Sábado, 28 de Janeiro de 2012

http://ea.img.v4.skyrock.net/ea0/napo14/pics/2766389800_1.jpg   

 

Seria prima a galante rural do padre Batista do Souto????

 

Quem sabe, aqui pode ler um interessante artigo sobre a atitude das mulheres durante a Guerra Peninsular.

 

Houve de tudo, amantes  ardentes e mulheres fiéis, Generais galantes como Wellington que deu ordem para não incomodarem os trabalhos de parto de Madame de Abrantés, que esperava o segundo filho em Cidade Rodrigo enquanto o exército anglo-britânico varria com metralha Monsieur Junot, até às vivandeiras, putas de todas as nacionalidades que seguiam as tropas.

 

Aposto que havia atrás  dos franceses gajas do Pinhal, como a célebre Delfina dos bigodes, já aqui evocada.

 

Um meu amigo sarcástico diz que no Souto houve muitas baixas, mas sobretudo masculinas devido à dor de corno.

 

O gajo é um publicitário, por isso um exagerado......

 

Já não me lembro do nome do político abrantino, parecido com Junot, que se gaba de ser originário destes amores no pinhal.

 

Leiam o artigo.

 

O autor é um dos colaboradores desta interessante obra.

 

http://ecx.images-amazon.com/images/I/5141EsPaWsL._SL500_AA300_.jpg

 

Marcello de Noronha



publicado por porabrantes às 20:27 | link do post | comentar

A lei proíbe a possibilidade de serem candidatos a autarcas  e eleitos, pessoas nestas condições ''Os falidos e insolventes, salvo se reabilitados;''                                 

 

Os jornais têm estado a falar da descoberta dum nobre vulto do CDS tripeiro que acumula a feliz condição acima descrita com uma série de pelouros e tachos na autarquia tripeira, enquanto o dr. Rui Rio deita  as mãos à cabeça.

 

Isso é só no Porto?

 

Não, em Abrantes o CDS na candidatura de Jota Pico além de ter metido nas listas o Padre Rosa ,apesar de estar proibido, também candidatou um insolvente a Presidente da Junta de Alferrarede.

 

Quando foram as eleições já o Tribunal decretara no 1º Juízo desta terra a insolvência do senhor.  

 

O moralista do Pinhal e o seu assessor religioso tão zelosos em atacar a concorrência trataram de ficar caladinhos face a esta violação da lei. 

 

Agora no Porto estão a estudar como resolver o assunto da validade dos actos do vereador eleito contra a lei.

 

 E em Alferrarede???

 

O senhor não foi Presidente mas foi eleito vogal da Assembleia de Freguesia.....!!!!

Estará ainda em funções?

 

Obviamente que a culpa não é toda do Pico, nem do Santo Rosa, porque o trânsfuga do PS fora Presidente da Junta ao longo de 2 ou 3 mandatos ( ou mais) e tinha obrigação de saber que não se podia candidatar.

Aqui o único que andou bem foi o Sr.Martinho que se recusou a publicar o retrato do Pico e do seu delegado ex-socialista na gazeta onde o Candeias faz crónicas humorísticas....

 

Marcello de Noronha 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


tags:

publicado por porabrantes às 13:00 | link do post | comentar

 

 

   

 

Estas criaturas :

 

   

 

 

a chefa !!!!!

 

  

 

o pina das acções

 

 

 

da dona do Correio das Gajas

 

 

                

 

 

 podem ser classificados como boys ou girls?????

 

Leia a abalizada opinião do Arq. Saraiva no Sol   

aqui 

                                                                                                                                               

 

 

é tudo é uma questão semântica e de CV....

o Comendador Catroga dado o seu CV e.....

avançada idade

não pode ser boy....diz o arq. Saraiva, 

 assim sendo,

 

a drª Isilda e o Pina   não poderiam ser

respectivamente girl ou boy.....

dada a sua idade,  

mas poderiam sê-lo dado o seu CV......

 

para contentar o arguto Saraiva,

 

vamos passar a tratá-los respectivamente,

 

por:

 

old girl & old boy!!!!!

 

A redacção

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



publicado por porabrantes às 11:59 | link do post | comentar

 

O Sr.Dr. Isaltino de Morais, Presidente da CM de Oeiras e magistrado muito digno do MP, espelho da integridade (acusado por certa imprensa canalhesca de ter uns aforros insignificantes na Confederação Helvética, quando qualquer homem de bem tem dinheiro no estrangeiro em divisas diferentes do euro, que o Barroso levou ao descrédito), é nosso leitor habitual e cumprimentou-nos.

 

 

Agradecemos os cumprimentos de S.Exa.

 

 

 

 

Parece-me que o Sr.Dr. Isaltino é transmontano como o advogado da D.Rosalina e o das alheiras, mas há transmontanos de1 ª e 3ª como as saudosas carruagens da CP.

 

Retribuímos ao autarca os cumprimentos.

 

Miguel Abrantes


tags:

publicado por porabrantes às 09:24 | link do post | comentar

Sexta-feira, 27 de Janeiro de 2012

 

 

pp e busca de Suzy de Noronha


tags:

publicado por porabrantes às 23:53 | link do post | comentar

Esperamos que Abrantes faça o mesmo à Chefa e à seita
A redacção

tags:

publicado por porabrantes às 21:25 | link do post | comentar

(...)
2 - Ainda que lateralmente, só um político local foi assaz ladino para pôr o dedo na ferida. Bruno Graça, do alto dos seus mais de 30 anos de actividade política, chamou a atenção para a saída de Tomar da ortopedia e da medicina interna, frisando que vão implicar a transferência de cerca de 100 funcionários qualificados e jovens. Tem toda a razão. De forma dissimulada é também isso que se está a procurar fazer, aproveitando a boleia da inevitável reestruturação justificada pelo enorme "buraco" de 160 milhões. Tenta-se compensar a perda de um em cada cinco habitantes de Abrantes, transferindo para lá postos de trabalho. O que todavia não implica taxativamente que os titulares desses empregos mudem a sua residência para a cidade à beira-Tejo. Há questões de recursos patrimoniais e paisagísticos, de qualidade de vida e de segurança, por exemplo. Em todo o caso, é óbvio que a evolução societal é cada vez mais rápida, pelo que mais ano menos ano, qualquer que venha a ser o resultado da reforma em curso, haverá novas alterações em termos de valências e portanto de postos de trabalho. Nenhuma administração responsável consentirá sustentar durante muito tempo situações em que os pacientes vivem numa zona e o hospital esteja noutra. Basta atentar nos preços do petróleo. E nesta conformidade, se Tomar conseguir dar a volta ao texto, aprendendo a gerir os seus ricos recursos...
3 - Assim ou assado, é óbvio que as próximas reformas vão ser a redução de freguesias, a racionalização das chefias nos municípios, a redução de funcionários e, já no segundo semestre, a supressão de pelo menos 60 municípios. Isto no âmbito nacional. E Tomar, como é costume, não tem opinião fundamentada sobre nenhum dos ditos processos. Depois queixam-se. 
A nível local os problemas são conhecidos, alguns até já ultrapassaram a idade do serviço militar. O mais premente neste momento será a cabimentação orçamental da indemnização de 6,5 milhões de euros à ParqT, obrigatória porque determinada judicialmente. Uma vez que nem PS nem IpT estão dispostos a suportar o ónus do voto ou da abstenção colaborante, parece-me que só um acordo de cavalheiros, que inclua uma saída airosa para o actual bloqueio político de facto, poderá solucionar o imbróglio. Esse acordo de cavalheiros deverá resultar no meu entender de uma de duas hipóteses: A - Uma efectiva partilha de poder, que o PSD já demonstrou sobejamente não estar disposto a aceitar; B - A renúncia em bloco de todos os eleitos e membros das listas para o executivo, seguida de eleições intercalares só para o referido órgão. Os dados estão lançados. Quanto mais tarde, pior maré... que a evolução não espera por nós. E cada comboio só passa uma vez em cada estação.

tags:

publicado por porabrantes às 20:59 | link do post | comentar

Há pior que a Folha gratuita ou o Candeias, o humorista- mor da Zahara????

 

Há!!!!!

 

As páginas de História do Avante onde continuam fiéis ao mais burro estalinismo e agora aderiram à teoria da conspiração anti-maçónica

 

Passo a transcrever da folha bolchevique esta delícia

 

  • Jorge Messias


«Amamos e estimamos os religiosos mas nós não o somos e nenhuma autoridade no mundo – nem mesmo na Igreja – poderá obrigar-nos a sê-lo... (P. Escrivá de Balaguer, citado por Vittorio Messori in “Opus Dei”).

 

«O Opus Dei é acusado de ter como objectivo fundamental o controlo das esferas do poder. Mas a sua influência na sociedade é muito difícil de dimensionar, uma vez que os responsáveis afirmam não dispor de estatísticas sobre a condição sócio-profissional dos seus membros para poder classificá-los. Nas diferentes situações reais que a Obra enfrenta, utiliza-se uma terminologia corrente noutras instituições: professores, académicos, funcionários, etc...» (idemidem, Vittorio Messori).

 

«Como o Estado nasceu da necessidade de refrear antagonismos de classes, resulta que ele é sempre o agente da classe mais poderosa e economicamente dominante a qual, como consequência da sua riqueza, se transforma na classe politicamente dominante e adquire, assim, novos meios para oprimir e dominar as classes dominadas» (F. Engels, prefácio à “Crítica do Programa de Gotha”).

 

Se a História não se repete, não menos é certo que os dados de sistemas históricos tidos como destruídos tendem a reagrupar-se. É assim que entendemos os sinais dos acontecimentos que precederam o pesadelo nazi-fascista e vamos agora reencontrar no actual panorama político, económico e social: o desastre financeiro, a subida galopante dos preços, o Estado saqueador, a prosperidade das grandes fortunas, o desemprego e a luta pelo domínio capitalista de novos mercados; o desabar das políticas, o retorno da ideia de imperialismo como solução, a multiplicação dos conflitos locais, o imparável crescimento das indústrias bélicas e a preparação de nova guerra a nível mundial; a derrocada dos valores éticos ocidentais, a imposição de uma Igreja corrupta minada pelos escândalos, pelo materialismo e pelos negócios «sujos», as chorudas trapaças que se escondem por detrás das imagens da Filantropia e da Caridade e… muitíssimo mais.

Assim, globalização é repetição. Nada há de novo debaixo do solMas para os tecnocratas continua a existir uma saída para a crise. E persistem na ideia de que o Estado capitalista é democrático. São cegos que conduzem outros cegos. Porque a globalização vai polarizar ao extremo a luta de classes.

A hierarquia da Igreja, como sempre, continua de pedra e cal. Lucra com os grandes negócios e sempre que necessário lança na fornalha os mitos que destilam o ópio do povo. Agora, por exemplo, decorre uma intriga talhada à imagem dos soldados-catequistas de Loiola. Não insistiremos nesse episódio da luta pelo poder que opõe de vez em quando Maçonaria e Opus Dei mas também não o ignoraremos. Porque, na verdade, nesta fase de passagem ao imperialismo dos monopólios, as sociedades secretas nas suas diferentes formas (grupos de pressão, lóbis, seitas, fundações, agência militares e paramilitares…) transformaram-se nas verdadeiras detentoras do Poder. Nessa dimensão global devem ser olhadas. Pode ilustrar-se esta afirmação com uma imagem extraída do xadrez político português. A Igreja, à qual incumbe desinformar o povo, pegou no discurso anti-maçónico e deu nova demão às esbatidas tintas da diabolização. Sob reserva ficaram por esclarecer duas dúvidas antigas – que significa ao certo sociedade secreta equantas sociedades secretas funcionam em Portugal – a fim de que todos os males da conspiração capitalista fossem atribuídas à Maçonaria.

Choveram mentiras e falsidades assinadas por bispos e cardeais «situacionistas»: a Igreja apenas trata de assuntos da fé e é alheia a este enredo; os grupos de pressão do sector empresarial são meras entidades consultivas; a economia portuguesa apenas obedece às «leis de mercado»; Portugal é uma democracia cujas instituições representativas respeitam a Constituição da República; só um deputado é do OD, etc.

Lembremos ao episcopado que em Portugal conspiram livremente (como a Igreja bem sabe) agentes das mais diferentes sociedades secretas, directa ou indirectamente ligadas ao Vaticano: Opus Dei, Clube de Bilderberg, Trilateral, Rosacruzes, Caveira e Ossos, Clube de Roma, Greenpeace, Foreign Council, Fundação Rockefellker, organizações dos Templários e dos Jesuítas, etc., etc. São eles que fazem e desfazem as leis.

Acima de todos, no topo da pirâmide, moram os «illuminati»…

A seguir, iremos tentar esboçar o perfil destes «iluminados».''


 

 

Estou zangado com o Messias. Não fala da conspiração judia nem diz quantos judeus temos na Loja Raul Rego. Também não fala da drª Soares Mendes nem sequer desse palerma beato do Noronha!!!!

 

Mas não falar da Loja Raul Rego do antigo e aceite rito escocês

 

 

é insulto.

 

Finalmente eu que sou ateu e como Bertrand Russel descrente em todas as religiões incluindo no bolchevismo sou insultado pelo

 

 

Messias !!!!!

(a única coisa que gosto em Messias é do espumante das Caves 

 

 




publicado por porabrantes às 20:02 | link do post | comentar

Segundo apurámos a vocação  rural  do CDS abrantino ganhou uma nova dinâmica e agora estão todos unidos a

recuperar um cérebro dum bloguer rústico que o PDM classificou como espaço agro-florestal.

 

O referido bloguer é o recordista concelhio e mundial de postas de pescada e espera ser o próximo Presidente da CM do Entroncamento dado que em Tubucci não gostam dele

 

 

Já tem um slogan:

 

UM NOVO FENÓMENO NA TERRA DOS FENÓMENOS !!!!!

 

entretanto o CDS-PP combate o deserto mental da criatura a ver se aparece lá um oásis

 

 

 

Miguel Abrantes

 

 



publicado por porabrantes às 18:31 | link do post | comentar

    

 

 

Só uma dúvida: as sanitas eram destas ?

 

A sanita vanguardista

''No Hirose & Minematsu Lab. apenas pactuamos com tecnologia de ponta. Acabo de regressar de mais uma experiencia avassaladora - a sanita vanguardista!

O tampo aquecido conforta a intimidade do momento, os jactos de agua quente (devidamente dirigidos a partir de 3 ângulos distintos) apaziguam mente e corpo. Para aqueles que gostam de ler há uma lâmpada, e os internautas, desde que devidamente munidos com o seu laptop, podem surfar pela web sem terem de se levantar da sanita (há acesso Web via Wireless). Para os mais básicos, como eu, lá nos vamos entretendo com o menu da sanita e com os jactos de agua. Há sanitas assim...
in http://rebordao.blogspot.com/2005/10/sanita-vanguardista.html''
Adérito Abrantes, investidor de sanitas rurais de Avis, terra do camarada Alves

 

 

 


tags:

publicado por porabrantes às 10:11 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

O Milagre de Tomar

Quando a Câmara violava o...

Mercado Diário : Bloco ac...

Presos políticos abrantin...

Fanáticos perdem em Insta...

Padre de Abrantes aprova ...

Leia os colegas

Deveres de Cortesia: Ephe...

Anti-Fascistas da Resistê...

Médico do Tramagal denunc...

arquivos

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pico

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

república

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10


25
26
27
28
29

30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds