Terça-feira, 13 de Outubro de 2020

img20201013_19563524.jpgDeclarações de António Farinha Pereira,  na República de 4-10-1960 ( é uma repescagem pois morreu em 1949)  sobre quem fez a República em Abrantes. Para ele os nomes são: dr. Ramiro Guedes, José António dos Santos, Oliveira Neto, Rodrigo António, Joaquim Leite, Manuel Inocêncio da Costa, Roque José Delgado, coronel António Maria Baptista, Zeferino Alves da Silva, Vergílio Bastos e outros. Há silêncios que falam por si. Boa parte dos referidos não aparece nos estudos publicados pelos ''historiadores locais''. E naturalmente aparecem ''adesivos'' aos montes

afp almanaque r..bmp

ps- ao contrário do que diz AFP....o dr. Guedes era lisboeta .....



publicado por porabrantes às 20:34 | link do post | comentar

Faz 12 anos que o Sumo Pontífice, Sua Santidade Bento XVI designou Bispo de Portalegre e Castelo Branco, Sua Excelência Reverendíssima, Dom Antonino Dias que limpou as paróquias de Abrantes, de um burlão.

Não há dúvida que Ratzinguer era  um Papa sagaz

 La imagen puede contener: una persona, texto que dice "D.Antonino Dias 12 anos ao serviço da Diocese de Portalegre- Castelo Branco Gratidão e prece! PORTALEGRE S CASTELO BRANCO"

 

Laos Deo



publicado por porabrantes às 15:51 | link do post | comentar

Paisagens sonoras abrantinas
por
Dr. Paulo Falcão Tavares

O ensino da música em Abrantes, teve inicio, no Mosteiro de Santa Maria da Consolação de Abrantes que era feminino, e foi fundado ainda no século XIV, por iniciativa de Dom Fr. Vasco de Lamego, bispo da Guarda, como casa de monjas de clausura da Ordem de Santo Agostinho.
Já em meados do século XVI, estas monjas mudam-se para novo Mosteiro, no rossio da vila, com o apoio dos monarcas, já sob a tutela da Ordem de S. Domingos, mantendo muito activo o ensino da música em geral, como provam os inúmeros documentos coevos.
Vários charameleiros profissionais e tocadores de gaitas de foles, acompanham as diversas procissões da vila, e outras manifestações musicais, documentados na época quinhentista.
A Ordem de Cristo, promovia o ensino musical do órgão, na Igreja de S. João, pois num alvará de 7 de Setembro de 1776, em que se estatuiu que o vencimento do artista organista fosse de quinze mil réis, pagos pelo rendimento da comenda da mesma Ordem de Cristo, em dinheiro, por cada ano. Desde os tempos da restauração de Portugal, que este mesmo templo tinha seu órgão em pleno funcionamento.
Abrantes teve um relevante e famoso compositor, professor musical, António Leal Moreira, nascendo no ano de 1758. Assinou 14 óperas, escreveu 4 Sinfonias, produziu 11 responsórios, criou 4 Missas, 2 Magnificat, 5 vilancicos entre outros…
Até 1891, no Mosteiro de Nossa Senhora da Graça (Ordem de S. Domingos) a música e o canto tiveram uma escola muito relevante, produzindo pautas musicais, Livros de cantochão manuscritos, tendo mesmo diversas cantoras, no seio de uma comunidade feminina de quase 100 religiosas. Destacamos a Cantora Mor, Madre Soror Mariana Baptista, da velha nobreza local, no inicio do século XVIII.
Não podemos esquecer, a musica da cariz marcial, que as dezenas de regimentos militares tocavam ao longo dos séculos...
Na notável vila de Abrantes, nos fins do século XIX, o Padre Gusmão de Almeida, ensinava música a quem queria, graciosamente, tocando publicamente, sobretudo comemorando o dia 1 de Dezembro, dia da independência, tão caro aos portugueses.
A inauguração da capela da Villa Maria Amélia, no Vale de Roubam, foi inaugurada com musica tocada por um gaiteiro de foles, da Abrançalha, de nome bem conhecido.
Desde que, em 1929, se criou o Orfeão de Abrantes, designado por “Pinto Ribeiro”, que até aos dias de hoje, se tem divulgado a música na cidade, atingindo o seu auge em 1932, quando por intermédio do Comendador António Falcão, se realizaram diversos concertos fora da cidade, e o Presidente Carmona condecora a mesma instituição abrantina com a Ordem de Cristo, pelos serviços culturais prestados.
Outras manifestações musicais existiram, como a Orquestra Ligeira de Abrantes, e ainda outros pequenitos núcleos, que promovem o ensino musical, de forma amadora.
A 1 de Outubro de 2020, a maestrina e professora de música (licenciada pelo Conservatório do Porto), Ana Paula Beleza, inicia a sua actividade, a título pessoal e empresarial, aos seus alunos de piano, com a colaboração da Academia Tubuciana de Abrantes (fundada em 1802).
As paisagens sonoras abrantinas estão ainda por estudar…
(Texto escrito a 29 de Setembro de 2020)
©Direitos reservados 
devida vénia à Academia Tubuciana
 


publicado por porabrantes às 15:45 | link do post | comentar

pego cem.png

ler a reportagem no Médio Tejo 

E a cacique pegacha queria proibir tirar fotos do Cemitério, ou censurá-las.

Seria da ANP?

ma



publicado por porabrantes às 15:37 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Moradoras gentis e delica...

Árvore abrantina do ano 2...

Plátano derrota Oliveira ...

Xico Mandelino, da RPP ao...

À BEIRA DO PRECIPÍCIO, PA...

Pacheco do Amorim e o ban...

Quem mandou a Igreja entr...

Um reunião importante

Às ordens do estrangeiro

25 de Novembro

arquivos

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

coronavirús

cria

crime

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

frança

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Novembro 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9


27
28

29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds