se a nova entidade jurídica Caixa de Crédito Agrícola Mútuo do Ribatejo Norte e Tramagal.

A assinatura da fusão decorreu no auditório da CCAM em Torres Novas e foi o culminar de um processo desenvolvido ao longo dos dois últimos anos, tendo sido submetido e aprovado pelas assembleias gerais de ambas as instituições em Março deste ano.

Esta fusão aconteceu na sequência de muitas outras que se têm operado pelo país. Depois do 25 de Abril de 1974 houve um crescimento acelerado das caixas, tendo chegado a mais de 200 nos anos 80 do século passado. A partir da década de 90 a situação inverteu-se, através de processos de fusão, tendo o número baixado até às 80, actualmente, cifra com tendência para baixar ainda mais.

José Rodrigues, da Caixa de Crédito Agrícola do Tramagal, defendeu que esta fusão vai permitir a constituição de uma entidade mais forte ”para fazer face aos desafios do presente e incertezas do futuro”.

E deixou uma garantia: ”Contrariamente ao que acontece no sector, a nova caixa não tem nos seus planos a intenção de reduzir o número de balcões ou agências ou redução do número de colaboradores”, enfatizou, sublinhando que esta operação visa também transmitir mais segurança aos clientes e colaboradores.

Arnaldo Santos, em representação da Caixa de Crédito Agrícola do Ribatejo Norte, salientou que as actuais normas ampliam as obrigações de controlo e monitorização das instituições bancárias, exigências que elevam os seus custos já a partir de Janeiro. ”Esta realidade aconselhou à fusão, que assenta em valores comuns, mas que não abdica das especificidades de cada terra”.

Arnaldo Santos reafirmou os objectivos da CCAM: ”Promover o desenvolvimento económico e social e contribuir para o bem-estar dos seus associados e clientes”.

A nova entidade jurídica - Caixa de Crédito Agrícola Mútuo do Ribatejo Norte e Tramagal - resulta da fusão da CCAM do Tramagal (fundada em 1988) com a CCAM do Ribatejo Norte (fundada em 1995), sendo que esta resulta já da fusão das caixas de Tomar (fundada em 1914), Riachos (fundada em 1920) e Torres Novas (fundada em 1924). Hoje a CCAM do Ribatejo Norte e Tramagal, com sede social em Torres Novas, conta com 11 agências sediadas em 5 concelhos – Abrantes, Entroncamento, Tomar, Torres Novas e Sardoal.

 

No Jornal Torrejano com a devida vénia

 

Ou seja Abrantes deixa de ser o centro de decisão da sua única instituição de crédito cuja sede passa para Torres Novas. Como a maior parte das actividades judiciais passa para Santarém, com a Presidenta a assobiar para o lado, sacrificando a defesa dos interesses abrantinos a interesses políticos partidários e pessoais, como um dia destes o Hospital passará para outro sítio.

 

 

A chamada na primeira página do Jornal Torrejano para esta notícia, é clara mostra da sua importância.

 

Entretanto outra histórica marca abrantina, a Construtora Abrantina é absorvida pela Lena, coisa de que se falará outro dia e ainda a EPC passa para Mafra.

 

Que nos resta daquilo que era a capital da energia e de não sei quanto mais parvoíces......?

 

Que Torres Novas e Tomar ganhem não nos admira, é a força das coisas, têm maior dinamismo económico, demográfico e maior peso político.

 

Contra a realidade não vale a pena protestar, contra os políticos e clientelas que levam Abrantes ao desastre  é mister  protestar....

 

Apesar de começar a ser tarde para o fazer.....

 

MA 

 



publicado por porabrantes às 18:07 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Presos Políticos Abrantin...

Fernando Andrade, um mece...

Puta Polícia''

Burlão pode apoiar espiri...

O currículo do Serrano

Chega!

Sed lex dura lex

Padre insulta pegachos ( ...

O preço dos testes

Assembleia “take-away”?!

arquivos

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

coronavirús

cria

crime

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Junho 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds