Sábado, 27 de Fevereiro de 2016

11456-5vweqp.jpg

O catálogo de hereges é uma coisa assombrosa, além de Dan Brown... felizmente temos a Irmã Mary Brutus para dar cabo deles, porque a Ana Soares Mendes está ocupada a vender andares na Remax

sister mary brutus.png

a Reverenda Irmã Mary Brutus conta com uma milícia armada de Fé e de Winchesters...

nuns.jpg

 ma

devida vénia a Refried Confusion

 



publicado por porabrantes às 09:06 | link do post | comentar

Sexta-feira, 26 de Fevereiro de 2016

Como muito bem diz o Pato. Leiam-no A competência exclusiva da investigação desta miserável história é do MP.

Quanto ao alegado violador teria antecedentes e dava aulas a miúdos do PIEF.

Quanto ao prestígio desta ''instituição'' está onde merece estar. O que nasce torto tarde ou nunca se endireita.

A quem é que passa pela cabeça suspender a ''violada''?

À douta direcção da AHBVA.

francamente......

ma 

houve outra história destas no velho quartel, até há uma reportagem no ''Indy'' assinada pelo irmão da nobre vendedora da Remax 



publicado por porabrantes às 22:19 | link do post | comentar

(...)No passado dia 2 do corrente mês, o Tribunal da Relação de Évora veio, assim e uma vez mais, reafirmar que “não há democracia sem pluralismo e que a democracia se alimenta da liberdade de expressão” e que “não é possível fazer uma análise do tipo criminal “difamação” sem ter presente a letra da convenção e a jurisprudência do TEDH”.

Estava em causa uma queixa-crime de um administrador de uma empresa que pretendia que fosse julgada pelo crime de difamação uma trabalhadora que numa acção judicial referira que o mesmo tinha uma relação amorosa com outra trabalhadora da empresa e que ambos a prejudicavam e perseguiam. Mas o juiz de instrução criminal determinara o arquivamento do processo, já que, como afirmou na sua decisão, se era certo que o texto em causa poderia ferir a sensibilidade do administrador, no entanto tais afirmações só atentariam contra a sua honra se nada tivessem que ver com o exercício do direito à acção judicial e de acesso ao direito e fossem “exclusivamente motivados pelo propósito de rebaixar e humilhar”; o que não era certamente o caso, já que, atentos os indícios recolhidos, a trabalhadora tinha proferido, por escrito, as expressões em causa, no âmbito de uma acção judicial e no intuito de fazer valer o direito que julgava ser seu.

Recorreu o administrador para a Relação de Évora, mas os juízes desembargadores João Gomes de Sousa e António Condesso mantiveram a decisão de arquivamento, apoiando-se na evolução do entendimento do crime de difamação tendo em conta as decisões do TEDH que conferem, inequivocamente, um maior peso à liberdade de expressão sobre a honra das pessoas, “por muito que isso custe à nossa tradição jurídica e civilizacional napoleónica e à análise tipológica criminal exclusivamente positivista”. Para a Relação de Évora, a análise do tipo criminal “difamação” não se pode limitar a uma análise positivista, “que pode ser notável e algo coimbrã”, mas que é também algo desfasada do “ser” e do “dever-ser” jurídico-político europeu; o que aconteceu nesta evolução foi, de alguma forma, a “liberdade de expressão” anglo-saxónica ter-se imposto à “raison d’État” gaulesa e ao militarismo prussiano e, também certamente, a uma “qualquer arcaica concepção de honra sul-europeia que nos é também muito própria”.

Ao confirmarem o arquivamento da queixa, os julgadores recusaram-se, e bem, a assumir uma função censória, tanto mais que as expressões em causa tinham sido utilizadas num processo judicial em que quem as proferira estava na defesa do que julgava ser o seu direito. E se temos medo de dizer o que pensamos saber em tribunal, estamos muito mal...(...)

 

Francisco Teixeira da Mota, no Público, com a devida vénia

 

O Dr.Teixeira da Mota é, quase de certeza, o melhor jurista luso em matéria de liberdade de informação.

 

 

 

 



publicado por porabrantes às 18:26 | link do post | comentar

sacrilégio.jpg

ma


tags:

publicado por porabrantes às 16:06 | link do post | comentar

Anglican-Church-Gay-People-.jpg

Com a aprovação de Sua Graciosa Majestade, Isabel, cabeça da Igreja de Inglaterra, herdeira de Henrique VIII  e Defensora da ¨Fé

 

elizabeth-ii1.jpg

 ma



publicado por porabrantes às 13:54 | link do post | comentar

A AHBVA posta em causa. Um tiro em cheio. Aguardamos que o Lopes da Adimo se demita de P. da AG. Como no CRIA

cria sigla.png

 



publicado por porabrantes às 11:52 | link do post | comentar

O amigo Armindo Slveira, em nome do Bloco, apela:

 

bloco tejo.png

A leitura só é uma, que o povo saia e se manifeste! Que defendamos o nosso rio,o futuro dos nossos filhos e netos!

Que apontemos o dedo contra quem mata no Tejo, como no Açude,

tejo peixes.jpg

 

 

contra as Etares como a dos Carochos, contra autarcas cobardes, como o do Rodão, contra a Altri e contra a Celtejo!

 

Que pague quem fez isto!

tejo peixes.jpg

 

ma   



publicado por porabrantes às 09:38 | link do post | comentar

12718322_1092061870816950_5337159120596070041_n.jp

Merci Monsieur Charlie Hebdo

 

a redacção



publicado por porabrantes às 00:12 | link do post | comentar

Quinta-feira, 25 de Fevereiro de 2016

luis costa macedo.jpg

estamos à procura doutro folheto: Achegas para a História do Banco Mena & Pinto!

alguém o indica? agora estamos a ler este pode acontecer que ensine a fazer pontes

militares sobre o Tejo.

ma



publicado por porabrantes às 22:38 | link do post | comentar

28 de Maio .jpg

28 de Maio 2.jpg

 O Capitão Av. do Estado Maior Humberto Delgado, que de pequeno viveu na R. da Barca. Quando era cadete serviu no Castelo em Artilharia (1922)

cadete delgado.jpg

O cadete Delgado pela época que serviu no Castelo

 

servir.png

Alçada Baptista na Pesca à Linha com a devida vénia.

 

Para a resistência ao fascismo ler Mário Soares ''Le Portugal Baillonée''. Não se pode interpretar a sua morte sem ler as memórias do Rosa Casaco, um dos verdugos, porque o mandante foi Salazar e o livro de Frederico Delgado Rosa

mn.

 



publicado por porabrantes às 17:28 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Eurico de Castro Zuzarte

A prisão do apaixonado co...

Bom Feriado

Nem os mortos respeitam

Não há mais nada a dizer

Dr.Gilberto Vasco (2)

Imprensa diocesana retrat...

Colega da cacique no olho...

O assunto não deve ser p...

Quando Gomes Mor se senta...

arquivos

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pico

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

república

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10

21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds