Sexta-feira, 18 de Outubro de 2013

 

in http://www.ibahia.com/a/blogs/memoriasdabahia/2013/01/23/o-misterio-em-torno-do-jornalista-diogo-soares-da-silva-e-bivar/

 

Que Diogo Soares da Silva de Bívar foi o hospitaleiro anfitrião de Junot em terras abrantinas todos sabemos, mas é menos conhecida a sua vida de exilado e a sua obra brasileira (da qual o título acima  é exemplo). 

 

 

Também são pouco conhecidos os versos que o talentoso trauliteiro (e um dos homens que melhor manejou a nossa língua, grande escritor e extravagante frade)  José Agostinho de Macedo dedicou à sua ''execução'':

 

 

(...) 

 

Nem tu tornando, como espero, ó Abrantes, 
Tubuciana Academia acima 
Farás ir outra vez: Bivar honrado, 
Se um voto menos te livrou da forca , 
Não podesie evitar que em torno d'ella 
(Porque abafava com calor o dia ) 
Não d'esses vezes três serena volta , 
Co pardo e liso couro ao sol patente, 





Onde ingénuo igual teu Carrasco dicto 

Descarregou sonora sapatada 

Qne o povo de prazer deixava absorto , 

Pedindo ao ceo qne a gargantilha tua 

Se atasse nos paus três , onde ondeante 

Teu mascavado corpanzil ficasse! 

(...)

 


naturalmente no livro do frade não escapa duma sova nenhum liberal...

Ingrato foi D.Miguel, não o fez Bispo, o homem merecia....




MN



o livro está on-line,  o retrato do frade foi roubado à Wikipedia, sobre o Bívar o link brasileiro



publicado por porabrantes às 19:38 | link do post | comentar

Quinta-feira, 17 de Outubro de 2013

Anexam-se as 2 páginas prometidas referentes aos processos municipais.

 

 

 

 

 

 

Toda ufana, a CMA diz coisas insensatas sobre o processo Dias no TAF de Leiria. Mas  há pelo outro processo do Sr.Dias contra CMA que consta da listazinha. E há um processo absurdo contra Jorge Dias por alegados ''distúrbios'' numa sessão.

 

Também esta lista que foi distribuída aos deputados municipais é omissa no valor de muitas acções que correm contra a CMA, é de perguntar porquê?????

 

Será para não assustar a malta?????

 

Há ainda um  processo do  Sindicato dos Trabalhadores Administração Local contra a patroa Céu, como represente legal da autarquia.

 

Como anda tão meiga com certos patrões..... é de perguntar : sente-se agora membro do patronato, apesar de ser ''socialista''?????

 

 

Quando a Céu abraça um patrão, assusto-me. Basta ver a falência  estrondosa de certo patrão que em 2009 figurava na sua Comissão de Honra.

 

Finalmente gabam-se do Sr.Dias não ter título executivo para os penhorar....

 

Mas há quem tenha e com muito mais poder que Jorge Dias, o BNP 

 

 

 

 

 

Injunção Nª 400703/09.3

YIPRT ·ª Vara Cível Porto

Autor BNP Paribas Factor, SA Executado : CMA

180.085,01 €

Pª 996/12.8TBABT 3º Juízo –T.J. Abrantes

Autor BNP Paribas Factor, SA Executado : CMA

264.873,93

Total             (sem juros)                                                         444.958,94

 

 

 

Com título de execução somam este processos, contando juros,  ......quase meio milhão de euros.....

 

 

Faço um intervalo para revelar a promessa  de  apoio concedida à ADIMO das Mouriscas que mantém o espólio do Museu local encaixotado

 

Naturalmente  ADIMO parece que é presidida por Humberto Lopes, o do CRIA e da prestável Associação Bombeiral

 

 

 

 

N° 4 — ''Para conhecimento, a Presidente da Câmara, informa que, na sequência do pedido da ADIMO — Associação de Desenvolvimento Integrado de Mouriscas, para apoio à construção do “Núcleo Associativo de Mouriscas”, foi elaborada declaração de compromisso para envio de

proposta à Câmara Municipal para a atribuição de um apoio para que fique assegurada a contrapartida nacional do investimento, O montante candidatado pela ADIMO ascende a 527.547,00€, ao que corresponderá uma comparticipação FEADER de 200.000,00€, sendo que

a contrapartida nacional do investimento corresponderia a 327.547,00€. A despesa só terá incidência no orçamento para 2014, pelo que o apoio a atribuir seria inscrito no orçamento para o próximo ano. A assunção do respectivo compromisso ficará dependente da existência de fundos disponíveis à data de celebração de protocolo para o efeito, bem como, de eventual autorização prévia da AM, dependendo do prazo de vigência do mesmo, se plurianual. -126110 '' (das actas municipais)

Tomado conhecimento.

 

 

 

Como é que assume o município este compromisso em vésperas das eleições, sem ter a verba orçamentada, sem saber se lhe aprovam o orçamento de 2014,  e sem aprovação da A.Municipal????

 

Como isto foi aprovado em Agosto de 2013 seria jogada eleitoral? Que correu mal porque o PS perdeu para a CDU nas Mouriscas????

 

 Vai a cacique dar subsídios de 300.0000 € a cada associação de cada freguesia, ou é só para .....?????

 

fotoo mirante

 

O dr. Lopes diz no Mirante citado que a ADIMO foi constituída porque era mais fácil ir buscar as verbas aos '' empresários financiam muito mais facilmente uma associação do que a junta''


E em  vez de ir aos empresários foi à autarquia, isto é aos nossos impostos.


Gloriosa Sociedade Civil.....!!!!!


Duas notas finais: as Mouriscas são governadas pelo PCP. O PCP é pelo serviço público. Por Museus do Estado e acho bem. Como é que a Junta local cede o espólio arqueológico a uma associação privada?


Se o PCP fosse governo cederia os coches do Museu dos ditos, o melhor da Europa, a uma associação privada? Nunca se sabe, esses tipos cederam os arquivos da PIDE-DGS a um estado estrangeiro, diz o Zé Milhazes.





Não analiso por enquanto  os 4 ou 5 processos movidos pelo MP contra a esta aautarquia. Fica para outro dia...


MA



publicado por porabrantes às 18:51 | link do post | comentar

Enviaram-nos um documento da edilidade onde se dá conta dos processos que pendem contra a CMA e daqueles que ela moveu. São três folhas A4 como a que se reproduz. Reportam-se a Fevereiro 2013. Como vão tomar posse os novos edis dá-se conta do assunto em 3 entregas, para que saibam  co o que contam e ainda para informação pública

 

a redacção

 

 

 

 

 

 


tags:

publicado por porabrantes às 13:26 | link do post | comentar

No devido momento fomos os primeiros a dar notícia desta acção movida pelo empresário Sr.Jorge Dias. A imprensa local silenciou o  assunto durante meses, incluindo durante a campanha local. Também referimos aqui a acusação feita em sede de A.Municipal por um prestigiado Advogado e Deputado do ICA    que  censurava a cacique por faltar deliberadamente à verdade num processo do caso Jorge Dias.

 

Hoje o Mirante aborda o assunto em artigo que se reproduz com a devida vénia :

 

 

 

Câmara de Abrantes contesta acção de 6,5 milhões de euros movida por construtor falido 

foto

Jorge Ferreira, 57 anos, considera que autarquia lhe arruinou a vida empresarial. Município entende que o empresário não alega factos suficientes que lhe permitam vir a provar em tribunal os prejuízos que diz ter sofrido.

 

Edição de 2013-10-17
  Imprimir ArtigoComentar ArtigoEnviar para um amigoAdicionar aos favoritos

 

Está a decorrer no Tribunal Fiscal e Administrativo de Leiria uma acção administrativa na qual é ré a Câmara de Abrantes e que poderá vir a implicar o pagamento pela autarquia de 6 milhões 693 mil e 719, 68 euros à empresa de Construções Jorge Ferreira. A acção, que pode ser enquadrada no âmbito de um pedido de indemnização por danos morais, foi liderada por Jorge Ferreira Dias, dono dessa empresa, que prometeu não cortar as suas longas barbas enquanto os negócios não se endireitassem.

Jorge Dias imputa responsabilidades da sua ruína à Câmara de Abrantes devido a várias questões. Uma delas, refere, deve-se ao facto da autarquia lhe ter movido um processo judicial, em Novembro de 2002, por questões relacionadas com uma parcela de terreno na Encosta Norte da cidade. Outra tem a ver com o aborto do projecto “Ofélia Clube”, uma Unidade de Saúde e Bem-Estar/Complexo Médico-Social, prevista para Abrantes, tendo-lhe sido prometido um negócio de 2,5 milhões de euros com a venda dos seus terrenos para a instalação do complexo.

A operação de loteamento foi autorizada pelo município mas a obra, que estava prevista arrancar em Novembro de 2008, não saiu do papel. Jorge Dias acabou por ver o negócio dos terrenos ir por água abaixo em Março de 2010, quando a autarquia declarou a caducidade do alvará de construção do projecto do grupo “Portanice Investimentos Imobiliários Lda”.

O construtor também se queixa do facto de um prédio seu, sito na rua de Sant’Ana, em Abrantes, ter estado sem ligação de água à rede durante sete anos, impedindo que fosse vendido qualquer apartamento. A autarquia justificava que o motivo do impasse se devia a um processo judicial entre câmara e construtor que ainda não tinha desfecho conhecido. O assunto acabaria por ficar resolvido em Outubro de 2009 mas, até ao momento, o construtor não conseguiu vender nenhuma fracção, encontrando-se o prédio a mercê do vandalismo, conta.

De acordo com documentos a que O MIRANTE teve acesso, a acção deu entrada no Tribunal Administrativo a 11 de Junho último, tendo o município abrantino contestado a acção na sexta-feira, 4 de Outubro, dentro dos 30 dias previstos após notificação. “Queremos esclarecer que não estamos perante uma execução, mas sim perante uma acção administrativa comum sob a forma ordinária. Num processo de execução já existe um título que permite obter o pagamento. Na presente acção todos os factos alegados terão ainda de ser provados pelas Construções Jorge Ferreira e Dias, Lda”, explica a autarquia em resposta enviada a O MIRANTE.

A Câmara de Abrantes entende ainda que a autora da acção, a empresa Construções Jorge Ferreira e Dias, Lda., não alega factos bastantes e suficientes que lhe permitam vir a provar em tribunal os prejuízos de 193.719 euros a título de danos emergentes e 6 milhões e 500 mil euros a título de danos cessantes que diz ter sofrido. A autarquia explica que contestou a acção por entender ter fundamentos que permitem contrariar os factos alegados pela autora da acção e “não está disponível a pagar qualquer indemnização ao construtor pelos factos que este imputa ao município”.

 

“Querem dar-me como maluco mas não sou”

O construtor conta que a ruína nos seus negócios começou em 2002, quando a autarquia lhe moveu uma acção judicial. Até aí, diz, granjeava de crédito na banca, o que deixou de acontecer. “Prejudicou-me numa vida inteira porque tinha negócios previstos para esses terrenos que deixei de concretizar quando os interessados souberam deste litígio”, explica o empresário que já escreveu inúmeras vezes no Livro de Reclamações da autarquia e protagonizou cinco protestos com jumentos no centro histórico de Abrantes para fazer ouvir a sua voz.

“Querem-me dar como maluco mas estou ciente do que digo e faço”, atesta, referindo-se a um processo que decorre actualmente e que foi interposto pela actual presidente da autarquia, Maria do Céu Albuquerque, após Jorge Dias ter provocado desacatos numa reunião de câmara.

O construtor foi ainda absolvido de um processo crime que o anterior presidente da câmara, Nelson de Carvalho, lhe colocou por difamação, na sequência de um desses protestos, mas que resultou no arquivamento do mesmo pelo Tribunal Judicial de Abrantes por falta de provimento e evocando o direito à liberdade de expressã

 

http://semanal.omirante.pt/noticia.asp?idEdicao=622&id=95036&idSeccao=10811&Action=noticia

 

 

 

Sobre os argumentos esgrimidos pela CMA só se pode desatar a rir à gargalhada!!!

 

 

 

: ''A autarquia explica que contestou a acção por entender ter fundamentos que permitem contrariar os factos alegados pela autora da acção e “não está disponível a pagar qualquer indemnização ao construtor pelos factos que este imputa ao município”.

 

A fonte anónima da CMA será formada em Direito?

 

 

Se a CMA não contestasse tinha de pagar. Quem não contesta é automaticamente condenado. Foi por isso que contestaram .....

 

A autarquia diz que não ''está disponível para pagar''.

 

Ora bolas (omito o porra que era o que esta consideração merecia) se a autarquia for condenada também poderá continuar a dizer, mais subtil que o Jerico, que não ''está disponível para pagar''.

 

Então o sr. Jorge Dias com o título executivo na mão (a sentença) começará a penhorar os bens da autarquia:

 

A título de exemplo:

 

 

Palácio da Raimundo Soares- 500.000 €

Casa Milho                             250.000 €

Campo de baseball                  15.000 €    

Terreno  Barro Vermelho        100.000 €

Convento S.Domingos         1.000.000 €

Carro Presidenta                        8.000 €

Mobília do Escritório da Céu    3.000 €  (1)

Escola Nova  de Alferrarede   500.000 €

Claras                                    300.000 €

Antigo Tribunal                       200.000 €

Piscinas Velhas                      500.000 €

bolas de baseball                          300 €

1 carro dos bombeiros             45.000 €

4 vassouras dos varredores           50 €

Arquivo Municipal                   150.000 €

medalhas de lata                            25 € 

 

assim sucessivamente até perfazer os mais de 

 

7 milhões de euros 

 

+

 

mais juros

 

 

(1) a mobília do gabinete da D.Céu foi coomprada por 6.000 € mas agora só valerá 3.000 por ser em segunda mão

MA

 

 

 

 



publicado por porabrantes às 09:21 | link do post | comentar

Quarta-feira, 16 de Outubro de 2013

 Na Nova Aliança o artigo do peticionário sr.dr. Laranjinha não tinha ilustração, agora já tem

 

 

 

 

 

 

 

 

 gamado ao Ironikamente

 

 

 

 

 

 

 

 

a redacção



publicado por porabrantes às 22:04 | link do post | comentar

 

 

 

 

 

na

 

 pub SN

 

o postal da ponte é de 1900



publicado por porabrantes às 18:28 | link do post | comentar

 

na vastíssima iconografia que há sobre o actor Taborda, prova da sua imensa popularidade, o homem figura com e sem chapéu e até alguma vez com cabeleira postiça......mas nunca sem cabeça como no Largo do seu nome......

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Há certamente mais retratos do actor nas revistas e colecções de retratos da época e até havia bustos onde ele aparecia inspirado pelo divino Espírito Santo (do qual falaremos hoje)

 

mas busto sem cabeça do Actor só cá nesta Cidade, dizem que o busto foi recuperado....

 

 

mas não é reposto porque levaria o mesmo destino....

 

 

portanto custaria muito encomendar outro, de outra matéria- prima que não seja apetecível aos gatunos e repô-lo no sítio?????

 

 

MA 

 

 



publicado por porabrantes às 13:11 | link do post | comentar

Terça-feira, 15 de Outubro de 2013

 

 

 

Acaba de entrar no Tribunal da Comarca...........

 

 

 

 

 

 

 

906837

Entrada: 
14-10-2013
Distribuição: 
15-10-2013

Autor: Jones Lang Lasalle (Portugal), Sociedade de Avaliações Imobiliárias, Unip., Lda 
Réu: Rpp Solar Energia Solar, S.A.

1º Juízo

101897/13.3YIPRT

Valor:
5.343,17 €

Ação Esp.Cump.Obrig.DL269/98 (superior Alçada 1ªInstª)
transferência Electrónica de Injunção Para Distribuiçã

 

 

 

Como se nota é La Salle de má família

 

Falta-lhe o ''de'' que em França, distingue um nobre de um plebeu, embora haja gajos como o Giscard '' d' '' Estaing que tenham comprado o ''de'' na candonga, se calhar por escritura pública.

 

Ou teria feito uma justificação notarial.????

 

Tudo isto serve para dizer que não foi o nobre Cónego do Cabido de Reims, Jean-Baptiste de La Salle ou algum dos membros da congregação que fundou (que  marcou Abrantes para melhor) que penhorou o Barão que é tão nobre como o Giscard, embora não seja primo de nenhum Imperador.

 

Recorde-se que Bokassa I era primo de Giscard. Será o Machete primo honorário do Bokassa de Angola?

 

MN

 

 


tags:

publicado por porabrantes às 23:06 | link do post | comentar

 

  • Talvez seja a altura de, como resposta a gestos destes, começar a nacionalizar, 
    sem direito a indemnização, aquilo que a cleptocracia anglana tem estado a comprar em Portugal. 
    Aquilo que o dinheiro sujo de Santo's e companhia compra despudoradamente em Portugal a preço da uva. 
    Que tal começar pelo BIC (ex-BPN)..?
    Talvez seja a altura de, como resposta a gestos destes, começar a nacionalizar, sem direito a indemnização, aquilo que a cleptocracia anglana tem estado a comprar em Portugal. Aquilo que o dinheiro sujo de Santo's e companhia compra despudoradamente em Portugal a preço da uva. Que tal começar pelo BIC (ex-BPN)..?
    Apoia-se o confisco da propriedade do ditador Santos em Portugal e requer-se ao Camarada Bruno Tomás que vá à R. de Angola,
    onde se situa o dito BIC na terra,  informar que  quando o PS for governo aquilo será do ''povo''.
    Sugere-se que a ma$$a resultante do confisco seja usada para indemnizar os antigos colonos de Angola, 
    como o sr. dr.Humberto Lopes, que viram os seus bens roubados pela tropa do MPLA e outros bandidos.
    O dr. João Soares é cá dos nossos.
    Parte da ma$$a pode ser usada para armar os nacionalistas da FLEC e concretizar a libertação do Povo de Cabinda!
    MA  


publicado por porabrantes às 20:30 | link do post | comentar

 

 

Madame Le Pen acaba de vencer as eleições parciais

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A FN arrasa,guiada pela sua caudilha

 

as chefas são assim

 

holande e a partidocracia podem colocar as barbas de molho

 

como se sabe as barbas do  esposo da chefa abrantina não têm nada a ver com a partidocracia

 

dizem-nos que um enviado da chefa francesa foi enviado a Abrantes

 

para estudar o regime abrantino

 

a chefa gaulesa quer aplicá-lo em França, com as devidas adaptações

 

especialmente no referente à questão cigana e à liberdade de imprensa 

 

para o primeiro caso pensa, como em Abrantes, escolher uma Ministra de etnia cigana (ela argumenta que os ciganos são arianos), colocá-los todos numa super-aldeia em terrenos privados, propriedade de semitas anti-sociais (preferivelmente Rothschilds )  e ser a sua Ministra de etnia cigana a governá-los

 

no segundo caso serão subsidiados todos os órgãos que digam bem dela, como em Abrantes, sendo o subsídio proporcional ao grau de elogios à chefa, serão excluídos do subsídio os jornais propriedade de judeus (como é o caso  do Liberation) ou de notórios gays (como é o caso do Le Monde onde parte das acções são do viúvo de um conhecido costureiro)

 

 

haverá ainda como em Abrantes subsídios para todos os colaboracionistas

 

e será dada a Legião de Honra ao Maire de Parthenay por defender o Marechal Petain com unhas e dentes

 

 

Suzy 



publicado por porabrantes às 17:42 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

O libré do Ataíde d'Abran...

A homenagem ao alemão que...

O maçónico Papa que prote...

Me too (1)

Os presos abrilistas do T...

Homenagem ao novo Pároco ...

Chocolates Favorita em Ab...

Postal para a mana Amélia...

Pombal extingue corpo de ...

Uma lição de serviço

arquivos

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Setembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds