Quarta-feira, 4 de Novembro de 2009

pelo Arq. António Castel-Branco, da Faculdade de Arquitectura de Lisboa

Noblesse oblige… uma forma de estar e de ser.
 


Num artigo publicado em Agosto de 2009 no Jornal de Abrantes, o Sr. Fernando António Baptista Pereira escreveu um artigo em defesa do projecto do Museu Ibérico de Arte e Arqueologia (MIAA) em termos tão descomandados e indignos de um professor associado da Faculdade de Belas Artes que a minha educação, a minha forma de estar e de ser me impedem de responder à letra.
 
Com efeito, quem tiver lido esse artigo não pode ter deixado de pensar que não é em termos grosseiros que pessoas de nível universitário devem discutir ideias, conceitos ou projectos.
 
No que diz respeito ao projecto para o MIAA, o meu desejo foi e é que um assunto que interessa a todos os abrantinos seja discutido e decidido por todos os abrantinos e, que não seja decidido unilateral e parcialmente. Com efeito, a comparticipação da opinião pública dos cidadãos a quem Abrantes pertence é fundamental para o sucesso do futuro Museu. Abrantes não se pode alienar desta decisão. 
 
Mais, tudo quanto seja camuflar e confundir um tema delicado e abrangente como o do MIAA, para o resumir a um chorrilho de insultos impróprios está, à partida, fora do âmbito do diálogo desejado e de normal debate.
Antigamente, este género de insultos daria lugar a um duelo de espada ou de florete mas duvido que o Sr. Baptista Pereira tivesse a coragem de pegar em tais armas.
 
Consequentemente, venho através do Nova Aliança informar a redacção do Jornal de Abrantes e, a opinião pública que não podem contar comigo para discussões em linguagem insultuosa. Discussões ou artigos de jornal que efectivamente fogem à essência da temática e do problema em questão e, que utilizam mentiras, afirmações infundadas para rebaixarem a importância e o interesse da troca de pareceres.
 
Em resumo, informo o Sr. FABP que se arroga de professor associado da Faculdade de Belas Arte e, de museólogo responsável pelo projecto MIAA que me encontrará sempre, lealmente à sua disposição para uma troca de opiniões sobre o assunto do MIAA mas que não contará comigo para a peixeirada (sem ofensa às peixeiras!) - que longe de trazer as desejadas soluções para os problemas em causa se limita a apresentar publicamente uma imagem imprópria de um docente universitário e que assim apenas rebaixa as suas próprias qualificações académicas.
 
… enfim, noblesse oblige!
 
António Castelbranco
 

 



publicado por porabrantes às 19:26 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

A Universidade deles

Para o Estudo da Idade Mé...

Tramagal, 1936

Dia do Senhor: Ciganas sa...

Os desastres do cacique d...

Luta dos enfermeiros alas...

O Efeito Tectânia: chegam...

Bibliografia abrantina : ...

Façam favor de informar o...

Esta mortandade não pode ...

arquivos

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

baptista pereira

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

pcp

pego

pegop

petição

pico

pina da costa

política

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

links
Dezembro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
13
14
15

17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds