Quarta-feira, 9 de Outubro de 2019

img20191010_00254228

Os beneméritos pegachos que pagaram os estudos aos bravos municipais-seminaristas devem ter direito à memória histórica.

Como não os vimos no livro do Jana, aqui vão.

mn 



publicado por porabrantes às 23:27 | link do post | comentar

cp 1

Realiza-se em Évora, promovido pela CP e por várias instituições académicas este seminário. Comemora-se uma data associada à história abrantina, a abertura da Linha do Leste

cp 2

Abrantes será representada pelo Presidente da Tubucci, Associação de Defesa do Património,  Dr. Paulo Falcão Tavares

cp 3

Cá no burgo  ignoram uma data crucial da nossa história.

ver dados da histórica estação abrantina, que o PUA quer fechar! Imaginem!

mn



publicado por porabrantes às 21:23 | link do post | comentar

Foi a campanha mais porca das forças reaccionárias anacléticas, conotadas com o integrismo populista e com o salazarismo, ameaçaram excomungar votantes que votassem PS

portugal hoje

19 de Janeiro, 1980

Portugal Hoje 

Foi a campanha dirigida contra a desastrosa cacique Francelina Chambel.

Esta ganhou e não se confirma que os seus votantes tenham ido parar ao inferno.

Que nos lembremos foi na zona a única vez que os eleitores foram ameaçados de excomunhão pelo clero e pelos laranjas.

mn

 


tags: ,

publicado por porabrantes às 19:43 | link do post | comentar

O eng militar  e brigadeiro Hermínio José de Sousa Serrano, natural de Abrantes (26-4-1890) e casado com Sara Brum do Canto, foi um homem polémico dentro das Forças Armadas.

 Foi um dos responsáveis pela instalação da Base aérea aliada, em Santa Maria, nos Açores, durante a Segunda Guerra Mundial.

Por isso e por outros serviços era Grande Oficial da Ordem de Avis.

Esteve com outros militares implicado em actividades golpistas contra a Ditadura.

Sousa Serrano morreu em Lisboa em 06.05.1961.

(a desenvolver quando houver pachorra) 

.mn

 

 

 



publicado por porabrantes às 18:27 | link do post | comentar

Segundo a douta acusação um conhecido boticário facturou 1. 411.800, 40 euros em receitas falsas numa farmácia sita na Praça Raimundo Soares.

Ou seja comparado com o cónego, terá burlado o Estado, sete vezes mais.

A douta acusação terá de provar em sede comarcã o alegado prejuízo.

Já vimos uma farmacêutica do Rossio de Abrantes, que explorava uma farmácia na Bord'água, ver que a verba aduzida pelo MP era significativamente rebaixada.

cónego cu

( a maior adepta do Graça das seringas)

 

Segundo o  Ribatejo News o alegado burlão está em prisão domiciliária.

Segundo as peças processuais o dito fabricou em conivência com terceiros  receitas falsas em nome da companheira, do pai, filhos e da madrasta.

É o que se chama a defesa dos valores familiares.

Este processo tem mais de 2500 páginas (só uma parte), de forma que ainda não fomos ver a lista dos drogados falsos paridos pelo presbítero.

Terá escapado a família?

ma

    


tags:

publicado por porabrantes às 16:56 | link do post | comentar

paulo frade

Encontra-se em delicado estado de saúde o Ir.Paulo, do La Salle, que foi dos melhores professores de matemática que passou por Abrantes.

Espero que não esteja já chateado comigo por comprar L'Humanité.

A informação é do Ir.João, que aos oitenta e tantos, dá aulas a emigrantes com e sem papéis.

ir joao

Os nossos votos de melhoras.

mn


tags:

publicado por porabrantes às 10:44 | link do post | comentar

72201871_2546459988769256_6198443380783972352_n

A angolana Senhora  Drª D.Sinclética Torres foi a primeira deputada preta ao Parlamento luso.

Da boa burguesia crioula de Luanda, é da família da Ministra da Justiça.

Perdeu a nacionalidade graças à Lei  de Almeida Santos, colono de Lourenço Marques. 

Os colonos sempre tiveram problemas com a burguesia crioula.

sinclética

Tribuna dos Musseques

mn 



publicado por porabrantes às 10:25 | link do post | comentar

Já se disse que é difícil fazer uma história do dezanove abrantino, sem ir aos processos judiciais.

São uma boa fonte para verificar como se acumulou a propriedade agrária em novos titulares, em boa parte graças à privatização dos baldios concelhios ( uma das polémicas é a apropriação dos pinhais do Fojo pela família Caldeira (1), da propriedade dos conventos, das terras da nobreza vencida (no caso abrantino são as terras dos Marqueses de A., que eram miguelistas e já estavam largamente endividados), doutros derrotados, como os Bívares, ou como se dissolveu a propriedade vinculada.

A nível nacional já se sabe como enriqueceram os Palmelas, e outras famílias pertencentes à facção vencedora no Mindelo.

Nem todos os liberais enriqueceram, as memórias dum cabo de guerra liberal, um homem da velha nobreza, Fronteira mostram isso.

Em Abrantes e Punhete, o cunhado dele, um liberal, o Conde da Taipa arruinou-se.

A nível local são os Viscondes os vencedores da pugna.

Neste processo, mostra-se como Raymundo Soares Mendes, que de malhado se convertera em cabralista, se apoderara de terras dum parente longínquo, que demandara o Brasil, e as cede a terceiro.

O parente é Francisco da Cunha Bassão, que tinha um bisavô comum com o Raymundo, Manuel Soares Mendes.

bassão

(Gazeta da Relação de Lisboa, 1885)

O Raymundo cedera essas terras, no Sardoal,  a um terceiro, que as tenta legalizar, ou seja encontrar um título jurídico para ser dono delas.

Viera opor-se um rendeiro, afirmando ter direito a elas.

José Maria Roiz Porto e a mulher, D.Filomena da Assunção Costa Porto, tentam no Tribunal, transformar a posse em propriedade legítima e a Relação  decide a  favor deles.

O tribunal alega e dá como provado que ninguém sabe nada do Francisco da Cunha Bassão há 70 anos, ou seja desde 1815.

Tanto o Raymundo, como o douto Tribunal, não devem ter contactado com a Embaixada do Império do Brasil, onde lhe poderiam dar notícias do emigrado.

Cunha Bassão tomara partido pela Independência do Brasil e era militar conhecido na Corte do Imperador D.Pedro I.

Que bens eram estes no Sardoal?

Um velho morgadio, tinha de ser, de que se apropriara o bravo Raymundo.

baçao

Corografia Portuguesa

No Diário do Governo do Império, em 1823, Cunha Bassão aparece a subscrever uma recolha de fundos a favor da Marinha do Império.

baçao 2

Em 1827, o Bação, que  era Instrutor da Guarda de Honra do Imperador D.Pedro e major adido ao Estado Maior do Exército Imperial, atingia a patente de tenente- coronel.

coronel bação

O Almanaque do Rio de Janeiro (1827) dá até a morada dele....

baçao 4

 

Mas em 1885, o Raymundo alegava que há 70 anos ninguém sabia do Coronel Bação e que as terras eram suas.

E já vimos que  56 anos antes se sabia do Bação e que o Tribunal dera como provado coisa falsa.

E na Biblioteca Pública de Lisboa, recebia-se o diário oficial brasileiro.

E se o Raymundo tivesse falado com D.Pedro I ou com o filho D.Pedro II, que esteve em Abrantes em 1871, certamente poderia encontrar novas do Coronel da Guarda Imperial e saber se tinha descendentes no Rio.

mn

(1)-Ver Monografia do Capitão Mourato, editada por Eduardo Campos

  

 

 

 

 

 

 

        



publicado por porabrantes às 07:56 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Um homem de honra

Poesia

Cacique só consultou a Ae...

Da Meda à Abrançalha

O santo negreiro da Igrej...

As oliveiras da cacique n...

Quanto durará a Ministra?

Porra, diz o douto Bacela...

O calvário do monumento a...

Cónego Freitas desmente o...

arquivos

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Outubro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds