Segunda-feira, 31 de Maio de 2021

Um excelente artigo do investigador Miguel Portela sobre a encomenda no Gavião dum sacrário para a Igreja de Alvega , em 1805, com muita informação sobre a vida local 


tags:

publicado por porabrantes às 18:02 | link do post | comentar

188850721_4633681743314245_2246555993715053981_n.j

gamado no face ao Sr.João Ahrens Teixeira 


tags:

publicado por porabrantes às 16:32 | link do post | comentar

Andreia MarcioAbrantes
Boas ,venho aqui mostrar como está as Barreiras do Tejo, o município de Abrantes só quer saber das Barreiras do Tejo quando há as eleições e é uma vergonha a rua da Barca se encontra intragável tudo sujo e cheio de ervas, está completamente uma vergonha venho pedir que se virem esta publicação a façam chegar à Câmara de Abrantes para mostrar a vergonha que está esta rua

bb2.jpg

bbb.jpg

 



publicado por porabrantes às 09:17 | link do post | comentar

CARÍSSIMOS AMIGOS/AS,

Este ano realizam-se as eleições autárquicas.

E ao olhar para a freguesia de Rio de Moinhos a evolução é notória. Basta avaliar os serviços que se mantiveram e se criaram.

Graças a si, nos últimos anos vários projetos ganharam forma para que a nossa terra possa prosperar e olhar para um futuro com mais esperança e segurança.

Acredito que cada um de nós está neste mundo para dar mais do que aquilo que recebe… Por natureza sou alguém confiante e otimista!

Por essa força interior e graças ao seu apoio sentido e profundo, decidi que não poderia abandonar o caminho nem a minha freguesia, a nossa freguesia.

Decidi recandidatar-me e apresento assim a minha candidatura para mais quatro anos de trabalho. Com a sua ajuda continuaremos a construir o futuro de Amoreira, Pucariça, Rio de Moinhos, o seu futuro, o nosso futuro. São vários os projetos sonhados e em concretização. Mas permitam-me que destaque um de extrema importância e ansiado por todos nós. Uma Casa de Repouso para todos aqueles que querem ficar na sua terra onde sempre viveram e talvez trazer outros que tiveram de deixar as suas casas, os seus amigos, a sua terra natal. Para aqueles que outrora trabalharam por nós e a quem nós hoje devemos todo o apoio e respeito.

Este equipamento social já está a ser planeado e será concretizado em parceria. Porque nada fazemos sozinhos, conto consigo e com todas as entidades desta freguesia que considero nossos parceiros.

Acredito que o futuro desta freguesia será possível com todos/as …

Preciso de cada um de vós, da união de todos, simplesmente porque acredito…

Com estima

comunicado do

MIFRM Movimento Independente Freguesia Rio de Moinhos



publicado por porabrantes às 09:06 | link do post | comentar

Domingo, 30 de Maio de 2021

Em 4 de Outubro de 1875 a Confraria do Santíssimo Sacramento da freguesia do Pego é extinta por analfabetismo militante.

Dos 78 irmãos, só 12 sabiam ler e escrever e só 8 assinaram o termo do livro de Actas pelo qual se comprometiam a administrar regularmente a Confraria de acordo com a Lei vigente, seguindo as instruções do Governo Civil. (1)

Assim sendo, o herético e maçónico Governador Civil deixou os pegachos sem confraria.

Não temos notícias que nesta época tenha havido mortos e feridos como em 1916.

mn

(1) Eurico Henriques, A Igreja do Divino Espírito Santo, Um espaço de Memórias, CM de Almeirim, 2020


tags:

publicado por porabrantes às 19:09 | link do post | comentar

(....) Os trabalhadores da Fábrica Metalúrgica Duarte Ferreira enfrentam o patrão, impedindo a sua entrada nas instalações fabris. Manifestam-se dispostos a tomar conta da produção, dando-lhe um destino. Este era outro caso especial. Com o arranque da descolonização, Portugal mudara de rumo, deixando certas indústrias de fazer sentido. A metalúrgica construía então veículos militares Unimog - mais tarde os UMM.Com o fim da guerra, entrou em declínio, sendo objecto de intervenção estatal. Conta o administrador do Banco da Agricultura, Filipe Pinhal: "Um dia, Costa Martins [ministro do Trabalho] telefonou-me: Se o banco não desbloquear crédito para pagar salários aos trabalhadores da Metalúrgica Duarte Ferreira (MDF) - cuja comissão de trabalhadores era muito activa -, não se admire se, ao fim do dia, não puder sair, porque eles vão estar aí à sua porta." O Banco de Agricultura era um dos três bancos que apresentava créditos mais elevados sobre a MDF.(...)

in Cristina Ferreira, '' Unicidade sindical combate o "ventre mole da Revolução", Público, 3/4/2000 

 


tags:

publicado por porabrantes às 17:11 | link do post | comentar

'' (...) Por sua vez, a região de Abrantes está-se a transformar numa região fantasma de casas em ruínas que nada tem a oferecer às gerações mais novas e mais qualificadas.''(....)

Dr.Santana Maia Leonardo no ''Mirante''



publicado por porabrantes às 13:46 | link do post | comentar

Sábado, 29 de Maio de 2021

Diz o Presidente da ACAP, Hélder Barata Pedro ao Jornal Económico

'' (...)

Neste caso, estamos a falar de veículos usados exclusivamente na atividade produtiva, ou seja, não são veículos de lazer, são usados em atividades como a logística, distribuição, etc. São veículos que, mesmo passando a pagar uma classe de 10%, porque é essa a definição, estamos sempre a falar de valores à volta de 3 mil euros. São situações que nos preocupam muito e acresce ainda o facto – ainda mais gravoso – de o líder de mercado desse segmento ser um veículo que é produzido numa fábrica em Portugal [Fuso no Tramagal, Abrantes]. Portanto, temos de ter aqui em conta que: estamos a falar do fim de m benefício que impacta a produção nacional, produzido numa fábrica portuguesa, que é a líder de segmento desse mercado. Houve aqui uma falta – isto já transmitimos ao Governo, naturalmente – de sensibilidade da parte do Governo para esse segmento, embora o Governo diga que tinha uma isenção de 100 e passam a ter uma isenção de 90, ou seja, passam a pagar 10%, mas esses 10% são 3 mil euros mais o IVA. Numa altura em que o que interessa é reduzir os custos, e não aumentar, não há qualquer justificação porque não é um veículo de lazer. É um veículo puramente de trabalho.(...)

ler tudo


tags:

publicado por porabrantes às 22:35 | link do post | comentar

'' Temos acompanhado de muito perto esta projeto de reconversão e as propostas dos acionistas, e neste caso do maior acionista da Central Termoelétrica”, disse o autarca ao mediotejo.net, tendo destacado a parte do projeto de reconversão da central em biomassa. “A questão da biomassa traz-nos bastante alento para as questões de reorganização da floresta e à limpeza da floresta”'' Valamatos ao Médio Tejo

 

''Sobre o projecto da Trustenergy, Ribeiro da Silva entende que assenta numa “tecnologia coxa do ponto de vista económico e financeiro”. E logo elenca uma série de fragilidades de uma hipotética reconversão da central para produção eléctrica a biomassa florestal.

A começar por um custo de produção de cada MW que “é pelo menos o dobro, e algumas vezes o triplo, do preço do mercado diário do Mibel”: “Como é que eu suporto um custo que atira [o preço] para a banda dos 140 euros por MWh?”, questiona.

Depois, garante o gestor, “não há biomassa no país para uma unidade desta dimensão”, a não ser que a alternativa seja “usar recursos nobres que podem ser usados na pasta de papel ou na indústria dos móveis”. Se a opção for importar, “também se esvazia o argumento da criação de emprego na recolha local”, enfatiza.'' Ribeiro da Silva, da Endesa, ao ''Público''

 

 



publicado por porabrantes às 22:27 | link do post | comentar

parabéns.png

Na página de propaganda da Junta de Abrantes

Naturalmente os caciques não responderam ......



publicado por porabrantes às 09:17 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

A contratação do Almeida ...

Estrupo em S.Facundo

Um casamento abrantino fr...

Constância deixou perder ...

E não fizeram ao Pastor o...

Quando chegaram os domini...

Bibliografia abrantina : ...

Uma Nova Visão do Mundo R...

O Bloco na CMA

Marcado julgamento do emp...

arquivos

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carrilho da graça

cavaco

cdu

celeste simão

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

coronavirús

cria

crime

duarte castel-branco

espanha

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

frança

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Junho 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9


23
24
25
26

27
28
29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds