Domingo, 27 de Novembro de 2011

A minha querida Ametista tem um blogue porreiro, e fez um post interessante sobre a exposição corticeira na António Botto, mas o post precisa de alguma contenção.

 

Vou fazer, aqui e agora, uma nota, deixando espaço ao Sr.Dr. Rui Lopes, nacional-bairrista de São Miguel do Rio Torto para explicar à Ametista quais são as fronteiras exactas das freguesias do Rossio e de São Miguel.

 

Não deixo espaço para o Sr.Américo Amorim, que as gazetas dizem ser o mais rico de Portugal, explicar à Ametista qual foi a evolução da história da dita Corticeira no concelho de Abrantes, porque o Sr.Américo trabalha mesmo ao domingo e neste momento está ocupado a impedir que a filha do ditador angolano mande na GALP.

 

O sr.Américo 

 

 

faz mais por Portugal ao impedir a capitalista africana de controlar um activo-chave na economia portuguesa, que toda a cambada de políticos que arruinou e arruina o nosso país....,

 

 

 

 

consentir que esta senhora mande em Portugal é um acto quase de traição à pátria....

 

Diz cheia de entusiasmo a Ametista.....

 

''O porto de Abrantes, na opinião de historiadores importantes e de geógrafos como Jorge Gaspar, foi o mais importante porto fluvial do interior do país da Idade Média ao séc: XX''

 

ora Jorge Gaspar não diz isto no importantíssimo estudo que publicou este geográfo ( o mais importante da história da geografia lusa, no século XX, depois de Orlando Ribeiro)....

 

Em ''Os Portos Fluviais do Tejo'' publicado na Finisterra, volume V, nº 10, 1970,  sustenta que era Santarém o porto fluvial mais importante dos portos do Médio Tejo, na Idade Média, vindo Abrantes e Punhete depois.

 

E sublinho, Gaspar fala do Médio Tejo e não do resto dos rios do país. Ou seja  não analisa o importantíssimo tráfico fluvial no Douro, entre a Régua e Vila Nova de Gaia, que se tornou particularmente activo depois de Pombal ter demarcado a Região produtora de Vinho do Porto....

 

A afirmação é completamente lógica, não só porque está baseada em dados histórico-estatísticos, (''Caderno das Mercadorias Importadas e Exportadas do Concelho  de Lisboa,   com os respectivos direitos e municipais e as suas respectivas isenções, 1401-1450), e porque, todos o sabemos,  Santarém quando é tomada por Afonso Henriques mantinha relações comerciais  marítimas com além- mar (a  Berberia) e outros mercados

 

Gaspar diz inclusive (citando Orlando Ribeiro) que Afonso Henriques recorre a uma armada de cruzados para defender Santarém da invasão almoáda....

 

E recorda que a cidade mantinha ainda no século XIV relações comerciais directas (isto é através de barcos) com a Flandres.

 

Depois, Gaspar assinala que o desenvolvimento do porto de Abrantes é do século XVI isto é quando termina a Idade Média....

 

Não se pode falar de Abrantes no início da Idade Média, porque  quase não temos elementos (o primeiro documento que a menciona é a doação de D.Afonso Henriques à Ordem de Santiago em .... 1159) e para Santarém, tomada em 1147, esses elementos são copiosos, incluindo crónicas árabes.

 

Portanto, os abrantinos devem moderar a mania de que somos os maiores. Ou que fomos. Já nos basta terem-nos tentado transformar na capital do baseball, dos Almeidas ou da energia.

 

Gloriosa banhada à barão,

em que nos meteu o Carvalho!!!

 

Há que ser moderados, senão faz-se a figura do Pico e Candeias!!!!!

 

Mas, não vou deixar os de Santarém a rirem-se. Acharão eles que eram os maiores nos inícios da Idade Média?????

 

E aqui saco um Prémio Pessoa, bem atribuído.

''foto surripiada na net'' (sic)  in http://aqueduto-livre.blogspot.com

 

 

 

Neste livro, um prodígio de humildade (1), erudição, sabedoria e discreto fascínio pelo Fundador, José Mattoso explica que.....

 

Coimbra era, com 23 hectares de área edificada dentro de muralhas, o maior burgo do Ocidente peninsular enquanto Lisboa andava pelos 16 hectares e o Porto pelos....4 hectares.......

 

Santarém era importante, provávelmente a 2ª cidade do Ocidente Peninsular, segundo as fontes árabes, mas estava muito longe de Coimbra, que Afonso Henriques escolheu como sede do seu reino....

 

 

Portanto, cara Ametista, sejamos modestos.....

 

Marcello de Noronha,

 

Quando tiver tempo ainda farei uma observação às bocas atribuídas ao geográfo Jorge Gaspar, sobre a ''vitória'' do tráfico fluvial abrantino sobre o caminho de ferro, que é uma evidente distorção do que afirma no seu estudo

 

   Universidade de Lisboa

Jorge Gaspar, um dos grandes Mestres da Geografia e da Cultura Portuguesa, não merece que lhe façam dizer o que não disse.....

 

(1) Aconselho a todos o livro do professor Mattoso. E lembro que ele na introdução diz que foi uma segunda escolha dos organizadores desta colecção de biografias dos nossos Reis para escrever sobre D.Afonso Henriques. O escolhido fora Luís Krus, como o especialista da temática afonsina para biografar D.Afonso. Uma morte precoce e impiedosa impediu Krus de escrever o livro. Mattoso dedica-lhe este. Isto é a prova como um português eminente, talvez um dos mais decisivos historiadores portugueses vivos, é capaz de ser modesto.

 

 

É uma indirecta?  Não, é uma directa ao licenciado alentejano Carrilho da Graça....   



publicado por porabrantes às 14:49 | link do post | comentar

 

DESCOBERTAS ARQUEOLÓGICAS NO NORTE DE ABRANTES DATAM DE 4 000 ANOS AC

 

 

 

DESCOBERTAS ARQUEOLÓGICAS no NORTE DE ABRANTES datam de 4 000 Anos AC

 

Portanto há mais de 6 000 anos que há vida humana pelo NORTE de ABRANTES, segundo as descobertas dos arqueólogos Álvaro Batista e Ana Rosa Cruz

 

Jota Pico no blogue A Voz do Trolha (não confundir com a Voz do Betão nem com a Voz da Beatice da Drª Ana Soares Mendes...)  

 

 

Portanto segundo o Sr.Baptista (se o que propala o colega do Doutor Candeias, o Prof. Doutor João Pico da U. do Souto/ Reboleira, é verdade) no Souto já havia trolhas e sacerdotes haverá 6000 anos.

 

Explica-me a Voz do Trolha se os ditos eram canibais e se o antecedente pré-histórico do Padre Batista (o esfola-franceses), ou seja o druida Batistex realizava sacrifícios humanos à sombra dos menires para que Endovélico lhes propiciasse boa caçada ????

 

   

 

 

 

o druida Batistex sacrificando um pobre-diabo que ia passar pelo Souto com a mesma santa eficácia que o P.Rosa usava para prometer a vida eterna a quem desse voltinhas à capela das aparições

 

passaram 6.000 anos e os rurais continuam iguais....

 

desculpem, pioraram, não há prova histórica que o druida Batistex se metesse na política, como o fez o presbítero Rosa....

 

Miguel Abrantes



publicado por porabrantes às 12:05 | link do post | comentar

Sábado, 26 de Novembro de 2011

 

 

Piko,PORTUGISISKA INVANDRADE KVINNORS ORGANISATION (ORGANIZAÇÃO DAS MULHERES PORTUGUESAS IMIGRADAS)Suécia

 

 

Pacheco   Pereira in Abrupto

 

A mensagem do Souto já chegou às suecas.....

 

 

M.Abrantes


tags:

publicado por porabrantes às 23:13 | link do post | comentar

Estive numa excursão educativa com as minhas amigas do Trombinhas (elas são das profissionais mais sérias deste país, nunca vi nenhuma pegar num calhau e garantir que aquilo foi usado por um megalítico tartéssico e que tem um valor extraordinário) e por isso não escrevi nada os últimos dias.

 

A Suzy mandou um e-mail a sugerir também fazer gazeta até ao fim das férias e dei-lhe uma dispensa. Chega amanhã. Promete atacar forte e feio.

 

O Noronha foi com uma excursão com umas freiras a Lourdes, porque diz que não pode ir a Fátima dado o Cónego Graça ter sido por lá visto....

 

 

 

Diz o Noronha que a Virgem não pode estar onde esteja o Graça!!!! De maneira que o beato gasta um montão de dinheiro procurando Virgens estrangeiras.

 

Não lhe perguntei nada sobre as freirinhas. Nem sei de que Ordem são.

 

Mas estou muito grato às freirinhas de Montalvo que são  nossa amigas porque ajudaram a dar cabo da carrilhada.

 

O Noronha também chega amanhã.

 

A rural está em Vinhais. Foi lá para saber como era uma greve geral em Lagarelhos.

 

Será que esse dia em Lagarelhos não vendiam alheiras ao Armando?

Ela contará tudo quando chegar.

O Adérito andou a fazer investigação e agora mandei-o comprar um maço de SG.

 

É muito útil.

 

Resto eu para perguntar à Senhora Céu quando é que deixa de dizer disparates?

Leiam isto:  

 

Não podemos concordar com os Vereadores eleitos pelo PSD quando afirmam que a Câmara de Abrantes «desconhece as palavras justiça e igualdade»!

Recordamos, em particular aos Senhores Vereadores, que integram a Câmara Municipal de Abrantes, o significado das duas palavras.

Justiça, s.f. virtude moral que inspira respeito pelo direito de outrem; conformidade com o direito; direito; rectidão; equidade.

Igualdade, s.f. qualidade do que é igual; correspondência perfeita entre as partes de um todo; organização social em que não há privilégio de classe; equação; identidade.

 

 

Respondia a Senhora Céu a uma questão posta pelos Vereadores laranjas que queriam saber as razões do apoio camarário à folha gratuita e da falta de apoio à gazeta do Sr.Martinho.

 

Diz a Senhora que todos somos iguais. Ora tratou o Sr.José de Lancastre e Távora por Marquês de Abrantes numa cerimónia pública. E a mim, Dr.Miguel Abrantes nunca me chamou Barão (ainda bem, não me confundissem com o Alves), Visconde, Conde, Marquês, Duque ou coisa no género.

 

Tratou um tal  

 

Sr.Dias, este, o da foto, por D.Antonino Dias, e ''Dom'' é um título nobiliárquico próprio de aristocratas e o homem tem um pinta de plebeu ainda maior que a minha, embora seja de reconhecer que tem mais pose aristocrática que o Graça e o primeiro-esposo ou o João Pico.

 

Deu emprego a uma gaja só por ser ''cigana''.

 

Isto é discrimina-me por não ser cigano, nem Bispo nem Marquês.

 

Onde é que anda aqui a Igualdade Republicana????

 

 

 

A senhora termina a declaração política dizendo que desafia os vereadores laranjas a apresentaram não sei o quê.

 

Hoje não estou virado para fazer o trabalho dos laranjas.

 

Só estou virado para desafiar a senhora a mandar-me a lista dos senhores que têm direito a tratamento preferencial devido à sua condição étnica, aristocrática ou andarem com uma mitra na cabeça..... 

 

Cumprimentos à autoridade, que como se sabe não é a Céu, mas a Isilda e até ao meu regresso.

 

Miguel Abrantes 

 

 

NB O Armando é o Vara 

 



publicado por porabrantes às 19:03 | link do post | comentar

Quarta-feira, 23 de Novembro de 2011

 

 

Tal como o recebemos, damo-lo a conhecer:

 

''Nós, o Barão do Casal Curtido, título concedido por Alvará da Assembleia e Vereação da Cidade de Abrantes (por unanimidade), vimos informar a pleble, os historiadores do Souto e lugarejos equiparados, os autarcas, todos nossos fiéis vassalos, que tendo recebido o convite para animar com a nossa prosápia feudal e empresarial, o evento acima assinalado, consideramos que a nossa feudal Graça, se encontra acima de tais

actividades diletantes.

 

Além do mais estarão presentes nesse acto 2 vassalos insubordinados, que ousaram intimar a Baronia a pagar uns trocos, uma merda duns 600€, coisa que não nos chega, a nós Senhor Feudal para pagar uma jantarada ao Sr. Dr.Basílio Horta no Tavares ou à gentil autarca Maria do Céu, depositária dos nossos 500 milhões, em qualquer estaminé compatível com a nossa condição de Barão.

 

Imaginemos que somos interpelados por um meirinho pedindo os 600€ ! Que devia fazer um Barão????

 

Fazer pagar cara a afronta!!!!

 

Para impedir que corra sangue, nós, o Barão do Casal Curtido, em nome da Paz, não participaremos nesse acto.

 

Se alguém quiser os 600  € é favor solicitá-los ao Doutor Oeesterbeck que os poderá pagar em unidades monetárias rupestres,que encontrou numa gruta rupestre da nossa Baronia.

 

Se ele não o fizer , nós,o Barão do Casal Curtido,  ordenamos à Dona Sara Cura que faça o estipêndio.

 

Para serem reembolsados dirijam-se à Tesouraria Municipal de Abrantes onde estão depositados com garantia bancária, 500 milhões para o que der e vier.

 

Dada esta Carta nos Nossos Paços de Off-Shore, algures nas Caraíbas,

a 24 de Novembro do ano da Graça do Senhor JC

 

Nós, o mandámos fazer ao nosso escrivão 

 

a) Barão do Casal Curtido

 

 

 

 

a) ilegível

 

pub. por a.a.



publicado por porabrantes às 14:07 | link do post | comentar | ver comentários (2)

Terça-feira, 22 de Novembro de 2011

   A conceituada empresa 

OZECARUS — SERVIÇOS ARQUEOLÓGICOS, L.DA

com sede em Casais de Revelhos, Rua A, lote 72 de
 que são sócios o sr dr. Carlos Batata,
 
 

o mirante

e a sua esposa, srª drª Filomena Gaspar
conceituada arqueóloga da CMA, 
 

 foto Tubucci

face à crise e aos calotes que reinam na Baronia do 
Casal Curtido, meteu a seguinte acção em Tribunal
 
646749Entrada: 
18-11-2011 
Distribuição: 
19-11-2011 Exequente: Ozecarus - Serviços Arqueológicos, Lda. 
Executado: Rpp Solar, S.A. 
Agente de Execução $Sol.$: João J. Oliveira Coelho 
2º Juízo1338/11.7TBABT 

Valor: 
541,71 € Execução Comum $Sol.Execução$ 
Entrega Electrónica - Refª 8647683 
 
 
Isto é que vai uma crise !!!!!
 
Solicita-se à 
 
 
que mande libertar 541,71 € mais os juros e as despesas processuais 
 
da famosa garantia bancária 
 
 
dos 

 
milhões para pagar aos senhores arqueólogos......
 
 
A bem da Cultura e da guerra contra o calote
 
Suzy de Noronha
 

tags:

publicado por porabrantes às 23:48 | link do post | comentar

Um documento histórico que nos foi cedido pela Loja Raul Rego

 

 

 

   

 

 

 

 

 

 

 

 reforma compulsivamente o General Marques Godinho e os outros militares envolvidos na Abrilada de 1947 ( o mais destacado o Almirante Cabeçadas, herói do 5 de Outubro e do 28 de Maio)  e expulsa da função pública relevantes vultos da nossa Cultura, incluindo a mulher de Miguel Torga, Andrée Crabée Rocha. Entre os demitidos o dr. Dias Amado que viria a ser já depois do 25 de Abril Grão Mestre da Maçonaria...

 

      

 

 

(arquivo venâncio rodrigues)

 

 

      general Marques Godinho  (maltez info)

 

 

e a pergunta, em relação a Godinho, se era para o matarem, porquê esses cuidados de o reformarem primeiro? (1)

 

 

Marcello de Noronha, agradeço o apoio do  Dr. Miguel Abrantes e do Arquivo da Loja Raul Rego 

 

 

 

(1) Seria para um discípulo do Veríssimo Serrão vir explicar que foram muito atenciosos com ele, antes de Santos Costa assinar a setença de morte????

 

 



publicado por porabrantes às 22:31 | link do post | comentar

João José Alves Dias

 

O Prof João José Alves Dias, natural da nossa cidade, eminente historiador, discípulo querido do que foi o saudoso Grão-Mestre do GOL Oliveira Marques  já está no Grau 33 da Maçonaria regular.

 

Uma honra para a cidade e para a Luz que ilumina o imparável processo de luta contra as trevas.

 

 

Se quer saber coisas da Maçonaria vá aqui.

 

Se quer saber coisas de Historiadores a sério, como Alves Dias vá aqui.

 

Miguel Abrantes, da Loja Raul Rego 



publicado por porabrantes às 21:16 | link do post | comentar

O nosso amigo Cidadão Abt disse sobre Pico abandona a sesta no Domingo, 20 de Novembro de 2011 às 12:47:

 

     

Ena! Ena!

Essa cena do “assersativo” passou completamente ao lado!

Não admira que ao fim de nove episódios um tipo comece a flipar!

Vá lá que mister Pico meteu uma foto incluindo a Dr. Sónia Sanfona, uma carinha laroca que cá o Cidadão tanto aprecia!


Ah! Bom!
Tal como a passarada se silencia ao detectar a presença de algo estranho ao seu ambiente, assim mister Pico estacou nas suas Histórias do Souto e como pessoa reflexiva que se pretende, esteve a ponderar se deveria avançar com a saga.

E prossegue cá com uma palheta do camandro! Pelo menos tem dois blogues assédios, desculpem, queria dizer “assíduos”! São eles o “Cidadãos Por Abrantes” e o “Cidadão abt”.

Às páginas tantas, com mais três voltas ao texto, os “Cristas do Maxial” são ascendentes da linda Ministra da Agricultura, Assunção Cristas!

“Salva Rainha” poderia ser o código para o tiro de salva!

Poderia mister Pico publicar as “Histórias do Souto” na revista Zahara, ou não?

Mas agora cá o Cidadão abt repara... em tão solenes momentos, Vosselências lêem a obra “O Souto, Uma Cultura, um Povo” de Manuel Batista Traquina?!
Pode lá ser?

Bom... depois do passeio matinal há que arrecadar o crocodilo e ir ler os episódios XIII e XIV das "Histórias do Souto", postados às 10:36!

 

 

Olá Cidadão,

 

Cada um como seu sáurio, tu com o animal do Zêzere, o réptil, bem entendido, nós com o crocodilo chorão do Sr.Marquês.

 

Perdão do Zé Abrantes que o grande cartoonista zanga-se quando lhe chamam Senhor Marquês.

 

 

A malta flipa com historiadores do Souto  ou seja com a santíssima trindade da Historiografia lusitana : Traquina & Gaspar & Pico, Primos Historiadores Associados, SA.

 

Nunca desde que Fernão Lopes (que se calhar também era do Souto) iniciou a saga da história pátria estivemos tão bem servidos.

 

É certo que as melhores sociedades se podem dissolver por problemas internos.

 

Foi assim que a sociedade Campos & Candeias, .Lda deu o berro.

 

O Eduardo fundou depois episodicamente a sociedade Campos & Cavalheiro, Lda mas só tinha como objecto a história da elevação de Abrantes a cidade por Bernardino Machado

 

 

 

que o Veríssimo Serrão escreveu preto no branco ter sido no século XIX com data do decreto e tudo e número do Diário do Governo,

 

blogue psd

o ex-Reitor da UL Lisboa em 73-74, o fascista Veríssimo Serrão explicando provavelmente ao ex-maoista Pacheco Pereira a necessidade de usar o cacete contra estudantes subversivos como este....

 

a tese defendida por Eduardo Campos e Isabel Cavalheiro de que Abrantes só fora elevada a Cidade no século XX punha a causa a infabilidade do Papa da História de Portugal e o católico apostólico e ultramontano

 

 foto Manuel Martinho

 

não podia de forma nenhuma consentir que a palavra do Papa, mesmo que fosse um Papa fascista que queria canonizar Marcello Caetano

fosse colocada em causa.

 

 

São Marcello cumprindo o mandamento evangélico ''deixai vir a mim as criancinhas''

 

De forma que Candeias fundou nova firma, sociedade irregular, conhecida como Manuel Martinho & Candeias, História à moda de Alferrarede, SA

onde publica as suas teses originais, tendo porém um ligeiro esquecimento, que foi o de averiguar se havia alguma coisa esquisita no passado judicial do sócio Martinho.

 

Nós por enquanto não revelaremos o mistério, porque o Sr.Martinho é neste momento uma espinha na garganta da chefa e não convém incomodá-lo muito, dado que ele incomoda a chefa bué de bem.!!!!

 

Viva o Sr.Martinho!

 

Assim sendo, nobre Cidadão, há que ler os produtos científicos desse escol de historiadores do Pinhal, com o cuidado devido de não se lerem as suas publicações debaixo dum pinheiro, não nos caia uma pinha na cabeça.

 

Edite Fernandes, especialista em Buiças e história rural de Lagarelhos

 

Segue a reprodução do catecismo escrito por São Marcello que todos os dias antes de dormir o fascista Veríssimo Serrão consulta

 

 



publicado por porabrantes às 12:21 | link do post | comentar

 

 

Auto-retrato do Senhor D.José de Lancastre e Távora, 12º Marquês de Abrantes, 15º Marquês de Fontes, 15º Conde de Vila Nova de Portimão, 19º Conde de Penaguião, 4º Duque e 6º Conde de Abrantes, 5º Conde de Sortelha,5º Conde de Figueiró, 3º Conde de Matosinhos, etc (o Sr.Marquês é modesto, Grande de Portugal e Espanha, Sobrinho de El-Rei, etc (a modéstia do Marquês poupa-me escrever mais coisas.....)

 

 

certamente vergado perante a sabedoria heráldica da conhecida firma Gaspar & Candeias, Títulos &  Grandezas,Lda 

 

Ficheiro:Blason de la famille Lencastre e Távora.svg

 

 

o auto-retrato que inicia a telenovela aristocrática foi devidamente tratado por Suzy de Noronha e é dedicado ao Sr.Dr. Paulo Guedes de Campos, também afectado nos seus direitos heráldicos por ser descendente directo de D.Lopo de Almeida, como vários milhares de portugueses, brasileiros, pretos, monhés, etc e que obrigou o Conde da Lego e o primeiro-esposo a meterem os pés pelas mãos na folha gratuita  e que finalmente, sans rancune, cedeu à Palha de Abrantes a Assembleia desta cidade para qualquer actividade inútil.

 

 

Marcello de Noronha, membro fundador da redacção deste blogue, sócio da Assembleia de Abrantes, da Liga dos Amigos desta cidade, do SCP, etc (dado que estou afectado pela modéstia do Zé Abrantes...)

 

 

 


tags:

publicado por porabrantes às 09:44 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

A origem do virús

Os profissionais da saúde...

A Tifóide mata o Rei depo...

A salvadora das nabiças ...

A pandemia nos lares de i...

Assim vai o combate ao co...

O escravo do judeu

Coronavirús: A Justiça

MORRER SEM SER AMADA...

America First

arquivos

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carlos marques

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

crime

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Março 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9



30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds