Quarta-feira, 29 de Abril de 2015

mas sai a Sábado

 

sabado.jpg

e diz que o Joaquim Barroca é acusado de falsificar papelada para ilibar o Sócrates.

Compre antes que se esgote.

 

ma



publicado por porabrantes às 19:14 | link do post | comentar

sócrates tca.png

 

Julga-se amanhã um recurso do detido José Sócrates Carvalho Pinto de Sousa, residente no Estabelecimento Prisional de Évora, onde conta com assíduas visitas de excursionistas de todo o país, contra a Direcção dos Serviços Prisionais

 

jn.jpg

Jornal de Notícias

 

Apostamos que a decisão será manchete nos media

 

a redacção 



publicado por porabrantes às 18:11 | link do post | comentar

pato.jpg

 Leia aqui ou seja tudo em família....

 

a redacção



publicado por porabrantes às 18:00 | link do post | comentar

Esperamos que Nelson Carvalho, Presidente do CRIA, organize uma manif de protesto.

 

Leia a notícia aqui e foi no dia 25 de Abril para festejar a Liberdade.

 

Naturalmente a CMA  devia apurar o que se passou, dado que o espaço é dela.....

 

ma 



publicado por porabrantes às 15:41 | link do post | comentar

 

Aqui, d’el rey

Acudam. Acabo de ler nos jornais que o programa económico do Partido Socialista foi feito por 12 economistas. Doze economistas! Doze!! Doze – leram bem.

Todos sabemos que os economistas erram mais do que os meteorologistas e não me esqueço de que, anos atrás, os meteorologistas eram conhecidos não por meteorologistas mas por mentirologistas, porque, com frequência despontava sol abrasador num dia em que os meteorologistas tinham previsto chuvas torrenciais, e chuva a cântaros ou potes num dia em que eles tinham anunciado um sol de ananases.

Mas, dos economistas, todos fomos aprendendo sofridamente que haverá raios, coriscos, granizo, trovoadas, tufões, ciclones e tempestades no dia em que eles previrem a bonança do crescimento económico e do pleno emprego dos portugueses.

Hão-de – ou há-dem, na gramática do Sr. Dr. Jorge Coelho das Obras Públicas e da Mota-Engil -, hão-de lembrar-se daquele ministro que, anos atrás, asseverou que a crise já acabara e que já tinha começado o crescimento económico de Portugal. E que no Parlamento até fez aquele gesto que o celebrizou como ministro dos corninhos.

Viu-se.

Era economista no defunto Banco Espírito Santo. Parece que por onde ele passou não houve crises…

Confesso que sou dos que entendem e proclamam que onde está um economista já estão economistas a mais. Então doze! Doze! Logo doze! Não pode ter saído dali grande coisa…

Como que antecipando-se às minhas suspeições, um daqueles doze já se foi justificando com dizer que “a economia não é uma ciência exacta”.

Disse que a economia não era coisa exacta, mas chamou-lhe ciência! Nem mais nem menos : ciência!

Ciência, a economia!… Só nos faltava ouvir essa!

Que topete!

Doze! Logo doze! Doze economistas juntos davam para arrasar qualquer continente, quanto mais Portugal, o Portugal dos pequeninos.

Acudam. Aqui d’el rey.

Eurico Heitor Consciência

P.S. – Abrantes teve grande relevo na comunicação social, na passada semana.

A revista Sábado fez uma extensa reportagem sobre o espantoso campo de basebol que nos custou 500.000,00 € e que agora está às moscas, sendo que a Presidente da Federação mora no Canadá, mas a sede da Federação é em Abrantes. Valha-nos isso.

Outras referências extensas foram no Público, a propósito da prisão do administrador do Grupo Lena e da sua ligação ao Sócrates, porque Abrantes foi dos municípios do PS em que, nas obras públicas, a Lena tomou conta de tudo ou quase tudo quando o Presidente da Câmara era o devotado Nélson de Carvalho. Não contente com isso, a Lena roubou à Câmara de Abrantes o devotadíssimo vereador Júlio Bento, que era justamente o vereador das obras, e que se reformou da Câmara e foi dali para director ou administrador duma das empresas do Grupo Lena.

___________

Obs: Depois disto, que não é novidade na III República, apetece dizer uma coisa: é um fartar de vilanagem...

 no Macroscópio com a devida vénia



publicado por porabrantes às 12:03 | link do post | comentar

Para celebrar o 1 º de Maio, há um festival de lixo na Concavada

 

Acumulação de lixo

 
Morada:   Rua da Concavada
Submetido
Anónimo
-
28/04/2015
Na rua da Concavada ao fim de semana, não se pode passar naquela rua, devido ao mau cheiro. Mas o problema não é o mau cheiro, mas sim o lixo que se encontra no chão, por haver falta de contentores. Só há dois contentores, mas não chega, porque ao sábado a tarde há lixo no chão e muito. Não há a hipótese de porem mais um ou dois contentores de lixo na minha rua? Aguardo resposta breve

 

a minha rua

 

A resposta vai ser requisita-se o Zé Bioucas e três octogenários e ele conduz o camião, como daquela vez que houve uma greve dos limpa-lixo, e ele vai lá buscar o lixo.

As autoridades estão ocupadas a deitar  foguetes abrilistas, a levar maços de tabaco aos ciganos presos e a procurar nos armazéns da CMA o perdido sistema de monitorização piscícola e ainda a fazer um inquérito para saber porque não avisaram a cacique da morte do João Pimenta, para ela poder ter ido ao enterro.

 

A morte do Pimenta significa o regresso do Jota Pico à política

xerife pico.jpeg

 

No enterro do Pimenta não foi visto o ex-administrador da Jota Pimenta, Lázaro Viegas que era da PIDE/DGS e do PCP em simultâneo. (Filipe S. Fernandes e Luís Villalobos in ''Negócios Vigiados'', Oficina do Livro, Lisboa 2008 , p.45)

 

lázaro.jpg

Resta explicar que quem roubou o Pimenta foi a escória gonçalvista, cujo chefe era um imbecil com uma casa de câmbios na baixa, chamado coronel Vasco Gonçalves e que a revolução fez General.

 

mn

 

   



publicado por porabrantes às 10:35 | link do post | comentar

Terça-feira, 28 de Abril de 2015

evelina oliveira.jpg

 A Evelina Oliveira é uma grande pintora abrantina, com um vasto CV e com um grande trabalho na área da ilustração infantil. Que estão à espera para fazer uma retrospectiva dela ou da Matilde Marçal no Quartel Bombeiral????

 

a redacção

devida vénia à Galeria São Mamede

 

 



publicado por porabrantes às 19:13 | link do post | comentar

Um cigano participa, com uns amigos, num assalto a uma carrinha de tabaco, usando o seu carro com chapa de matrícula falsificada, em Vale de Peso.

 

 

'' Quando PACS saiu para o exterior, deparou-se com um indivíduo junto à carrinha de tabaco, com a cara tapada e com um pé de cabra na mão. Receando de imediato pela sua integridade física, PACS tentou fugir do local, o que não conseguiu, pois caiu, deixando cair as chaves da viatura de transporte de tabaco e um saco contendo dinheiro. Ato contínuo, foi agarrado e levantado pelo dito indivíduo, que o empurrou para o interior daquele veículo, contra a sua vontade, aí tendo permanecido enquanto o dito indivíduo decidia, com os demais indivíduos, sobre o seu destino. Decidido entre todos que PACS ficaria no local, foi este puxado para o exterior da viatura, o que permitiu a sua fuga imediata. O arguido e restantes indivíduos lograram então apoderar-se da viatura Nissan Transporter em consequência do medo que conseguiram incutir sobre PACS e da violência física sobre ele exercida, traduzida no ato de ser agarrado e empurrado para o interior daquela, de onde não conseguiu sair determinado pela sua própria vontade. Na posse da dita viatura, o arguido e demais indivíduos, conduzindo-a para o campo de futebol de Vale do Peso, procederam então à transferência do tabaco e dinheiro que nela encontraram, para a viatura do arguido, retiraram as chapas de matrícula com os dizeres (....) e abandonaram o local, levando consigo tabaco no valor de cerca de € 32.000,00 e as quantias monetárias que acima se deixaram descriminadas.''

 

A benemérita GNR caçou o cigano em Alvega. '

 

O '' arguido DFS foi interceptado por elementos da GNR, na localidade de Alvega, Abrantes, cerca das 5h30m da madrugada do dia 12 de Fevereiro de 2014,''

 

O arguido era muito pobrezinho e portanto teve de trabalhar como feirante, profissão dos seus pais, até aparecer o miraculoso Subsídio de Sedentarização, que passou a receber, com a condição de frequentar um curso de jardinagem.

 

Mas a jardinagem era muito dura e o cigano resolveu dedicar-se ao crime,assinado a façanha acima descrita.

 

Foi condenado pelo Tribunal de Portalegre, a perder a favor do Estado o carro (de que era dono, apesar de ser muito pobrezinho e certamente vítima de racismo gadjó) : e a passar  uma temporada à sombra.

 

''co-autor material pela prática de um crime de roubo, na pena de cinco anos de prisão e um crime de falsificação de documentos, na pena de dezoito meses de prisão, sendo que em cúmulo, foi condenado na pena única de cinco anos e seis meses de prisão. ''

 

O Digníssimo Defensor fez um choradinho e pediu a devolução do pópó nómada, a diminuição da pena e a sua suspensão.

 

O Digníssimo Defensor também disse que o cigano era um exemplo de excelente colaboração com a justiça, mas a Relação achou que o  cigano não colaborou muito, porque não confessou o nome dos outros 3 capangas.  

 

A Veneranda Relação mandou devolver o carro ao cigano.

 

Mas este não o poderá usar , porque a Relação considerou que deve estar uns tempos a ver o sol aos quadradinhos, durante 5 anos e seis meses.

 

Bem talvez o possa usar nas saídas precárias ao fim de semana....

 

Rogamos à CMA que mande a assessora cigana visitar o homem à cadeia, levando-lhe semanalmente sete maços de Malboro (marca preferida dele, segundo a sentença) a bem da integração cigana e que lhe procurem um emprego, menos duro que a jardinagem, para que se possa integrar quando sair em liberdade.

 

A redacção (solidária com a reinserção social) 

 

 



publicado por porabrantes às 17:23 | link do post | comentar

1931 semana do mutualismo representaçao da ass.co

Representação da Associação Comercial de Abrantes na Semana do Mutualismo 1931. Foto o Século.

 

A extinção da ACA em 1931 foi em grande parte devida aos protestos desta contra uma subida de impostos desencadeada pelo governo da altura.

associaçao comercial de abrantes 1930.jpg

 Visita da ACA, em Fevereiro de 1930, ao Ministro das Finanças para protestar contra os impostos.Só reconheço o 3º à esquerda na primeira fila, é o político e comerciante  Manuel Lopes Valente Júnior

 

E também à política que se sentiu muito a nível local (devido aos esforços dos caciques da época) de liquidar todas as associações independentes.

 

Será um estudo a fazer noutro momento.  

 

Agradece-se a quem reconhecer os comerciantes não identificados, que dê uma ajuda

 

mn

fotos do jornal O Século, ANTT 



publicado por porabrantes às 13:53 | link do post | comentar

Em 1941 o Rev. Padre Ramiro Alves dos Santos fez queixa da Junta de S.Miguel porque esta não passava atestados de residência aos seus paroquianos. A queixa foi enviada ao Governador Civil.

 

Os gajos da Junta só queriam passar atestados em papel selado, o padre queria coisas mais baratas, que fosse em papel comum.

 

No mesmo ano o industrial corticeiro José Augusto também se se queixou ao Governo Civil contra o P. da Câmara, ou seja o industrial da panificação e cacique integralista, vendido à União Nacional, Henrique Augusto da Silva Martins.

 

Há mais coisas destas?

 

Há muitas e certamente sem elas não se pode fazer a história da cidade.

 

Tudo isto é mais estimulante que a figura feita na acta de 7 de Abril de 2015 pelos Vereadores da Oposição que não tinham a mínima ideia sobre os problemas ambientais desencadeados pelo açude mata-peixe e comeram e calaram face às explicações atabalhoadas da cacique.

 

mn



publicado por porabrantes às 12:56 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Directora do MIAA, procur...

A casa incendiada

O PUA é sagrado

As redes sociais, ágora d...

Questão de teatros

Não digam que é descabido...

Aluga-se terminal ferrovi...

O Banquete de Natal dos B...

Um bruto chamado Baptista

Elogio de Cecília Matias

arquivos

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pico

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

república

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10


26
27
28
29

30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds