Sábado, 15 de Junho de 2013
Diz-nos o nosso amigo Sr.Lalanda: 
Artur Lalanda  disse sobre A tribo dos Fode no Sábado, 15 de Junho de 2013 às 12:23:

     

Fui pessoalmente, vitima da célebre carga da cavalaria da GNR sobre os apoiantes de Delgado, nas redondezas do liceu Camões. Os passeios eram varridos pelas espadas dos cavaleiros e quem não encontrava uma porta aberta para se proteger, era atingido. Enquanto muitos sangravam, em consegui uma porta para me recolher e ficar a aguardar que a onde passasse para... fugir.

 

 

Caro amigo: Procurei fotos da carga de cavalaria da GNR com que foram brutalmente reprimidos em 18 de Maio de 1958 os partidários de Delgado à saída do Camões, não encontrei, mas temos esse vídeo com Salazar como voz do fundo e a GNR a conter o povo à porta do Camões onde Delgado fora votar.

 

Há outros rastos:

 

 

 


       iva delgado   

 

Delgado falando em 18-5-1958

 

 

O Sr. Lalanda pode ver aqui se há  aqui conhecidos entre os presentes. Mas muitos antes antes no Camões, lutava o abrantino tenente-coronel Luís Mesquitela (o dono da Quinta da Capela) contra os ''rojos'' em Espanha e ...  

 

 

 

o capitão aviador Delgado dava no Ginásio do Liceu Camões uma conferência sobre luta anti-guerrilha nas ruas, para o caso dos bolcheviques se alçarem. E lá está a bandeira da entidade patrocinadora. A benemérita Legião Portuguesa. Delgado fez um livro sobre tácticas anti-guerrilha a meias com um militar de Tomar, Fernando Oliveira, de que há várias edições, para a Legião, PSP, GNR, etc...

 

Bem se continuo a conversa nunca mais janto....

 

Abraço caro amigo

 

Miguel Abrantes 



publicado por porabrantes às 20:28 | link do post | comentar

Sexta-feira, 14 de Junho de 2013

 

 

Isso meu amigo, são nomes de bons e leais Fulas, raça de senhores, estirpe de guerreiros, que fizeram a djidah por Portugal.

 

 

Pagava ao Homem Grande da Tabanca uma viagem a Meca o Kako Baldé, que era o nome de guerra dum bravo que já se batera contra os russos em Estalinegrado,  dirigira uma carga de cavalaria da GNR contra o povo que vitoriava Delgado à porta do Liceu Camões, e fizera a guerra em Angola.

 

Em troca dum Fode Embaló se passar a chamar Hadji Fode Embaló os seus homens caçavam balantas.

 

Spínola era o nome da lenda de monóculo e dele ouvi dizer a Galvão de Melo: O Coronel Spínola era muito famoso em Angola. No distrito dele não havia turras, mas também não havia população civil.

 

Armou os fulas para se defrontarem com os balantas e e enfrentou-se a um caudilho indígena de etnia papel, o Nino, que fez a guerrilha com ferocidade e génio.

 

Dirigiu um tio meu uma coluna que saiu de Bafatá, Chaimites como as de Abril, tudo tropa vinda da EPC da velha Scallabis e iam ver duma tabanca fula  que os ''grunhos'' tinham flagelado.

 

No final da picada, lá estava a aldeia fula. Há problemas perguntaram? Não, meu alferes, aqui tem as orelhas dos balantas.

 

Um dia, o capitão da companhia passou-se dos carretos. O nome vem nos jornais da época. Tinha estado preso em Goa, quando Vassalo e Silva se rendeu quase sem dar um tiro. Ficara um pouco passado. Dizia que estava farto de perder guerras. Andava o Spínola de amores com Senghor, aquele poeta amigo de Pompidou, tinham estudado na  Sorbonne juntos e para fazer um trio  juntava-se  o Aimeé Cesaire, o poeta crioulo da  Guadalupe, que nunca defendeu a independência da sua terra, porque dizia, cínico, os franceses escravizaram-nos durante 400 anos, agora terão de andar outros 400 anos a sustentarem-nos com subsídios.

 

As tropas lusas apanhavam morteirada vinda do Senegal e não podiam replicar. O bravo capitão passou-se. Invadiu o Senegal e destruiu o primeiro posto fronteiriço. Não ficou contente. Havia mais postos da tropa senegalesa e do PAIGC uns 10 Km para lá da raia. A Coluna arrasou-os também e regressaram vitoriosos e eufóricos a Bafatá.

 

O escândalo foi tal que deu reunião do Conselho de Segurança da ONU. E o capitão transferido para a Metrópole onde foi julgado em tribunal militar, sendo Advogado o cunhado, que depois foi Secretário dos Negócios Estrangeiros em algum governo PS.

 

O bravo capitão é  hoje arquitecto e pintor. Mas de vez em quando dá-lhe a nostalgia das guerras. Outro dia pedia num forúm da net cópia de algum guião do RI 2 porque estava a pintar os guiões de todas as unidades que combateram no Ultramar.

 

O alferes a quem ofereceram as orelhas  era abrantino e já morreu. Em combate contra uma leucemia aos 40 anos.

 

Muitos dos bravos fulas foram entregues aos  do PAIGG e foram fuzilados. Eram homens valentes e cruéis como os da esta tribo que o meu amigo Cidadão Abt resgatou.

 

 

 

 Miguel Abrantes



publicado por porabrantes às 23:50 | link do post | comentar | ver comentários (2)

Foram homenageados os combatentes caídos nas guerras coloniais ou guerra  do Ultramar e muito bem. Há por aí listas de caídos e aqui vai uma onde não consta Magiolo de Gouveia que deve ter sido o último caído no Império em derrocada.

 

 

 

 

 

 in http://ultramar.terraweb.biz/03Mortos%20na%20Guerra%20do%20Ultramar/LetraA/MEC_001n.pdf

 

 

Pode ver aqui as fotos da cerimónia

 

 

 

Finalmente duas notas críticas: por muito estimável que seja tudo isto, o processo começou por iniciativa dum grupo de cidadãos que entregou um texto assinado pelo sr. Victor Falcão onde se lia '' (...)É um dado adquirido; as sociedades civilizadas de hoje tiveram por matriz a civilização lusíada que os nossos antepassados levaram a todas as terras onde se fixaram: América, África, Índia, China e Timor.honda civic(...).

 

 

Caros amigos não sejam exagerados. A matriz lusa onde está na China???? Numa pequena península cheia de casinos? Nos Estados Unidos num punhado de emigrantes açorianos à volta de Boston e da Califórnia? Onde está a matriz lusa em Moscovo? Nalguma lápide assinalando que Cunhal deu um dia um beijo na boca ao patrão Brejnev????

 

 

Estes desvanecimentos nacionalistas são tocantes mas um bocadinho exagerados. Quando os lusos pirateavam em Diu o Imperador das Índias achava que eram  uns mosquitos a incomodar a cauda dum grande Império

 

Mughal akbar.jpg

 

Akbar, Imperador das Índias, de pouco civilizado não tinha nada

 

E da mesmo forma em Pequim actuava o Filho do Céu, acerca duns piratas estacionados em Macau com meia dúzia de frades que estiveram sempre às ordens do mandarim local, como reverentemente o faziam os últimos governadores lusos  que sempre prestaram vassalagem a Stanley Ho e a Mao Tsé Tung, incluindo o das Mouriscas.

 

Um almoço com o General Silvino Silvério Marques ajudaria a saber como eram as coisas no Mar da China. O Jaime contou-lhe muitas coisas...

 

Não é a mesma coisa conquistar ''selvagens'' como dizia o Paladino Paiva Couceiro....

 

 

 

Paiva Couceiro implantando a civilização no Quanza (1908)-foto publicada pela família dele no Facebook 

 

 

que tratar com velhas civilizações como a Índia e a China, que foi civilizada, muito antes deste cabeço abrantino.....

 

 

Resta a derradeira nota : o General Pina Monteiro, numa entrevista em que falou de Abrantes, ao Sol, disse que a G-3 continua muito eficaz. Ora já em 1974, há 39 anos, quando perdemos a guerra, a G-3 era uma arma muito inferior à Kalach  que brandiam os homens de Nino Vieira

 

 

Mikhail Kalachnicov com sua invenção

 

http://www.dw.de/n%C3%A3o-s%C3%A3o-armas-que-matam-mas-sim-homens/a-2070149.

 

 

Francisco de Almeida quando impôs o terror no Índico gozava duma artilharia com superioridade tecnológica abissal sobre os inimigos. Como a superioridade tecnológica que tinham também Couceiro em Angola e Mouzinho em Moçambique.

 

Agora mandarem os portugas prá guerra com antiguidades é uma inconsciência. E aliás toda a política portuguesa nos últimos 30 anos é duma inconsciência total.

 

Finalmente como de homenagens se trata, cabe-me recolher-me perante o ''meu'' morto. O Dr. João Augusto Cabral de Andrade, que morreu em Angola num estranho acidente de viação. Era meu amigo. Se pedir os papéis sobre essa morte ao Sr. Comandante-Chefe das F.A. ainda serão secretos????

 

Como os de Paulina Pereira???

 

Parece que Lei diz que só 50 anos depois da morte se podem consultar ou com licença da família.

 

Morreu em 1965. Só faltam 2 anos.

 

É mais fácil consultar on-line como morreu o sarg. Paul Mulligan na Somália no tempo do Bush pai. Os ianques como são ''bárbaros' colocam tudo on-line.  

 

Marcello de Noronha 

 

Sobre o que passou no Mação por colocarem o nome de Maggiolo num monumento leia aqui.  Quem o torturou e matou devia ter pelo menos a entrada proibida em Portugal. Ocupe o cargo, que ocupe em Timor. E estou hoje pró moderado. ....

 

  



publicado por porabrantes às 19:09 | link do post | comentar

 

 

Festas da nossa terra que homenageiam a elevação da Vila de Abrantes a Cidade. Uma das poucas promessas dos políticos da República cumpridas.

 

Solano de Abreu escreveu que era melhor ser uma excelente Vila que uma Cidade medíocre.

 

E tinha razão. 

 

Quanto custam as festas?????

 

Um montão de massa que poderia ser melhor aproveitada em coisas mais úteis e que mais não servem que para potenciar a campanha da recandidata.

 

De qualquer modo, o povo tem direito à festa.

 

 

E fá-la na rua.

 

 

Estamos solidários com o povo

 

  foto pedro david pub. pelo grupo Abrantes

 

 

não podemos estar solidários com quem arruína este concelho

 

 

Foto

 

 

duas populares numa festa ....

 

Divirtam-se........

 

a redacção



publicado por porabrantes às 12:14 | link do post | comentar

Quinta-feira, 13 de Junho de 2013

 

 

Fernando Curto, firme e erecto, pondo contra as cordas o caciquismo.

 

 

E o que disse, podia ter dito ,Marco Túlio Cícero: 

 

 

Quousque tandem abutere, Catilina, patientia nostra? Quamdiu etiam furor iste tuus nos eludet? Quem ad finem sese effrenata iactabit audacia?)



coisa que em vulgar se traduz:


Até quando, enfim, ó Catilina, abusarás da nossa paciência? Por quanto tempo ainda esse teu rancor nos enganará? Até que ponto a (tua) audácia desenfreada se gabará (de nós)? 



O Catilina era um patrício que desafiava a República.


A quem fulminava Fernando Curto?????



Parece-me que fulmina quem se pôs na alheta.


Ao menos todos os dias o senador Catalina tinha os nobres testículos de suportar a catalinária do homem que melhor manejou o latim e de replicar.


Como diz um velho ditado: não se podem pedir peras ao olmo.

 

Porca miséria.

 

MA 


tags:

publicado por porabrantes às 12:41 | link do post | comentar

Quarta-feira, 12 de Junho de 2013

 

É o caso do eng. Bioucas, defensor de São Domingos, nosso amigo, homem de honra, independente (que sempre desconfiou das  tretas  partidárias), crítico da obra ilegal dum tal Carrilho da Graça.

 

Um líder enfrenta-se e dialoga com os manifestantes e manda-os mesmo à merda se for caso disso.

 

 

um líder pode inclusivamente ser agredido mas não arreda pé

 

 

 

 

a democracia faz-se com líderes e com povo e não com quem foge!!!!!

 

 

a redacção


tags:

publicado por porabrantes às 20:07 | link do post | comentar

 

 

a defesa do Serviço Público e a luta pela defesa dos direitos dos trabalhadores, a defesa dos  nossos bombeiros agredidos e humilhados   assumiu nas ruas da Cidade de Abrantes proporções épicas !!!!

 

uma jornada histórica na luta pela nossa Honra e pela nossa Liberdade!!!!!

 

 

 

os cartazes dizem tudo e gostavamos de ter visto a sociedade civil ou o PS de Abrantes organizar uma contra-manifestação....

 

 

homens curtidos no combate às chamas, na dura labuta diária pela nossa defesa, onde arriscam diariamente a sua pele, vieram dizer aos seus colegas abrantinos, ameaçados pela partidocracia e pelo clientelismo, que não estão sozinhos!!!!!

 

 

OBRIGADO

 

 

BOMBEIROS DE PORTUGAL !!!!!!!

 

a redacção

 

fotos publicadas pelo Mário Rui Fonseca no facebook, obrigado pá!!!!!

 



publicado por porabrantes às 18:30 | link do post | comentar | ver comentários (1)

São raras as manifs na Raimundo Soares?

 

São, excepto as de Jericos.

 

 

Mas de manifs  com pessoas lembro-me do 1 º de Maio de 1974, quando um membro da sociedade civil começou a chorar na varanda da CMA dizendo que era o dia mais feliz da sua vida e que era democrata desde pequenino.

 

Não tenho (por enquanto) essa foto.

 

 

Mas tenho esta duma manif de trabalhadores da MDF e de como o Presidente da CMA eng. Bioucas e o chefe da Oposição eng. Herlânder Leitão (do PSD e das Mouriscas mas não da sociedade civil) foram dialogar com os manifestantes.

 

 

a esconder a cabeça está um pegacho da sociedade civil que logo que saiu da câmara arranjou um tacho como consultor camarário

 

lamentavelmente não tem a cabeça metida num tacho

 

a foto acho que foi publicada no grupo tramagal pelo Sr.Dr.Octávio Oliveira

 

 

há quem gostasse que as manifs fossem paradas militares, criaturas com vocação de sargentas 

 

 

 

 

infelizmente não conseguiu disciplinar durante a recruta nem Belém Coelho nem Santana Maia que indisciplinadamente  pediram em sessão camarária os papéis sobre a morte duma grande abrantina

 

 

coisa que também pediu o sindicato que se vai manifestar agora

 

mas parece que esses papéis são como a minuta da RPP Solar misteriosos e secretos......

 

 

não é amigos?????

 

Tá na hora de desligar o portátil e mandar a sociedade civil prás Mouriscas, todos a  vergar a mola para reconstruirem uma escola abandonada!

 

Até logo

 

Suzy 



publicado por porabrantes às 14:40 | link do post | comentar

Terça-feira, 11 de Junho de 2013

Quem brinca aos tribunais, queima-se.

 

É como aqueles meninos que brincam com fósforos!!!!! 

 

 

 

Toda a  cena que levou a sucessivas manifestações de jericos nos Paços do Concelho, além de ter servido para desprestigiar esta edilidade, (e a anterior) e infelizmente uma cidade prisioneira de políticos incapazes e duma sociedade civil acomodatícia, teve hoje o início do seu desfecho judicial no Tribunal Administrativo e Fiscal da bela Cidade onde Eça foi Administrador do Concelho e onde meteu o Cónego em amores pecaminosos à sombra duma Sé onde muitas vezes ouvi missa.

 

 Lusa

 

A figura do Administrador era a de um Funcionário nomeado pelo Governo Central para velar pela Ordem Pública (polícias, etc) e zelar para que as edilidades cumprissem as Leis. Imagino como seria José Maria Eça de Queiroz fiscalizando estes executivos que perdem minutas e o tráfico de muares pelas ruas em pleno século XXI.

 

Que matéria-prima para um magnífico romance!!!!

 

Escreveu Eça: ''O jornal exerce todas as funções do defunto Satanás, de quem herdou a ubiquidade; e é não só o pai da mentira, mas o pai da discórdia."   


Hoje certamente diria que em Abrantes esta satânica missão cumpre aos blogues, porque os jornais estão amordaçados. E ter uma imprensa amordaçada  é como transformar Belzebu num animal doméstico, um lindo lulu com cornos, da maioria.


Cumpra-se pois o mandato de Eça de Queiroz e espalhe-se a discórdia! 


Foi distribuído no Tribunal citado, na levítica Leiria, não o processo de  separação litigiosa entre o Rev.Amaro e alguma concubina rural (que era o processo que o dr. Vasco da Gama Fernandes jurava na pastelaria Soraya que adoraria patrocinar), mas este




onde a CMA é



Ré: 




261525 Entrada: 
11-06-2013
Distribuição: 
11-06-2013
Autor: CONSTRUÇÕES JORGE FERREIRA & DIAS, Lda. 
Réu: Município de Abrantes
Unidade Orgânica 1 842/13.7BELRA 

Valor: 
6.693.719,68 €
Acção administrativa comum - forma ordinária



6.693.719,68 € ou seja a parca soma de 



6,7 milhões de euros!!!!

que representa uns parcos 60% do orçamento municipal!!!!


É a nossa contribuição para as festas municipais,


abrilhantadas pelos nossos garbosos bombeiros!!!!



 


Fica pois notificada como representante legal da CMA


a senhora doutora Maria do Céu!!!!!


Marcello de Noronha

 




publicado por porabrantes às 21:46 | link do post | comentar | ver comentários (3)

 

 

 

 

 

 

   

 

 

Para consciencializar a população do que está em jogo amanhã, reproduz-se com a devida vénia a primeira parte do jornal Alto Risco do Sindicato Nacional dos Bombeiros Profissionais-ANBP

 

Recordamos que o direito à liberdade de expressão e o direito de manifestação são uma conquista de Abril, uma conquista que arrancámos a ferro e fogo aos defensores da Ditadura ( e algum do pessoal político dela foi medalhado pela Srª Maria do Céu Albuquerque, coisa que nos repugna, como nos repugna as medalhas dadas a notórios gonçalvistas) e que não pensamos abdicar deles.

 

 

 

A redacção  



publicado por porabrantes às 17:07 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

La Vanguardia destaca o p...

Gina Esteves, a aluna da ...

A vingança de Jeová

Voluntariado para combate...

Tenho o slogan

RIP Dr.Adelino Nogueira V...

Carreira Pombo para a Est...

Cabral de Moncada e o odi...

Assaltos nas Mouriscas (c...

Teatro no Tramagal (1974)

arquivos

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carlos marques

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

crime

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Abril 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds