Segunda-feira, 11 de Maio de 2020

Na Hertz

Além disso a Anabela Freitas revela que foram pedidos reforços de fora de Tomar para tentar acabar com uma festa flamenca no Flecheiro

Parece impossível não há respeito pela cultura das minorias

O Efeito Ventura contagia PS de Tomar.

Esperamos uma homilia do Sr.Pureza a denunciar a repressão



publicado por porabrantes às 19:20 | link do post | comentar

Nesta notícia da RTP, a que os caciques deram grande destaque, dizem-se enormidades sobre Santa Maria do Castelo.  

Diz-e que a Igreja foi construída por Diogo Fernandes de Almeida, no século XV.

As drªs Rosário Gordalina e Isabel Mendonça, técnicas da tutela, dona do templo, situaram a construção do templo por volta de 1250.

Diz-se que os azulejos hispano-árabes são do século XVII,. quando são do século XVI como os da Sé Velha de Coimbra e alguns existentes na Ermida de S.Lourenço.

Afirma-se que vieram do Palácio do Governador e de Igrejas do Concelho já desaparecidas.

Este palácio era do século XIX!

As técnicas referidas, dizem seguindo a opinião consensual da comunidade académica:, '' Os azulejos da capela-mor, idênticos aos da Sé de Coimbra, foram certamente também encomendados a Sevilha por D. Jorge de Almeida'' (Gordalina/Mendonça,1990/95)

parecida.png

Ver a bibliografia internacional

Depois aparece esta senhora, que tem certas parecenças, com a Srª Drª Filomena Gaspar, dizendo que foi uma grande surpresa encontrar os frescos, por trás dos azulejos do Dom Jorge.  

Os frescos são referidos já na primeira monografia de Santa Maria, publicada em 1876 por Francisco Alves Coutinho, no boletim da Associação de Arqueólogos.

 

ver aqui

E depois disso foram inúmeras vezes referidosEm 1960 a tutela já se propunha restaurá-los.

Francamente é lamentável que sucedam coisas destas. 



publicado por porabrantes às 14:32 | link do post | comentar

''(....)

 É importante frisar que na monitorização do PEM o envio de registos por parte dos serviços da câmara, que desenvolvem as ações junto das escolas, deve ser enviado ao Observatório, o que muitas vezes não acontece, conforme se pode verificar na falta de algumas informações nos relatórios de monitorização relativos à execução do plano. (...)''

Celeste Simão, PROJETO EDUCATIVO MUNICIPAL
LÓGICAS DE PARTICIPAÇÃO E DESENVOLVIMENTO LOCAIS, p.121,, 2019   


tags: ,

publicado por porabrantes às 12:41 | link do post | comentar

''El parentesco gitano está impregnado de seis elementos absolutamente fundamentales: una fortísima tendencia, no invariable, a la patrilocalidad bastante claramente seguida en la práctica cuando conviven parientes en un área próxima, que es lo más común; una fuerte ideología de propiedad de los hombres sobre los hijos de las mujeres y sobre ellas; una androcracia consistente;
una priorización de las relaciones entre hombres en la construcción de la vida social; la autoridad última paterna y, por fin, una ideología machista verdaderamente traumática. Lo más común es encontrar asentadas familias con fuerte tendencia patrilocal y con esos otros atributos señalados. En algunos casos esas familias, cuando han encontrado un emplazamiento y unas condiciones ventajosas, se configuran como grandes familias que reúnen a un viejo o bien a un grupo de viejos hermanos y sus respectivas familias extensas preferentemente patrilocales pero anexionando a ellas a alguna hija y su marido, alguna hermana y su cuñado, o alguna mujer viuda cercanamente emparentada. Esta misma estructura (familia extensa patrilocal o fraternal, bien por sí sola o bien nucleando entorno a sí a algunos parientes, especialmente por matrimonio) puede constituirse como comunidad dispersa, asentándose cada familia componente en distintos emplazamientos y formando un grupo de parientes de tres o cuatro generaciones, disperso pero solidario con muchos aspectos de la vida, viviendo o a un < podemos ir andando>, una veces, y con cientos de kilómetros de distancia, otras. Ofrece grandes posibilidades de ayuda mutua, cotidiana en el ámbito local, coyuntural entre los dispersos. Este grupo de parientes está además articulado por aquellos principios que dan prioridad al varón, marido y padre, de manera que está penetrado por una línea que se dibuja a lo largo de varias generaciones y emplazamientos que vincula a los hijos con el padre.”

Teresa San Román(1997), la diferencia inquietante: viejas y nuevas estrategias culturales de los gitanos. Siglo XXI de España Editores. Pág. 87-88


tags:

publicado por porabrantes às 11:14 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Passeio até à rua da Barc...

O contrato do padel

O polvo

A cacique foge com o rabo...

O Bloco na Câmara

O Vereador do baseball ap...

Sérgio Pissarra, o Vilhe...

Arrogantemente autista

IPT desmente surto de cor...

O Saneamento do General A...

arquivos

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

coronavirús

cria

crime

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

jornal de abrantes

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Julho 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds