Quarta-feira, 29 de Janeiro de 2014

 

 

 

a coisa complica-se.....

 

 

 

já lá está não um amigo de Peniche, mas um amigo algarvio, o Banco de Portugal

 

 

 

Requerente Maria Amélia de Jesus Coimbra 
Insolvente Hotel de Turismo de Abrantes, S.A. 
Administrador Insolvência João Correia Chambino 
Efectivo Com. Credores Instituto da Segurança Social - I P 
Presidente Com. Credores B.E.S. - Banco Espirito Santo, Sa 
Efectivo Com. Credores Fundo de Investimento Imobiliario Fechado Turistico II 
Efectivo Com. Credores Maria Amelia de Jesus Coimbra 
Suplente Com. Credores Upantina - União Panificadora Abrantina, Lda. 
Credor Centro Agrícola de Tramagal, S.A.G.,Ldª 
Interveniente Acidental Banco de Portugal - Faro
Credor Endesa Energia S.A. - Sucursal Portugal 
Credor Grenke Renting, S.A. 
Suplente Com. Credores Empev - Gestão de Espaços Verdes, Lda 
Credor Anabela Barroso de Sousa 
Credor Connex- Tecnologias de Informação - Unipessoal,Ldª.
Assembleia de credores

 

 

como o devedor é de confiança, requer-se à cacique peça ao Centro Agrícola do Tramagal, à Endesa, à Upantina etc que façam vista grossa sobre as dívidas

 

 

 

suzy



publicado por porabrantes às 17:23 | link do post | comentar

ANBP/SNBP reuniram com Associação Nacional de Municípios

A Associação Nacional de Bombeiros Profissionais e o Sindicato Nacional de Bombeiros Profissionais reuniram-se a 27 de Janeiro com a representante para a protecção civil da Associação Nacional de Municípios Portugueses, Isilda Gomes. Durante a reunião foram abordados vários temas para o sector dos bombeiros. Entre os quais, destaque para a proposta do estatuto dos bombeiros profissionais que ANBP/SNBP tem estado a negociar com o Governo, o plano de fardamentos, o cartão de identificação de bombeiros das autarquias, a proposta de enquadramento dos actuais assistentes operacionais que prestam serviço nos bombeiros municipais, a portaria para taxar gratificados e prevenções, o modelo de SIADAP específico, o horário de trabalho e o financiamento para o sector dos bombeiros e protecção civil.
a Anbp/Snbp terá perguntado: sabem-me dizer o nome da cacique que destruiu os bombeiros de Abrantes, fez um montão de pagamentos ilegais e ainda teve o descaramento de nos processar?
a D.Isilda responderá: isso não deve ser uma edil mas uma amiga da sociedade civil
a Anbp/Snbp: muito amiga da sociedade civil é ela, realmente
 
suzy


publicado por porabrantes às 15:26 | link do post | comentar

Continua o folhetim do SMAS nas Mouriscas em boa hora desencadeado pelo ilustre Conselho de Administração daquela Casa que já teve como os seus mais ilustres membros Pina da Costa e  Júlio Bento, actual gestor da Abrantaqua 

 

 

A CDU apresentou em sede municipal a proposta que se transcreve:

 

PROPOSTA DA VEREADORA DA CDU SOBRE O SANEAMENTO DE MOURISCAS APRESENTADA NA SESSÃO DE CÂMARA DE DIA 27 DE JANEIRO DE 2014
A CDU congratula-se com a atenção dada à nossa proposta, feita na reunião de 27 de Dezembro e pela decisão tomada pelo Conselho de Administração dos Serviços Municipalizados de Abrantes (SMA).
No entanto, dada a longa distância que separa as instalações dos SMA e a Freguesia de Mouriscas propomos que os pedidos de ligação e a sua cobrança possam ser efectuados, através de um funcionário dos SMA, nas instalações da referida Junta de Freguesia.
Esta proposta tem como objetivo reduzir os encargos dos munícipes com as deslocações aos SMA, dado que grande parte da população em causa é idosa e com fracos recursos.
Cabe aqui também propor a dilatação do tempo para o pedido de ligação à rede, sem coimas, até ao verão, uma vez que só agora no fim de Janeiro, coincidindo com o final do prazo dado, a população vai tomar conhecimento das alterações à forma de pagamento. Esta proposta tem também em conta o facto de algumas pessoas não residirem em permanência na freguesia, podendo por esse facto, não terem tomado conhecimento atempadamente.

 

 

E além disso os SMAS querem que o povo preencha isto:

 

 

a quem é que terá ocorrido criar este documento?

 

um jurista?

 

um humorista?

 

um humorista-jurista?

 

nenhum dos dois?

 

não há uma jurista avençada nos SMAS, que por acaso também está avençada na CMA?

 

Dissequemos o documento:

 

em que artigo de que recôndita Lei se define o que é a honra?

 

podem os serviços municipais exigir declarações sem cobertura legal?

 

não podem?

 

podem exigir estas informações?

 

não podem, porque por exemplo uma testemunha de Jeová não pode jurar, porque a sua religião o proíbe.

 

e se não viola a regra religiosa, que fazem os SMAS?

 

não instalam a água?

 

passemos a outra curiosidade:

 

que raio de autoridade têm os SMAS para exigir que uma pessoa discrimine as suas despesas mensais, num papelinho para os gajos arquivarem?

 

é uma questão pessoal e nem sequer as Finanças exigem que um particular tenha contabilidade organizada

 

imaginemos um popular que gasta 50€ mensais em meninas

 

vai lá meter a despesa para que a mulher, a sogra e ainda os SMAS fiquem a saber?????

 

e se não mete, viola a sua palavra de honra?

 

finalmente e digo finalmente porque isto dava pano para mangas, que acontecerá se  uma pessoa der informações falsas????

 

nada, porque não existe nenhum preceito legal que puna a violação da palavra de honra ....

 

e ainda se um ex-gestor dos SMAS pôde ficar calado perante um Tribunal acerca da sua nova-fortuna e isso não pôde ser usado contra ele, qualquer habitante das Mouriscas também poderá ficar calado face às perguntas indiscretas dos SMAS....

 

MA  



publicado por porabrantes às 12:57 | link do post | comentar

Terça-feira, 28 de Janeiro de 2014

alberto 1.png

 alberto 2.png

 

(continua)

 

 



publicado por porabrantes às 21:04 | link do post | comentar

Na ''Extremadura Portuguesa''

 

 

 

 

 (continua)

 

AN



publicado por porabrantes às 19:59 | link do post | comentar

Um prestigiado académico do país vizinho põe liminarmente em causa a leitura feita por Candeias da Silva e José da Encarnação de certa ara romana das Mouriscas

 

 

 

 

 

 

 

 

Transcreve-se com a devida vénia a aparentemente fundamentada crítica do académico espanhol

 

 

 

 

 

 

 

 

Sendo uma questão para especialistas, aqui se deixam os argumentos do castelhano, para que possam ser rebatidos pelos especialistas em epigrafia latina

 

 

MA

 

 

 

 

 



publicado por porabrantes às 15:18 | link do post | comentar

Segunda-feira, 27 de Janeiro de 2014

Cromo nº 108 - Abrantes


Abrantes

.
''continuando a senda de guarda-redes míticos das décadas de 70 e 80, apresenta-se aqui o incontornável Abrantes. Figura que brilhou no Estoril Praia. Começou a carreira no Benfica, passou pela Académica de Coimbra, Barreirense, Montijo, Espinho, o já referido Estoril, e terminou a carreira no Estrela da Amadora.

Cabe agradecer ao leitor Carlos C. Alves pelo envio do cromo e pela informação prestada.''
com a devida vénia do blogue o cromo dos cromos
A malta prefere o cromático dos farfalhudos bigodes do keeper Abrantes a todos os cromos da política local, haveria coisas a dissecar, mas cá a redacção está cansada e o António Castel-Branco que fez ontem 50 juvenis anos ( parabéns pá) voltou prá política na nova direcção do PSD. Na maioria PS não há novidades, continuam a demonstrar a sua habitual tendência a asneirar.

tags:

publicado por porabrantes às 19:54 | link do post | comentar

Domingo, 26 de Janeiro de 2014

Nova Aliança

 

A Fundação Mário Soares disponibiliza o arquivo do ex-Padre Felicidade Alves, que foi Pároco de Santa Maria de Belém, chefe de fila da tendência católico-progressista nos  anos 60 do passado século, afastado por Cerejeira, preso pela PIDE-DGS, excomungado, e que terminou militante do PCP.

 

Não vou fazer o relato da vida do P.Felicidade cuja biografia é bem conhecida.

 

Só quero fazer menção do que há de abrantino na correspondência do seu arquivo.

 

Cartas do padre Carvalheira, missionário em Tete a dar conta da sua chegada e pedindo apoio para uma paróquia pobre. Carta do Padre Carvalheira a solidarizar-se com ele, quando o Cardeal Cerejeira o quer afastar dos Jerónimos.

 

A descrição arquivística é esta:

 

Pasta: 07519.092.001Assunto: Carta de um padre missionário remetida de Vila Cabral, Moçambique. Menciona ter ouvido pela rádio a notícia da destituição de Felicidade Alves da paróquia de Belém, e manifesta o desejo de que este não se afastasse do sacerdócio.Remetente: Padre G. CarvalheiraDestinatário: José da Felicidade AlvesData: Sexta, 8 de Novembro de 1968Fundo: DFL - Documentos Felicidade AlvesTipo Documental: CorrespondenciaPágina(s): 1

 

http://casacomum.org/cc/visualizador?pasta=07514.080.001

 

E curiosamente uma carta e um cartão subscritas por D.José Mesquitella e esposa, manifestando-lhe a sua solidariedade.

http://casacomum.org/cc/visualizador?pasta=07504.080.001#!2

 

 

Nenhum dos mencionados residia então em Abrantes. Moral da história: não havia católicos progressistas nesta cidade. Só apareceram no dia 26 de Abril de 1974.

 

Monsenhor Carvalheira depois duma dilatada carreira, foi pároco (já reformado) de Rio de Moinhos. Sempre igual a si próprio....sensato e ao Serviço de Deus e dos Homens.

 

Por curiosidade também há lá uma carta de D.António Ferreira Gomes, o exilado Bispo do Porto, comparando a sua situação de expulso de Portugal com a expulsão do P.Felicidade de Belém.

 

E ainda cartas de Salgado Zenha, Mário Soares, António Alçada Baptista, Nuno Teotónio Pereira, Luís Moita, etc mas isso já era de esperar....

 

MN  

 



publicado por porabrantes às 18:40 | link do post | comentar | ver comentários (2)

Sábado, 25 de Janeiro de 2014

 

 

Foto da revista abaixo citada , com a  devida vénia

 

 

O Capitão Artur Elias da Costa, militar, professor do ensino secundário, publicista, estudioso de coisas abrantinas (deixou uma Monografia inédita sobre ''Abrantes e os Abrantinos''  (1948) (1), doada pela família à CMA, que acho que pode ser consultada na Biblioteca António Botto ou no Arquivo Eduardo Campos e que já devia ter sido editada) exilou-se em Abrantes depois de ter de deixar a Covilhã devido ao anti-semitismo local. Deve ter sido o último cristão-novo a praticar o velho culto marrano nesta Cidade, ainda na década de 50 do século passado.

 

Foi professor de Matemática no Colégio situado na Praça Raimundo Soares, de alunos da geração de João Nuno Serras Pereira, Duarte Castel-Branco e João Manuel Bairrão Oleiro

 

A questão do abandono da Covilhã teve também ver com a sua defesa dos direitos dos operários locais.

 

Podem ler  num link abaixo um estudo sobre a sua genealogia e a sua obra, da autoria de Paulo Valadares, mas que dá pouca importância à sua obra no cenário abrantino. Ao contrário do seu amigo Barros Basto que seguiu o caminho de propagar o judaísmo no Norte de Portugal e fundou a sinagoga do Porto, em política foi simpatizante da ditadura.

 

A sua obra abrantina publicada além de colaboração nos jornais locais, consta de vários artigos no livro dirigido por Diogo Oleiro: Abrantes Cidade Florida  

 

Neste número da revista Gerações Brasil ainda um importante estudo sobre a Nobreza de raiz cristã-nova, de Paulo Valadares, que no caso abrantino alcança várias famílias em especial os Viscondes da Coriscada (originários da Covilhã, pátria marrana) e os Condes de Castro Solla.

 

Basta um olhar à genealogia para encontrar a trisavó dum reputado industrial abrantino, já falecido, queimada pelo Santo Ofício. 

 

E entre os parentes dalguma destas famílias um certo Fernando António Nogueira Pessoa. 

 

 

MN

 

(1) Foram  lamentáveis as palavras dirigidas por Eduardo Campos, em 1981, no Introdução à Memória Histórica do capitão Mourato,  a Elias da Costa. Tratava-se dum livro editado pela  Câmara Municipal de Abrantes. Era Vereador da Cultura, Humberto Lopes, numa edilidade que na prática era uma coligação tipo Bloco Central entre o PS/PSD.  As edições municipais não deviam servir para insultar abrantinos, em especial falecidos que não se podiam defender.

Referências: Paulo Valadares ''Capitão Artur Elias da Costa'' e ''Uma teia familiar: ''Cristãos Novos Portugueses Nobilitados no Século Passado'' in Gerações Brasil/Maio 1999, vol 5, nº 1/2

 

Eduardo Campos in ''Introdução'' à Memória Histórica da Notável Vila de Abrantes, do capitão Mourato, Ed. CMA, Abrantes, 1981  

 

vai o post dedicado ao amigo Vortex que fez este comentário em  Dezembro

 

De Vortex a 2 de Dezembro de 2013 às 17:58
numa estante de 'usuais' da Biblioteca Nacional de Portugal
encontram-se os mais de 20 vol do dicionário de Morais

assina o cap. Artur Elias da Costa
Abrantes 1948

ensinou matemática num colégio da Praça Raimundo


publicado por porabrantes às 20:16 | link do post | comentar | ver comentários (2)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

foto pub. pelo blogue http://legrandatelier.canalblog.com/

 

Uma tábua de Gregório Lopes parecida com as que se encontram na Igreja da Santa Casa de Abrantes estaria em França, numa Igreja da província. É a tradução francesa dum artigo de Luís Reis Santos, grande historiador de arte,publicado na''  Colóquio. Revista de arte e letras, 42, février 1967, p. 21-24.''

 

(.)

'' En s’inspirant, de préférence, de motifs populaires, Gregório Lopes réalisa alors la série pittoresque de la Miséricorde d’Abrantes, les curieux panneaux de la Prédication de saint Jean Baptiste, de la Circoncision et de l’Adoration des Mages, exposés au musée de Lisbonne (MNAA) et du mouvementé et très impressionnant Miracle eucharistique de saint Antoine, que j’ai découvert au couvent de Tomar.''

 

Como é que lá foi parar?

 

Leia aqui

 

 

MN

 

 

saber mais http://legrandatelier.canalblog.com/archives/2011/10/21/22423434.html



publicado por porabrantes às 18:25 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

O Pintor da Eica denuncia...

A Madre Leão, maior poeti...

Um neo-liberal às aranhas...

Tramagalenses romanos?

A dona dos plátanos

Do charuto do capitalista...

A despedida

O Serviço Nacional de Saú...

Nove mil euros para corta...

A lesma abrantina: arion ...

arquivos

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Setembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds