Domingo, 20 de Fevereiro de 2011

Conheci o Luís Bairrão montado num cavalo em pleno inverno caçando na charneca abrantina. Era eu menino e moço e desde aí habituei-me a respeitar o desportista, o grande lavrador, uns dos escassos criadores de cavalos do nosso concelho ( juntamente com o eng. Vasco Ramires, também do Tramagal) quando ainda não pegara a moda queque e nova-rica de mandar os meninos aprender equitação, o gentleman capaz de tratar de igual para igual o seu amigo Octávio Duarte Ferreira ou um humilde criado da lavoura.

 

Engenheiro Agrónomo, oriundo duma velha família radicada no Tramagal pelo menos desde o século XVIII, que produziu algum Presidente da Câmara abrantino nos finais da monarquia ( o dr.António Bairrão, companheiro político do Partido Regenerador do Gen. Avelar Machado e conhecido Advogado), dedicou-se à lavoura e à exploração industrial especialmente de cerâmica, tendo sido ele que fabricou em moldes especiais os atípicos tijolos com que Duarte Castel-Branco construiu a abóboda do Grémio da Lavoura.

foto (grande foto ) da Margarida Trincão

 

 

A sua família estendia-se a Abrantes sendo parente próximo de João Manuel Bairrão Oleiro em cujo convívio aprendeu a amar o património, a zelar por ele e a estudá-lo. Especialmente o da época romana.

Foi sócio e  dirigente de inúmeras colectividades tramagalenses e abrantinas, em especial das ligadas à lavoura, e tomou um papel destacado na criação da CAP e na organização da resistência dos lavradores ribatejanos ao plano comunizante da reforma agrária gonçalvista.

A sua grande obra final foi a fundação da Caixa de Crédito Agrícola do Tramagal que dirigiu até à sua morte.

 

No ramo do património fez tudo o possível para valorizar, defender e estudar as ruínas romanas de Alcobre (situadas na fronteira do concelho de Abrantes e Constância, entre o Crucifixo e Santa Margarida), contando para isso com a colaboração de vários especialistas em especial do Director do Museu de Conímbriga, Prof. Bairrão Oleiro. Aí fez estudos sobre a época romana e era provavelmente em Abrantes uma das poucas pessoas capazes de olhar para uma peça do tempo dos Flávios e com um faro de velho caçador datá-la imediatamente. Nunca ninguém o ouviu gabar-se disso, mas foi um coleccionador notável de antiguidades romanas.

 

Parte da sua colecção encontra-se depositada ao que sabemos em instalações públicas de Constância. Aqui vemos como o grande lavrador era ao mesmo tempo um erudito e um mecenas.

 

A petição que contava com a sua simpatia  verga-se perante a sua memória e apresenta as suas condolências à ilustre família enlutada, em especial à sua viúva Senhora D.Isabel Barreira Antunes Bairrão e aos seus filhos e nossos amigos Luís, Bernardo e Guida.



Com a morte de Luís Bairrão desaparece um dos últimos grandes lavradores abrantinos. Um homem que amava a terra e a compreendia, como diria o nosso amigo e Mestre Gonçalo Ribeiro Telles.

 

Marcello de Noronha

Créditos : Foto do Prof. B.Oleiro- U.Coimbra

Foto de Luís Bairrão- A Barca (obrigado Margarida!!!!)



publicado por porabrantes às 23:17 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Eurico de Castro Zuzarte

A prisão do apaixonado co...

Bom Feriado

Nem os mortos respeitam

Não há mais nada a dizer

Dr.Gilberto Vasco (2)

Imprensa diocesana retrat...

Colega da cacique no olho...

O assunto não deve ser p...

Quando Gomes Mor se senta...

arquivos

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pico

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

república

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10

21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds