Segunda-feira, 30 de Novembro de 2015

 Conferência do Presidente da Tubucci-Associação de Defesa do Património da Região de Abrantes.Dr.Paulo Falcão Tavares no Porto 

Sabóia está ligada a Portugal desde a nossa primeira Rainha, mulher de Afonso I, cuja implacável espada libertou esta terra da sharia

 

 

mafalda.png

 

 

 

 

 

 

mais vídeos

mn



publicado por porabrantes às 14:27 | link do post | comentar

A história da democracia é a história do debate público e do livre acesso aos documentos públicos.

 

A Lei consagra a participação directa dos cidadãos nas reuniões públicas das Vereações, o direito soberano de intervir nas Assembleias de Freguesia e na Assembleia Municipal.

 

Para um debate sério é preciso que os cidadãos tenham acesso aos documentos.

 

A todos.

 

Mas o poder tem a mania de esconder documentos.

 

Essa mania é perigosa e leva ao despotismo e à irresponsabilidade.

 

Leva à partidocracia e à desconfiança dos cidadãos pelo sistema, atestada pela escassa votação que se regista em geral nas eleições e um desprezo cada vez maior pelos partidos e pelos políticos profissionais.

 

Não contem connosco para ocultar documentos.

 

 

A CMA tentou opor-se à divulgação deste documento sem base legal. Foi obrigada a entregá-lo.     

 

 

 
 
 
vamos começar a divulgar o relatório do IGAL à CMA.
 

igal 1.jpg

 Naturalmente tendo em conta a extensão do documento só será publicado o mais interessante e dentro do ritmo que entendermos

a redacção 
 



tags: , ,

publicado por porabrantes às 13:44 | link do post | comentar

paralíticos.jpg

vilhena paralítico 2.png

Donativos são recebidos na Comissão Fabriqueira e dão desconto no IRS e 100 dias de indulgência

 

a pia redacção



publicado por porabrantes às 11:17 | link do post | comentar

ESTRELA DA MANHA COM CELESTE SIMAO.jpg

 

Além de ser Estrela da Manhã, agora é estrela académica

 

Sabem como é que a insigne pensadora caracteriza os ciganos abrantinos:?

 

ciganos pensadora.png

Se isto além de não ser um discurso científico (no sentido de não cumprir nenhuma das regras da epistomologia das ciências sociais e humanas) não descamba pró racismo primário, vou ali e já venho

 

Como é que se pode pode generalizar e dizer que todos os ciganos de Abrantes ( é o que a gaja diz, a comunidade ou seja ''todos'') têm dificuldade no ''cumprimento de regras e normas dos serviços e instituições''?

 

Não haverá um cigano cumpridor???

 

Nem a Telma escapa......prá Santa Celeste

 

Este discurso científico, digno de ser publicado na Nova Aliança e co-assinado pela Isabel Jonet, consta no repositório ''científico'' do Politécnico de Viseu. 

 

ciência.png

 ma

 

 



publicado por porabrantes às 11:05 | link do post | comentar

Perante a recusa da comunicação social em publicar a resposta de Sandra Raimundo ao vil ataque de que foi alvo no orgão de comunicação oficial do PCTP-MRPP, o Insurgente, como blog aberto plural, deixa aqui a carta aberta dirigida pela senhora em questão a Arnaldo de Matos:

(Nota: A carta foi-nos enviada pela senhora. Nem o blog nem o autor deste post se responsabilizam pelo conteúdo da carta ou pela linguagem utilizada. Leitores mais sensíveis deverão saltar este post.)

“Arnaldo Matos (ou João ou Espártaco ou Viriato), seu monte de merda.

Esperei demasiado tempo para te responder à letra. Já o deveria ter feito em julho de 2014 quando te servia café e tentava decifrar a tua diarreia mental. Lembras-te?
Sabes como é que fui parar ao teu antro?
Eu explico-te. A ti e à comunicação social, que vai receber as explicações em simultâneo.
Para começar, estou em Portugal desde 1995. Portanto revê os teus dados.
Em Abril de 2013, fui sondada pelo Comité Central do PCTP/MRPP, do qual não fazias parte há quase 30 anos, para integrar a Comissão de Imprensa. Já tinha sido voluntária em várias campanhas, o meu desempenho foi apreciado pelo Comité Central e quiseram-me a tempo inteiro. Após análise da situação por ambas as partes, eu rescindi contrato com a empresa onde trabalhava em Portugal e fui contratada pelo Comité Central, decisão tomada por unanimidade pelos então 12 membros, para desempenhar as funções de assessora / secretária.
Não foi o Jaime que me contratou, sarnoso.
Tornei-me funcionária do partido, paga a recibos verdes no dia 1 de Maio de 2013. Funcionária, com horários e local de trabalho fixos.
Por defender a causa e querer o melhor para o PCTP/MRPP, fui para além das minhas funções. Era estafeta, cola-cartazes, piquete de greve, telefonista, senhora da limpeza, candidata, motorista, entre outros sem horários. Fi-lo com gosto e vontade própria.
Nunca te vi na sede. Até pensava que já tinhas morrido.
É engraçado, agora que estou fora da podridão que estás a criar, ler as mentiras que vomitas.
Acho piada falares do Bulhão como o homem das contas fáceis e como o gajo que me contratou.
Dessas contas fáceis, porque não falas na secretária que te passa a limpo o ódio que vomitas e que é paga pelo partido a recibos verdes? E os jornais diários que te são levados? E a loucura da campanha da Madeira onde cada bilhete de avião custava no mínimo 500 euros? Tudo pago pelo partido. Estoiraste o orçamento com a campanha madeirense. Pois… Isso não dizes. Não te ofusca teres uma funcionária precária paga com os “fracos recursos do partido operário”?
O idiota do Jaime não me contratou, seu aldrabão. Sabes porquê? Porque sou sobrinha dele. E porque o salário era uma merda. As condiçőes eram uma merda. Mas aceitei na mesma. E ao contrário do que inventas, as contas do partido eram rigorosamente analisadas. O deboche foi quando TU voltaste. Começaste a dar um ar da tua graça quando chegou a primeira subvenção. Ao início, fazias análises políticas estrondosas, dignas de um verdadeiro comunista. E depois revelaste manias de ricaço. Com a mania que tudo te é devido e que todas as tuas loucuras têm de ser pagas pelo partido. Puta que te pariu, velhaco. O putedo, foste tu que o trouxeste para o seio do partido.
Sabes como fui parar a ti, ordinário? Lembras-te quando fizeste uma maratona de teatro no Teatro de Almada com o “idiota de Almada”? Lembras-te de ter chamado “filho da puta” ao Paulo? E de ter tentado bater-lhe? O Paulo era o teu escravo, secretário, cão. O Paulo era (e voltou a ser graças às tuas manigancias de ‘demite-admite” que ele estúpidamente aceita) o director do Luta Popular. Ou seja o Paulo, ou melhor o Carlos Paisana foi insultado por ti em pleno átrio do Teatro de Almada, demitiste-o das suas funções de cão e ficaste sem secretário. O Comité Central ficou cheio de pena tua e arranjou-te uma secretária à pressão. Eu. Já viste? EU! Eu fui tua secretária! Paga pelo partido a recibos verdes! Eu que nem sou militante mas que fui tua secretária, tenho hoje direito a um artigo de ódio e fulanizador (como tu e os teus cães gostam de dizer!) no Luta Popular que deveria ser um jornal político! Nem sei como foste cair nessa de falares de mim publicamente! Não sigo o culto da personalidade por isso caguei para ti, Arnaldo. Não tenho qualquer ligação ao partido desde que me libertei do teu autoritarismo, qual ditador.
Quando me escolheram para tua secretária, eu recusei. E disseram-me: “vais ou nunca mais voltas a por os pés na sede”. Tão democratas que nós somos… Então lá fui, forçada. Contrariada. E porque não vivo à conta de ninguém e tinha de sair do goulag, enquanto fui tua escrava e te servi café, procurei trabalho. Sim, no teu gabinete da Elias Garcia que cheira a mofo e a esgoto, usei as minhas horas de almoço para me livrar de ti. E consegui. Apresentei a minha demissão ao partido, que era a minha entidade patronal (tenho provas disso). E jurei a mim própria que nunca ninguém iria saber o que se tinha passado. Até ao dia 6 de Outubro, dia em que decidiste, escondido atrás de um pseudônimo que dá para rir devido à ironia, purgar o comité permanente do comité central dos que tinham força para te fazer frente e dizer não aos teus gastos. E escolheste os cães, os fracos: Carlos Gomes (Sebastião), Luís Júdice (Nuno), Carlos Paisana (Paulo), Luís Franco (Conceição), todos uns lambe-cús como tu gostas, e mais um montinho de moscas mortas que te farão as vontades porque são uns cobardes, incapazes de tomar decisões, defender os camaradas purgados e de ter opinião própria.

Se quiseres continuar esta guerrinha, é melhor arranjares provas daquilo que vomitas no teu jornal. Prova que estava desempregada. Prova que tinha acabado de chegar de França. Prova que o meu companheiro é do PSD. Ninguém e muito menos tu que andas a chular os “fracos recursos do partido”, tem legitimidade e provas para chamar de ladrão e corrupto seja a quem for. E eu não tenho de ser chamada nas tuas denúncias de ódio. Não te conheço de lado nenhum, não te devo nada e não tenho nada a perder. E muito menos sou porta-voz, peão ou fantoche seja de quem for. Penso por mim, ao contrário dos teus cães.

Respeito por ti? Nenhum. Não vales o tempo que perco a responder ao teu lixo. Respeito pelo partido? O Partido morreu no dia 6 de Outubro. Que descanse em paz.

Eu espero sinceramente que os traidores que te rodeiam fiquem com a vida penhorada como tu penhoraste a vida dos que eliminaste. Porque isto não fica por aqui.

E tu Arnaldo, estimo que te fodas. E já agora, tu também Carlos Paisana. Porque não vales nada.
Sandra Raimundo
(Ex-membro da Comissão de Imprensa do PCTP/MRPP e ex-secretária de Arnaldo Matos)”

devida vénia ao Insurgente

Vamos contratar a Sandra, coitadinha está desempregada

mrpp abrantes.png

O MRPP teve 1,69% dos votos na nossa terra. Que  tal apresentar a Sandra contra a Céu?

 

mn 



publicado por porabrantes às 10:50 | link do post | comentar

55% dos militantes abrantinos dos laranjas não se deram ao trabalho de ir à R. de S.Pedro meter o voto na urna

 

 

acb paf.jpg

o Prof. Doutor António de Castel-Branco (Abrançalha), líder moral da PAF e ex-militante e líder do CDS é o membro da comissão com mais habilitações literárias (tem mais que o arquitecto Carrilho da Graça que coitadinho não conseguiu fazer o doutoramento)

 

a culpa é certamente dos militantes preguiçosos

 

ma  



publicado por porabrantes às 09:45 | link do post | comentar

Domingo, 29 de Novembro de 2015

ana sm.jpg

madalena.jpg

 com a contribuição de José Blasfemo, desculpem Zé Vilhena

 

colecção particular da Senhora Dona Amélia Baeta, comprada na candonga a uma taberneira da Abrançalha de Baixo

 

ma



publicado por porabrantes às 23:32 | link do post | comentar

madre arminda.jpg

 

Cidade Hoje Rádio

ESCÂNDALO EM FAMALICÃO: A madre superiora Arminda, arguida no processo da Fraternidade Missionária de Cristo Jovem, em Requião, Vila Nova de Famalicão teve que abandonar a instituição para receber apoio psicológico. A saída da irmã Arminda foi um das exigências feitas pelas duas noviças, levadas pela policia judiciária no dia das buscas, para regressarem à instituição. Segundo o advogado da frater...nidade, Ernesto Salgado, as jovens Margarida e Cristina tem mantido contato com a Irmã isabel e mostram vontade de voltar. Os quatro arguidos no processo da fraternidade, 1 padre e 3 freiras, estão sujeitos a termo de identidade e residência, pela suspeita da prática de escravidão, crime punido com uma pena de prisão que pode ir dos 5 aos 15 anos. As duas noviças que estão neste momento numa instituição no Porto não são as mesmas que apresentaram queixas de maus tratos.
 
com a devida vénia à Rádio da terra de Camilo
mn 


publicado por porabrantes às 19:25 | link do post | comentar

Comunicado do Arcebispo-Primaz das Espanhas não é sobre a ressureição do Cónego Melo, é sobre o arguido Milheiro Valente

 

escravizar pessoas diz-se no Paço do Dom Arcebispo

 

'' presumíveis anomalias na vida quotidiana da comunidade.''

 

ficamos elucidados

 

a redacção 

 



publicado por porabrantes às 19:20 | link do post | comentar

 

Num novo e ousado passo a favor da integração da comunidade cigana abrantina, o Senhor ESC (como o trata o douto Acórdão da Relação de Évora), veio sustentar junto do Tribunal de Apelação que 23 anos anos de prisão era muito para os crimes que praticara e coitadinho, como vítima da sua etnia, pedia aos probos Desembargadores que lhe aliviassem a estadia na cadeia em três aninhos.

 O EMS é um homicida.

emanuel.jpg

 

O ESC chama-se Emanuel da Silva Candeias

O ESC tirou a vida a um homem inocente só porque estava a olhar para ele.

'(...)''O arguido ESC motivou-se a agredir o NMF e depois a tirar-lhe a vida porque este olhou para ele fixamente durante alguns segundos no interior do estabelecimento, o que desagradou àquele, e porque depois continuou a percorrer a área de serviço (à procura do mencionado fio); ''(...)

O ESC morava no Vale das Rãs, que é um bairro onde prolifera a droga e o crime.

(...) O agregado familiar mantém residência em Abrantes, num apartamento que é propriedade da Santa Casa da Misericórdia, com boas condições de habitabilidade, mas inserido num bairro social referenciado como problemático, onde residem outros elementos de família alargada; (...)

O ESC era e é cigano.

(...)''O processo de socialização do arguido foi marcado pelos valores e crenças da etnia cigana a que pertence, fazendo o arguido parte duma fratria de seis irmãos, todos rapazes, crescendo e desenvolvendo-se num contexto familiar problemático, afetivamente gratificante e solidário mas carenciado economicamente, com falta de supervisão dos progenitores, ligação destes mesmos e de familiares próximos ao sistema de justiça, circunstâncias que permitiram uma autorregulação precoce do quotidiano por parte do arguido, sendo os progenitores incapazes de se constituírem como figuras contentoras, ou transmissoras de valores e normas socialmente adequadas; ''(...)

A família do ESC  é referenciada como ligada a actividades marginais

(...)''O agregado familiar do arguido não é bem aceite socialmente, sendo os seus elementos referenciados como perturbadores, conflituoso e associados a práticas criminais;'' (...)

Dois dos irmãos do ESC estão na cadeia

(...)'' ''O arguido encontra-se actualmente detido no E.P. de Pinheiro da Cruz, para onde foi transferido a seu pedido e de familiares para ficar próximo dos seus dois irmãos que estão detidos no mesmo estabelecimento prisional; (...)''

Nessa cadeia há conflitos raciais entre pretos e ciganos

(...)

No meio prisional tem mantido um comportamento adequado, sem sujeição a qualquer medida disciplinar, ocupando o tempo na prática de desporto, integra a banda musical do estabelecimento e, tendo já trabalhado no refeitório, aguarda recolocação laboral em razão da mudança da ala onde se encontrava anteriormente (segundo o próprio arguido, em razão de conflito envolvendo uma outra família de etnia cigana e indivíduos aí detidos de raça negra, mas a que o arguido e os seus familiares foram alheios); ''(...)

O Tribunal manteve a sentença anterior e mandou passear o recurso.

Cumprirá os 23 anos

O Tribunal considera que ele não está arrependido

O Tribunal acha que ele pode reincidir

 '(...)'De acordo com a avaliação feita pelos técnicos de reinserção social, apesar do arguido transmitir vontade de assumir um estilo de vida normativo e de dispor do apoio incondicional dos familiares, as vulnerabilidades que quer estes quer o arguido evidenciam constituem factores de risco face a futura reincidência, défices que apontam para que o arguido necessite de aderir a eventuais medidas/programas visando a aquisição ou reforço das suas competências pessoais e sociais que possam ser factor de protecção para uma futura inserção social.(...) ''

 

Leiam a sentença e meditem.

Eu acho que 23 anos é branda sentença e que insólita foi a ousadia do Emanuel Candeias.

E também acho que o Vale das Rãs é um bairro problemático. 

Foi relator do acórdão da Relação o Senhor Desembargador Doutor Clemente Lima, excelente magistrado.

Os extractos entre aspas são da sentença.

E pergunto eu, pergunta cínica, durante quanto tempo vão os outros moradores do Vale das Rãs ter de aceitar a lei canalha da navalha????

ma

 

 

 

 



publicado por porabrantes às 18:13 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

O exemplo de Tomar

Carrilho descaracteriza S...

Bande d’incultes, d’ignor...

Somos ocidentais

Manter o edificado

Geoge Pell versus The Que...

Os caros atrasos do MIAA

A fiscalização política d...

Dia da Fotografia

Fátima, Poema do Mundo

arquivos

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Agosto 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10


23
24

25
26
27
28
29
30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds