Segunda-feira, 30 de Agosto de 2010

O nosso amigo Artur Lalanda envia-nos este comentário ao post ''Ganda post''  onde se fazia o elogio do Cidadão Abt e do seu talento.

 

Diz o Sr.Lalanda: Venho mantendo uma "guerra" surda com o VPC para conseguir ler o contrato com a Abrantáqua, que me parece estar a ser uma mina de ouro para a empresa e conhecer os valores médios mensais consignados,desde Janeiro de 2008. Já tenho uma resposta "anedótica" e estão em curso análises que mandei fazer às águas sub-terrâneas do vale da Cerejeira, a juzante do Paúl.
Creio que a empresa não cumpre o contrato e ninguém toma providências. 
Os SMA dizem que estão a ser construidas redes de saneamento, mas não dizem onde.
Sempre que alguém reclama contra o estado das sarjetas no zona histórica, quem aparece a remediar o assunto é pessoal da Câmara ou
dos SMA. Pagamos duas vezes.
Esta gente precisa de ser denunciada. 
O meu "geito" é denunciar abertamente porque não sei "calçar" luvas de renda, como
os Senhores fazem.
Os jornais preocupam-se com a sobrevivência
e nem sempre lhe sobre o espaço. Temos que aceitar.
Boa saúde.

 

E agora nós: vamos ver se conseguimos o contrato. Ou pelo menos aconselhar aqui a forma ''legal'' de o obter, porque é um documento público e a CMA está obrigada a mostrá-lo.

Também queremos fazer uns posts sobre a ''empresa'' mas precisamos dalgum tempo.

Os nossos cumprimentos

Marcello de Ataíde


tags: ,

publicado por porabrantes às 14:40 | link do post | comentar

 

 

Há uns tempos o erudito rural João Pico  fez entrar D.Lopo de Almeida na Batalha de Aljubarrota onde dada a sua bravura teria espadeirado uma data de castelhanos.

 

Com a nossa costumeira amabilidade corrigimos o Sr. Pico, sobretudo porque  ele revelava que a fonte de informação era o Prof. José Hermano Saraiva, ex-Ministro da Educação de Salazar, homem de bem e grande divulgador da História de Portugal num dos programas mais vistos na história da RTP..

 

Pode-se naturalmente opinar sobre o  Prof. Saraiva excepto sugerir ele não sabe história, porque é um dos historiadores mais sabedores em Portugal.

 

Já agora revela-se que o Prof. Hermano Saraiva, irmão do então intelectual comunista António José Saraiva (que mais tarde seria um furibundo crítico de Cunhal, pelo menos desde 1969 ) deu sempre todo  o apoio ao irmão exilado e defendeu nos Tribunais Plenários fascistas gente acusada de actividades subversivas. Incluindo o seu próprio sobrinho.....

 

 

O erudito rural do Souto reconheceu parcialmente e fez auto-crítica. Honra lhe seja!

 

 

O Doutor Candeias é autor duma obra importante e de qualidade em domínios da História de Abrantes e da sua província natal, a Beira-Baixa.

 

Doutor Joaquim Candeias Silva

Foto do Jornal de Alferrarede

 

Mas nenhum historiador (incluindo o rural João Pico) está isento de erros ou de lapsos que devem ser corrigidos paternalmente, sem acrimónia, porque a História é sempre uma obra em construção.

 

 

Sustentou o Doutor Candeias Silva
na sua obra

 

 

 

que D.Lopo estaria representado num fresco da Biblioteca Picollomini no Duomo ou seja na Catedral de Siena,

 

 

D.Lopo  fazia parte do séquito da Infanta D.Leonor, já Imperatriz, porque casara em Lisboa por procuração  com o Imperador do Sacro-Império Romano-Germânico Frederico III. A irmã de Afonso V encontrou-se em Siena com o seu marido, sendo a pomposa cerimónia representada no fresco em causa. Foi anfitrião do encontro imperial Eneas Sílvio Piccollomini, Bispo de Siena, grande humanista, mais tarde Papa com o nome de Pio II.

 

A foto representa a Biblioteca Piccolomini, no Duomo, onde o grande pintor Pintoricchio representou em admiráveis frescos vários passos da vida deste Papa.

 

Um dos frescos representa o encontro entre a Infanta lusa e o Imperador, fresco que passamos a mostrar com mais detalhe:

imagem ver aqui

 

O Doutor Candeias a página 30 da sua interessante obra (donde lhe surgiu, parece-nos a sua saudável fixação pelos Almeidas) sugere que uma das personagens seria  Lopo de Almeida.

 

 

Candeias segue a identificação proposta pela venerável Mestra de História Económica Portuguesa, Virgínia Rau que foi uma das primeiras pessoas a chamar a atenção para o percurso do 1º Conde Abrantino, de que não era conhecida nenhuma representação gráfica.

 

 

Mas esquece duas coisas importantes:

 

Virgínia Rau não era historiadora de Arte.

 

E ela não afirma que se trata de D.Lopo.....

 

Ela diz : ''Nos cavaleiros , vestidos de escuro, que faziam parte do séquito da Infanta, poderemos ver nós os retratos do nosso Lopo de Almeida e do seu companheiro o Dr.João Fernandes da Silveira? Ë possível, é muito provável.....''

 

E numa nota de pé de página especifica ''Ver na reprodução (...) as duas figuras de negro , à direita e por detrás da Infanta e das suas damas; uma delas ostenta no manto uma Cruz de Malta. Será este o   Dr.João Fernandes da Silveira, armado cavaleiro em Roma, pelo Imperador??'

 

(V. Rau, ''Aspectos do ''trato'' da ''adiça'' e da ''pescaria do ''coral'' nos finais do século XV'' , in Estudos de História Medieval,Editorial Presença, Lix, 1986, p. 147)

 

 

 

 

Virgínia Rau traça a interrogação não afirma, sugere, que com bastante probabilidade, possam ser Lopo de Almeida e João Fernandes da Silveira.

 

Vamos vê-los com mais pormenor:

 

D.Lopo seria o da direita, o Dr. Silveira o que leva a Cruz de Malta.

 

As dúvidas sugeridas por Virgínia Rua continuam a ser mantidas na bibliografia portuguesa recente, por exemplo Humberto Baquero Moreno e Isabel Vaz de Freitas in A Corte de D.Afonso V -O Tempo e os Homens'' (1986) escrevem: ''Entre os elementos do séquito representados encontra-se provavelmente  Lopo de Almeida e João Fernandes da Silveira''.

 

A probabilidade é mantida mas nenhum destes autores se atreve a identificar as personagens.

 

E a agora a pergunta: foi o Doutor Candeias a Siena e preocupou-se em ver os frescos in situ e ler a bibliografia italiana sobre esta obra prima de Pintoricchio?

 

Se foi, terá comprado um guia da catedral ou mais especificamente um guia da Biblioteca Piccolomini?

 

 

Porque teria bastado uma consulta a esta obra de divulgação turística de Alessandro Cecchi, Scale Firenze, Florença, 1991, para verificar que a figura que Virgínia Rau apontou como sendo possivelmente Lopo de Almeida, não o pode ser.

 

Ora se os próprios especialistas italianos têm dificuldade em identificar algumas das personagens do fresco, não há problemas porém em  identificar o homem da cruz de Malta como o membro da Fábrica da Catedral Alberto Aringhieri, porque ele foi representado também por Pintoricchio num dos frescos da capela  de São João da Catedral (1504-06).

 

Da mesma forma a personagem onde Virgínia Rau supôs ver Lopo de Almeida é fácil de identificar, tratando-se dum parente do futuro Pio II, Andrea di Nanni Piccolomini, estando a seu lado a sua mulher Agnese di Gabriele Francesco Farnese.

 

Onde figura uma referência a Lopo de Almeida  é na coluna comemorativa de mármore visível no fresco mandada levantar pelo povo de Siena.

O próprio Bispo (depois papa Pio II) diz nos seus Comentários ''Sobre este local  pouco tempo depois os sienenses levantaram uma coluna de mármore, monumento destinado a recordar à posteridade que neste lugar se viram pela primeira vez o Imperador vindo do Oriente e a Imperatriz vinda de Ocidente''.

 

Esta nota pretende apenas aclarar que infelizmente não dispomos de nenhuma representação gráfica conhecida do primeiro Conde de Abrantes.

 

Se alguém o quiser representar por favor não o pinte com a cara dum patrício italiano, membro duma poderosa família pontifícia.

 

Porque um Almeida não é um Piccolomini......

 

Marcello de Noronha

 

Nota: Vai este texto dedicado ao Eduardo Campos que se fosse vivo teria sido um dos primeiros a assinar a petição. Não se pretende entrar em polémica com ninguém. Apenas elucidar um passo da história abrantina....



publicado por porabrantes às 10:49 | link do post | comentar

Um blogue duma jovem turista que visitou a nossa região e partiu encantada conta isto:

 

 

''Passeio de três amigas por estas terras lindas de Portugal.Ficamos alojadas em Abrantes, na Pousada da Juventude, que não gostei lá muito, pois no meu quarto andavam por lá uns bichos-da madeira, ou sei lá o que era aquilo, fazendo com que não dormisse la muito sossegada!'' in

simplesmente 100

 

 

Como é possível que num edifício de construção recente já haja destes queridos bicharocos?

 

Marcelo de Ataíde



publicado por porabrantes às 09:48 | link do post | comentar

Domingo, 29 de Agosto de 2010

 

A petição saúda mais uma vez o nosso amigo Cidadão Abt por um extraordinário e sarcástico post sobre a ETAR das Arreciadas e os problemas com os bovinos do repórter.

 

Parece-nos que há matéria para intervenção por delitos contra a saúde pública (temos de estudar o código e é domingo e estamos preguiçosos) do MP mas tememos que o distinto magistrado seja como o Defensor de Moura e tenha medo das vacas.

 

Achamos que na região este post do Cidadão é o melhor de 2010!!!!!

ler aqui

Naturalmente a situação devia envergonhar os políticos e  empresa que gere a coisa, onde nos parece que anda algum ex-político (prometemos investigar)!!!!!

 

Convidamos os nossos leitores a visitarem obrigatoriamente este post!!!!!

 

Desafiamos a folha gratuita do primeiro esposo do concelho a mostrar o que se passa nas Arreciadas, a dizer quem são os sócios e gerentes da empresa que gere a Etar  e mais alguma coisinha....

 

Quanto à autarquia abrantina e à de São Miguel poupamos os adjectivos que merecem por razões de simples economia.

 

Miguel Abrantes



publicado por porabrantes às 21:20 | link do post | comentar | ver comentários (3)

A pergunta da semana :

 

 

Não haverá em algum notário um testamento perdido em que a benemérita Dona Rosalina Ribeiro, ex-secretária de Lúcio Thomé Feteira,

teste a favor da Paróquia de São Vicente?

 

Recomendamos aos responsáveis da Paróquia uma busca exaustiva por todos os cartórios de Portugal e do Brasil!!!!

 

Marcello de Ataíde encontra-se a ver se não há um testamento a favor dos amigos dele!!!!!

 

Todos sabemos que a Dona Rosalina era muito piedosa!!!!!

 

Miguel Abrantes



publicado por porabrantes às 18:37 | link do post | comentar

PJ vai ao Brasil investigar morte

da Dona Rosalina Ribeiro

e Duarte Lima lamenta não ser

do PS em vez do PSD

Por António Marques

As imagens de Rosalina Ribeiro dentro do elevador e a sair do prédio já foram transmitidas pelas televisões mais vezes que a queda das Torres Gémeas ou as comemorações do último título do Benfica.

Agora, o MP e a PJ vão investigar a morte da milionária, interrogando Duarte Lima. O IP falou com um magistrado do MP: “A investigação ao barão do PSD Duarte Lima vai ser rápida, como é apanágio do MP!“. O IP falou com um inspector da PJ: “Para nós um notável do PSD tem o mesmo valor que um desempregado anónimo! A investigação será mais célere que as de Torquemada na Inquisição!“. O IP falou com Duarte Lima: “Tive azar em estar no sítio errado, na hora errada, mas acima de tudo arrependo-me de não ser militante do PS! Se assim fosse, as câmaras do elevador podiam mostrar-me a apertar o gasganete à velha que, a esta hora, já a PGR teria arquivado o caso por falta de provas!“. AM

 

 

in inimigo público

 

postado por Miguel Abrantes

 

nota: como somos bem educados (ao contrário dos inimigos públicos e dum amigo do Cachoeira que acaba de nos mandar um e-mail dizendo dizendo que defendemos os ''maricas'', mudámos o título do IP de Rosalina para Dona Rosalina.) Haja respeito pelas Senhoras!!!!!



publicado por porabrantes às 18:19 | link do post | comentar

A discriminação contra os homoxessuais e contra quem mantém práticas heteredoxas no campo sexual foi em Portugal incentivada pela Igreja Católica e pelo Estado ao longo dos séculos.

 

Abrantes não fugiu à regra.

 

Iremos revelando alguns casos paradigmáticos.

 

E mesmo os que se dizem progressistas foram capazes de enxovalhar a honra de grandes personalidades porque tinham hábitos sexuais diferentes dos seus.

 

Uma Câmara dominada pelo PCP (o MDP era, em 1974-1975, um simples heterónimo do PCP) foi capaz de tirar de uma rua o nome do maior escritor abrantino, António Botto com o vago pretexto de que era homoxessual para o substituir pelo nome da rural Catarina Eufémia.

 

Eram discípulos dos que expulsaram do PCP o dirigente comunista Júlio Fogaça, um rico proprietário de Alcobaça, que resistiu à tortura fascista no Tarrafal (onde o sr. dr. Álvaro nunca pôs os pés por ser filho de quem era), dirigiu o partido na clandestinidade e foi afastado porque a corja estalinista era mais homófoba que os nazis.

 

Ou que João Pico.

 

E agora a personagem do post  o ''Pisco''.

 

Chamava-se João Rodrigues, ''o Pisco''. Era meio judeu, filho do cristão velho, Sebastião Lopes, ferreiro, e da ''Pisca'', alcunha da sua mãe Ana Rodrigues que tinha sangue hebraico.

Natural e residente em Abrantes.

De profissão fora sirgueiro (isto é fabricante de tecidos de seda) e quando foi incomodado vivia da sua fazenda. Ou seja dos seus rendimentos.

Casara duas vezes, a primeira com Leonor da Presa, cristã-velha, a segunda com Isabel da Rocha também sem sangue marrano.

Aos 53 anos as autoridades religiosas deitaram-lhe a mão, foi em 3 de Junho de 1656, já os ocupantes espanhóis tinham sido expulsos e a Independência restaurada.

Continuava a guerra com Castela, mas para os ratos do Santo Ofício havia coisas mais importantes.

O ''Pisco'' foi acusado de sodomia. Esteve nas masmorras mais de dois anos e por auto-de-fé privado de 30/12/1658 foi condenado.

Pena: '' Que ouça a sentença na Mesa do Santo Oficio perante os inquisidores e notários, que seja admoestado na forma ordinária e pague as custas.''

 

Há perguntas a fazer :

Se João Rodrigues tivesse limpeza de sangue, ou seja fosse cristão-velho, teria sido incomodado?

Se o ''Pisco'' fosse pobre teria valido a pena ao Tribunal eclesiástico persegui-lo?

 

Tendo em conta a forma do processo, o inquisitório, o Pisco tinha de provar que não era sodomita e certamente terá sido submetido a tratamentos de polé.....

 

Vão dizer-me que o João Rodrigues, sobreviveu. Mas eu vou dizer que as autoridades eclesiásticas que o prenderam era um bando de pulhas e canalhas. Os mesmos que pela mesma época também prenderam o Padre António Vieira.

 

O processo do Pisco jaz na Torre do Tombo com a referência  Tribunal do Santo Ofício, Inquisição de Lisboa, proc. 9440.

Júlio Fogaça júlio fogaça foto www.iscsp.utl.pt  Ler mais aqui

Júlio Fogaça devia ser masoquista. Quando morreu legou a sua vasta fortuna ao PCP. Ao partido que nunca o readmitira por ser ''sodomita''.

Mas Júlio Fogaça que depois de Abril só pôde estar pelo MDP, porque não era digno de acamaradar com Cunhal ou Domingos Abrantes, teve um enorme sentido de humor.

Da sua vasta biblioteca tudo foi legado à burguesa Academia das Ciências, hoje presidida pelo ex-Ministro de Salazar, Adriano Moreira. O bando de fundamentalistas que o tentara aniquilar moralmente não era digno de ler livros. Eram tipos só capazes de ler catecismos.

 

Quanto a João Rodrigues, o meio-judeu ''Pisco, não sei a quem deixou os bens. Espero que não tenha sido tão trouxa como o Fogaça e não tenha testado a  favor dos seus algozes.

 

Ou seja da Igreja de Abrantes.

 

Miguel Abrantes



publicado por porabrantes às 14:58 | link do post | comentar

Preocupados com a descida de audiência do blogue rural-populista Pico do Zêzere, que perde visitas ao ritmo proporcional aos elogios que faz a Carrilho da Graça e a ao Sr.Dr. Duarte Lima, resolvemos propor-lhes um novo logotipo para atrair leitores.

 

 

Aqui fica a nossa proposta:

 


Esperamos os agradecimento do Sr.João Pico pelo nosso desvelo.

 

A redacção

Miguel Abrantes, pedreiro-livre


tags:

publicado por porabrantes às 12:14 | link do post | comentar

Sábado, 28 de Agosto de 2010

'' Primeiro casamento gay em Tomar (© Jornal O Templário, por Jornal O Templário) Fernando e José Carlos formam o primeiro casal homossexual de Tomar e estão oficialmente casados pelo registo civil. “O Templário” acompanhou a cerimónia O dia 21 de Agosto de 2010 ficará na história de Tomar como a data em que foi celebrado oficialmente o primeiro casamento homossexual na cidade. Fernando Silva, de 64 anos, e José Carlos Henriques, de 45, depois de viverem juntos há seis anos decidiram oficializar a sua ligação uma vez que desde 7 de Junho a lei portuguesa permite o casamento a pessoas do mesmo sexo. - "Sim" - Um é ex-funcionário da Câmara e outro ex-militar da GNR Todos os pormenores nesta edição do jornal "O Templário"''

 

Foto O Templário
A histórica rivalidade entre Tomar e Abrantes já foi marcada por sonoras vitórias abrantinas, como é o caso do nosso Hospital inaugurado nos anos 80 para raiva dos tomarenses.

 

Agora ganham eles na guerra pelo primeiro casamento gay da região.

 

Saudamos Tomar pela Vitória, desejamos as maiores felicidades aos noivos, cumprimentamos a GNR por ter tido nas suas fileiras gente valorosa,

e perguntamos onde estão os gays abrantinos ? (1)

 

Fazem favor de sair do armário e casarem-se para que não fiquemos mais atrasados em relação a Tomar.

Incitamos as autoridades a promover o casamento gay e a combater o obscurantismo.

Pela redacção do blogue (excepto o pateta apostólico Marcello de Ataíde)

 

Miguel Abrantes

(1) Amanhã daremos notícia da histórica repressão contra os gays abrantinos



publicado por porabrantes às 23:39 | link do post | comentar

Diz o Expresso que Sua Santidade atribuiu ao Venerando Chefe de Estado, Prof. Doutor Aníbal Cavaco Silva o grau de Cavalieri duma das mais distintas Ordens Honoríficas da Santa Sé.

 

Foi também galardoado com uma distinção  apostólica entre outros  Sua Excelência o Snr. Eng. José Sócrates Pinto de Sousa, Primeiro-Ministro da Nação Fidelíssima e Secretário Geral do PS na sua condição de ''laico benemérito''

 

Em nome da Obra e do povo católico venho beijar o anel do Sucessor de Pedro, agradecendo-lhe esta graça, concedida certamente pelo papel destacadíssimo dos dois na promulgação do casamento gay, que pelos vistos será certamente aprovado pela Santa Sé, sendo a sodomia declarada de interesse apostólico.

 

Por outro lado quero referir que o Cavalieri Cavaco poderá agora tratar de igual para igual outro excelente católico, o Cavalieri Sílvio Berlusconi, herdeiro de César (Bórgia), enquanto Sua Santidade é o herdeiro de Pedro.

 

Grato ao Vaticano pela honra concedida a Portugal

 

Rogo a Benção de Vossa Santidade

 

Marcello de Ataíde, católico da velha escola



publicado por porabrantes às 17:58 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Presos políticos abrantin...

Oposição da treta

Um castelo ao abandono

O Mercado Diário e os vân...

João José Soares Mendes

Nas barbas da Junta do B...

Eurico de Castro Zuzarte

A prisão do apaixonado co...

Bom Feriado

Nem os mortos respeitam

arquivos

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pico

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

república

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10

21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds