Sábado, 28 de Novembro de 2009

 

 

 

Acabamos de ler e não conseguimos acreditar. Dizem-nos que há falta de espaço no Parque Industrial de Alferrarede. Tal fosse bom recordar como começou a história. Como um contrato para adquirir os terrenos levou a uma acção judicial contra a Câmara de Abrantes e a gastarem-se uns milhares largos de contos para pagar a uma empresa de eucaliptos que detinha um contrato de arrendamento rural sobre o terreno e exercera o direito de preferência que a Lei lhe garantia.
 
Mas é da falta de espaço que falam. Falta de espaço para as indústrias supõe-se.....
 
Tanta falta de espaço levou a que a Vereação anterior, construísse lá o Arquivo Eduardo Campos.
 
Desde quando um Arquivo Histórico é construído no meio dum parque industrial?
 
Será uma espécie de serralharia ou uma linha de montagem de aparelhos de ar condicionado?
 

Torre do Tombo (foto Ministério da Educação)

  

 

 

 Passaria pela cabeça dalgum Ministro da Educação de Portugal (e tivemos alguns bastantes néscios) construir o edifício dos Arquivos Nacionais, onde repousa a Memória de Portugal, com as suas grandezas e as suas misérias, no meio dum parque industrial, paredes meias por exemplo com uma unidade sucateira daquele tipo amigo do Vara?  
Não passaria porque seria um crime contra a cultura de Portugal e contra a cidade de Lisboa!!!
 
Pois bem em Abrantes o Arquivo onde repousa a memória desta cidade foi metido no meio dum parque industrial, num sítio onde deveria estar qualquer coisa a ver com a Indústria.
 
Agora que dizem que não há espaço.
 
É simples dizemos nós, vamos demolir o Edifício e regressar com os alfarrábios a São Domingos......
 
Que era o sítio de onde não deviam ter saído, como sempre defendeu, lúcido e frontal, o patrono do Arquivo, Eduardo Campos....
 
Já agora que fique aqui o nome dos autores da façanha,  que levou à falta de espaço, Isilda Jana e Nelson Carvalho.
 
Para que conste.....
 
Por Abrantes.....
 


publicado por porabrantes às 20:20 | link do post | comentar

Quinta-feira, 26 de Novembro de 2009
''Marx era avesso às elites. Para os marxistas só interessa a defesa de que tudo vem do povo. E certo livro que pomposamente se intitulou  a "História do Souto, e de um Povo" encaixa perfeitamente nessa ideologia.''
 
Segundo o filósofo João Pico o Snr. Traquina é comunista !!!!
 
Ou pelo menos a monografia do Souto  é bolchevista !!!!!

 

 

 

 

O benemérito Snr. Traquina (foto tirada desta página de abnegados soldados do Império que combateram por Portugal na Guiné)

 

Já sabíamos que o Arq. António de Athayde Castel-Branco era soviético por herança genética!!! Pico dixit !!!!

 

 

O Snr. Traquina acaba de publicar as suas crónicas sobre os anos de juventude combatendo pela Pátria na Guiné Portuguesa. Recomenda-se desde já o livro, este: 

 

 

Decretará Pico que o snr. Traquina era do Paigc?

 

 

 

Nós podemos garantir que o Snr. Adelino Branco, candidato a Presidente da Junta do Souto pelo PP é do CDS.....

E o povo concedeu-lhe uma humilhante derrota!!!!

Que não é o caso de outro personagem, Vereador do CDS em Abrantes, que depois se passou para o PSD chegando a Vereador  nos arralbaldes de Lisboa.....

 

Quer o Pico a lista de mais marxistas?

 

Que tal José Manuel Durão Barroso, ex- controleiro de Ana Gomes no MRPP?

 

Ou a lista da tropa fandanga que animou o 25 de Abrantes em Abrantes? aqui pode elucidar-se um bocadinho.....

 

Trata-se do excente blogue Coisas d'Abrantes do Sr. José de Almeida Vieira.Uma das melhores coisas que se fez pelo Património em Abrantes.......

 

 

 

 Enfim, o argumento do Pico contra o Sr. Traquina é débil. Diz que Marx era contra as élites como o Snr. Traquina. Desconhecemos esta posição do Snr. Traquina .Mas podemos assegurar que Herr Docktor Marx era a favor das élites e que ficava muito chateado quando alguém não chamava Baronesa a Frau Marx, a legítima.....

 

Depois disse que tinha de ser uma élite de intelectuais a guiar os operários, a quem tinha por broncos, para fazer a Revolução. Era isso que chamava o Partido ou seja vanguarda da classe operária.....

 

De forma que o medo do Pico aos marxistas é semelhante ao horror beato da D. Ana Baptista Pereira face às amplas  massas populares  da CDU na Bord' Água Ribatejana....

 

Temos um texto prometido sobre o horror dela a estas coisas.....

 

 

Mas fica para outro dia.......

 

Finalmente podemos assegurar que o Dr. Salazar não era do PCP, mas sócio do CADC ou seja Centro Académico da Democracia Cristão  foi eleito pelo voto popular deputado demo-cristão ao Parlamento da República...

 

   



publicado por porabrantes às 22:19 | link do post | comentar

 
 
 
 
 
 
 
Vinte anos depois de ser arrastada para o turbilhão eleitoral de 1989, Lurian,
 
filha de Lula, vira autoridade e tem portas abertas em BrasíliaHá 20 anos, Lurian Cordeiro Lula da Silva viu a mãe, Miriam, surgir na televisão e afirmar que seu pai, Lula, "me ofereceu dinheiro para abortar". Numa cena financiada e levada ao ar por Fernando Collor de Mello, que disputava a Presidência, Miriam contou ainda que, depois do parto, entregou a filha "no colo" de Lula e disse: "Agora, você mata". A imagem teve impacto histórico. O pai de Lurian perdeu a eleição. Em 1989, ela tinha 15 anos.


Há alguns dias, ela recebeu a coluna em São José, cidade de 205 mil habitantes, vizinha de Florianópolis (SC). Lurian tem agora 35 anos. Há seis meses, assumiu o cargo de secretária de Assistência Social do município. Comanda 67 funcionários e um orçamento de R$ 4 milhões. Por razões de segurança, a filha do presidente da República, o marido e os dois filhos têm sempre seis carros blindados à disposição e 12 policiais em sua cola. Na semana passada, Lurian viajou a Brasília. Foi recebida pelos ministros Patrus Ananias, do Desenvolvimento Social, e Carlos Lupi, do Trabalho.


"
Um jornalista já me propôs: "Lurian, vamos escrever um livro [sobre 1989]". Mas o que eu tenho para falar sobre aquilo? Nada. Eles falam: "É um marco na sua vida". Não. O marco na minha vida é o dia 8 de março de 1974, quando eu nasci. Você não acha?" pergunta ela num almoço no bandejão de um centro de convenções de São José onde se realizava um encontro de assistentes sociais. Entre garfadas num prato de salada, arroz e iscas de frango empanado, ela fala sem parar -dos filhos, do marido, do pai.
A filha mais velha, Maria Beatriz, 14, "é fã do Kaká". Quando soube que o avô receberia o jogador na Granja do Torto, em 2007, ligou para Lula. Disse que iria visitá-lo. "Bia, não tem nada a ver. O Kaká é casado!", bronqueou o presidente. "Louca por Cuba", a menina conheceu Fidel Castro no jantar da posse de Lula, no Palácio da Alvorada, em 2003. "Eu falei: "Bia, vamos grudar no Zé Dirceu pra falar com o Fidel"." Deu certo.



A coluna mostra a Lurian a edição da Folha daquele dia. Na capa, uma foto de Lula abraçando Collor. Os dois se encontraram num comício em Alagoas e o presidente elogiou o antigo adversário. Lurian segura o jornal. "Jesus...", diz. Observa a imagem por um tempo. "Mas ele não está rindo para o Collor não, gente. Ele está rindo pra alguém que está atrás dele. Pode ver!" O filho, João Gabriel, 4, espia a cena. "Quem é este?" "Bisavô", diz o menino. "Vovô! Vovô!", corrige a mãe.Collor está com a mão sobre os ombros do petista. "Contanto que não coloque a mão no meu ombro, tá bom!", brinca ela. "Eu falei: "Ai, pai!" [quando Lula se encontrou outras vezes com Collor]. Porque tem que ter estômago. E ele falou: "Lurian, não fui eu que elegi ele. Foi o povo de Alagoas, filha. Eu tenho que receber"."



Cerca de um ano depois de 1989, Lurian voltou a se dar bem com a mãe, que hoje está aposentada e mora em São Bernardo. As duas se veem nas férias escolares -ou Miriam viaja para Santa Catarina, ou Lurian para SP. "Perdoei, perdoei", diz ela sobre a mãe. Cuidadosa, evita se alongar no assunto.Ela morou com a mãe e a avó materna, Beatriz, quando era pequena. Quando Miriam se casou, com um homem que tinha sete filhos, Lurian ficou com a avó -que homenageou dando o mesmo nome à filha. A história da proposta de aborto nunca "fechou" em sua cabeça.A primeira mulher de Lula morreu quando estava grávida. Ele sempre disse a Lurian que era louco por um bebê. Registrou a filha tendo como testemunha uma tia dela. A avó materna de Lurian gostava de Lula.

 

Quem acabou o relacionamento foi Miriam. Em 1982, o agora presidente conseguiu na Justiça colocar o apelido "Lula" em seu nome e no dos filhos -inclusive no de Lurian.



Tempos depois da campanha de 89, Lurian passou oito meses em Paris com Marília Andrade, herdeira da empreiteira Andrade Gutierrez, amiga da família. "Ela é uma figuraça, assim... é de uma família rica mas, na ditadura, viveu no Paraná com o que plantava numa horta", diz Lurian. "Falaram que eu vivi às custas da Andrade... nada a ver. Eu trabalhei de babysitter lá." Falaram também que Marília pagou uma cirurgia que Lurian fez nos seios. "O médico disse isso para aparecer, sabe? Nada a ver. Eu tinha displasia mamária e a Marília me apresentou o médico da prima dela, só isso."Lurian já pensou em fazer cirurgia de redução do estômago quando pesava 120 kg. "Eu era viciada em remédio para descongestionar o nariz. Fiquei com excesso de cortisona e comecei a reter líquido." Optou por um tratamento com diurético.

Hoje pesa 70 kg.

Lurian não usa brincos, pulseiras nem anéis -só um colar que comprou no Santuário do Terço Bizantino, do padre Marcelo. Ela aderiu no ano passado à Canção Nova, de SP, comunidade ligada ao movimento de Renovação Carismática Católica. Contribui com R$ 15 mensais e virou amiga do vereador Gabriel Chalita (PSDB-SP), do grupo. Já deu entrevistas no programa de rádio dele. "Eu estava com medo porque ele é bem Alckmin, né? Mas foi tudo bem." No ar, o vereador lia cartas das "chalitetes": "Quero casar com você." Chalita perguntava: "E aí, Lurian? Eu caso?"


Na Canção Nova, diz, "só te abraçam, não pedem nada". Nas missas em São José, "pedem, pedem tudo! Reforma da igreja, consulta a processo em Manaus. Você tinha que ser filha de presidente por um dia para ver como é". Em junho, um "cientista japonês" marcou audiência com Lurian. Colocou três lâmpadas sobre a mesa. Pegou na mão dela e pediu que fechasse os olhos para "energizar". De repente, ordenou: "Ligue para o seu pai!" Lula estava na Líbia, com Muammar Gaddafi. "Agora eu não posso..." De repente, as lâmpadas explodiram. A mesa pegou fogo.



Formada em jornalismo na década de 90, ela se mudou em 2001 para Blumenau, onde trabalhou como assessora de imprensa do PT. Lurian repara até hoje nos "erros crassos de português" dos jornalistas. Mas o seu pai também não erra? "Ele não erra mais, não. Lembra quando falou que antigamente dizia "menas" e agora fala "en passant'?" E como ele se corrigiu? "Ah, isso foi o [Ricardo] Kotscho [ex-assessor de Lula]. Ele dizia: "Menas, não, Lula. Menos. Menos"."


Depois ela se mudou para Florianópolis -o marido, Marcelo Sato, é assessor de uma deputada estadual. Estava em casa cuidando dos filhos quando foi chamada para assumir a secretaria por um salário de "uns R$ 5.000 líquidos".O prefeito Djalma Berger explica como surgiu a ideia. "É uma honra para qualquer cidade do Brasil ter a filha do presidente como secretária. Dá um upgrade na equipe." O prefeito diz ainda que "lá em Brasília, não tem dúvida de que ela te abre portas porque todo mundo adora ela e quer ajudar". Em 1989, "te confesso, votei no Collor", diz Djalma. Ele era do PL. Hoje, é PSB. Conhecia Lula "só de televisão". Com Lurian, conseguiu audiência de uma hora com o presidente. "O Lula falou: "Lurian, minha filha, aproveita bem essa oportunidade que o prefeito tá te dando e faz uma carreira"."



Quando vai a Brasília, Lurian muitas vezes se hospeda no Palácio da Alvorada. Mas fica preocupada quando está com os filhos. "Lá tem riscos: rampas, varandas sem proteção, vidros." As crianças frequentam pouco Brasília e, segundo Lurian, jamais viajaram com o avô para o exterior. "Quem fica mais com eles é o Thiago, neto da Marisa." Ela se dá bem com a primeira-dama? "Sim, eu respeito ela", diz Lurian. "A Marisa adora os meus filhos."



Ela vive num apartamento em Coqueiros, bairro de classe média de Florianópolis "Outro dia uma pessoa falou: "Por que não fazemos uma reunião na mansão da Lurian?'", diz Valéria Carvalho, secretária-adjunta de Assistência Social. "O pessoal delira." A própria Lurian conta que um religioso da cidade disse a ela que conhecia sua casa de praia. "Padre, até o senhor, padre?", disse ela.

O prefeito vê futuro na auxiliar. "Com esse sobrenome e essa secretaria que dei a ela, a Lurian se elege qualquer coisa", diz. Ao lado da sala da filha do presidente, está instalada uma "sala do PAC". Ali, uma equipe estuda as demandas sociais de famílias que serão beneficiadas por obras de R$ 11 milhões do Programa de Aceleração do Crescimento. A pasta de Lurian fará também o recadastramento do Bolsa Família, que hoje atende a 2.400 famílias. Tem "potencial" para 5.000.

 

"Eu? Nunca!

Nunca!", diz Lurian ao saber da declaração do prefeito. Ela já foi candidata (derrotada) a vereadora em São Bernardo, em 96. Diz que agora só quer saber de "bastidor". "Eu acho assim, ó: uma pessoa nessa secretaria que faz as coisas pensando em voto... seria, assim, explorar a desgraça alheia." A equipe de Lurian protesta. "Precisamos de gente como você", diz a vereadora Mari Vieira, do PMDB.Lurian termina a semana numa festa julina com crianças em situação de vulnerabilidade atendidas pela secretaria. "Cadê a Lula, tia? A Lula tá aí?". Entre os pequenos, a filha do presidente só é chamada pelo nome de seu pai.


por Josoane Bezerra aqui



publicado por porabrantes às 22:10 | link do post | comentar

Por azares a que somos alheios o post '' Visita Rupestre'' foi à vida....

Estamos a fazer o possível por recuperal o essencial do texto...a pedido de várias famílias....

Mas resolvemos saciar a curiosidade popular sobre a 

 

 

a filha do lula....... 

 



publicado por porabrantes às 22:06 | link do post | comentar

in Preca ( ver aqui)



publicado por porabrantes às 22:03 | link do post | comentar

Terça-feira, 24 de Novembro de 2009

MORREU NA CASA DOS QUARENTA O EX-DEPUTADO DO CDS, JORGE FERREIRA, PROFESSOR NO IPT E FUNDADOR DO PND. O PÚBLICO  TRAÇA  O SEU PERFIL   PELA PENA DE MARIA JOSÉ OLIVEIRA.

 

JORGE FERREIRA ERA ANIMADOR DO EXCELENTE BLOGUE 

http://tomarpartido.blogs.sapo.pt/

 

A  MELHOR HOMENAGEM QUE SE LHE PODE FAZER É TRANSCREVER UM DOS SEUS ÚLTIMOS POSTS:

 

 

TOMAR OCULTA'. A propósito de ocultismos:
" Soube-se ainda que já existiu uma auditoria da Inspecção-geral de Finanças onde se apuraram alguns factos da maior gravidade: sistemático empolamento orçamental da receita de capital no quadriénio 2005/2008", com taxas de execução de receitas de 52% em 2005, 55% em 2006, 64% em 2007 e 61% em 2008. sistemática violação do princípio do equilíbrio orçamental em sentido substancial. Reduzida disponibilidade financeira para realizar despesas “não rígidas” do seu orçamento. Falta de relevação contabilística de 1 milhão e 226 mil euros, proveniente da dívida administrativa/ comercial. Prazos médios de pagamento superiores a 230 dias. Saldos finais de gerência insuficientes para pagar a totalidade da dívida municipal. Situação financeira desequilibrada em termos conjunturais. Omissão de cerca de 3 milhões e 606 mil euros na comunicação à Direcção Geral das Autarquias Locais. Fragilidades dos procedimentos de controlo interno. Numa palavra bem portuguesa: uma bagunça."
 
Falta saber se também haverá contratos enluvados. Se houver dá trabalho, mas chega-se lá. Veremos.

 

 


tags:

publicado por porabrantes às 13:03 | link do post | comentar

O Dr. Carlos Batata, residente em Abrantes, merece que lhe tirem o chapéu.

E nós tiramos !!!!!

 

Feita a chapelada, passamos a divulgar a imagem dum arqueólogo imune a vedetismos, incapaz de se passear com filhas gordas de líderes bananeiros tropicais ou de caciques rupestres.....

A foto é do Mirante onde há uns anos inseriram um perfil do Dr.Batata (ler aqui) 

Para além dum vasto conjunto de publicações científicas e muitas escavações no terreno, o Dr.Batata é arqueólogo profissional e com preparação académica coisa essencial para uma actividade cada vez mais necessitada de intervenções de carácter científico e multidisciplinar.

A arqueologia hoje não é para amadores, como dois dos senhores que assinaram a carta arqueológica de Abrantes, um dos quais nem sequer uma licenciatura tem....

Havendo profissionais como o Dr. Batata porque se contratam amadores?

Porque um está ligado ao partido no poder e porque o outro é funcionário público e assim se poupam umas massas?

A ligação dum deles à CMA é suficientemente ténue para que tenha sido cedido pela CMA para trabalhar numa fundação privada na mesma área de actividade e no mesmo concelho.....

E depois tenha reassumido o seu posto sem que ninguém tenha levantado problemas de 

conflito de interesses.

Voltaremos a este assunto outro dia, porque hoje queremos elogiar a posição firme e corajosa do Dr. Batata frente a uma Câmara, neste caso a de Lagos que queria enterrar uns vestígios arqueológicos  a toda a velocidade para apresentar obra pelos costumados motivos eleiçoeiros.

O Dr.Batata que através da sua empresa de prospecções arqueológicas era o responsável pelas escavações opôs-se frontalmente e comunicou as infracções a quem de direito. (Ver aqui)   

O Correio da Manhã de 16 de Março de 2009 dá conta da história:

Algarve: Vestígios romanos

 

em Lagos

 

Achados dão

 

em polémica

''Vestígios arqueológicos romanos encontrados junto às torres da Porta de São Gonçalo, na muralha de Lagos, estão a causar polémica entre a empresa que fez as escavações e a Câmara de Lagos. A Ozecarus foi dispensada pelo empreiteiro (ACA Construções) após a autarquia entender que os achados "não constituíam uma mais-valia".

 

"Acompanhámos a obra de recuperação da frente ribeirinha desde Março de 2008 e até Janeiro. Não vejo a razão para nos terem afastado a não ser por termos insistido, ao longo de meses, na necessidade de aprofundar as investigações depois de detectados vestígios romanos do séc. I d.C.", segundo Carlos Batata, da Ozecarus. "Por motivos eleitorais, há alguma pressão para acabar a obra", acusa ainda o arqueólogo, que acrescenta que a descoberta não foi comunicada à tutela.

O presidente da autarquia argumenta que "a Ozecarus estava a agir para além das obrigações contratuais, alargando a pesquisa a áreas fora da zona de empreitada". Júlio Barroso garante que "os vestígios nunca foram confirmados, até porque a empresa nunca foi conclusiva". Ainda assim, "por duas vezes a Câmara permitiu o alargamento da área de sondagens, o que atrasou os trabalhos".

Por outro lado, Júlio Barroso diz ter alertado a Direcção Regional de Cultura e esta entidade referiu estar "adequadamente informada acerca dos vestígios" e considera como "não pertinentes" os trabalhos complementares propostos. ''''


Querem que a gente acredite que o tal Barroso, um político do mais vulgar do mapa autárquico algarvio, sabe mais de arqueologia que o gerente da Ozecarus, O Dr.Batata ?

 

Querem que  acreditemos que o Barroso é capaz de distinguir uma cerâmica islâmica dum prato comprado numa loja de chineses?

 

Acreditamos, sim senhor.

 

Mas acreditamos mais no Dr. Batata.

 

E agora vem a pergunta, havendo no concelho de Abrantes, uma empresa de arqueologia como a Ozecarus, credível e profissional, era preciso ir contratar um tal Oosterbeck, naturalmente sem concurso público e numa situação

que aparenta   conflito de

interesses.......?

 



publicado por porabrantes às 11:44 | link do post | comentar

Segunda-feira, 23 de Novembro de 2009

O ARQUEÓLOGO BATATA 

 

E A  CÂMARA  

 

(questões de património)

 

em breve  

 



publicado por porabrantes às 22:32 | link do post | comentar

 

 

PROXIMAMENTE

 

A VISITA RUPESTRE

 

A FILHA DE LULA NO MAÇÃO  

 



publicado por porabrantes às 22:30 | link do post | comentar

 

A toponímia duma povoação faz parte integrante da cultura local e da qualidade de vida das populações porque ao reflectir a história local, os usos e costumes, as tradições, as actividades económicas, os vultos que se foram libertando da lei da morte correspondem a uma identidade colectiva que é necessário proteger dos oportunismos políticos, das modas boçais e dos fanatismos de qualquer signo.
Foi esta defesa das tradições abrantinas em que se empenhou durante décadas Diogo Oleiro e que Eduardo Campos continuou depois nas páginas da Imprensa local e em publicações que escreveu.
 
O Regulamento Municipal para atribuição de nomes às artérias parece-nos que é o documento ‘’ NORMAS PARA ATRIBUIÇÃO DE TOPONÍMIA E NÚMEROS DE POLICIA’’, responsabilidade da Divisão de Ordenamento e Gestão Urbanística da CMA  que datado de Julho de 2008,  que recolhe a boa lição dos dois eruditos abrantinos acima citados.
 
No seu artigo 7, nº 2 diz isto ‘’ 2 – Não serão atribuídas designações antroponímicas com o nome de pessoas vivas, salvo em casos extraordinários em que se reconheça que, por motivos excepcionais, esse tipo de homenagem e reconhecimento deva ser prestado durante a vida da pessoa e seja aceite pela própria.’’ 
 
 
Ou seja para baptizar uma Rua com o nome de uma pessoa viva é preciso que seja um ‘’caso extraordinário’’ e que haja motivos excepcionais para homenagear o vivo e que ele esteja de acordo com a inauguração da placa.
Esta norma é naturalmente do conhecimento dos Senhores Vereadores que regeram os destinos da C.M.A. no último mandato.
 
Quais são as pessoas vivas que têm nomes nas ruas do Concelho? Lembramo-nos de , Freitas do Amaral e Mário Soares. No Souto há a rua João Pimenta que nos dizem ser um benemérito local, do género do Sr.Traquina. Demos uma vista de olhos à toponímia de São Vicente e encontrámos a Rua Dr.José Vasco, a Alameda Carlos Lopes, a Rua Eusébio Ferreira. Já lançados fomos a São João e encontrámos o Largo Eng. Bioucas. Em Alferrarede há a Rua José Saramago (esperemos que a mulher do Baptista Pereira não tenha um ataque!)   e a Rua Fernando Simão. No Tramagal a nossa amiga D. Maria Helena Duarte Ferreira também tem uma Rua. No Pego há a Rua Pico (que devia estar situada no Souto). Nas Arreciadas há o Beco e a Rua dos Chatos que não sabemos se estão vivos ou mortos.
Supomos que estas designações são produto de decisões camarárias anteriores à entrada em vigor do regulamento actual. Porque nada justifica que seja privilegiado Saramago e Carlos Lopes e esquecidos por exemplo Cristiano Ronaldo e Lobo Antunes.....
Há certamente casos excepcionais que aprovamos como a Rua dos Chatos e a Rua Fernando Simão porque é pai e avô de vários subscritores da petição on-line e ainda esperamos vê-lo a assinar.
O Sr.Fernando Simão é um homem de bom gosto!!!!
Ora bolas, mas há mortos esquecidos, como é o caso do fundista são-migueleiro Manuel Faria.O nosso apoiante Rui Lopes traça no seu blogue, bíblia da história de São Miguel,  percurso do grande atleta.
Pedimos que baptizem uma rua com o seu nome.
Mas se nós pedimos à Dr. Maria do Céu justiça para Manuel Faria, e estamos certos que seremos atendidos, já é mais complicado que o ex-Vereador Moreno
José Moreno pai do hipotético arruamento Nelson Carvalho (Foto Amar-Abrantes)
 
 
com o apoio político do seu correligionário Pedro Marques tenha solicitado à edilidade que se dê o nome dum arruamento a Nelson Carvalho e já agora, troca por troca, que se homenageasse com outro arruamento João Manuel Esteves Pereira.
Nelson Carvalho teve a sensatez de adiar o assunto, deixando-o para que os novos edis o debatam.
Mas nós que conhecemos João Manuel Esteves Pereira, que foi opositor político frontal de Nelson Carvalho, sabemos que mandaria às urtigas negócios deste tipo.
 
 (Esteves Pereira -foto Jornal de Alferrarede)                    
E finalmente espanta-mos que os Vereadores oposicionistas laranjas sejam mais situacionistas que os do PS.
E que desconheçam as próprias normas camarárias.
 
 
Que excepcionalidade se pode atribuir a Nelson Carvalho ter apoiado o projecto do Carrilho em fraternal sociedade com Albano Santos ou ter sido o primeiro Edil a conseguir que a Polícia Judiciária fizesse uma busca à Câmara de Abrantes!!?
 
 
 

São de factos excepcionais estes laranjas, parecem aqueles ex-republicanos que sugeriram que o Jardim Machado Santos se passasse a chamar Oliveira Salazar.

Naturalmente o povo de Abrantes continuou a dizer Jardim do Castelo !!!!

 

POR ABRANTES



publicado por porabrantes às 21:52 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

A lesma abrantina: arion ...

A ''Universidade'' Pelica...

Plátanos de Alferrarede v...

A nossa imprensa vai melh...

Quem é o Morgado?

Atenção vende-se herdade ...

Geringonça vende Central ...

O motim dos Voluntários R...

O libré do Ataíde d'Abran...

A homenagem ao alemão que...

arquivos

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Setembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds