Terça-feira, 30 de Agosto de 2011

               

 

Antes de difamar um Gigante devem os pigmeus estudar.

 

Por módicos 13 € ao alcance de qualquer rural, mesmo que ''estercorário '' e amigo do Sr.Dr.Lázaro Viegas, ex-bufo da Pide no Conselho de Administração da Jota Pimenta.

 

Enquanto aparava o benemérito Pimenta também espiava a soldo da URSS.

 

Terá sido com Lázaro Viegas que o pigmeu que Armando Fernandes e Pedro Marques fizeram Vereador aprendeu a insultar D.António ou foi com o Fernandes ????.

 

Portanto, a estudar!!!!!

 

Marcello de Noronha, admirador de D.António e neste momento incapaz de caridade apostólica



publicado por porabrantes às 20:04 | link do post | comentar

Um militante PS do Pego enviou-nos a seguinte montagem a partir duma caricatura do saudoso Zé Vilhena, pedindo a sua publicação, dizendo que está farto que a sua esposa se meta em política

 

   

 

garante-nos que se a senhora se esposa não lhe  ''passa'' as meias se alista nas hostes de João Pico, referindo ser um dos anónimos que tem vindo a escrever ''análises políticas'' naquele blogue sob as ordens do Sr.Padre Rosa, de um gordo e careca com sotaque galego e que diz ter inventado o Bacalhau à Gomes de Sá e que o vai patentear para se passar a chamar Bacalhau de Lagarelhos  e de mais alguns camaradas.

Sugerimos ao Senhor que não tome atitudes tão desesperadas e que apresente queixa ao licenciado Gomes Mor sobre o comportamento inadmíssivel da esposa.

 

Suzy de Noronha, feminista.  

 

 



publicado por porabrantes às 16:52 | link do post | comentar

     

 

Recentemente o deputado do PS Luís Gonelha declarou em Abrantes que o Sr. Eng. José Eduardo Marçal era uma ''referência nacional'' em matéria de segurança laboral.

 

Ficamos orgulhosos com esta distinção atribuida a um peticionário, mas lamentamos que na falecida Apolinário Marçal as condições de segurança laboral fossem deficientes, tão deficientes que levaram o benemérito dono dessa empresa a sofrer o infausto acidente que relata a notícia.

 

Por outo lado, o  Sr. Eng. José Eduardo Marçal pode ser uma referência nacional em matéria de segurança laboral mas não ó é matéria de referência política porque não consegue ganhar uma eleição e as posições que toma (excepto a de defender S.Domingos) em política são desastrosas para o concelho, para o seu partido e por arrastamento para a pátria.

 

Da mesma forma quem administrou a Apolinário Marçal enquanto aquilo foi uma empresa de referência prestou um grande serviço a Abrantes na criação de riqueza e emprego, e por isso a petição manifesta a sua gratidão ao Sr.Apolinário Marçal e ao seu genro Sr.Dr. Eduardo Ruivo da Silva porque foram eles 2 que conduziram a AM na rota do êxito.

 

Quando os 2 sairam dessa empresa começou o caminho desastroso que levou a Apolinário a pique, com prejuízo para o concelho, para os trabalhadores, para os clientes, para a fazenda pública, para os pobres credores e para o Sr.Dr. Eduardo Ruivo da Silva que viu com amargura como a obra da sua vida e do seu sogro era arrastada por incompetentes e ineptos para o abismo.

 

Não sabemos quem foi, nem estamos para ir à Conservatória de Registo Comercial para ver a composição da gerência que afundou a Apolinário Marçal.

 

Mas vimos paternalmente aconselhar essa malta a inibir-se de conduzir empresas ou qualquer outro tipo de actividade económica para evitar mais desastres.

 

Vimos também aconselhar o peticionário José Eduardo Marçal a reconhecer a supremacial intelectual moral e política do Dr.Santana Maia como líder natural do PSD no concelho.....

 

 

a apoiar disciplinadamente a sua acção enquanto Chefe da Oposição, a aplaudir sem restrições a acção notável do Sr.Dr.Belém Coelho como Vereador e nº 2 do PSD de Abrantes e a trabalhar ardorosamente pela recandidatura de Santana-Maia à Presidência da CMA não só pelo PSD mas apoiado por um bloco alargado de forças políticas e sociais que sejam capazes de escorraçar os amigos de Júlio Bento do Poder.

 

Naturalmente é esta a mensagem que deixamos também a todos os amigos da Cidade.

 

Finalmente enviamos os nossos cumprimentos ao grande abrantino Sr.Dr. Eduardo Ruivo da Silva e à sua mulher e desejamos as maiores felicidades ao eng.Marçal na sua meritória tarefa de ser um militante santanista disciplinado e um técnico de acidentes no trabalho.

 

Marcello de Noronha



publicado por porabrantes às 13:39 | link do post | comentar


Luis "O Vicentino"  disse sobre Quem não deve não teme. na Terça-feira, 30 de Agosto de 2011 às 10:02:

     

Boas.

Acompanho o vosso blog à algum tempo, e desde já os meus parabéns.

Apesar de algumas vezes os textos estarem pouco explícitos e até confusos, na globalidade o blog vai de encontro ao que a população Abrantina pensa.

Actualmente não resido permanentemente em Abrantes, mas sempre tive muita vontade de voltar, vontade essa que tem vindo a esfriar devido às decisões do actual executivo.

Cheguei a percorrer boa parte da cidade já noite dentro e digo que nunca me senti inseguro, algo que agora, mesmo à luz do dia, possa dizer que acontece.

Esta questão da demolição do convento é outra que me faz ter menos vontade de voltar, mas por isso resolvi comentar aqui uma posição que talvez devesse ser mudada.

Penso que não deviam encetar as culpas nos arquitectos da Câmara. Conheço 1 a nível pessoal e 2 a nível profissional, e a ideia que me passa é que os próprios são contra o projecto, mas existe uma pressão muito grande a vinda do topo da hierarquia. Podem sempre alegar que não são obrigados a tal, mas eu, discordando eticamente e deontologicamente várias vezes do caminho que o meu patrão me queria fazer seguir, mandei-o às favas e resultado: estou desde Janeiro desempregado e sem grandes perspectivas. Sou Licenciado.

 

Caro Luís,

 

Obrigado por ser nosso leitor e pela sua intervenção.

 

O blogue sem intervenção dos leitores e dos amigos é uma seca, quando deve ser um prazer e ter uma utilidade de intervenção social.

 

Dado sermos vários a fazer o blogue obviamente nem todos os textos têm a mesma qualidade nem alguns autores (porque temos colaboradores externos, como é moda dizer agora) são suficientemente explícitos.

 

Não se trata de falta de informação ou de clareza, mas de prudência. Aquilo que aconteceu ao Luís por mandar o seu patrão à fava, pode acontecer a alguns colaboradores.

 

Por outro lado, partimos do princípio da ética jornalística que as fontes são sagradas e os membros da redacção juraram que nem a um tribunal as revelarão, acolhendo-se aliás às últimas tendências da jurisprudência do Tribunal Europeu dos Direitos do Homem, que por convenção internacional Portugal é obrigado a acatar.

 

Ficamos contentes por achar que a opinião que expressamos é a ''vox populi ''. Ou seja, somos nós que estamos com o povo e os seus representantes preferem defender Bento 17 a pugnar pelos interesses dos seus eleitores.

 

Entre estar bem com a chefa ou com povo, Maria do Céu prefere satisfazer os interesses mesquinhos do aparelho partidário de que está dependente.....

 

Por isso é que este blogue assumiu desde há muito uma atitude de clara oposição a esta camarilha de medíocres e à corja que domina a Rua de São Pedro e as instituições clericais alojadas ao lado da Igreja de São Vicente por considerarmos que devem ser limpas para que Abrantes possa melhorar.

 

Há 3 preocupações centrais na nossa posição: Abrantes tem de ser uma cidade segura, as instituições devem ser limpas de corruptos e estes devem ser encarcerados e o nosso património tem de ser defendido.

 

Passo agora dos princípios à realidade prática para comentar a sua posição sobre os senhores arquitectos. Aquilo que diz corresponde ao que sabemos, mas há aqui um problema de eficácia.

 

 

Quando numa autarquia em abstracto se arrastam  os senhores edis ao banco dos réus, eles normalmente vão escudar-se em, ademais das desculpas vãs, nos pareceres ‘’técnicos’’ elaborados pelo pessoal da autarquia para fugirem com o rabo à seringa.

 

Foi assim que fez Nelson Carvalho no caso Júlio Bento. A leitura do processo Bento 17 confirma-nos esta prática cobarde.

 

Portanto é prioritário fazer ‘’cantar’’ os técnicos, para conseguir ter provas para condenar autarcas. 

 

No entanto, tentaremos ser moderados, dado que a principal responsabilidade é dos políticos.

 

Cumprimentos

Miguel Abrantes



publicado por porabrantes às 12:24 | link do post | comentar

                                     CONCURSO PÚBLICO

        (SENATUS CONSULTUS DO POVO DE TUBUCCI)

DIRECTOR DE BIBLIOTECA MUNICIPAL E SERVIÇOS CONEXOS  

PERFIL DO CANDIDATO

PERFIL ACADÉMICO: LICENCIATURA EM HISTÓRIA NA UNIVERSIDADE DO PORTO  

FACTORES BONIFICATÓRIOS RECOMENDÁVEIS:

TER TRABALHADO NUM GAT

TER COLABORADO NA IMPRENSA REGIONAL DE TUBUCCI E PUNHETE

TER PARTICIPADO NA REDACÇÃO DAS SEGUINTES OBRAS ROTA DAS FONTES, ROTAS BEATAS,UM OLHAR À ARQUITECTURA PIMBA PATRIMÓNIO ARQUITECTÓNICO DO SÉCULO XXI –TUBUCCI, PUNHETE VILA RUPESTRE E LAGARTOS CITY  

CONDIÇÕES OBRIGATÓRIAS

NATURALIDADE : SER NATURAL DO PEGO-ABRANTES

IDADE: TER NASCIDO EM 1975

RESIDÊNCIA: RESIDIR NA TERRA DOS FIGOS SECOS

SEXO: MASCULINO

PREFERÊNCIA CLUBÍSTICA: SER SÓCIO DO BENFICA

EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL: TER SIDO NOMEADO DIRECTOR DE UMA BIBLIOTECA MUNICIPAL EM 18 DE DEZEMBRO  NA CAPITAL IMPERIAL

CONDIÇÃO ESSENCIAL CHAMAR-SE LUÍS SIMPLESMENTE....

NORMA ACLARATÓRIA: PARA QUE A INDEPENDÊNCIA DO JÚRI  SEJA INQUESTIONÁVEL, A VENERANDA CHEFA TERÁ DE DAR O SEU ACORDO A QUALQUER DECISÃO

TUBUCCI,

XXX-X-MMXII DA ERA DE CÉSAR

A CÔNSUL

DÉCIA JÚNIA BRUTA

 

NOTA: ESTES PARÂMETROS PODEM SER MODIFICADOS SE O DIVINO CALÍGULA NOS ENVIAR UM ÉDITO PROPONDO QUE O DIRECTOR SEJA NATURAL DE ARITIUN VETIS, OPPIDO DE ESPECIAL PREDILECÇÃO DO DIVINO CALÍGULA.

RECORDE-SE QUE O IMPERADOR JÁ FEZ CONSÚL UM CAVALO.

 

 

PUBLICADO POR SUZY DE NORONHA, HEBRAICA



publicado por porabrantes às 10:10 | link do post | comentar

Segunda-feira, 29 de Agosto de 2011

 



publicado por porabrantes às 23:35 | link do post | comentar

 

 

Este gajo é um amador.

 

Um profissional era D.Agostinho de Moura....

 

 

''EM ABRANTES, um garoto engoliu por distracção, uma moeda de 5 escudos, de prata, que já tinha um diâmetro algo avantajado, para a sua peguena garganta.

Os pais aflitos, correram com a criança ao Hospital local e os médicos não eram capazes de lhe tirar a moeda que entretanto já chegara ao estomâgo.

No meio da confusão entrou na sala de observações outro clínico que a brincar comentou:

-se vocês não são capazes de tirar a moeda ao gaiato, não se preocupem, que eu mando chamar o Sr.D.Agostinho e ele fá-la saltar de certeza absoluta.''

 

in biografia de D.Agostinho de Moura, na revista JUBILEU de 21-6-1999, editada em Portalegre, autores dos textos P.Manuel André Pinheiro, Professor João Ribeirinho Leal e Dr.Mário Martins 

 

Posto por Marcello de Noronha, católico tridentino

 

 

 

 

 



publicado por porabrantes às 20:57 | link do post | comentar

   

 

suzy de noronha, socialite que detesta self-made-men

 



publicado por porabrantes às 19:23 | link do post | comentar

(...)''Devo dizer a V.Exa que desde, há quatro anos que sou Bispo desta Diocese, não conheço freguesia, que mesmo de longe se compare com o Souto, em manifestações de tudo o que há de soez, estercorária , intriguista e anti-cristão sob capa farisaica (...)''

 

D.António Ferreira Gomes, Bispo de Portalegre  em carta de 16 de Junho de 1952 dirigida ao Presidente da Câmara de Abrantes......ameaçando-o de excomunhão ...bem como à Junta de Freguesia daquela segundo o Bispo ''estercorária '' povoação.

 

  

 

Os candidatos à excomunhão:

 

 

Era Presidente da Comissão Administrativa da CMA: o saudoso Major Manuel Machado. Era Vice-Presidente: Júlio Serras Pereira.

 

Eram Vereadores: Armando Moura Neves,Manuel Lisboa,David Soares Moreira, António da Silva Pereira Júnior, Jesuvino Ferro e José Paulo Fernandes Júnior.

 

Era Presidente da Junta da Freguesia o  Sr.Manuel Dias.

 

Era Secretário: Sr.António Machado e era Tesoureiro: o Sr.José da Silva.

 

Substitutos: Sr.Manuel Dias Portela e o Sr.Adelino Anacleto Passarinho.

 

Regedor: José de Oliveira Passarinho.

 

 

Bibliografia:

 

Manuel Batista Traquina -O Souto, Uma Cultura, um Povo, Palha de Abrantes, 2007 (livro editado graças ao patrocínio da Farmácia Silva Tavares e doutros mecenas. Recordamos que a dita Farmácia é propriedade entre outros do Sr.Dr.Paulo Falcão Tavares, nosso querido amigo e correligionário).

 

Diogo Oleiro et altri -Abrantes, Cidade Florida, 1959 (a bíblia-antigo testamento)

 

Eduardo Campos-Cronologia de Abrantes no século XX (o novo testamento)

 

Marcello de Noronha-Materais dispersos para a biografia de João Pico, disponíveis em http://porabrantes.blogs.sapo.pt/ 

 

Miguel Abrantes-O Caudilho do Pinhal-Notas apócrifas sobre a carreira e filosofia política do Xerife, disponíveis em http://porabrantes.blogs.sapo.pt/ 

 

Suzy Levi de Noronha (socialite) -O charme de João Pico, teórico do carrilhismo rústico, epístolas sobre a civilização e os rurais (Carrilho da Graça e João Pico), epístolas disponíveis em http://porabrantes.blogs.sapo.pt/ 

 

Edite Fernandes- O Buíça é do Souto (em preparação)

 

Edite Fernandes-O Buíça de Lagarelhos e o seu díscipulo João Pico, textos teóricos, disponíveis em 

em http://porabrantes.blogs.sapo.pt/ 

 

Adérito Abrantes- A fisiologia no Pinhal- notas higiénicas disponíveis http://porabrantes.blogs.sapo.pt/ 

 

Ana Soares Mendes-Editoriais na Nova Aliança in Nova Aliança

 

Cidadão Abt-O Crocodilo Perdido e outros textos disponíveis emhttp://ocidadaoabt-cronicas.blogspot.com

 

João Pico- O Souto de A a Z in Jornal de Abrantes 

 

João Pico- Eu sou recordista de posts na blogosfera-textos disponíveis em http://picozezerabt.blogspot.com 

 

João Pico- Abrantes rústica-textos disponíveis em  http://abrantes-popular.blogspot.com/

 

 

D.António Ferreira Gomes, Bispo de Portalegre  -Carta ao Major Machado, Presidente da CMA, cópia propriedade dos Arquivos da Casa de Noronha

 

Candeias Silva e José Martinho Gaspar -''História Virtual'', conjunto de artigos publicados na revista Zahara

 

Isilda Jana- ''História Humorística''-artigos publicados na revista Zahara

 

 

 

Arquivo do PSD de Abrantes

 

Colecção de artigos completos da Edite publicados no Ribatejo e no Primeira Linha. (Edite é o pseudónimo feminino do plumitivo de Lagarelhos)

 

 

A redacção com a contribuição especial do Sr.Dr.Marcello de Noronha 



publicado por porabrantes às 17:34 | link do post | comentar | ver comentários (4)

Acaba de nos informar um leitor atento que a Exma Srª D. Helena Salvador é a esposa do plumitivo de Lagarelhos, Armando Fernandes, que também assinava Edite, ex-militante de vários partidos, actual consultor gastronómico, chefe dos cozinhados da facção marçalista do PSD de Abrantes, representante da família Buíça, etc

 

 

 

O Abade Buiça com uma menina ao lado com a bandeira republicana aparentemente festejando o assassinato de D.Carlos e D.Luís Felipe executado pelo seu bastardo Manuel Buíça (filho bastardo de Abílio Buiça e de uma amásia chamada Maria Barroso). (Ilustração Portuguesa).

 

A Exma Srª D. Helena Salvador é: encarregada da Biblioteca da Escola Solano de Abreu (escola onde um professor tentou fazer passar Solano de Abreu por republicano) e colaboradora do popular Gaspar na revista Zahara.

 

O nosso leitor enviou-nos cópias de artigos onde a Exma Srª D. Helena Salvador mostra o seu saber, que estão para análise do Sr.Dr. Marcello de Noronha, nosso especialista em história.

 

Tenho a esperança que estes escritos sejam melhor qualidade que os do Candeias.

 

O Dr. Noronha dirá......

 

Agora querida D.Helena, de mulher para mulher, que é isso dum consultor gastronómico?

 

O consultor vai a casa, como o fazia o dr. Zé Vasco ou o dr. Costa e Simas, quando o cliente precisa?

 

  

 

Se eu precisar que o Armandinho venha a minha casa explicar como é que se faz o bacalhau com batatas, quanto é que o querido leva??? 

 

É a olho ou há tabela?

 

 

Vai assim uniformizado, sempre?

 

 

 

Edite Fernandes, natural de Vinhais, mas não da Póvoa dos Armandos

 

 



publicado por porabrantes às 12:58 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

O Pintor da Eica denuncia...

A Madre Leão, maior poeti...

Um neo-liberal às aranhas...

Tramagalenses romanos?

A dona dos plátanos

Do charuto do capitalista...

A despedida

O Serviço Nacional de Saú...

Nove mil euros para corta...

A lesma abrantina: arion ...

arquivos

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Setembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds