Quarta-feira, 28 de Janeiro de 2015

''Ao que o jornal i apurou, os 14 milhões de euros que terão sido uma prenda do empreiteiro José Guilherme ao ex-banqueiro Ricardo Salgado poderão não ter sido, afinal, um agradecimento, mas sim uma comissão disfarçada.

 

A mesma fonte adianta que o Departamento Central de Investigação e Ação Penal está a investigar esta tese por acreditar que aquele valor seja referente a comissões camufladas, tendo a casa do empreiteiro ter sido já alvo de buscas neste âmbito.

Os investigadores da Operação Monte Branco acreditam que José Guilherme terá sido um intermediário de dinheiro entre Ricardo Salgado e Angola, onde tinha negócios

Durante os interrogatórios levados a cabo ao longo deste processo, o gestor de conta de Ricardo Salgado e um dos sócios da Akoya, afirmou que os 14 milhões transferidos de uma offshore do construtor para outra offshore do ex-banqueiro terão tido origem em negócios que o empreiteiro realizou naquele país africano.''

 

Notícias ao Minuto com a devida vénia

 



publicado por porabrantes às 15:44 | link do post | comentar

bófia.jpg

 Novo chefe da polícia grega : Nikos Voutsis

 

Thanassis Stavrakis. / Associated Press

 

O patriarca que dava posse aos governos não foi saneado, mas o governo recusou-se a tomar posse perante o representante da Ortodoxia

O País mais clerical da Europa (onde a Igreja se identificava com a nacionalidade e o Patriarca como etnarca, recorde-se o cacicato de Makarius em Chipre, onde a Igreja é a maior proprietária de terras, onde até há pouco o cidadão se encontrava identificado no Bilhete de Identidade pela sua religião e os muçulmanos,católicos e protestantes  não podiam desempenhar muitos cargos públicos....) começa a civilizar-se. 

 

papandreou.jpg

Wikipedia

 

O ex-chefe do Pasok Papandreou tomando posse perante o Patriarca de Atenas Jerónimo II. 

 

Espera-se que o Patriarca não peça asilo político na Embaixada Alemã.

 

MA  

 

já vi um alto responsável do PS a bradar contra a coligação nacionalista grega dizendo que é contra-natura. também o vi de opa ao lado do Senhor Bispo na procissão mais importante da terra dele, enquanto desempenhava o mais importante cargo público da parvónia



publicado por porabrantes às 12:55 | link do post | comentar

Terça-feira, 27 de Janeiro de 2015

idosa.jpg

gamado ao Hara-Kiri


tags:

publicado por porabrantes às 20:45 | link do post | comentar

já não era sem tempo, diz um amigo meu...

que gosta de processar pessoas e empresas, a sr. drª Maria do Céu  agora já tem um processo para se entreter (nos intervalos de ler este blogue)

 

133/15.9BELRA

319362

1ª Espécie - Ação administrativa comum

ADM

Ana Luisa Borges e Borges

Unidade Orgânica 1

Autor:

Aquino Construções, S.A. Em Liquidação

Réu:

Serviços Municipalizados de Abrantes

23/01/2015

 

No prestigiado TAF de Leiria, Tribunal Administrativo e Fiscal

 

A Aquino fez diversas obras para a CMA e para os SMAS.

 

Em 2009 os da Aquino eram humoristas e resolveram distribuir brindes ao Sol, como os toureiros de segunda, que fazem faenas para a plebe, caso do El Cordobés e do Chibanga,

aquino.png

 O presidente que queria agradecer à Aquino é agora o Presidente do CRIA.

Pode oferecer-se como testemunha contra a CMA para dizer que a Aquino era muito bondosa e levar o Lopes atrelado.....

 

cria_ass.jpg

Abrantes Digital

A Aquino também andou nas obras do Lar de deficientes do CRIA.

 

Bem mas a obra marcante da Aquino para os SMAS foi isto:

cabeça gorda.png

Aquino & Rodrigues

 

e os terrenos onde está instalada a ETAR da Cabeça Gorda confrontam com uma propriedade do benemérito do Cónego e do Ricardo Salgado, banqueiro de ilustre estirpe sefardita, o José da Conceição Guilherme

guilherme 4.jpg

 mn

isto anda tudo ligado, não anda?



publicado por porabrantes às 19:27 | link do post | comentar

Foi graças ao sr. dr. João Nuno Alçada, neto de Diogo Oleiro, que se salvou e ordenou o espólio de Eduardo Lourenço, um pensador e escritor importante para a Cultura Portuguesa.

 

O Público conta (parte da história), espero que algum jornalista abrantino ou o senhor Director da Biblioteca convide o dr. Alçada para contar como fez preservar para a nossa memória, a atribulada papelada do autor do ''Fascismo não Existiu'' 

 

 

''  Biblioteca Nacional de Portugal (BNP) adquiriu o acervo do filósofo e ensaísta Eduardo Lourenço (n. São Pedro de Rio Seco, Almeida, 1923) para o integrar no Arquivo de Cultura Portuguesa Contemporânea, anunciou esta segunda-feira a Secretaria de Estado da Cultura (SEC). São milhares de documentos, manuscritos e até correspondência trocada com grandes nomes da Cultura como Vergílio Ferreira, Jorge de Sena ou Sophia de Mello Breyner....

Numa nota enviada às redacções, o gabinete de Jorge Barreto Xavier diz tratar-se “de um bem cultural fundamental para a investigação filosófica, literária, histórica e sociológica não só da obra de Eduardo Lourenço, mas do pensamento português dos séculos XX e XXI”.

Comentando esta comunicação da SEC, Eduardo Lourenço disse ao PÚBLICO que ele próprio já não tinha “uma ideia muito precisa” da dimensão do acervo. “Já o perdi de vista há algum tempo”, acrescenta, lembrando que este é um processo que foi iniciado há já vários anos. “A decisão [de entregar a colecção de manuscritos à BNP] estava sempre implícita na minha cabeça, mais ainda quando se tornou claro que eu passaria os meus últimos anos em Portugal”, justifica Lourenço, dizendo que os mais de dez milhares de documentos que constituem a colecção estiveram depositados na Torre do Tombo – “mas, como não tinham o carácter de espólio de reis, isso era uma situação transitória”, graceja.

O responsável pela organização dos documentos é João Nuno Alçada – “agora está tudo arrumadinho; parece uma loja de calçado!”, comentou o filósofo sobre o trabalho realizado por aquele investigador, que tem também em vista a edição da Obra Completa de Eduardo Lourenço pela Fundação Calouste Gulbenkian, actualmente em preparação.

Sobre o conteúdo do acervo, que tem peças desde os anos 1940 e correspondência trocada com várias personalidades nacionais e estrangeiras contemporâneas de Lourenço – e que faz deste, assinala a nota da SEC, “um dos mais extensos espólios” a integrar o Arquivo de Cultura Portuguesa Contemporânea da BNP –, Lourenço diz que “são coisas que [eu] ia escrevendo ao longo do tempo”, como “uma espécie de diário cultural”. E admite que o número de textos inéditos é bem superior àquilo que imaginava. Entre eles, assinala os escritos sobre as artes da pintura e da música. “São mais de três milhares de páginas escritas sobretudo lá fora e resultantes de uma paixão tardia”, nota.

Sobre a publicação da Obra Completa pela Gulbenkian, Lourenço confirma que está a trabalhar nela há já algum tempo. “Estou a tratar de uma obra que, não sendo póstuma no sentido próprio, sê-lo-á na prática”, diz. Mas acrescenta que espera ainda poder surpreender-se, e surpreender os seus leitores, quando começarem a sair os primeiros capítulos da publicação.

Actualmente, o acesso ao acervo de Lourenço na BNP é ainda restrito, estando a consulta limitada aos investigadores que trabalham na edição da Gulbenkian.

O acervo bibliográfico de Eduardo Lourenço, recorde-se, está já representado em duas outras instituições no país: a biblioteca municipal da Guarda (distrito natal do filósofo), que desde 2008 tem mesmo o seu nome e uma colecção de cerca de três mil volumes em português – "são os livros dos meus amores, dos meus estudos, das minhas paixões literárias", disse Lourenço aquando da sessão formal da doação –; e a biblioteca da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, onde o filósofo estudou, e que recebeu uma colecção de obras relacionadas com os temas da filosofia e da história das ideias.

Eduardo Lourenço, de 91 anos, autor de obras como Pessoa Revisitado ou O Labirinto da Saudade, é considerado um dos maiores pensadores portugueses. Passou parte da sua vida entre França e Portugal, mas manteve-se sempre ligado ao país onde nasceu, reflectindo a sociedade portuguesa no seu trabalho.

O seu trabalho foi amplamente reconhecido com prémios nacionais e internacionais, entre os quais se destaca o Prémio Europeu de Ensaio Charles Veillon (1988) e os Prémios António Sérgio (1992), Camões (1996), Vergílio Ferreira (2001) e Pessoa (2011). Foi também agraciado com as ordens portuguesas de Sant’Iago da Espada (1981, 2003), do Infante D. Henrique (1992) e da Liberdade (2014).''

da autoria de Sérgio Andrade, no Público donde se publica com a devia vénia

E naturalmente obrigado dr. Alçada!!!!

.''

mn



publicado por porabrantes às 18:22 | link do post | comentar

com o aplauso de João Soares

 

pas pasok.jpg

o gajo que escreveu isto não sabe falar fancês

parece o estadista que falava com com ''mon ami Mitterand''

diz-se

je ne suis pas

meteques.png

 François sempre foi paternal com os metecos

 

ma



publicado por porabrantes às 14:09 | link do post | comentar

Segunda-feira, 26 de Janeiro de 2015

costa 2.jpg

pasok  3.jpg

 


tags:

publicado por porabrantes às 19:20 | link do post | comentar

O sr. Vereador da Cultura deu um ar da sua graça e falou da importância dos silos medievais encontrados na rua Grande. Em devido tempo a drª Isilda prometeu deixar à mostra os ditos silos e foram enterrados.

O sr.Vereador data os silos da época islâmica, baseado-se numa informação técnica que acho inconsistente.

Mas rogo ao Sr.Vereador que mande pôr os silos à mostra assim:

 

silo.png

Boletim da Cãmara de Nisa

 

 

Se ainda houver algo para mostrar, depois do consulado da Dona Isilda.

 

MN

 



publicado por porabrantes às 18:25 | link do post | comentar

'' E o Sr. Chefe Covões é homem novo, estando a tempo de aprender que não são os polícias que decidem onde não poderão estacionar os automóveis. São as leis e os sinais de trânsito. E que o princípio da igualdade na aplicação das leis não diz o que ele pensa e faz.''

 

 

Assina o Sr.Dr. Eurico Heitor Amável Consciência, o decano da Advocacia do burgo e certamente o dono da melhor prosa entre Meda e Abrantes.....

 

 

 

MA



publicado por porabrantes às 17:40 | link do post | comentar

Domingo, 25 de Janeiro de 2015

Avisa o António Costa que a vitória do Syriza   é sinal de mudança na Europa e parece estar feliz.

costa.jpg

Acontece que os partidos homólogos do PS (o Pasok) e algum grupelho do senhor Papandreou (Greek: Παπανδρέου),um dos tipos que arruinou a terra foram arrasados. Os neo-nazis têm mais deputados que o Pasok, coisa curiosa.

São umas bestas e uns assassinos mas os gregos gostam mais deles que do Pasok..

Quem tem mais razão para estar contente com o resultado é o PCP, porque o Syriza é seu sócio no Parlamento Europeu.

grácia.jpg

 

Um dos grandes amigos do Costa o SPD está aliado à CDU da Merkel no governo alemão e é um partido neo-liberal,  com uns pós de cosmética reformista, que é adepto das políticas austeritárias que sugaram os gregos.

O Costa já tinha dito que a vitória do Holande era o sinal de mudança e viu-se.

De qualquer forma foi sonora a bofetada dada aos federastas de Bruxelas  pela Hélade.

A palavra federasta foi usada pelo Esteves Cardoso numa campanha europeia para classificar os eurocratas.

Em termos práticos, a Grécia governada por um PCP refrescado não é uma ameaça para ninguém, a não ser para os adeptos do situacionismo neo-liberal entre os quais está o Costa e a Federação de Caciques que o apoia.

Haverá tempestade nas Bolsas?

É conveniente ter tento nas operações nos próximos dias....

E que mais?

Saborosa (e moderada) vitória da esquerda grega, dores de cabeça em Berlim e  o MEC a fazer um brinde à Hélade.

Acompanhamos o brinde!

MA     


tags: ,

publicado por porabrantes às 22:25 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

O Milagre de Tomar

Quando a Câmara violava o...

Mercado Diário : Bloco ac...

Presos políticos abrantin...

Fanáticos perdem em Insta...

Padre de Abrantes aprova ...

Leia os colegas

Deveres de Cortesia: Ephe...

Anti-Fascistas da Resistê...

Médico do Tramagal denunc...

arquivos

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pico

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

república

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10


25
26
27
28
29

30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds