Sexta-feira, 2 de Julho de 2010

Tem-se assistido em várias assembleias municipais do distrito a uma situação curiosa, mas no fim de contas reveladora.

 

Quanto chega o momento da retórica das pompas fúnebres, espaço que não sabemos se é patrocinado pela Agência Magno, o Bloco apresenta moções de pesar pela morte de Saramago e as ditas vão por água abaixo.

 

Isso sucede em alguns municípios da Lezíria, feudos tradicionais do PCP, embora algum como Coruche esteja hoje emancipado da tutela da CDU.

 

Na Direita e no PS existem as  tradicionais resistências devido ao anti-clericalismo do Autor e ao seu passado no PREC.

 

Mas sobretudo o que há é o sentimento de propriedade comunista sobre a pessoa de Saramago e ficam muito ofendidos por ser a concorrência a falar nele.

 

Então abstêm-se e as moções não passam.

 

Finalmente há (aconteceu na Chamusca) algum deputado municipal que acha que Saramago era um traidor porque era iberista.

 

Francamente por este caminho nunca haverá na Chamusca a Rua Cristiano Ronaldo.

 

O descaramento em Portugal é grande, os tipos que se recusaram a dar trabalho no Diário a Saramago quando foi saneado do Diário de Notícias, agora acham que o escritor é de sua propriedade.

 

Eles não eram contra a propriedade?

 

Em Abrantes, as coisas correram com sensatez, a nossa CDU é civilizada.

 

O que me admira é que só a D.Matilde Lino Netto Pádua se tenha abstido na Direita. Deve porque Abrantes é a terra da unanimidade.

 

Miguel Abrantes



publicado por porabrantes às 09:35 | link do post | comentar | ver comentários (3)

Quinta-feira, 1 de Julho de 2010

A Drª Isabel Veiga Cabral respondeu assim à arqueóloga camarária:

 

 

Cara Colega

Recebi o seu e-mail sobre a necrópole medieval que se encontra junto da muralha de Abrantes, que me pareceu pouco claro, pelas razões que a seguir exponho.

A primeira razão prende-se com a sua suposição, errada de resto, de que se pretende "politizar o seu trabalho". Não sei como um trabalho, que deveria ser científico, se pode politizar, mas a cara colega lá saberá de si....

Quanto a mim vejo a coisas de forma diferente - as águas devem estar separadas, a menos que não haja sentido profissional.

A política ou a "politização" como escreve, deve ser exercida em foros próprios e, que me lembre, não me dirigi à Assembleia da República, nem a nenhum orgão ou partido político, nem a cara colega respondeu a um pedido de informação, feito por mim como representante de um qualquer orgão político ou similar.

Fi-lo em nome pessoal e nem sequer como Vice-presidente da Real Associação do Médio Tejo. De resto esta ONG, que é apolítica, tem apenas como qualidade pugnar, com completa isenção, pelos interesses dos cidadãos que compreendem os seus 14 concelhos  (permita-me que lhe recomende a leitura dos seus Estatutos, disponíveis para toda a gente). Graça a Deus poupou-nos a todos os que receberam a sua informação, da leitura da longa lista das ONGs a que  me encontro ligada - teria sido um tédio.

Quanto aos trabalhos de escavação que está a realizar, confio inteiramente na competência dos grandes profissionais que são os arqueólogos do IGESPAR para fazerem o seu acompanhamento.

Quanto à sua disponibilidade, agradeço-lha e, acredite, aprecio-a deveras, tanto mais que, não foi a mesma quando a ONG já referida a contactou, há alguns meses, sobre as escavações do Convento de S. Domingos. Já agora, a "talhe de foice" permita-me chamar a sua atenção para a correcção que deve ser feita quanto a designação de um importante, mas negligenciado, espaço do Convento, incorrectamente definido como simples parque de estacionamento, (de feitura recente) o qual corresponde, na verdade, ao horto e cerca conventual.

Com os meus cumprimentos,

Maria Isabel da Veiga Cabral

 

Esta resposta merece os nossos seguintes comentários:

1-Agradece-se à peticionária Drª Isabel Veiga Cabral o seu interesse pela defesa do património abrantino. Quantos mais formos a protestar melhor.

2-A Drº Filomena Gaspar é uma arqueóloga competente e com provas dadas. E tem alguma razão quando se diz que se está a politizar a questão. A defesa do património é também política e não só cultural. Especialmente porque são em boa parte os políticos os responsáveis pela degradação do nosso património. Por acção e omissão. Veja-se o post em que elogiámos o marido da Drª Filomena, Carlos Batata pela posição que tomou ao denunciar os atentados ao património cometidos pela autarquia de Lagos.

3-O que estranhamos é que o Dr.Batata não proteste onde vive, isto é em Abrantes.

4-Fala a Drª Filomena da sua disponibilidade para responder a perguntas. É uma coisa que se agradece. Mas lembra-se da posição tomada pela ''Chefa'', isto é Isilda Jana, que a negou ao Dr.Paulo Falcão Tavares a identificação dos responsáveis da equipa arqueológica que escavava na cerca de São Domingos. Isto é disponibilidade?

5-Só perante a ameaça dum recurso a instâncias superiores foi divulgada por Isilda Jana, aliás a ''Chefa'', a identificação dos responsáveis pelas escavações, sob chefia de Luiz Oosterbeck e de que Filomena Gaspar fazia parte como subordinada.

6- E agora a pergunta, naturalmente política, tendo a Câmara de Abrantes uma arqueóloga com  experiência e o indiscutível prestígio de Filomena Gaspar para que foi necessário nomear Luiz Oosterbeck, que é especialista em escavações pré-históricas, para dirigir as pesquisas em São Domingos onde o material que se poderia esperar era de meados do século XVI.

7-Qual a razão para o secretismo desta nomeação?

8-Qual a razão para ser necessário escolher pessoal exterior à Câmara, se esta tinha na prata da casa gente capaz de fazer as escavações?

9-Tinha isto algo a ver com a recusa do IGESPAR, através do ofício nº 2610 de 11 de Agosto de 2007 pelo qual o Director Regional da Cultura recusou autorização para escavações?

10- Encontrando-se Luiz Oosterbeck vinculado à CMA por um contrato de prestação de serviços com o fim de inventariar  a colecção da Fundação Estrada tinha todo o interesse em que as escavações não encontrassem nada que impedisse a construção da Carrilhada. Abordámos aqui a sua situação de incompatibilidade de acordo com o Código Deontológico da Associação Profissional de Arqueólogos O que pensa Filomena Gaspar desta situação?

11-Já reproduzimos o C.V. de Oosterbeck enviado em inglês à CMA e ao IGESPAR.  Um dia destes reproduziremos o seu com alguns comentários.

Acha a Dr.Filomena que o inglês é a língua oficial em Abrantes e em Portugal?

12- -Finalmente recorda-se quem politizou em termos inqualificáveis esta questão foi Luiz Oosterbeck e Isilda Jana. O primeiro   teve a ousadia de fazer a apologia da pintura hitleriana numa sessão do Convento de São Domingos. Como é que Filomena Gaspar trabalha com um tipo que acha que Hitler era um grande pintor?

 

Marcello de Ataíde

 

Em anexo -Recusa do Igespar



publicado por porabrantes às 20:07 | link do post | comentar

O Mirante - Diário Online
''Cavaleiro Andante

 

Não se pode ter tudo

 

O presidente da Assembleia Municipal de Abrantes, Jorge Lacão (PS), e a concelhia socialista abrantina emitiram comunicados esta terça-feira a congratularem-se com a decisão do Ministério Público em arquivar o processo em que era arguido o ex-presidente da câmara e camarada de partido Nelson Carvalho. Quem disse que o mundo da política é uma selva e que o PS é um saco de gatos? Só faltou mesmo darem os parabéns ao ex-autarca pela carreira profissional que se apresta para iniciar ao serviço de uma empresa que ajudou a instalar no concelho. Mas não se pode ter tudo…''

 

No dito Jornal, só uma nota, vimos o Comunicado da Chefa mas não vimos o do Sr.Ministro.

 

Nem da Assoçiação Heteroxessual Abrantina agradecendo a Alves & Cª não admitir maricas....

 

M.A.



publicado por porabrantes às 19:58 | link do post | comentar

A insegurança no concelho de Abrantes está a atingir proporções alarmantes, enquanto a polícia e a GNR dispõem de falta de meios, são usadas para tarefas burocráticas onde perdem o tempo necessário à prevenção e investigação (por exemplo andar a distribuir notificações judiciais pelo concelho que deviam ser feitas doutro modo) e são desencorajadas pela brandura das autoridades judiciais.

 

O Correio da Manhã fez uma manchete abrantina outra vez. Era um Nelson o protagonista, mas teve muito mais azar que o outro.

 

''Os três homicidas estavam a tomar o pequeno-almoço na cafetaria da área de serviço da A23, Abrantes, pelas 06h00 de terça-feira, depois de uma "noitada com muita cerveja", quando o motorista de Salvaterra de Magos, Nelson Ferreira, de 37 anos, entrou para tomar um café. Sem qualquer razão aparente, dado que houve apenas uma troca de olhares entre eles, agrediram-no com duas bofetadas e mataram-no com uma facada no coração, quando tentou fugir.

Os suspeitos de homicídio qualificado, de 18, 22 e 23 anos, foram ontem presentes ao Tribunal de Abrantes e, para evitar qualquer perturbação do interrogatório ou alteração da ordem pública, a PSP montou um forte dispositivo de segurança. Continuavam a ser interrogados ao princípio da noite.'' é assim que Isabel Jordão conta a história que pode continuar a ler aqui.

 

O pai dum detidos  depois de espancar 2 GNRs foi '' Depois de interrogado em tribunal, ontem de manhã, por ter agredido e insultado os militares da GNR, o pai do homicida de 18 anos, feirante, foi libertado, aguardando, apenas com Termo de Identidade e Residência, o inquérito e a marcação do julgamento.''

 

E a aqui a pergunta, não sabemos se não o terem mandado em prisão preventiva é culpa dos códigos ou das leituras que fazem deles os magistrados.

 

O que sabemos é que as tensões étnicas começam a avivar-se e o Tribunal teve ser cercado por um ''forte dispositivo de segurança'' durante as diligências judiciais.

 

O que sabemos é que anos de tolerância e de soluções urbanísticas absurdas para integrar nómadas criaram um barril de pólvora.

 

O infeliz Nelson Ferreira já não vai cá estar para ver a explosão.

 

Marcello de Ataíde



publicado por porabrantes às 17:05 | link do post | comentar

BREVEMENTE

 

A RESPOSTA DA DRº ISABEL VEIGA CABRAL À ARQUEÓLOGA CAMARÁRIA

 

APOIEMOS A DEFESA DO PATRIMÓNIO DE ABRANTES

 

FOTO ÂNIMO



publicado por porabrantes às 12:13 | link do post | comentar

JÁ  AGORA

 

O ASSASSINATO DO NELSON

 

A BRANDURA DA JUSTIÇA

 

QUEREMOS JUÍZES MAIS DUROS EM ABRANTES!!!!



publicado por porabrantes às 12:11 | link do post | comentar

Dentro da paranóia governamental de desuducar os portugueses, fechar as escolas da província e criar monstros burocráticos ingovernáveis na educação está a criação dos mega-agrupamentos.

 

Está -on-line uma petição contra esta decisão política, pediram-mos divulgação e aqui fica:

 

Assinar a petição online: «Contra os Mega-Agrupamentos»

http://www.peticaopublica.com/PeticaoVer.aspx?pi=P2010N2522

 

Adérito Abrantes

 

( o meu Tio está na Câmara a produzir posts intensivos dizendo que a culpa do falhanço da Selecção não é do Socrátes nem do Passos Coelho.

A culpa é do Cavaco que não foi ao enterro do Saramago criando com isso grande perturbação intelectual entre a elite dos nossos pensadores cuja vedeta é Cristiano Ronaldo.

A culpa também é do Alegre e do Jaime Gama que não foram ao funeral e assim já temos maneira de que o Gama não seja P.Ministro dum Governo de Salvação Nacional como queria o Cavaco.

Quanto ao Alegre trata-se dum ajuste de contas dos socráticos que no fundo querem candidatar a Mãe do Sócrates à Presidência).





publicado por porabrantes às 12:08 | link do post | comentar

Jota Pico diz

 

Porque razão, João Pico tem que ser impedido de intervir?!

 

in blogue Pico do Zêzere

 

e depois acrescenta que só resta as Cartas ao Director no Expresso

 

é um optimista......

 

Com a forretice do Xico Balsemão e a crise qualquer dia começam a poupar papel.....

 

De forma que sugerimos a João Pico nova forma de intervir, esta:

 


Substitui o compro ouro, pelas suas propostas políticas e

passeia pela cidade e freguesias.....

 

Como se dizia em Maio de 68:

imaginação ao poder!!!!!

 

 


Adérito Abrantes



publicado por porabrantes às 10:43 | link do post | comentar

Lisboa, 30 jun (Lusa) -- A comissão parlamentar de combate à corrupção chumbou hoje a proposta do PSD de criação do crime de enriquecimento ilícito, com os votos contra do PS e do CDS-PP e votos favoráveis do PSD, PCP e Bloco de Esquerda.

Os trabalhos da comissão eventual - criada no início desta legislatura e cujo prazo termina no próximo domingo - entraram já na reta final, tendo começado hoje à noite as votações na especialidade do pacote de propostas das várias bancadas.

No projeto de lei de criminalização do enriquecimento ilícito, o PSD "fez um esforço no sentido de não inverter o ónus da prova nem pôr em causa qualquer princípio constitucional", propondo "a criação de um crime de perigo comum, acautelando o alarme social decorrente de uma situação de enriquecimento ilícito", referiu o deputado social democrata Fernando Negrão. *

in Diário de Notícias

 

Porreiro, pá!!!!!

 

Já não vou ter de explicar os 7 milhões de euros que a Loja Raul Rego (em autogestão) tem depositados num off-shore em Panamá City, no edifício do Swiss Bank, com um procurador que foi advogado de Noriega!!!!

 

Vamos aplicar a massa a contratar um Presidente da Câmara que nos ofereça um latifúndio no valor mínimo de 1 milhão de euros, montar uma indústria com 5.000 tesos a ganhar o salário mínimo, com isenção de impostos e taxas e quando a treta estiver montada vendemo-la ao primeiro incauto por 825 milhões a transferir para outro off-shore ou lançamos uma OPA sobre a Gazeta Gratuita por 5 cêntimos, financiamos a campanha eleitoral do D.Policarpo para impedir a reeleição do Cavaco e por excentricidade vamos convencer o Quim Barreiros a ser candidato a Presidente.

 

Mesmo assim restam uns 823 milhões dos quais subsidiamos com 500.000€ a campanha anti-gay de certo comuna para aplicar em Portugal a política castrista contra os sodomitas e para aumentar a confusão promovemos a Opus Gay dando-lhe um milhão para combater os homófobos e promover a legalização da poligamia entre gays.

 

Ainda restam uns sólidos 821,5 milhões a que não sabemos que fazer.....

 

Talvez construir um menir rupestre e certificado no Mação com 100 metros de altura para homenagear os laranjas do Pinhal.

 

Tudo isso dará benefícios $$$$ fiscais e incentivos no valor de 10 milhões de euros, dos quais daremos 1 milhão ao Sr.Cónego para demolir São Vicente e construir um cubo à Carrilho.



Se aparecerem ossos nos trabalhos, usaremos dinamite importado duns amigos nossos de Nelas e todos os calhaus, tíbias e caveiras vão para o galheiro.

 

Queremos é um arquitecto estrangeiro, e para isso daremos 10 milhões ao Jack Lang para o escolher.....

 

Ser rico só dá trabalho.....

 

Miguel Abrantes, promotor de parques prafrentex de energias ultra-leves

 

* A ortografia moderna é do DN


tags: ,

publicado por porabrantes às 01:50 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Nem os mortos respeitam

Não há mais nada a dizer

Dr.Gilberto Vasco (2)

Imprensa diocesana retrat...

Colega da cacique no olho...

O assunto não deve ser p...

Quando Gomes Mor se senta...

Caçadores das Arreciadas ...

Presos políticos abrantin...

Críticas a livros de semi...

arquivos

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pico

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

república

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10

21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds