Domingo, 5 de Janeiro de 2014

Neste curso de mestrado oferecido pelo IPT dão-nos esta pérola:

 

 

 

 

a) O Castelo de Abrantes foi construído por D.Afonso Henriques (qual será a prova???? terá o Doutor Delfino encontrado a respectiva lápide comprovativa nas últimas escavações? ) no século XII e que depois (quando????) foi doado à Ordem de Santiago. Acontece que o primeiro documento que menciona Abrantes é a doação afonsina de 1173 a Santiago.

Não há nenhuma prova científica que permita dizer outra coisa, a não ser que o Doutor Delfino tenha a lápide lá em casa. Talvez o Álvaro Baptista saiba de qualquer outra lápide. Diogo Oleiro falava de lápides romanas.

 

b) Em Santa Maria do Castelo há uns ''túmulos que ali repousam''.

 

Serão preguiçosas as malfadadas tumbas????

 

Ou quem lá repousa são os Almeidas????

 

Devo continuar????

 

Vou repousar????

 

Ou beber um copo ao Lux com a Suzy?

 

 

Faço uma pausa para me espantar que a Igreja da Santa Casa não  esteja incluída no Património Religioso do Médio Tejo.

 

E as telas do Mestre de Abrantes?

 

São muito feias ???

 

Não devem ser vistas pelo turista?

 

 

Finalmente antes de resolver o dilema, devo dizer que no texto citado há coisas acertadas

 

 

 

O texto donde se extraíram as arrasadoras conclusões sobre a inoperância dos serviços de turismo dos nossos municípios é da autoria de João Pedro Tomás Simões e tem o título

 

ma

 



publicado por porabrantes às 00:15 | link do post | comentar

Sábado, 4 de Janeiro de 2014

A Paróquia das Mouriscas é vedeta no conceituado blogue Má Despesa Pública. Apresentamos os nossos cumprimentos ao Rev.Pároco local, grande expoente da sociedade civil. Como a Caixa do Tramagal terá de sair dos corpos gerentes da Tagus, por agora passar a ser filial duma com sede em Torres Novas, sugerimos ao Saraiva que escolha o Pároco local para os corpos gerentes da agremiação dos subsídios. E que na próxima viagem ao Japão o leve para tentar converter o Mikado, emulando o missionário navarro Francisco Xavier, que percebia mais de almas que.....de subsídios

 

 

Transcreve-se o post

 

 

Segunda-feira, 11 de Novembro de 2013

Direcção-Geral das Autarquias Locais paga igrejas e salões de festas

"A Direção-Geral das  Autarquias Locais (DGAL) é um  serviço  central do Estado, integrado na Presidência de Conselho de Ministros, responsável pela conceção, execução e coordenação de medidas de apoio à Administração Autárquica e pela cooperação técnica e financeira entre a Administração Central e a Administração Autárquica." A DGAL diz também que "desenvolve, nomeadamente, projetos legislativos, estudos e pareceres sobre matérias de interesse autárquico, acompanha os processos de modernização administrativa autárquica, identifica as potencialidades, os bloqueamentos e os desafios da Administração Local e emite pareceres sobre iniciativas legislativas da Assembleia da República relacionadas com as autarquias locais." E também dá subsídios e o Má Despesa decidiu ir espreitar o destino desse dinheiro distribuído pela DGAL no ano passado e partilhar com os leitores. Ora veja como voam 368.486,74 euros (total das subvenções atribuídas em 2012 e publicadas até à presente data) e na sua maioria para igrejas e salões de festas:

Conservação e restauro da Igreja Paroquial da Folhadosa .........28 325.63 €
Remodelação da Igreja de São João Batista  ................26 824.47  €
Obras de Beneficiação e Reparação da Igreja Paroquial de Mouriscas ....33 600.49  € 
Construção da Igreja Paroquial de Resende..........................................................72 417.47  €
Recuperação da Igreja Paroquial de S. Tiago Maior de Lustosa, Lousada.... 22 471.25  €
Construção do salão polivalente da Igreja Paroquial de Fonte Arcada, Sernancelhe.. 22 483.47  €
Reparação da cobertura da igreja Matriz de Castro Laboreiro, Melgaço... 21 583.42  € 
Beneficiação do salão de festas de Sendim, Miranda do Douro.........  28 928.28  €
Remoção, aquisição e construção da cobertura da sede do Sport Alenquer e Benfica... 22 106.70  €
Ampliação e reconstrução do pavilhão ....22 494.11  €
Construção de palco e respectivas instalações sanitárias, recinto de bailes e arranjos exteriores da 
União Fialense- Sociedade de instrução e recreio.... 22 497.48
Construção do salão de convívio da Associação Gonçalo-Bocas ...22 500.00  €


No fundo, é apenas mais uma amostra do rigor da contenção da despesa de um Estado laico a viver
de dinheiro emprestado. Bem que podemos rezar.

MN 



publicado por porabrantes às 20:01 | link do post | comentar


Caixas de Crédito Agrícola do Ribatejo Norte e do Tramagal fundem-se "para ganhar escala"

 

As Caixas de Crédito Agrícola do Ribatejo Norte e do Tramagal são uma só entidade desde segunda-feira, 30 de Dezembro, dia em que foi assinada a escritura pública de fusão das duas Caixas, passando a denominar-se a nova entidade jurídica Caixa de Crédito Agrícola Mútuo do Ribatejo Norte e Tramagal.

A assinatura da fusão decorreu no auditório da CCAM em Torres Novas e foi o culminar de um processo desenvolvido ao longo dos dois últimos anos, tendo sido submetido e aprovado pelas assembleias gerais de ambas as instituições em Março deste ano.

Esta fusão aconteceu na sequência de muitas outras que se têm operado pelo país. Depois do 25 de Abril de 1974 houve um crescimento acelerado das caixas, tendo chegado a mais de 200 nos anos 80 do século passado. A partir da década de 90 a situação inverteu-se, através de processos de fusão, tendo o número baixado até às 80, actualmente, cifra com tendência para baixar ainda mais.

José Rodrigues, da Caixa de Crédito Agrícola do Tramagal, defendeu que esta fusão vai permitir a constituição de uma entidade mais forte ”para fazer face aos desafios do presente e incertezas do futuro”.

E deixou uma garantia: ”Contrariamente ao que acontece no sector, a nova caixa não tem nos seus planos a intenção de reduzir o número de balcões ou agências ou redução do número de colaboradores”, enfatizou, sublinhando que esta operação visa também transmitir mais segurança aos clientes e colaboradores.

Arnaldo Santos, em representação da Caixa de Crédito Agrícola do Ribatejo Norte, salientou que as actuais normas ampliam as obrigações de controlo e monitorização das instituições bancárias, exigências que elevam os seus custos já a partir de Janeiro. ”Esta realidade aconselhou à fusão, que assenta em valores comuns, mas que não abdica das especificidades de cada terra”.

Arnaldo Santos reafirmou os objectivos da CCAM: ”Promover o desenvolvimento económico e social e contribuir para o bem-estar dos seus associados e clientes”.

A nova entidade jurídica - Caixa de Crédito Agrícola Mútuo do Ribatejo Norte e Tramagal - resulta da fusão da CCAM do Tramagal (fundada em 1988) com a CCAM do Ribatejo Norte (fundada em 1995), sendo que esta resulta já da fusão das caixas de Tomar (fundada em 1914), Riachos (fundada em 1920) e Torres Novas (fundada em 1924). Hoje a CCAM do Ribatejo Norte e Tramagal, com sede social em Torres Novas, conta com 11 agências sediadas em 5 concelhos – Abrantes, Entroncamento, Tomar, Torres Novas e Sardoal.

 

No Jornal Torrejano com a devida vénia

 

Ou seja Abrantes deixa de ser o centro de decisão da sua única instituição de crédito cuja sede passa para Torres Novas. Como a maior parte das actividades judiciais passa para Santarém, com a Presidenta a assobiar para o lado, sacrificando a defesa dos interesses abrantinos a interesses políticos partidários e pessoais, como um dia destes o Hospital passará para outro sítio.

 

 

A chamada na primeira página do Jornal Torrejano para esta notícia, é clara mostra da sua importância.

 

Entretanto outra histórica marca abrantina, a Construtora Abrantina é absorvida pela Lena, coisa de que se falará outro dia e ainda a EPC passa para Mafra.

 

Que nos resta daquilo que era a capital da energia e de não sei quanto mais parvoíces......?

 

Que Torres Novas e Tomar ganhem não nos admira, é a força das coisas, têm maior dinamismo económico, demográfico e maior peso político.

 

Contra a realidade não vale a pena protestar, contra os políticos e clientelas que levam Abrantes ao desastre  é mister  protestar....

 

Apesar de começar a ser tarde para o fazer.....

 

MA 

 



publicado por porabrantes às 18:07 | link do post | comentar

Sexta-feira, 3 de Janeiro de 2014

Dizem-nos os nossos amigos do Pato, o blogue de referência sobre os bombeiros abrantinos:

 

O Pato disse sobre Mais tapumes não na Quinta-feira, 2 de Janeiro de 2014 às 19:24:

 

     

E o que está a pensar fazer a CMA, com o proprietário do café dos Claras?
Vai ser despejado? Vão lhe pagar indemnização para sair?
Estão a esquecer-se disso pensamos nós.
Pois o café foi comprado pelo próprio e pensamos nós que não seja da sua intenção abandonar o local!

 

 

 

Caros amigos:

 

Em primeiro lugar Boas Festas e Óptimo 2014 apesar dos gajos da sociedade civil e da malfadada crise.

Em segundo desculpem o raio do atraso na publicação do vosso comentário, a todos os títulos pertinente, mas estamos cheios de comentários sobre assuntos vários e sem mãos a medir.

Sobre a forma como pensam tratar do assunto do café dos Claras, não sabemos, mas há precedentes.

Recordo a forma como outro senhores que tinham outro estaminé de bebidas, no Teatro de São Pedro, alugado pela Iniciativas de Abrantes, Lda saíram de lá.

Os sócios da sociedade que explorava o local eram Albano Santos e Alfredo Santos, vultos bem conhecidos do PS de Abrantes, embora o primeiro tenha desandado da agremiação.

Que tal perguntar-lhes como é que eles sairam para a CMA remodelar o imóvel e fazer um contrato de comodato com a Iniciativas.

Pode-se perguntar a eles e ainda ao Dr.Luís Moura Neves Fernandes, que era gerente das Iniciativas.

Espero que o dono do café dos Claras tenha um tratamento tão amável como eles.

Há outro despejo histórico feito pela CMA, o da Liga dos Amigos de Abrantes. Podem ver nas actas umas declarações da drª Isabel Cavalheiro, ao tempo Vereadora da CDU, para verem como aquilo foi feito.

Qualquer dia reproduzo essa acta e pergunto onde está o espólio da Liga.

Certamente estará como estavam as metralhadoras roubadas em Santa Margarida pelo capitão Fernandes. Perguntado pelas metralhadoras, disse o brigadeiro Otelo: Estão em boas mãos.

 

O Espólio estará em boas mãos, especialmente o retrato do cauteleiro Ramiro, pintado por Mestre José Paulo. Esse vi-o outro dia....

 

Abraço

MA 

 

 

 



publicado por porabrantes às 23:44 | link do post | comentar

Segundo a acta que se publica a prestimosa associação Tagus  anunciava em Abril de 2013 a  situação de ''rutura'' (sic- dialecto acordês) da tesouraria  da associação, que tão prestimosamente distribui subsídios à sociedade civil ou seja àquilo que nos tempos do salazarismo se chamavam as forças vivas, a coisa era confessada num e-mail enviado à edilidade de Constância, acontece que ao tempo (19 de Abril) era essa Câmara a Vice-Presidente da Associação.

 

Felicitamos a Tagus por escrever aos sócios anunciando a ruptura da tesouraria, mas estranhamos que só por e-mail o Vice-Presidente da Casa fosse avisado. Quem anunciaria a ''rutura'' ? Logicamente devia ser o tesoureiro da Tagus, o município abrantino, mas nunca se sabe....

 

Quem quiser ler o texto do e-mail só tem de requerer fotocópia dele à CMC, que está nos termos da Lei obrigada a facultá-lo a qualquer cidadão.

 

Esperamos ver o relatório de 2013, ( embora o de 2012  ainda esteja  aparentemente no limbo), para saber as causas contabilísticas e de gestão da  ruptura

 

 

 

 

 

 

 

 

 MA

 

 



publicado por porabrantes às 19:47 | link do post | comentar

 

 

Outro dia a TV mostrou os atrasos superiores a 7 horas nas urgências no Hospital de Abrantes. Logo saiu um médico a dizer que a culpa é dos doentes. Pois  amigos,  a culpa é sempre nossa,....

 

Meus amigos organizem-se e lutem.....

 

O MUSP, estrutura ligada ao PCP, promove em Constância uma reunião para organizar a luta!

 

Participem!

 

A CM de Constância (PCP) poderia seguir o exemplo da de Abrantes e promover sorteios de vales de compras entre os camaradas presentes.

 

Os vales poderiam ser gastos em compras em Abrantes e a CMC organizar excursões para assistir às próximas sessões do julgamento do camarada cavaquista Mendes e do Máximo Ferreira.

 

No descanso do julgamento o povo saía, contemplava os tapumes que proliferam no Centro Histórico e no Largo do Bunker e perguntava onde estão as lojas?

 

Veriam que quase não há lojas no centro histórico e então a excursão poderia ir directamente pró Modelo e grandes superfícies adjacentes às compras gastar os vales.

 

No final da jornada de luta proletária, as camionetas arvorando dísticos, ''Camarada Mendes o Cavaco está contigo'', ''  O consumismo é o máximo'', 'Juízes da burguesia vão pregar para outra freguesia'', '' Mais subsídios para os 4 cantos do Cisne'' etc, devem dirigir-se á freguesia da Bemposta para testemunhar o apoio da CDU a uma terra que ficou sem farmácia graças a Maria do Céu Albuquerque.

 

Os camaradas em frente da junta local gritarão slogans '' Bemposta sem botica, é coisa que não se explica!!!!!!''

 

Um gajo PS da junta local fica com tal dor de cabeça pela gritaria que resolve tomar uma aspirina, mas verifica que as esgotou.

 

Entra na tasca e diz:  ò Zé, dispsensa-me um comprimido.

 

Diz o Zé: Deixaste fechar a botica e agora é que vês os problemas? Queres aspirinas ? e aponta para um boneco que há em todas as tabernas lusas que se prezam

 

 

 

 

Suzy



publicado por porabrantes às 16:38 | link do post | comentar


Ainda está a tempo de se habilitar a um dos vales de compras de 1000, 400 e 100 euros se, até 6 do corrente, tomar um café no Chave de Ouro, comprar uma esferográfica na Havaneza ou arranjar as unhas dos pés na calista da Rua da Pintassilga. Brincalhões ! É lá se foram 7 225 euros...



no facebook



ao comentário do Sr.Lalanda, responde a Suzy



Peçam factura s.f.f. porque ainda lhes pode sair um carro sorteado pelo Passos Coelho...


publicado por porabrantes às 00:00 | link do post | comentar

Quinta-feira, 2 de Janeiro de 2014

A Tagus é um dos agentes do sistema político local e de poder instaurado no Médio Tejo e sem sabermos isso, não se pode comprender quem manda por aqui.

 

Abrange os municípios de Abrantes, Barquinha, Sardoal, Mação e Constância onde mandam PS, PSD e CDU.

 

Tem estes corpos gerentes

 

 

Direcção
úlima alteração 5.ABR.13

  • Presidência - Câmara Municipal de Sardoal
  • Vice-Presidência - Câmara Municipal de Constância 
  • Tesouraria - Câmara Municipal de Abrantes
  • Vogal -Ass. de Agricultores de Abrantes, Constância, Sardoal e Mação
  • Vogal - NERSANT – Ass. Empresarial da Região de Santarém
  • Vogal - Ass. Comercial. e Empr. de Abrantes, Constância,  Sardoal, Mação e Vila de Rei
  • Vogal - PALHA de ABRANTES – Ass. de Desenvolvimento Cultural  

 

Comentário: o Município de Constância tinha um Presidente arguido em processo-crime, por coisas graves cujo processo está a correr. Bonito serviço!!!!!

 

 

Assembleia-geral

  • Presidência - Instituto Politécnico de Tomar
  • Vice-Presidência -Caixa de Crédito Agrícola Mútuo de Tramagal
  • Secretário - ADIMO – Ass. para o Desenvolvimento Integrado de Mouriscas

 

Conselho Fiscal

  • Presidência -Câmara Municipal de Mação
  • Vice-Presidência -EPDRA - Escola Prof. de Desenv. Rural de Abrantes
  • Secretário - Victor Guedes, S. A
  • Suplente - Centro Agrícola de Tramagal

http://www.tagus-ri.pt/site/docs/index.php?idConteudo=137

 

 

Há mais?

 

Há, uma entidade que gere fundos públicos deve ter as contas claras, ora o Relatório de Gestão e Actividades de 2012  não está  disponível on-line e estamos a 2-1-2014! Bonito serviço

 

O Relatório de Gestão e Actividades de 2010 também não consta? Pode o eng. Saraiva explicar porquê? Terá sido porque a sua frenética campanha eleitoral e as viagens não lhe dão tempo para afixá-lo?

O Plano de Actividades de 2012 (já não falo das contas) também não figura! Porquê?

Fomos ver o Relatório de 2011 e há lá coisas interessantes:

 

 

 

 

 

 

Ou seja a Praça dos Sabores, coisa perfeitamente inútil, metida num velho edifício, fechado pela ASAE por insalubre, perde dinheiro como é natural, e supomos que nas contas de 2012 ainda terá perdido mais.....mas fazem lá conferências com ''personalidades'' incluindo o Máximo Ferreira e a Céu....

 

 

Está o edifício num estado miserável, não o podiam ao menos pintar?

 

Vamos ver quem devia dinheiro à Tagus em 2011

 

 

 

 

 

Ou seja os próprios membros dos corpos sociais davam calote à Tagus, mas proferiam os caciques de Abrantes e Constância conferências na Praça dos Sabores, conferências para ensinar o pessoal!!!! Bonito serviço.

 

Os outros devedores (sócios) não estão discriminados porque o Anexo 3 não está on-line!!!!!

 

 

 

Mas sabemos que temiam que alguns sócios poderiam ser insolventes:

 

 

 

 http://www.tagus-ri.pt/site/docs/index.php?idConteudo=139

Faltava-me ainda dizer uma coisa, mas antes resolvi espreitar o Relatório de Gestão de 2009 e vejo 

 

Isto é  as dívidas de 2011 eram semelhantes às de 2009 e tinham passado 2 anos e neste período alguns dos devedores como a CMA.....tinham recebido subsídios comunitários administrados pela Tagus  

 

 

Quem são os sócios da Tagus?

 Câmara Municipal de Abrantes

 

 > ALFGAB – Cont. Gestão, Lda

 > Câmara Municipal de Sardoal

 

 > Associação "Os Quatro Cantos do Cisne"

 > Câmara Municipal de Constância

 

 > Caixa de Credito Agrícola Mútuo de Tramagal

 > Ass. de Agricultores de Abrantes, Const., Mação e Sardoal 

 

 > Casario Ribatejano

 > Ass. Comercial e Empresarial Abrantes, Constância,                 Sardoal, Mação e Vila de Rei

 

 > Centro Agrícola de Tramagal

 NERSANT – Ass. Empresarial - Núcleo de Abrantes

 

 > Gabinete de Advogados - J. C. Rufino Ribeiro

 > Palha de Abrantes – Associação de Desenv. Cultural

 

 > Mendes Transportes e Construções, Lda

 > Câmara Municipal de Mação

 

 > Montepio Abrantino "Soares Mendes"

 > Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha

 

 > Soc. Agro Almada e Melo Furtunato Mendonça, Lda.

 > EPDRA – Esc. Prof. de Desenv. Rural de Abrantes

 

 > Sociedade Agrícola da Mascata, Lda

 > Instituto Politécnico de Tomar

 

 > STI - Sist. Técnicas Ind.

 > Turismo de Lisboa e Vale do Tejo

 

 > TAGUSVALLEY

 > ADIMO – Ass. de Desenv. Integrado das Mouriscas

 

 > Victor Guedes S.A

 

 

 http://www.tagus-ri.pt/site/docs/index.php?idConteudo=138

 O acesso ao Relatório de Gestão 2006 permite-nos saber quem eram os associados que pagavam as quotas, os atrasados e os que não pagavam: 

 tagus 5.bmp

 http://www.tagus-ri.pt/site/downloads/PlanoseRelatorios/2006RelatorioActividadesGestao.pdf

Fico a saber coisas muito interessantes a Palha de Abrantes que está na direcção e tem recebido chorudos subsídios pagos via Tagus não pagou as quotas em 2006, outros que receberam subsídios idem, a Câmara do Sardoal batia recordes no calote,ACPCAR a quem a CMA teve cedido o centro hípico também não pagava, a Quatro Cantos do Cisne que  em Constância faz as vezes de Palha de Abrantes também não tinha pago, a Associação Comercial idem.....  

 

 

Vou deixar para outro dia fazer a lista dos subsídios recebidos pelos organismos beneméritos da sociedade civil que estão na direcção

 

Mas deixo aqui já uma pergunta que vai fazer a Palha de Abrantes com os 67.000 € recebidos alegadamente em 2012 para defender o Patrimóio Industrial??????

 

 

tagus 7.bmp

 

 

Estamos em 2014 e ninguém viu nada,,,,,

 

Já chega hoje de falar da sociedade civil ou seja da sociedade subsidiodependente.....

 

Entre a qual o subsistema católico romano e o bloquista tem papel de relevo.....

 

 

Tudo isto é a base da principal indústria regional: o caciquismo

 

 

MA com Suzy de Noronha

 

 

 

 

 



publicado por porabrantes às 20:16 | link do post | comentar | ver comentários (2)

CMA

A CMA anuncia a demolição dos Claras para construir um Centro de Saúde, assumindo uma competência da Administração Central. Para este local já tinha encomendado naturalmente a

 

 

 

uns novos Paços do Concelho, no tempo do Senhor Carvalho, o ex-empregado da RPP Solar

 

 Rua Nossa Senhora da Conceição, Abrantes, Portugal

Logo um cidadão, quando a Rede Regional comentou o melhoramento disse:......

 

 

espero, que não seja outra obra, como a que está em frente...mais tapumes não.
com toda a razão!!!!!!
também poderia ter dito, que em vez de mercado municipal
temos não uma barraca municipal, mas ....
Tapumes municipalizados......
ma


publicado por porabrantes às 13:17 | link do post | comentar | ver comentários (2)

Quarta-feira, 1 de Janeiro de 2014

A morte de D.Pedro V  em 11-11-1861,ocorreu pouco depois duma visita a de Abrantes, e deu origem a uma série de boatos sobre o envenenamento do Rei, motins populares contra a casta política então no poder e naturalmente a atribuição de responsabilidades a agentes estrangeiros, em especial a José de Salamanca, marquês do mesmo apelido, o boss da linha ferroviária Lisboa-Badajoz, hoje conhecida como Linha do Leste e que este governo encerrou para mal dos nossos pecados.

 

 Internacional Times-1862

 

A extrema popularidade do Rei e a morte sucessiva de vários membros da família real levou a uma enorme consternação nacional e estendeu-se ao estrangeiro e às colónias. Reproduzem-se extractos de curiosas publicações que falam da relação do Rei com Abrantes  e da sua estadia na estação local.

 

As informações nos textos reproduzidos são falsas ou exageradas, encontrando-se a visita de D.Pedro V a Abrantes, e depois a Constância em Outubro de 1861 largamente descrita, em especial nos Anais do Município de Abrantes, de autoria do capitão Mourato, publicado em várias edições pelo Eduardo Campos.

 

Aí se refere que o boato do envenenamento chegou a provocar certa angústia em Abrantes.

 

A falta de rigor das informações publicadas quer em Belém do Pará, quer em Macau, podem certamente atribuir-se à distância geográfica desses territórios em relação a Portugal e à dificuldade de comunicações. 

 

 

Internacional Times-1862-Quebra dos Escudos em Lisboa, em Abrantes só conhecemos a descrição desta cerimónia, feita por Mourato, que foi levada a cabo primeiro na Raimundo Soares (1º escudo), depois o 2º escudo  no Rocio (actual P. da República) e finalmente o 3º na Ferraria.  

 

A colónia portuguesa de Belém do Pará, homenageou o Rei com este volume (mais de 200 páginas)

 

  

 

 

Há uma página abrantina

 

 

 

 

A gazeta oficial de Macau contou a história doutra forma, o Rei teria sido obsequiado com o lunch em Abrantes.....

 

 

 

 

 

mn



publicado por porabrantes às 23:02 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Bom Feriado

Nem os mortos respeitam

Não há mais nada a dizer

Dr.Gilberto Vasco (2)

Imprensa diocesana retrat...

Colega da cacique no olho...

O assunto não deve ser p...

Quando Gomes Mor se senta...

Caçadores das Arreciadas ...

Presos políticos abrantin...

arquivos

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pico

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

república

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10

21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds