Quarta-feira, 1 de Agosto de 2012

 

 

A publicidade é um meio de recordar os tempos de antanho. Neste caso publicidade à rádio, aos excelentes aparelhos de TSF ''Mullard'' que a família Molhinho vendia na sua loja Ondalux, Lda, uma das pioneiras no centro histórico de Abrantes.

 

 

Quem não acertou na bola foi o PS de Abrantes que há uns comprou ao  meu excelente professor da primária na 3ª classe dos Quinchosos,  a casa ao lado para montar uma sede.

 

Falharam o tiro, porque se esqueceram do direito de preferência que tinha o inquilino e terminaram miseravelmente despejados numa acção no Tribunal da Comarca cujo Advogado foi o Sr.Dr.Eurico Consciência.

 Gazeta da Borda d'água

 

 

Não se pode sempre


acertar na bola!!!!!!!

 

 

A Rádio do tempo do anúncio servia para muita coisa, podia-se ouvir o Manuel Alegre desde Argel denunciar a ditadura, o Artur Agostinho fazer relatos e gritar

 

 

Golo!!!!!!

 

 

Sempre que ele gritava golo, o paizinho do Sr. Armando Fernandes que era um ''doente benfiquista'', ficava fulo e lixado com o senhor São Pedro, protector das galinhas e rurais de Lagarelhos, porque a vela que oferecera ao Santo para garantir a vitória encarnada devia estar aldrabada.

 

 

Agora as rádios servem para outras coisas: por exemplo para a D.Hália sustentar que a couve de Valhascos é melhor que a galega, sublime acto de bairrismo, só não percebi porque é que ela não fez um discurso na Assembleia Municipal do Sardoal pedindo a criação da zona demarcada da couve de Valhascos, como acto de desenvolvimento sustentável do território.

 

 

Puxando a couve à sua sardinha, o Fernandes filho dedica-se agora a ser o Dutra Faria da maioria PS.

 

E está tão disciplinado que não ousou discutir com a senhora Doutora D.Hália dos Valhascos se a couve galega é melhor que a sardoalense.

 

Faz bem, quem tem uma chefa tem tudo, incluindo rédea curta.

 

MA

 


tags:

publicado por porabrantes às 21:46 | link do post | comentar

O blogue ânimo do militante PS de toda a vida e anti-carrilhista da primeira hora António Colaço atingiu a bonita cifra de

 

 

 

78.000 visitantes !!!!!


Parabéns Pá!!!!!

 

Saberás tu, rapaz de amizades perigosas com Senhores padres progressistas como o Anselmo Borges, que a tua condição de crítico da primeira hora do famigerado pedregulho e também a ajuda que deste ao movimento pela paisagem abrantina que labregos da política e dos interesses confusos querem destruir, levou o Sr.Dr. Armando Fernandes, ex-militante de vários partidos e actual cavaquista profissional, a promover-te à excelente condição de ''protestante''.

 

Prosa que o Abade Buiça não desdenharia assinar e que o tosco do João Pico, companheiro dele na politiquice abrantina, subscreveria, dado que a condição intelectual dos dois é gémea.

 

Somos pois protestantes, amigo e diz o Fernandes que o Manuel Alegre escreve mal!!!!! (1)

E portanto o Cavaco e o Duarte Lima, de quem Eurico Consciência disse ''o Dr. Duarte Lima, ah! o Dr. Duarte Lima, se vingarem as acusações fica lá o resto da vida e ainda ficará a dever muitos anos à comunidade.''  escrevem bem.

 

Deixemos a prosa sobre os carrilhistas e vamos ao que importa, deve-te a malta um abraço e aqui vai, quando vires o Zé Bioucas dá-lhe outro, porque há probalidades que o encontres antes de nós.

 

Devemos-te um abraço por isto: 

(

POR UMA ABRANTES COM CIDADÃOS DENTRO

Perpassa-me uma inesperada comoção ao tropeçar por aqui.

Não conheço pessoalmente os amigos que editam o Blog CIDADÃOS POR ABRANTES -

Em defesa do Património e pela discussão do Museu Ibérico.
 1
Hoje, por causa do texto A ELITE DA AMIZADE, abaixo editado, e que teve origem nas palavras de Clara Ferreira Alves, numa sublime crónica do Expresso desta semana, tropecei nos trabalhos com que participei na Colectiva de Arte em PEQUENO FORMATO, realizada na Galeria Municipal de Abrantes, entre Novembro e Dezembro de 2010 e de onde aquele "CONCERTO NA CATEDRAL" saltou.
Conversa puxa conversa, que o mesmo é dizer, link puxa link, ou, os links são como as cerejas e eis-me a visitar o Blog a que aludo.
Bom...o mínimo que posso dizer, para meu espanto - confesso que não visito o blog com a frequência que possam imaginar -  é que estes amigos me estragam com imerecidos mimos só porque aderi à causa de tudo fazer para denunciarmos a "pedregulhada" que se abatia sobre Abrantes.
Dessa mesma exposição aqui fica o trabalho então apresentado - que mereceu o mais recatado silêncio de TODOS os nossos media locais!!!( meu caro João Graça Vieira,não foi para isto que lutámos, por uma rádio de silêncios feita!!!) - e que foi feito a partir de uma "desalinhada" pedra da...Calçada da Ajuda, de Lisboa.
Refiro-me à polémica obra de Carrilho da Graça para o Museu Ibérico, bla,bla.
Uma espécie de "ajuda" vinda da capital!!!
 
 
Um destes dias voltarei para evocar o trabalho realizado com o meu querido amigo João Graça Vieira e como foram os seus últimos dias entre nós no que a esta matéria diz respeito.
2
Uma palavra de agradecimento aos meus amigos pelas considerações com que me afagam esse outro eu de mim, de cada um de nós, deslumbrado, e sempre pronto a pregar-nos partidas mas...por favor, sejam mais pacientes com algumas derivas de alguns amigos meus, ó balha-me Deus...zz..zz.
 
antónio colaço
 
 

 Abração, amigo  !!!!

 

a redacção

 

PS- E o Luís Pacheco e quem sabe Lobo Antunes, Camões e o Luís Sttau Monteiro da Guidinha....



publicado por porabrantes às 19:08 | link do post | comentar

 

Hoje teremos a honra de divulgar um texto vindo da Galiza, Santiago de Compostela, onde o Sr.Dr.Armando Fernandes entre outras pérolas diz:

 

 

''(...) senhor Jana da palha intelectual sustentada por muitos subsídios'' (....)

 

 

 

se bem me lembro ainda ouvi ontem ''o da palha intelectual'' falar com a Dona Hália na rádio do betão, onde o Fernandes perora, 

 

 

 

''senhor Alfredo realizador do  cinema cujo São Pedro vive num sistema de mancebia entre o público e o privado'' referindo-se à vida particular do Sr.Alfredo Santos, ex-Presidente de São João,

 

 

 

 

continua a prosa galega, porque vinda de Santiago de Compostela,

 

 

sobre o pobre senhor Alfredo : ''desta decisão provinda de uma cabeça agredida por uma pedra caída do Céu''  se esta frase não é injuriosa .......

 

para lá caminha.........

 

 

 

 

segue-se no rol de impropérios, deste Catão dos subúrbios de Abrantes e de Portugal, porque suburbano de nascença dado ser de Lagarelhos e suburbano de Abrantes, dado ter residência na Amoreira, o sr. dr. Pina da Costa.....

 

 

mas antes faz um comentário sobre javardos ou seja javalis, certamente premonitório das suas desventuras judiciais,

 

 

(...)''o coadjutor Pina segue a lei estabelecida precisando de apenas  de mais um bocadinho  de lustro nesse mesmo pêlo de um nó de gravata a sério e um casaco de bons modos no que tange ao corte'' (...)

 

 

 

 

a prosa não leva vírgulas, por serem desconhecidas no dialecto de Ourense, o mais rústico da Galiza, segundo gostava de dizer o Fernando Assis Pacheco cujo avô era de lá.....

 

 

segue-se um insulto à forma de vestir de Nelson Carvalho, que me dispenso de reproduzir por  carecer de talento e gramática

 

 

 

 

mas não deixarei de opinar que não compreendo que o sr. dr. Fernandes opine sobre o cabelo dos adversários políticos, sendo careca, luzindo   

 

calva e uns pelos sem aparar para imitar  a juba do arq. Duarte de Ataíde Castel-Branco......e dar-se ares de intelectual suburbano...

 

 

 

há mais bocas injuriosas a outros vultos abrantinos, que lerão no original, e uma alusão maldosa ao Sr.Dr.Humberto Lopes, própria dum abrunheiro do Ribatejo, sobre subir escadas....

 

Naturalmente o homem não foi capaz de assinar o texto com o seu nome.

 

É a sina dos Catões suburbanos.

 

A coisa infame saíu no Primeira Linha de 16 de Maio de 2002

 

 

Faz falta citar Oscar Wilde sobre bácoros????? como o fez Santana-Maia????

 

Acho que não.

 

Marcello de Noronha 



publicado por porabrantes às 15:40 | link do post | comentar

Do nosso amigo Cidadão Abt recebemos este acutilante comentário : 
O Cidadão abt disse sobre Viva o Mercado!!!!! na Quarta-feira, 1 de Agosto de 2012 às 01:28:

     


Eu, dentro das calças do mê pai, pareço um grande homem!

Evidentemente que o texto escrito pelo Paulo Delgado na sua pagina do faceboock está carregado de ironia! 
Só pode!

O Paulo Delgado sempre aprendeu a escrever textos irónicos cá com o Cidadão abt, o que muito vangloria este praça!

Fosse a Antena Livre tão auto-suficiente quanto a Rádio Tágide e veríamos quantos colaboradores teria neste momento!

Escreva antes que foi aproveitado o momento oportuno da Rádio Antena Livre se encostar ao lobby do Grupo Lena e o puzzle encaixará na perfeição!

Quase poderia arriscar que os rapazes desta rádio são meros empregados do Grupo Lena, ou não?

Como é que um camarada radialista pode gabar-se de auto-suficiência se durante os últimos anos a máquina radialista tem sido sustentada com balões de oxigénio na forma de patrocínios e contratações publicitárias chorudas, tanto provenientes da câmara municipal de Abrantes como do grupo económico que até há bem pouco tempo, não fosse a crise na construção e a paralisia nas obras publicas tomava a Antena Livre como uma gota de água no seu oceano financeiro?

Naturalmente que estas discrepâncias passam completamente ao lado do Zé Povinho também por motivo da tal informação parametrizada! 
Não atirem é a areia para os olhos do pagode, de uma forma tão perceptível e tão descarada porque o pessoal não embarca em tudo quanto lhe dão a comer!

Não ofenda a inteligência daqueles que contribuem com os impostos para sustentar os tais contratos de publicidade com discrepâncias de direitos das partes!

Porque o momento que atravessamos é deveras delicado e ninguém entre nós desejará que os funcionários da Antena Livre venham a ter necessidade de tomar atitudes idênticas às do Mário Rui e da Lurdes Gonçalves e se de facto não foi escrita com ironia, use de alguma discrição na retórica, amigo Paulo Delgado!

Entretanto não se esqueça de agradecer ao Grupo Lena e à presidente da câmara o facto de e com a pouca publicidade que têm necessidade de passar, ainda serem a radio em Abrantes!

 

 

Caro Cidadão,

 

Acabo de ouvir a crónica do provecto Armando Fernandes, na Rádio que mencionas, e naturalmente ri-me à gargalhada. Pela sua comicidade natural e pela pronúncia galega, este tipo

 

 

 

 é o alvo ideal para os blogues, porque estes não podem falar apenas de coisas sérias, precisam de uma personagem para fazer rir o povo, como o governo precisa do Relvas e da sua equiparação a licenciado, para distrair o povo enquanto toma medidas para nos ir aos bolsos.

Quem tornou o Armando Fernandes em primeiro alvo da risota geral foi o Zé da Cachoeira e o homem com um fair-play notável foi queixar-se à polícia, quando era um camarada do partido, trânsfuga doutro, com assento actual na praça on-line do Souto, que o enxofrava para gáudio das massas. 

Actualmente o Zé da Cachoeira está em tratamento ideológico numa clínica veterinária.

 

O Fernandes que foi obrigado outro dia a revelar ao povo que também usava o pseudónimo feminino de Edite, numa sala de tribunal, atitude pouco varonil, confesse-se, e parece que está chateado por não o terem convidado para dirigir a confecção da maior omelete do mundo com 4 toneladas que será cozinhada em Ferreira de Zêzere pelo sr Igor Martinho.

 

Aplaude-se aqui a decisão sábia da edilidade local porque o sr. Fernandes já andou metido noutros cozinhados com outro Martinho, esse regente agrícola, e aquilo terminou numa hemorragia de votos e o regente (porque o Rei era o Eanes) a ir salvar as vacas que estavam em vias de se afogar no meio do Tejo.

 

Gabe-se pois os de Ferreira por terem confiado a nobre missão culinária ao Mestre Igor Martinho.

 

Em Ferreira ainda não chegaram à Galiza.

 

Abraço

 

Miguel Abrantes 

 



publicado por porabrantes às 12:50 | link do post | comentar

O Reexistir publicou este post que pela sua importância merece o nosso destaque:

DE CIDADE FLORIDA A ZONA FRANCA DA CRIMINALIDADE

Declaração dos vereadores eleitos pelo PSD

. 

Na reunião da câmara de 20 de Setembro de 2010, os vereadores eleitos pelo PSD fizeram uma intervenção denominada "DE CIDADE FLORIDA A ZONA FRANCA DA CRIMINALIDADE" onde denunciaram, mais uma vez, a situação absolutamente insustentável a que tinha chegado a cidade de Abrantes, em termos de segurança pública, afirmando designadamente o seguinte:

.

«Existem fortes indícios de já se viver em Abrantes situações de cariz mafioso, como é o caso de extorsão de dinheiro e de bens a comerciantes, através da intimidação física e da coação psicológica, e de esquemas de contratação de elementos de comunidades marginais para amedrontar e afugentar a clientela de estabelecimentos comerciais concorrentes.

.

É, aliás, surpreendente como se consente que indivíduos que se dedicam a este tipo de actividade, se passeiem, com a maior das naturalidades, pelas ruas da nossa cidade armados, exibindo a arma e apontando-a a quem lhes apetecer, e em carros portadores de autênticos arsenais bélicos.»

.

No seguimento desta nossa intervenção, em vez de termos sido elogiados pela coragem de denunciar publicamente uma situação que muitos abrantinos viviam e sofriam em silêncio, há muito tempo, fomos, antes, duramente criticados, quer pela senhora presidente da câmara, quer pela Polícia de Segurança Pública (que reagiu através de comunicado), acusando-nos de alarmistas e garantindo publicamente que Abrantes era uma cidade segura.

.

Os vereadores eleitos pelo PSD vêm agora dar a conhecer que o Ministério Público acaba de deduzir acusação contra diversos indivíduos por associação criminosa, extorsão na forma continuada, coação, dano, ofensas corporais e ameaça agravada, designadamente por se ter constituído «no ano de 2000, um grupo com estrutura organizada, de carácter permanente e estável, o qual tinha por único objectivo a obtenção de quantias monetárias de valor não inferior a 50€, bem como de géneros alimentícios e outras mercadorias, fornecidos por inúmeros proprietários de estabelecimentos comerciais da cidade abrantina e, como contrapartida, este grupo dizia-lhes que lhes dava protecção.

.

A obtenção dos valores monetários desta forma ficou conhecida por "camorra", sendo que as quantias assim obtidas eram distribuídas pelos vários elementos do grupo.»

.

Ou seja, como resulta expressamente da acusação, desde o ano 2000 que os comerciantes abrantinos vivem sob a "protecção" de grupos de marginais a quem têm de pagar a "camorra", em vez de estarem sob a protecção das autoridades públicas que, pelos vistos, não só não os protegeram como ainda tiveram a desfaçatez de criticar aqueles que tiveram a coragem de denunciar esta situação com risco da sua própria vida.

.

Esperemos agora que as autoridades públicas consigam, ao menos, garantir a protecção e a segurança das testemunhas e dos estabelecimentos comerciais.



Verifica-se assim que o alerta dado na Câmara por Santana-Maia e por Belém Coelho, a situação denunciada na Assembleia Municipal pelo Fernando Correia, corroborada por centenas de abrantinos que num abaixo-assinado pediram a substituição da PSP pela GNR no policiamento de Abrantes, é confirmada por uma acusação deduzida pelo MP contra um grupo camorrista que se dedicava a extorquir valores aos comerciantes da nossa praça, em troca de ''protecção''.



Verifica-se ainda que as autoridades judiciais encontraram indícios sólidos para desmentir a PSP e a Presidenta, que com intuito de esconder o sol com uma peneira, vinham afirmando que o parâmetro era normal.


Cabe-nos de novo agradecer aos edis citados os seus esforços a favor da população de Abrantes.


Fica isto por aqui?


Não, no link citado há comentários que nos preocupam e que podem fazer crer que a segurança das testemunhas e dos queixosos pode estar ameaçada. 


Cabe à PSP proteger essas pessoas e garantir que não sofrerão represálias por irem depor a Tribunal.

Numa resposta a um comentário, Santana-Maia diz: '' Ainda agora no último Mirante um ilustre e venerando deputado municipal socialista garantia que a segurança em Abrantes se resumia a um menor que assaltava uns carros.
Pelos vistos a coisa é bem mais grave.
Mas esta é a regra dos cobardes: fingem que não vêem e que não sabem para justificarem o não agir.''


Aqui fica a cara do venerando Dias, outra vez, com toda a nossa veneração. O Noronha tinha ficado de continuar  a comentar a heróica e esforçada entrevista, mas tem havido excesso de traballho.


 

 

 foto o Mirante.

 

Miguel Abrantes



publicado por porabrantes às 09:42 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Uma florida insurreição c...

O triângulo

Governo vai abrir Pensão ...

Armindo Silveira defende ...

Em defesa do Património

Coisas de Patapólis

Que aconteceu ao cavalo?

Escolas sem notas

Directora do MIAA, procur...

A casa incendiada

arquivos

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pico

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

república

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10


27
28
29

30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds