Sexta-feira, 29 de Maio de 2015

Comunicado CDU GALVEIAS

É com preocupação que os Galveenses têm acompanhado a actividade da Junta e, de modo geral, dos eleitos PS na nossa Freguesia, nomeadamente após o falecimento do Presidente eleito, em que as decisões passaram a ser determinadas e coordenadas pelo assessor do Presidente da Junta.

O conhecimento que temos sobre as decisões mais recentes que significam, no nosso entender, graves prejuízos e consequências para a Freguesia e para a defesa do seu futuro determina informar os trabalhadores da Junta e os Galveenses, que vamos de imediato:

1. Participar e expor a situação que conhecemos ao Sr. Presidente do Tribunal de Contas e pedir a sua intervenção imediata, já que a entidade, “GalveiasTur” (régie-cooperativa), o seu funcionamento, a transferência de meios financeiros e bens da Junta para esta entidade não tiveram a prévia aprovação e sancionamento deste Tribunal, de acordo com as regras do direito público que conhecemos.

2. Participar ao Sr. Procurador Geral da Republica a situação de transferência de dinheiros e bens da Junta para a mesma entidade sem qualquer previa avaliação financeira e ressarcimento da autarquia – Junta de Freguesia de Galveias.

3. Informar o Sr. Procurador Geral da Republica da situação da régie cooperativa, dos atropelos à lei e cumprimento mínimo das regras legais no seu arranque e funcionamento nesta fase da sua existência, após um “adormecimento”, de facto, de mais de duas décadas.

4. Requerer ao Sr. Procurador Geral da Republica a verificação do cumprimento do texto do testamento do Sr. Comendador José Godinho de Campos Marques que instituiu como universal herdeira dos seus bens a Junta de Freguesia de Galveias, na qualidade de representante do Povo de Galveias e a quem, agora, os actuais eleitos querem e retiram todos os direitos de gestão corrente e extraordinária.

5. Participar ao Sr. Provedor de Justiça a situação de violência jurídica dos eleitos da Junta, também administradores da GalveiasTur, perante os trabalhadores da autarquia que não aceitaram ser transferidos para a régie-cooperativa, a quem, após o pagamento do salário do mês de Março pela Junta, lhes foram apresentados para assinatura recibos da nova entidade determinando a quebra de direitos, vínculos e regalias.

Alertamos a população de Galveias para a situação do loteamento industrial, cujo processo de discussão pública decorreu no período de tempo mínimo previsto e cujo prazo limite terminou em 26 de Abril, para a necessidade de acompanhar o seu desenvolvimento futuro, por sabermos que nenhum dos documentos presentes à Câmara permite ou prevê a instalação de indústria poluente de qualquer natureza, nomeadamente da destilação ou extracção de óleos de bagaço.

Exortamos todos os Galveenses a defender os interesses da Freguesia e dos seus habitantes, reafirmando a nossa determinação nessa defesa. Contem com a CDU.

selo trab honest comp 2015 4 cores

 
É tempo que se cumpra a vontade do primo do General Godinho, Comendador José Godinho dos Campos Marques que deixou a fortuna ao povo das Galveias e não aos políticos.
Também é tempo que se cumpra a vontade de Amélia Baeta, deixou a herança  à Paróquia de São Vicente e quem administra a herança é arguido em processo crime. A herança era para os paroquianos de São Vicente e não para desintoxicar drogados de fora da paróquia.
Onde estão as contas da herança?
E o Comendador Viegas deixou à Santa Casa a Quinta da Gibalta alegadamente para fazer um hospital e a Santa Casa não tem nenhum Hospital, mas um lar de idosos com uma placa a dizer Hospital.
Respeitem a vontade dos instituidores, como exige a CDU.
Viva a CDU!
 
a redacção 
 


publicado por porabrantes às 12:52 | link do post | comentar

Quinta-feira, 28 de Maio de 2015

dm.png

 Leia a informação no matutino. E cá não há descargas ilegais?

 

mn



publicado por porabrantes às 23:49 | link do post | comentar

o libertador.jpg

Volta-se a evocar António Silva Martins, no momento em que a Ordem dos Médicos acaba de premiar o seu filho dr. Gentil Martins com o prémio Miller Guerra.

gentil martins.jpg

Foto Correio da Manhã

 

E é tempo de restaurar a memória e o busto perdido de António Silva Martins.

 

a redacção 



publicado por porabrantes às 22:44 | link do post | comentar

 

(...) Os funcionários da Câmara Municipal de Abrantes, cumprindo ordens da Senhora Presidente da Câmara, acompanhados por agentes da Guarda Nacional Republicana, entraram no espaço referido em M), enquanto os senhores agentes da autoridade agarravam o Réu marido, os funcionários da Câmara removiam objectos que eram propriedade dos Réus'' (....)

 

E porque agiram assim os agentes da autoridade  e os funcionários invadindo uma propriedade privada e sujeitando à força um homem (o Réu) que estava no seu direito pleno, que a Constituição lhe garante? 

 

O Réu Marido e a esposa  : (...) ''Em data não concretamente apurada, mas situada no primeiro trimestre do ano de 2011, (..)vedaram o acesso ao referido espaço de quaisquer pessoas à excepção dos proprietários da casa sita a Norte (...), veículos ou entidades; AE) Fizeram-no inicialmente com um bidon e um arame e posteriormente com uma corrente plastificada vermelha e branca, tendo ambos uma placa com a seguinte inscrição: “propriedade privada – declarada no Tribunal Judicial de Abrantes processo nº 286/06.7TBABT em 07/10/2009 e Tribunal da Relação de Évora em 24/05/2010”;  (...)  ''

 

Depois  disto a CMA em 2012 demandou o pobre proprietário e a sua senhora para que fossem obrigados a reconhecer que o terreno vedado a bidons, era do domínio público : '' pedindo fosse declarado o carácter ou domínio público da Travessa ou Beco do (…), sita em (…), da freguesia de (…), do concelho de Abrantes, com o comprimento de 40 m e a largura de 4,5 m. (...) 

 

Alegou para tanto e em resumo que, em (…), freguesia de (…), concelho de Abrantes existe um local de passagem denominado Beco do (…) ou Travessa do (…) que tem a natureza de caminho público e que os réus, arrogando-se donos de tal parcela, impediram o acesso ao mesmo às outras pessoas. (...)''

 

Os Réus responderam briosamente: '' (...) E, para além de pedirem a improcedência da acção pediram, em sede de reconvenção, a condenação do autor: a reconhecer que o espaço por onde se desenvolve o caminho é parte integrante do seu prédio; a reconhecer que o caminho em causa não tem natureza pública; a condenação do Autor como litigante de má-fé; e ainda a pagar-lhes uma indemnização pelo sofrimento causado ao longo dos últimos doze anos, em quantia a fixar pelo Tribunal e a liquidar em execução de sentença''(...)

 

O Tribunal de Abrantes, justiceiro, não condenou a CMA como litigante de má fé, nem reconheceu o '' sofrimento'' mas foi fulminante : o caminho era particular.

 

 A CMA foi obrigada pelo doutor juiz a '' reconhecer que o espaço por onde se desenvolve o caminho conhecido por Beco do (…) ou Travessa do (…), sito em (…), Abrantes, identificado em M. dos factos provados é parte integrante da metade dividida do prédio descrito na Conservatória do Registo Predial de Abrantes sob a ficha nº (…) da freguesia de (…) pertencente aos Réus/reconvintes (…) e mulher, (…), identificado em B. a); e a reconhecer que tal espaço não tem natureza pública; ''.

 

Terminou aqui a odisseia do pobre senhor agarrado injustamente pela GNR?

 

Não, uns vizinhos recorreram para a Relação insistindo que o caminho era público!!!!

 

De facto o caminho tinha sido asfaltado pela CMA em 1997 e tinha sido desde aí cuidado pela Junta. E a CMA tinha baptizado o terreno toponimicamente.

 

Mas desde quando asfaltar um terreno dá direito de propriedade?  

 

Ao advogado dos donos do terreno tinha sido oficiado, por (...) '' documento escrito datado de 28.05.2004, emitido pelo Chefe da Divisão de Obras Particulares e Serviços Urbanos por delegação do Presidente da Câmara Municipal de Abrantes e dirigido ao Dr. (…), no âmbito do processo nº …/01 – 10.5. do qual consta nomeadamente o seguinte: “(…) À C.M.A. não cabe definir ou decidir sobre o carácter público ou privado do espaço. A sua natureza impõe-se à C.M.A. e é pressuposto para a actuação administrativa ou material está com base em actos administrativos. Ora, no caso, os indícios, desde a discussão sobre a atribuição de toponímia em 1985, a planta de cadastro e à realidade física existente, tudo levou a C.M.A. à interpretação de que o troço de via é público. Nessa convicção alcatroou-o. Não houve oposição pelos meios legais. Assim, a menos que se prove em Tribunal que o espaço é efectivamente particular, decisão que a C.M.A. imediatamente acatará, deverão os bidons ser retirados da referida Travessa do (…).” (....)

 

Vê-se que o Senhor da Divisão de Obras Particulares e Serviços Urbanos  não deve ser jurista, porque a propriedade prova-se não por bocas, mas por uma certidão da Conservatória de Registo Predial, como aliás já explicou em sede de Assembleia Municipal, um brilhante causídico à Senhora Presidente.

E portanto, como disse a Veneranda Relação: (...) '' Todavia, conforme bem se salienta na sentença “não basta para a classificação de um caminho como público haver obras feitas pela Câmara Municipal ou pela Junta de Freguesia, que sejam utilizados para o abastecimento de água, saneamento básico, iluminação, distribuição de energia eléctrica e rede de telecomunicações, e mesmo que nele existam tampas de caixas com a sigla da câmara gravada, ou mesmo que a Câmara Municipal ou a Junta procedam à construção e manutenção do caminho”.   (...)

 

E que mais?

 

O mínimo é que o senhor injustamente ''agarrado'' pela GNR receba uma carta de desculpas de quem abusou, invadindo um terreno particular.

 

E podem agradecer que isto não tenha sido tratado por via penal.

 

mn

 

( frases entre aspas: excertos do douto acórdão da Relação de Évora de 30/4/2015, por nós seleccionados)   Procº. Nº. 376/12.7TBABT.E1 (1ª Secção Cível)

 

 

 



publicado por porabrantes às 17:51 | link do post | comentar

 

''Um homem de Abrantes foi condenado a 19 anos de prisão por 80 crimes de violação agravada, por lenocínio ao ter obrigado a mulher com quem casou a prostituir-se à beira da estrada e ainda por violência doméstica.

 

João Marques, 39 anos, começou por obrigar a mulher a prostituir-se mediante ameaças e agressões, um mês após o casamento.

 

O pesadelo da filha do homem, de um anterior relacionamento, começou em Janeiro de 2014. O colectivo de juízes deu como provado que entre Janeiro e Maio de 2014 violou a filha quase diariamente sem preservativo''

 

O Mirante

 

 

A Comissão de Protecção de Menores tem obrigação de sinalizar as crianças em risco.

Estava esta criança sinalizada?

Porque é que o abjecto calvário se estendeu de Janeiro a Maio, e não se actuou antes?

Quantas mais crianças em risco se encontram no concelho ?

A quantos pais destes foram retiradas responsabilidades parentais?

Onde que se pode consultar os relatórios da CPCJ de Abrantes?

 

A última actualização no site da CPCJ de Abrantes é de 2010......

 

a redacção

 

 

 

 



publicado por porabrantes às 10:56 | link do post | comentar

Quarta-feira, 27 de Maio de 2015

O Presidente da Câmara  de Vinhais, Abade Firmino Martins, fascista dos quatro costados, dirigiu ao Governador Civil de Bragança a carta que se transcreve:

 

firmino.png

firmino 2.png

 

A carta vem transcrita neste excelente livro

 

galiza.png

onde o Autor retrata a brutal repressão clerical-fascista, desencadeada pela Guardia Civil e pela Falange do lado de lá e pela PIDE/GNR do lado luso da raia, com o santo apoio e colaboração do clero e a benção dos Senhores Bispos, nos anos 36-40.

 

O Abade Martins, que parece que se dedicava à etnografia, nas horas vagas da epistolografia amorosa ao brutal Governador Civil, foi o homem que dizia as missas frequentadas pelo Armando Fernandes, quando era menino e moço. Depois instruiu-o em leituras miguelistas. Também lhe leria as cartas que mandara antanho ao Governador Civil ????

 

MA



publicado por porabrantes às 21:43 | link do post | comentar

fundador.jpg

O Visconde de Alvalade fundou o Jornal de Abrantes lá para o século XIX.

 

a redacção 



publicado por porabrantes às 20:22 | link do post | comentar

marina.png

Queremos a Maria Gaio como Deputada.

 

''Nome completo:
Maria Costa Lopes Gaio Alves

 

Data de nascimento:
7/15/1935

Naturalidade:
S. Miguel do Rio Torto

Nacionalidade:
Portuguesa

Apresentação pessoal

Sou licenciada em Medicina pela Faculdade de Medicina de Lisboa. Fiz formação em Psiquiatria na Universidade de Londres tendo trabalhado no Reino Unido durante 5 anos. No regresso a Portugal confirmei a especialidade em Psiquiatria e fiz carreira hospitalar no Hospital Júlio de Matos onde desempenhei funções de Assistente Hospitalar, Chefe de Serviços Hospitalares, Directora Clínica e Directora do mesmo Hospital. Após a Revolução de Abril fui,durante alguns, anos militante do Partido Comunista Português. Sou natural de S. Miguel do Rio Torto, concelho de Abrantes.

Apresentação da candidatura
Dada a situação sócio-política acredito que só um governo de esquerda poderá criar as condições que permitam o desenvolvimento do país e a recuperação da dignidade dos cidadãos. Nesse sentido o Livre/ Tempo de Avançar deve estar representado no Parlamento.

Áreas de intervenção preferenciais
Igualdade de Género. Saúde. Idosos.

Como pensa interagir com os eleitores?
Contacto directo com os cidadãos e por email.

Círculos pelos quais concorre:
Círculo de Santarém
Círculo de Lisboa
Círculo de Bragança

No Facebook: https://www.facebook.com/profile.php?id=100001109799276
No Twitter:
Site pessoal ou blog:

Apoiem-na aqui''

 

Devida vénia a Tempo de Avançar

 

a redacção



publicado por porabrantes às 15:25 | link do post | comentar

Querida Drª A. do Opus,

Caro Eng. Falido Laranja ( do GOL)

 

opus dei.png

Diz a Sábado  que Santa Maria está nas mãos do OPUS DEI e da Maçonaria.

Haverá um Tratado de Tordesilhas?

A Maçonaria lusa terá delimitado uma fronteira com o OPUS?

Em que mãos está a Obstetrícia?

Fazem abortos os médicos da seita espanhola?

A seita dos pedreiros-capitalistas (já não restam pedreiros-livres como o catedrático de medicina Prof. Doutor Dias Amado, que partiu para o Grande Oriente, onde se jubilou ao lado do General Godinho, ) transforma fêmeas em transexuais?

Bem a minha pergunta tem a ver com uma marquesa pontifícia que aos 50 quer restaurar as mamas, para ficar como a Sofia Loren.

sofia.jpg

Quem é que a atende, um médico maçon ou um do Opus Dei?   

 

suzy 



publicado por porabrantes às 13:42 | link do post | comentar

A Central passou para Torres Novas, diz o Jornal Torrejano: '' Central de ambulâncias passou para Torres Novas

Desde Abril que está a funcionar no quartel dos bombeiros voluntários torrejanos a central de despachos que gere os transportes de ambulância solicitados pelo Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT). Esta central, que funcionou anteriormente no quartel dos bombeiros de Constância, funciona 24 horas por dia e recebe os pedidos de transporte não urgente de doentes, atribuindo-as às entidades aderentes ao contrato celebrado com o CHMT.''

 

Cá para nós é a consequência lógica da bronca levantada junto do CHMT pelos Bombeiros de Coonstância e é ainda mais um serviço que se aproxima da faixa litoral do país e que contribui para a desertificação do interior.

 

Para ver como isto se processa leiam o último livro do dr.Santana-Maia . ''A Terra de Ninguém''

 

terra de ninguém.jpg

já vai na segunda edição

 

mn

 



publicado por porabrantes às 09:32 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Elogio de Cecília Matias

O homem da Renova

A culpa é dos grevistas

Quando o Congresso anali...

O Milagre de Tomar

Quando a Câmara violava o...

Mercado Diário : Bloco ac...

Presos políticos abrantin...

Fanáticos perdem em Insta...

Padre de Abrantes aprova ...

arquivos

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pico

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

república

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10


25
26
27
28
29

30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds