Terça-feira, 13 de Julho de 2021

 


tags:

publicado por porabrantes às 21:22 | link do post | comentar

Pela primeira vez desde as eleições autárquicas de 1976, o PSD  não tem representação na Câmara de Abrantes, graças ao neo-liberal

 Primeiro Portugal | PSD

A pergunta é: voltará a tê-la?


tags:

publicado por porabrantes às 13:31 | link do post | comentar


POLÍTICA MUNICIPAL DE FOMENTO E APOIO AO DESPORTO



Afirmámos já que o desporto constitui, para o movimento ALTERNATIVAcom, uma prioridade no conjunto das políticas municipais. E que defendemos a promoção e o investimento consistentes no desporto abrantino, numa ótica de “mente sã, em corpo são”. A razão é simples: Abrantes tem uma forte tradição polidesportiva e a educação e cultura físicas são essenciais ao bem-estar e desenvolvimento da sociedade, reforçando a cidadania e a democracia.



A bem da saúde individual e coletiva, e de todas as consequências e impactos que ela tem no desenvolvimento e progresso comunitário, é preciso contrariar os crescentes hábitos sedentários e de isolamento social. A realidade é preocupante: em dez anos, a proporção de portugueses que “raramente ou nunca” pratica desporto ou exercício físico, agravou-se de 66% para 74% (dados do Eurobarómetro).



Recordada a posição de princípio, sejamos mais específicos no modo e nas responsabilidades (a detalhar no nosso programa eleitoral): com o movimento ALTERNATIVAcom, todos os agentes desportivos e não-desportivos (mas com atividade física ou desportiva regular ou ocasional) dos setores público, privado e social, serão chamados a participar na definição e implementação de uma política de atividade física e desportiva que:



1- Mobilize e envolva toda a população – incluindo os cidadãos com capacidades reduzidas ou sem hábitos desportivos ou de motricidade – na prática de desporto e outras atividades físicas, a nível recreativo, amador e competitivo;



2- Coloque Abrantes, de forma sustentável, em competições nacionais e internacionais que projetem a identidade, o prestígio e a oferta turística da cidade e do concelho;



3- Reforce o acompanhamento e a presença/assistência da população em eventos desportivos, tanto nos de competição e treino, como nos de divulgação e espetáculo;



4- Consolide os instrumentos de diagnóstico, planeamento e observatório desportivo municipal, por forma a assegurar sustentabilidade, coerência, disciplina e incentivo às diversas iniciativas;



5- Otimize a taxa de utilização de espaços e equipamentos desportivos municipais (e não-municipais), assegurando a sua conservação e manutenção programada, e, quando for o caso, a sua pronta reparação ou beneficiação;



6- Maximize a relação custo-benefício na aplicação dos recursos municipais, seguindo critérios que equilibrem o objetivo estratégico de coesão e inclusão social – numa ótica de justiça e equidade – com os de competitividade e discriminação positiva de entidades e praticantes de atividades físicas e desportivas que o interesse municipal recomende e justifique favorecer;



7- Garanta a total transparência dos processos de decisão, firmando e publicando contratos-programa de desenvolvimento desportivo, e exigindo relatórios e outros elementos justificativos e comprovativos dos recursos aplicados e dos resultados obtidos;



8- Contribua para dar sentido e consolidar os Acordos de Geminação firmados pelo município de Abrantes com municípios e cidades congéneres.



Abrantes é um dos municípios do Médio Tejo que mais despende em atividades e equipamentos desportivos. Em 2019 (últimos dados conhecidos), esta despesa foi de 3,2 milhões de euros, representando 28,5% do total gasto pelos treze municípios do Médio Tejo. Por habitante, este valor foi de 92 euros, mais 69% do que no ano anterior (no Médio Tejo, o aumento foi de 10%) e 89% acima da média da sub-região (em 2018, havia superado apenas em 23%).



Como se verifica, as despesas municipais em atividades e equipamentos desportivos são elevadas e representam um significativo esforço financeiro para os contribuintes. Se as mesmas se traduzirem em resultados positivos e benéficos para o conjunto da população abrantina, isso deverá ser saudado. Mas, se houver má aplicação ou utilização de montantes tão elevados, não se obtendo os resultados esperados – ou os resultados possíveis e desejáveis – então isso deverá ser matéria de rigorosa análise e competente retificação.



Lamentavelmente, não se dispõe de informação que permita apurar, com proficiência, a relação custo-benefício das despesas municipais com o desporto nos últimos quatro, doze ou vinte e um anos. Fica, pois, a solicitação de que sejam revelados publicamente, com total isenção, rigor e detalhe, os números da economia do desporto em Abrantes, os quais permitam aos cidadãos conhecer a realidade, seja ela qual for, que permanece oculta sob a capa da useira propaganda política.



Contem connosco, nós contaremos sempre convosco.



Movimento ALTERNATIVAcom



publicado por porabrantes às 12:40 | link do post | comentar

neo-liberal na bola.jpg

Tratou-se sempre aqui o vereador Rui Santos por neo-liberal e não por social-democrata.

Hoje, aquele que entrou pela porta do cavalo para a CMA, depois de um atribulado processo que passou pela desistência da candidatura de António Castel-Branco,  e da desistência do vereador eleito in extremis pela Direita, Rui Mesquita, desistiu da condição de representante do PSD, assumiu-se como cisionista, traiu expressamente o eleitorado  ( coisa que vinha fazendo já em cada intervenção no Executivo) e apropriou-se da representação daquele partido na CMA.

E naturalmente assumiu-se  como yes-men da política neo-liberal do Valamatos, que é a herdeira da Antunes. 

Aparentemente foi presença e intervenção do actual candidato laranja, Vítor Moura, no protesto popular de 1 de Julho contra a demolição do mercado, a gota de água que levou o dissidente a tomar esta postura, formalizando a sua adesão ao valamatismo.

mirante mercado.png

 

O neo-liberal foi demolido pelo movimento popular contra a demolição do Mercado, as velhas pedras do mercado municipal caíram implacáveis sobre ele por ironia e sarcasmo da história.

Resta saber se as sequelas deste episódio terão sérias consequências na alteração do mapa político autárquico abrantino.

ma   

   



publicado por porabrantes às 12:06 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Um milhão de euros de vai...

Salazar de Tom Gallagher

Jorge Sampaio. Paz à sua ...

O salazarismo persegue El...

Comunicado da CDU/Mourisc...

O negacionista, amigo de ...

De mal a pior

Quando a distrital do PS ...

O patrão abrantino de Jor...

Jorge Sampaio

arquivos

Setembro 2021

Agosto 2021

Julho 2021

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carrilho da graça

cavaco

cdu

celeste simão

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

coronavirús

cria

crime

duarte castel-branco

espanha

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

frança

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

valamatos

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Setembro 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

12
13
14
15
16
17
18

19
20
24
25

26
27
28
29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds