Sábado, 3 de Abril de 2010

 

''CARREGUEI ESSA CRUZ, CONTRA TODOS. HÁ 2 MIL ANOS, A POPULAÇA SALVAVA O CRIMINOSO BARRABÁS, ABANDONANDO JESUS CRISTO PREGADO NA CRUZ! HOJE FESTEJAMOS A SUA RESSURREIÇÃO, EM TOTAL HARMONIA E PLENA DEVOÇÃO...''

 

 

in blogue Pico do Zêzere, sem autor atribuído.

 

 

 

 

Cá para nós é do Presbítero. E refere-se à crucifixação de João Pico pelo eleitorado abrantino. É sacrílega a comparação?

Não, é burra. O que é criminoso é chamar ao povo de Abrantes:  ''populaça''. Se esse é o termo para nos definir, qual deve ser usado para alcunhar os nossos políticos incluindo os Reverendíssimos membros do clero que fazem política ou negócios?

 

 

 

 

 

Grafitti  no Palatino. Século  II D.C.

 

 

Marcello de Ataíde



publicado por porabrantes às 18:35 | link do post | comentar

 

'

 

''olhos que não vêem''

 


 

 

Deliberámos, isto é deliberou a Comissão Coordenadora da Petição, abrir uma nova secção neste blogue que levará por título '''olhos que não vêem'' e que abordará graficamente violações do património abrantino ( e da região) ou alterações polémicas ou pindéricas ao construído a partir de fotos enviadas pelos nossos leitores.

 

 

Escolhemos já o símbolo da secção, composto por uma escultura existente numa esquina próxima aos Paços do Concelho, acima transcrito.

 

Não seremos cúmplices pelo silêncio de mais vergonhosos ataques ao património de Abrantes.

 

Chegou o momento de dizer : basta!!!

 

Contamos, caro leitor, com a sua contribuição para esta cruzada cívica.

 

Marcello de Ataíde

 

 



publicado por porabrantes às 18:15 | link do post | comentar

 

 

Departamento de Estudos Religiosos



publicado por porabrantes às 00:30 | link do post | comentar

Sexta-feira, 2 de Abril de 2010

 

Descobrimos que um dos peticionários é o responsável da queixa contra o cão barulhento que não deixa dormir os vizinhos no Largo de Santo

António desta cidade. O béu-béu é dum funcionário municipal, a decisão disparatada que o PSD pôs em causa é naturalmente do VPC que pensa que os cães  são como as televisões, que possuem um botão onde reduzir o som.

 

Nunca terá tido um cão Pina da Costa?

 

 

Não sabemos, provávelmente o regulamento interno do seminário que frequentou proibia animais domésticos.

 

 

Este filosófico e seminarístico desconhecimento da anatomia canina produto da educação clerical e filosófica ( O Regulamento Interno das Faculdades de Letras também proíbe que se levem cães para as aulas universitárias, porque quando se metem a ganir impedem os grandes filósofos como José Heleno de compreenderem a subtileza de Kant) do nosso herói levou-o a pensar que os vira-latas possuem botões.

 

Isto é também produto da proibição de ler histórias aos quadradinhos nos seminários, para que as pias criaturas não pensassem em outra coisa que na vida eterna. Assim VPC não pôde descobrir que Pluto não possuía botões para regular o som, ao contrário de Pateta que nunca pediu aos Professores  Pardal e Ludovico que reparassem os botões do cão do Mickey.

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O PSD também merece a nossa crítica, porque os Vereadores oposicionistas  alegaram  entre outras pérolas o seguinte:

(...)''Sendo certo que o dono do cão poderia obstar a que o mesmo causasse tanto incómodo ao seu vizinho, se optasse por construir um canil fechado junto da sua habitação e passeasse o cão durante o dia pela cidade, em vez de o ter solto todo o dia no quintal. (...)

 

e depois identificaram o dono do bicho (...) ''sendo o dono do cão um funcionário da autarquia,''.....

 

Ora para mal dos nossos pecados e dos nossos impostos a autarquia tem demasiados funcionários, só sendo alguns deles donos de bichos causadores de poluição sonora.

 

Não é admissível que os cães bem comportados sejam insultados.

 

Não é admissível fomentar o absentismo dos funcionários municipais propondo que o dono ''passeasse o cão durante o dia pela cidade'', porque teria de faltar ao trabalho, havendo portanto uma baixa de produtividade na autarquia.

 

Ainda se fosse durante a noite estava bem, mas de dia parece-nos mal.

 

Como resolver o assunto do perro ?


 

 

 

E o do VPC que é mais grave?

 

Para ele pedimos à D.Maria do Céu que lhe ofereça o livro que conta a vida do Bolinha, recomendado pelo sobrinho do dr. Mário Soares,

Alfredo Barroso:

 

 

 

Bulgakov retrata o Bolinha que ladra muito antes de  ser transformado' – por via de vários transplantes, enxertos e manipulações genéticas – num homúnculo chamado Polygraf Poligrafovitch Sharikov: a mais arrogante, perfeita e acabada besta quadrada que qualquer burocracia, sobretudo a soviética, poderia alguma vez ter produzido, com a prestimosa ajuda e inspiração da scientific society americana'' diz o sobrinho do ex-Presidente.

 

 

Para o bicho considerando que a legislação portuguesa impede a amputação das cordas vocais dos canídeos:

 

Considerando que o animal não deve ser traumatizado porque poderá vir a ser uma grande personalidade canina lusitana:

 

 

 

 

Considerando que o tribunal da Comarca não deve ser atufalhado de mais processos, porque está bloqueado, não sabendo que destino dar a  um destes  Senhores que acompanha o Presidente:

 


E ainda porque os militantes inquisitorialmente ''expulsos'' do PS pela camarilha da Dona Isilda ainda o podem atafulhar com mais processos, impugnando as expulsões;

 

Considerando  toda a  problemática, entremos nos finalmentes:

 

Há 2 soluções para o cão (para o João Pico é que não há nenhuma, já trataremos dele..., mas falemos do melhor amigo do homem e não do rosnador ao Serviço do Presbítero do Pinhal):

 

a) Deixar o cão ir para a CMA todos os dias com o dono.Há o precedente daquela Senhora que foi Presidente da Câmara de Vagos (eleita pelo PPM e mulher do Juiz de Direito da Comarca)  e tinha o lulu debaixo da mesa. As decisões eram positivas quando o cão abanava o rabo e negativas quando o lulu ficava quietinho.

 

b) Comprar uma coleira anti-ruído para o cão. Podem comprar aqui

 

 

Da análise psicológica do cão e dos aspectos jurídicos do caso PSD versus canídeos

 

tratarão os nossos especialistas actualmente de férias.


Marcello de Ataíde com o apoio dum distinto Veterinário anónimo apoiante da petição.



publicado por porabrantes às 20:04 | link do post | comentar

Não somos nós que dizemos que o Padre Rosa é um pecador. Já apelámos aqui a que o homem, inchado de ambição política, orgulho mundano e desvario ideológico, mostrasse a licença do Senhor Bispo de Portalegre para exercer política. A criatura não o fez e misturou religião com política durante a campanha eleitoral. O homem não teve a verticalidade do falecido Padre Belo que pediu a D.Augusto César licença para ser político marxista. O homem não pediu portanto ao seu superior, nosso Digno Pastor, a licença necessária para fazer a apologia da Ditadura ao lado de João Pico e do outro publicitário dos pides.

O homem mandou hoje de novo Pico mentir e insultar-nos. Responderemos ao galego do Pinhal, ao moço de fretes dos interesses obscuros, ao defensor de Nelson Carvalho e ao seu Patrão, o Padre Rosa.

Mas guardamos a resposta para depois da Semana Santa, porque hoje os católicos e os padres deviam estar a reflectir nas palavras sábias do Senhor Cardeal Patriarca:

 

''O Cardeal-Patriarca de Lisboa considera que se vive actualmente um momento em que “os pecados da Igreja, mesmo os pecados dos sacerdotes, indignam o mundo" e "ofuscam a imagem do Reino de Deus”.

“Com amor e humildade peçamos, por intercessão de Maria: Senhor, perdoai os pecados da vossa Igreja”, apelou.

Na homilia da celebração de Sexta-feira Santa, na Sé de Lisboa, D. José Policarpo assinalou que “os pecados da Igreja ferem, de modo particular, o coração inocente de Cristo e de sua Mãe, a Imaculada”.

“Compensemos com amor renovado a tristeza provocada pelos pecados da Igreja, e recorramos humildemente à Cruz como «trono da graça», amor que nos redime”, pediu.

Para o Cardeal-Patriarca, “uma das características preocupantes do nosso tempo é o facto de se perder a consciência do pecado”.''

 

Portanto o Rosa do Pinhal pecou contra a Igreja e terá o correctivo que merece. O galego que lhe faz os fretes também. Nisto distinguimo-nos do arquitecto António Castel-Branco, com galegos só a chibata irónica e mordaz do sarcasmo funciona.

 

A chibata será usada. Nisto somos mais plebeus que o António. Exerceremos o apostolado do chicote.

 

Marcelo de Ataíde



publicado por porabrantes às 17:18 | link do post | comentar


Agradecemos ao nosso amigo e atento leitor Cidadão Abt a chamada de atenção para a gralha que trocou Tomar por Tomas. No melhor blog cai a nódoa, neste caso no Por Abrantes.

 

Desmentimos que queiramos fazer concorrência ao nosso estimado concorrente Pico do Zêzere, porta-voz oficioso do carrilhismo neste Concelho, em matéria de erros ortográficos.

 

Foi um acidente.

 

Agradecemos ainda ao Miguel Abrantes socialista (ao Dr.Miguel Abrantes, esse vagabundo, não temos de agradecer nada, porque em vez de estar de opa como os bons católicos a participar em procissões está a ver miúdas em top-less

numa Ilhas das Caraíbas. É de certeza uma ateu), isto:

 

 

Tridente & Arpão: ainda diz Louçã que não houve contrapartidas


Spiegel Online:

    Corruption Investigation: Germany's Ferrostaal Suspected of Organizing Bribes for Other Firms

    (…)

    The current internal corruption scandal at Ferrostaal revolves around the delivery of two Type 209 submarines to Portugal. Ferrostaal, which had bid against submarine builder HDW and shipbuilder Thyssen Nordseewerke, won the €880 million contract in November 2003 -- with the help of bribes and a number of phony consulting contracts.

    According to the investigators' files, a Portuguese honorary consul approached one of the Ferrostaal board members in 1999. The man allegedly said that he could be helpful in the initiation of the submarine deal. According to the files, the honorary diplomat demonstrated his influence by setting up a direct meeting in the summer of 2002 with then Prime Minister José Manuel Barroso.

    The Ferrostaal executives in Essen were apparently so impressed that they signed a consulting agreement with the honorary consul in January 2003, in return for his "constructive assistance." Under the agreement, the Portuguese diplomat was to be paid 0.3 percent of the total contract volume if the deal went through.

    The consul ended up collecting roughly €1.6 million, which the investigators see as a clear violation of his duties as a diplomat.

    But it appears that Ferrostaal did not rely solely on its advisor's good connections to bring about the submarine deal. It is believed that a consulting agreement was concluded between Ferrostaal and a partner, on the one hand, and a rear admiral in the Portuguese navy, on the other. The deal, most recently, was worth €1 million.

    A Portuguese law firm is also believed to have played a role in ensuring that that the contract was awarded to Ferrostaal, and that plenty of bribe money was paid in return.

    Prosecutors have already identified more than a dozen suspicious brokerage and consulting agreements related to the submarine deal. According to the investigation files, all of these agreements were designed "to obfuscate the money trails," so as to pass on payments "to decision-makers in the Portuguese government, ministries or navy."

    It appears that, in the end, Ferrostaal paid so many consulting fees that not much was left in the form of profits from the submarine deal.
Publicado in Câmara Corporativa
blogue oficioso dos amigos do  Sr. Sócrátes. Esta vai para quem acha que só há corruptos no PS e já anda por aí a infamar o nome do Snr. Eng. Guterres......
Quanto aos submarinos abrantinos fazem o favor de esperar, que há ponte
Marcello de Ataíde

 

 

 

 

 



publicado por porabrantes às 10:14 | link do post | comentar

Quinta-feira, 1 de Abril de 2010

Além dos peticionários que figuram on-line, a petição possui outro numeroso grupo de aderentes que a assinaram em papel. Por motivos de falta de tempo não temos dado a conhecer os seus nomes, coisa que iremos fazendo de acordo com as nossa possibilidades.

 

Hoje divulgamos que dois membros da prestigiada família Alves Jana aderiram à petição manifestando portanto seu estupor face à ao atentado património nacional e abrantino que significa o projecto de Carrilho da Graça.

 

 

Fotomontagem da arquitecta Beatriz Noronha

 

 

Supomos que a ex-Vereadora Isilda ficará possessa, mas enfim ela só é Alves Jana por afinidade, embora deva ao apelido e ao marido  alguma ajuda  (certamente insignificante) na sua carreira política.

 

 

Quase tão pouca como Mrs. Clinton deve a certo  Bill amador de charutos cubanos e de miúdas gorduchas como a nossa venerada Mónica.

 

 

Supomos que o director da Gazeta à borla também ficará chateado.

 

É caso disso!!!!

 

Agora anunciamos que o Sr. Dr. Ernesto José Nazaré Alves Jana, Professor Universitário, Historiador de Arte e alto funcionário da Câmara de Lisboa aderiu à petição.

 

O Sr. Dr. Ernesto Alves Jana é autor da importante tese ''O Convento de Cristo em Tomar e as obras durante o período filipino''  de evidente importância para o estudo da História de Arte na região e em Abrantes, dada a influência dos mestres e arquitectos de Tomar nas obras de restauração das Igrejas abrantinas durante os Filipes.

 

A obra do nosso amigo encontram-se espalhada em diversas publicações  da especialidade, onde se pode aquilatar o seu prestígio como especialista na área do Património.

 

Infelizmente temos de dizer aos carrilhistas que o nosso Alves Jana é melhor que os deles, dado que nenhum dos Janas carrilhistas é conhecido por qualquer ligação profissional à área de defesa do Património.

 

Agradecemos ao  Sr. Dr. Ernesto José Nazaré Alves Jana a generosidade em defender Abrantes.

 

Marcello de Ataíde

 



publicado por porabrantes às 22:59 | link do post | comentar | ver comentários (2)

Na página web do PS abrantino afixaram isto:

 

''De acordo com decisão tomada em Comissão Política Concelhia foi preparado e entregue na Federação Distrital de Santarém, no dia 23 de Outubro, o processo de expulsão de 7 militantes do Partido Socialista, por terem integrado listas de  candidaturas  de outras forças políticas, nomeadamente:

- 6  militantes do PS integraram listas do movimento  Independentes pelo Concelho de Abrantes – ICA;
- 1 militante do PS integrou as listas do PSD.

O processo, de acordo com os Estatutos do Partido Socialista,  irá agora ser analisado na Comissão Federativa de Jurisdição e subirá posteriormente à Comissão de Jurisdição  Nacional, à qual caberá a expulsão dos referidos militantes.''

 

A data é de 25-10-2009

 

Extraordinário ! É a primeira acusação do Mundo contra anónimos, excepto o Sr. Arquitecto Albano que é identificado noutras partes da página e que entretanto assustado pela ''Justiça'' à moda do Pego que dita sentença, antes de se iniciar o processo e dos acusados se poderem defender, pediu a demissão.

 

o Mirante

 

Temos de elogiar o Albano, por não querer fazer parte duma organização em que se pratica o processo inquisitório.

 

Diz o art 14º dos Estatutos do PS - (Dos Direitos) dos militantes (...)

 

e. Participar à entidade competente para o seu conhecimento qualquer violação das normas que regem a vida interna do Partido e não sofrer sanção disciplinar sem prévia audição e sem garantias de defesa, em processo organizado pela instância competente; (...)

 

Isto é a CP já ditou sentença inapelável : ''a expulsão dos referidos militantes'' e não sabemos se foram ouvidos e quem os defendeu !!!!

 

Diz o Artigo 57º
(Da Comissão Federativa de Jurisdição), nº 2 alínea F  que é competência da CFJ

 

. Decretar a suspensão, após audição prévia, e propor à Comissão Nacional de Jurisdição a expulsão dos militantes que integrem ou apoiem listas contrárias à orientação definida pelos órgãos competentes do Partido Socialista, inclusive nos actos eleitorais em que o Partido se não faça representar;

 

 

Isto é, não era competência da C.P.C de Abrantes propor a expulsão dos militantes, mas sim dos orgãos distritais, pelo que é nula a deliberação tomada pela C.P.C. por todos os motivos e mais alguns.!!!!

 

Sendo a Comissão dirigida por Isilda Jana, que já denunciámos pela tomada de uma decisão ilegal enquanto autarca, era de esperar uma barraca destas. !!!!

 

Deviam pensar que estavam numa Reunião do Rancho Folclórico do Pego e iam expulsar um bailarino que se atreveu a ir bailar nas horas vagas a um rancho rival.

 

Finalmente resta a moralidade: que autoridade moral tem o PS de Abrantes para tentar expulsar alguém por se candidatar em listas de outro partido, quando apresentaram o militante do PPD, eng. Bioucas como candidato a Presidente pelo PS, elegeram-no e quando o Senhor foi derrotado graças ao génio político do nosso amigo eng.  Marçal ficaram muito tristes.

 

Quando voltaram a retomar o Poder, atribuíram ao desertor do PPD a medalha de ouro da cidade, para o compensar da derrota às mãos do Sr. Eng.Marçal.

 

Na C.PC. actual ainda há gente dessa época, o venerável Manuel Dias e o Mor (que ainda não era licenciado no tempo da deserção do eng.Bioucas do PPD).

 

 

o Ribatejo

 

E do tempo em que foi expulso o Sr. Dr. Eurico Consciência por apoiar Otelo Saraiva de Carvalho contra Eanes....

 

Também foi uma expulsão divertida, a pena aplicada ao Sr. Dr. Eurico Consciência, devia com maior coerência ser aplicada a Manuel Alegre!!!

 

Mas com a falta de tomates e a hipocrisia da organização referenciada, pensam propô-lo para próximo PR!!!!

 

 

Rogamos a Isilda Jana que faça uma participação contra Manuel Alegre ( mas lendo bem os estatutos), porque já que se dedica a fomentar processos inquisitoriais contra abrantinos, os inicie também contra aristocratas de Águeda, como o poeta Manuel de Mello Duarte Alegre.

 

A Constituição garante a Igualdade de todos os portugueses perante a Lei, e os Estatutos do PS subordinam-se às normas constitucionais.

 

Portanto se a Camarada Isilda (mais a CPC) já decretou ilegalmente a expulsão dos abrantinos, que participe agora contra Manuel Alegre.

 


 

foto PS abrantes

 

 

Estamos certos que a Defesa do Poeta dirá: ‘’o aristocrata e resistente Manuel Alegre escreveu na Praça da Canção ''amo as mulheres do meu País'' e isso inclui as do Pego, sendo amada pelo Poeta, não é procedente que a militante Isilda o tente defenestrar por nele terem votado mais de um milhão de portugueses''.

 

Marcello de Ataíde



publicado por porabrantes às 14:10 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

A nossa imprensa vai melh...

Quem é o Morgado?

Atenção vende-se herdade ...

Geringonça vende Central ...

O motim dos Voluntários R...

O libré do Ataíde d'Abran...

A homenagem ao alemão que...

O maçónico Papa que prote...

Me too (1)

Os presos abrilistas do T...

arquivos

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Setembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds